Trabalho do curso de férias apresentado

  • Trabalho do curso de férias apresentado

  • à disciplina de Química Farmacêutica

  • do Curso de Farmácia da Faculdade

  • Mauricio de Nassau.

  • Professora:

  • Aracelly França

  • Recife, Janeiro de 2012

Introdução

  • Introdução

  • Histórico

  • Hipófise

  • Hipotálamo

  • Hormônios da hipófise posterior (neuro-hipófise)

  • Hormônios da hipófise anterior (adeno-hipófise)

  • Conclusão

A glândula hipófise, também chamada de pituitária, secreta vários hormônios polipeptídicos, e é dividida em três partes, denominadas lobos anterior, posterior e intermédio, esse último pouco desenvolvido no homem. O lobo anterior (maior) é designado adeno-hipófise e o lobo posterior, neuro-hipófise. Essas duas partes principais da glândula possuem íntima relação com os hormônios do hipotálamo, pelo fato deles regularem a síntese e a secreção dos hormônios da hipófise.

  • A glândula hipófise, também chamada de pituitária, secreta vários hormônios polipeptídicos, e é dividida em três partes, denominadas lobos anterior, posterior e intermédio, esse último pouco desenvolvido no homem. O lobo anterior (maior) é designado adeno-hipófise e o lobo posterior, neuro-hipófise. Essas duas partes principais da glândula possuem íntima relação com os hormônios do hipotálamo, pelo fato deles regularem a síntese e a secreção dos hormônios da hipófise.

Glândula vestigial (sem função fisiológica);

  • Glândula vestigial (sem função fisiológica);

  • 1886, o médico francês Marie descobriu a existência de acromegalia e tumor nessa glândula;

  • 1895, Olivier e Schäfer demonstraram que possuia atividade pressora;

  • 1906; foi observado por Dale efeitos ocitócicos de seu extrato;

  • 1921, Evans e Long a partir de estudo com ratos observaram seu efeito gonadotrófico;

  • 1927, foi demonstrado por Kamm que o lobo posterior da hipófise tinha efeitos pressores e ocitócicos;

  • 1933; extratos adrenocorticotróficos da parte anterior da hipófise foram preparadas por Collip e colaboradores;

  • 1950, as estrutura da oxitocina e vasopressina foram determinadas por du Vigneaud e colaboradores, assim como a síntese total de cada uma delas;

  • Nos últimos anos as pesquisas foram orientadas no sentido de realizar a síntese e esclarecer o mecanismo de ação destes hormônios.

Glândula do tamanho de uma ervilha que está situada dentro de uma cavidade óssea na base do cérebro, localizado atrás da base do nariz por baixo do cérebro, produz uma grande quantidade de hormônios.

  • Glândula do tamanho de uma ervilha que está situada dentro de uma cavidade óssea na base do cérebro, localizado atrás da base do nariz por baixo do cérebro, produz uma grande quantidade de hormônios.

  • Cada hormônio afeta uma parte específica do corpo (o órgão ao qual se dirige o Hormônio).

  • A hipófise controla o funcionamento da maioria das outras glândulas endócrinas.

  • Produz dois hormônios, a ocitocina (OCT) e o hormônio antidiurético (ADH) que são transportados para a neuro hipófise onde são armazenados, além de liberar fatores que regulam a atividade da adenoipófise.

  • Função é manter a homeostase, por meio da coordenação entre o sistema nervoso e o sistema endócrino.

Os hormônios são produzidos nos corpos celulares dos nervos posicionados no hipotálamo, e são então transportados pelos axônios das células nervosas em direção à hipófise posterior.

  • Os hormônios são produzidos nos corpos celulares dos nervos posicionados no hipotálamo, e são então transportados pelos axônios das células nervosas em direção à hipófise posterior.

  • Ocitocina: atua no útero favorecendo as contrações no momento do parto, e em nível mamário facilita a secreção do leite.

Vasopressina (ADH): regula a contração dos vasos sangüíneos, regulando a pressão e ação antidiurética sobre os túbulos dos rins.

  • Vasopressina (ADH): regula a contração dos vasos sangüíneos, regulando a pressão e ação antidiurética sobre os túbulos dos rins.

  • Obtidos por via sintética ou da extração da hipófise de animais saudáveis usado na alimentacao humana.

Secretam numerosos hormônios diferentes, que estimulam vários órgãos ou tecidos alvos.

  • Secretam numerosos hormônios diferentes, que estimulam vários órgãos ou tecidos alvos.

  • Sua síntese e secreção são reguladas por hormônios derivados do hipotálamo, que são os hormônios liberadores hipotalâmicos e os hormônios inibidores hipotalâmicos, que alcançam a hipófise através da corrente sanguínea.

  • Hormônios identificados e sintetizados:

  • Hormônio somatotrófico (GH) - Hormônio do crescimento.

  • Hormônio tireotrófico (TSH) - Estimula a glândula tireóide.

  • Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) - Age sobre o córtex das glândulas supra-renais. Regula a secreção de vários ACTH, principalmente a hidrocortizona;

  • Hormônio folículo-estimulante (FSH) - Age sobre a maturação dos folículos ovarianos e dos espermatozóides.

Hormônio luteinizante (LH) - Estimulante das células intersticiais do ovário e do testículo; provoca a ovulação e formação do corpo amarelo.

  • Hormônio luteinizante (LH) - Estimulante das células intersticiais do ovário e do testículo; provoca a ovulação e formação do corpo amarelo.

  • Hormônio lactogênico (LTH) ou prolactina - Interfere no desenvolvimento das mamas, na mulher e na produção de leite.

  • Hormônio lipotrófico (LPH) - Parece possuir potencial para produzir vários efeitos metabólicos;

  • Hormônio melanócito-etimulante (MSH) – Responsável por alterações pigmentárias;

  • Os hormônios designados pelas siglas FSH e LH podem ser reunidos sob a designação geral de gonadotrofinas.

Foram preparados análogos sintéticos dos oito homônimos isolados da hipófise anterior.

  • Foram preparados análogos sintéticos dos oito homônimos isolados da hipófise anterior.

  • Apenas alguns naturais e diversos análogos são sintetizados e comercializado, como:

  • - acetato de seráctido

  • - codáctido

  • - corticotrofina (ACTH-Cortrofina)

  • - gonadrofiona cariônica ( Humegon, Maturon, Pregnyl)

  • - menotrofinas (Pergonal)

  • - norleusáctido (pentacosáctrido)

  • - tetracosáctido (cosintropina, tetracosactrina, Cortrosina)

  • - titrofina

  • - tosáctido

Inibidores de alguns desses homônimos:

  • Inibidores de alguns desses homônimos:

  • Inibidores da prolactina:

  • - Lergotrila

  • - Pergolida

  • - Bromocriptina - agonista da dopamina

  • - Nome comercial - Parlodel® /Bagren®

  • - Usado no tratamento da tumores da hipófise, doença de Parkinson, hiperprolactinemia, síndrome neuroléptica maligna e diabetes tipo 2

  • - Estimulação de receptores dopaminérgicos no sistema nervoso central, no aparelho cardiovascular, no eixo hipófise-hipotálamo e no tracto gastrointestinal.

  • -Derivado semi-sintético do péptido α-ergocriptina (alcalóides da cravagem do centeio )

  • - Derivados do esqueleto tetracíclico, octahidro-indoloquinoleico, cujos precursores são o triptofano, o ácido mevalónico e a metionina.

  • - Comercializada como um sal (metanosulfonato) solúvel na água

- Cabergolina- agonista da dopamina

  • - Cabergolina- agonista da dopamina

  • - Nome comercial- Dostinex®

  • - Derivado da cravagem dos cereais (ergolina)

  • - Amenorréia,oligomenorréia, anovulação, galactorréia, síndrome da sela vazia, com hiperprolactinemia assoaciado, adenoma hipofisário e hipotensão postural

  • - Cabergolina é um pó branco solúvel em álcool etílico, clorofórmio, e N, N-dimetilformamida (DMF); pouco solúvel em ácido clorídrico 0,1 N; muito pouco solúvel em n-hexano, e insolúvel em água.

Inibidores da gonadodrofina:

  • Inibidores da gonadodrofina:

  • - Paraxipropina

  • - Buserelina- Análogo da GnRH (Hormônio liberador de gonadotrofina) .

  • -Promove a estimulação da produção de LH e FSH. Normalmente a resposta de LH é muito maior que a de FSH

  • - Utilizado como anticoncepcional, na endometriose e no carcinoma de próstata

Inibidor da hipófise anterior:

  • Inibidor da hipófise anterior:

  • - Danazol (Ladogal ®) - derivado esteróide sintético da etisterona, com efeitos progestacionais.

  • - Exerce efeito supressivo sobre o eixo hipotálamo-hipofisáriogonadal,

  • possivelmente interferindo com a síntese de esteróides gonadais

  • através da inibição de enzimas envolvidas na esteroidogênese.

Os hormônios produzidos pela hipófise são regulados pelo hipotálamo e são de grande impontância para sobrevivência humana, uma vez que são responsáveis pela homeostase, através do sistema nervoso e fisiológico. Contudo, a química farmacêutica durante muito tempo desenvolve pesquisas para produção de sintéticos ou análogos mais eficientes às patologias e/ou deficiências hormonais nos seres humanos, assim melhorando sua qualidade de vida.

  • Os hormônios produzidos pela hipófise são regulados pelo hipotálamo e são de grande impontância para sobrevivência humana, uma vez que são responsáveis pela homeostase, através do sistema nervoso e fisiológico. Contudo, a química farmacêutica durante muito tempo desenvolve pesquisas para produção de sintéticos ou análogos mais eficientes às patologias e/ou deficiências hormonais nos seres humanos, assim melhorando sua qualidade de vida.

http://www.brasilescola.com/biologia/hipofise.htmhttp://www.webciencia.com/11_23endo.htm

  • http://www.brasilescola.com/biologia/hipofise.htmhttp://www.webciencia.com/11_23endo.htm

  • http://www.afh.bio.br/endocrino/endocrino1.asp

  • http://www.jorgebastosgarcia.com.br/endocrino.html

  • http://aprendizhistoriadora.blogspot.com/2011/08/o-ensino-de-historia.html

  • http://corticoidestireoide93.blogspot.com/2011_05_01_archive.html

  • http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0708/g25_centeio/criptina.html

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Bromocriptina

  • http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0708/g25_centeio/acc.html

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Buserelina

  • http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0708/g25_centeio/ca.html

http://www.lookchem.com/Buserelin-acetate-USAN-JAN-/

  • http://www.lookchem.com/Buserelin-acetate-USAN-JAN-/

  • http://www.pdamed.com.br/diciomed/pdamed_0001_03924.php

  • http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/BM/BM[26441-1-0].PDF

  • http://www.lookchem.com/300w/201001/img/434-03-7.jpg

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Danazol

  • http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/1889/tumores_e_nodulos_hipofisarios.htm

  • http://www.drugs.com/pro/cabergoline.html

  • http://pt.encydia.com/ca/Hormona

  • http://www.mundoeducacao.com.br/biologia/hipotalamo.htm

  • Korolkovas, andrejus. Quimica Farmaceutica. Ed. Guanabara, 1988. pags. 671-674.

  • Silva Penildo. Farmacologia, 4 edicao. Ed. Guanabara, 2001. pags 339-344.

  • http://www.biomedicinapadrao.com/2011/07/como-cocaina-age-no-cerebro.html

  • http://embrioglandulasendocrinas.blogspot.com/2010/11/glandula-hipofise.html

Comentários