Antidepressivos

  • A depressão é uma doença que afeta:

  • O bem estar físico provocando cansaço, alterações no sono e mudanças de apetite.

  • O bem estar mental provocando alterações de ânimo, no pensamento e no comportamento.

Sintomas Psicológicos da Depressão

  • Baixo Astral

  • Perda de interesse nas coisas que costuma apreciar

  • Ansiedade

  • Embotamento emocional

  • Problemas de concentração e de memória

  • Delírios

  • Alucinações

  • Impulsos suicidas

Sintomas Psicológicos da Depressão

  • Baixo Astral

  • Perda de interesse nas coisas que costuma apreciar

  • Ansiedade

  • Embotamento emocional

  • Problemas de concentração e de memória

  • Delírios

  • Alucinações

  • Impulsos suicidas

Sintomas Psicológicos da Depressão

  • Baixo Astral

  • Perda de interesse nas coisas que costuma apreciar

  • Ansiedade

  • Embotamento emocional

  • Problemas de concentração e de memória

  • Delírios

  • Alucinações

  • Impulsos suicidas

  • Hoje, o PNI não está restrito às conquistas contra a Pólio.Doenças que afligiam milhares de crianças brasileiras estão controladas: as formas graves de tuberculose, o tétano, o sarampo, a coqueluche, a difteria, a rubéola e a febre amarela.

Como as vacinas funcionam!

  • Antígeno: porção ou produto de um agente biológico capaz de estimular a formação de anticorpos.

  • Anticorpos: Proteínas especiais do organismo que protegem contra vírus e bactéria.

  • Memória Imunológica: A habilidade do organismo de responder ao vírus ou bactéria após a vacina ou doença; esta habilidade frequentemente se mantém por muitos anos.

Imunidade Natural x Adquirida

  • A Imunidade contra uma doença pode ser alcançada com a vacinação ou com a exposição a doença.

  • O que é isto? Como funciona? A qual preço?

As Vacinas e seu organismo

  • As vacinas contém versões mortas ou enfraquecidas de vírus e bactérias;

  • Elas preparam seu organismo para lutar contra as doenças;

  • Quando a vacina entra no seu corpo, você passa a produzir anticorpos;

  • Uma vez que os anticorpos são produzidos em respostas a vacina, eles se tornam parte permanente do sistema imune do seu organismo;

  • A “Memória imunológica” tem duração maior para algumas vacinas do que para outras.Algumas vezes a revacinação é necessária para se manter a proteção.

Agentes Imunizantes

Agentes Imunizantes

CALENDÁRIO DE VACINA

  • Crianças

  • Adultos

Idosos

  • Idosos

  • Adolescentes

População Alvo do Programa de Imunizações

  • Crianças < 5 anos;

  • Adolescentes;

  • Mulheres em idade fértil;

  • Adultos;

  • Idosos;

  • Grupos de risco;

  • Grupos especiais.

Calendário de vacinas de CRIANÇAS

Calendário de vacinas de CRIANÇAS

Calendário de vacinas de CRIANÇAS

ATENÇÃO

  • Aplicação de uma ou mais vacina, no mesmo dia não oferece risco*.

  • O intervalo de administração das vacinas contra febre amarela e tríplice viral deve ser superior a 15 dias, quando aplicado no mesmo dia.

  • A vacina contra febre amarela não deve ser aplicada em gestantes.

  • Se o esquema de vacinação for interrompido, não é mais necessário reinicia-lo, basta completar as doses que faltam.

  • Em situações de bloqueio a tríplice viral deverá ser administrada a partir dos 6 meses de vida.

Calendário de vacinas de ADOLESCENTES

Calendário de vacinas de Adultos

ATENÇÃO!

  • Individuo que já recebeu 3 doses ou mais de DPT, dT ou Dt, aplica uma dose de reforço a cada 10 anos.

  • Adolescentes com 2 doses de Tríplice Viral devidamente comprovada, não precisa esta dose.

  • A vacina contra Influenza é oferecida aos maiores de 60 anos na Campanha Anual de vacinação do Idoso e no CRIE para os grupos de riscos.

  • A vacina contra Pneumococos é aplicada durante a Campanha de vacinação do Idoso , nos indivíduos que convivem em Instituições Geriátricas, Hospitais, Asilos, Casas de Repouso e no CRIE para grupos de riscos.

Eventos Adversos

  • Todo e qualquer sinal e sintoma que uma pessoa vacinada apresentar é um evento adverso pós-vacina.

Por que acontecem?

  • Relacionados aos vacinados

  • Idade

  • Doenças concomitantes

  • Comprometimento imunológicos.

  • Relacionados á vacina

  • Componentes da vacina/produção/predisposição orgânica dos vacinadores.

  • Técnica de preparo e de aplicação das vacinas.

Eventos Adversos

  • Evento adverso comum ou esperado que se apresenta com maior intensidade ou frequência, não exige notificação.

  • Evento adverso comum ou esperado que exige notificação.

  • Evento adverso que exige notificação.

  • Evento adverso que exige notificação imediata e contra-indica dose seguinte da vacina.

BCG

  • Úlcera com diâmetro maior que 1 cm.

  • Linfadenopatia não supurativa

  • Linfadenopatia regional supurada

BCG

  • Abscessos subcutâneos frios

  • Abscessos subcutâneo quentes

  • Reação quelóide

  • Lesões resultantes de disseminação:

  • * pele

  • * osteoarticulares

  • * órgãos do tórax, abdome e linfonodos

  • * lesões generalizadas

Hepatite B

  • Edema, eritema e nódulo indolor no local da injeção.

  • Mal-estar, cefaléia, astenia, mialgia e artralgia.

  • Febre de 37,5 ºc nas primeiras horas após a aplicação.

  • Febre igual ou acima de 39,5ºC nos dois primeiros dias após a aplicação.

  • Abscesso frio.

  • Abscesso quente.

  • Choque anafilático é raro e grave.

Tetravalente-DPT+HIB

  • Febre

  • Hiperemia, calor, endureciemtno e edema local.

  • Nódulo indolor local

  • Sonolência

  • Anorexia

  • Vômito

  • Abscessos quente e frios

  • Choro persistente

  • Reações de hípersensibilidade cutãnea-urticária, exantema ou petéquias.

Tetravalente

  • Convulsão- aparece nos três primeiros dias após aplicação.

  • Episódio hipotônico hiporresponsivo, palidez , cianose perioral, hipotonia, diminuição ou ausência de respostas aos estímulos.

  • Encefalopatia- geralmente nas primeiras 72 horas, podendo ocorrer até 7 dias após a aplicação.Choque anafilático.

Poliomielite

  • Caso de poliomielite associado ao vacinado.

  • Caso de poliomielite associado ao comunicante do vacinado.

Tríplice viral (Caxumba, Sarampo, Rubéola)

  • Reações locais- dor, eritema, ardência e/ou enduração.

  • Reações alérgicas- eritema com prurido no local da aplicação e exatema.

  • Febre de 39,5ºC ou mais- surge normalmente no 5º dia apo´s a vacianção.

  • Púrpura trombocitopênica (manchas violáceas ou arroxeadas)

  • Manifestações neurológicas- menigites assépticas, encefalites, encefalopatias e panencefalite.

  • Choque anafilático.

  • Artralgia ou artrite- associado ao componente da rubéola.

DT/dT

  • Dor, eritema, edema no local da aplicação.

  • Linfadenopatia.

  • Febre, raramente superior a 39ºC.

  • Abscessos quentes e frios.

  • Neuropatia periférica.

  • Síndrome de Guillain Barré.

  • Choque anafilático.

  • Reação de Arthus ou reação de hipersensibilidade do tipo III.

Contra Influenza

  • Reações Locais- dor, edema, eritema e enduração.

  • Mal-estar, febre baixa e mialgia.

  • Choque anafilático.

Rotavírus

  • Nenhum evento clinico específico foi relacionado a esta vacina.

Medidas de prevenção

  • Triagem criteriosa- idade, antecedentes de doenças, uso de medicamentos, antecedentes vacinais.

  • Informação sobre o benefício da vacina, os eventos esperados, o retorno a Unidade de Saúde na presença de alguma intercorrência.

  • Registrar a vacina administrada e o respectivo lote.

  • Conhecer a composição e dosagem da vacina.

  • Cumprir normas de conservação preparação e aplicação de vacina.

O que fazer diante de um efeito adverso após vacina?

  • Proceder a notificação e investigação do caso.

  • Prestar assistência e acompanhamento adequado.

"Se você tivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido muitas verdades que insisto em dizer brincando... Falei, muitas vezes, como um palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da platéia que sorria."

  • "Se você tivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido muitas verdades que insisto em dizer brincando... Falei, muitas vezes, como um palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da platéia que sorria."

Comentários