[Desenho Técnico] Aula 09 - Elaboração de Esboços

[Desenho Técnico] Aula 09 - Elaboração de Esboços

(Parte 1 de 2)

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Introdução

A habilidade de desenhar à mão livre é muito importante para os estudantes de cursos técnicos e de engenharia.

A elaboração de esboços, além favorecer a análise gráfica das projeções ortogonais, ajuda a desenvolver o sentido de proporcionalidade.

Os materiais necessários para elaboração de esboços são: lápis, borracha e papel.

Na elaboração de desenhos à mão livre, ainda que a perfeição dos traços seja importante, é muito mais importante o rigor das proporções e a correta aplicação das normas e convenções de representação.

É tendência dos principiantes dedicar excessiva atenção à perfeição dos traços em detrimento das outras condições.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Para desenhar à mão livre não é necessário possuir dons especiais, basta dominar os músculos do pulso e dos dedos e praticar com persistência e coerência que a habilidade para esboçar será adquirida naturalmente com a prática.

Existem algumas recomendações que devem ser seguidas para facilitar a elaboração de desenhos à mão livre.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Recomendações

O antebraço deve estar totalmente apoiado sobre a prancheta.

A mão deve segurar o lápis/lapiseira naturalmente, sem forçar, e também estar apoiada na prancheta.

Deve-se evitar desenhar próximo às beiradas da prancheta, sem o apoio do antebraço.

O antebraço não estando apoiado acarretará um maior esforço muscular, e, em conseqüência, imperfeição no desenho.

Os traços verticais, inclinados ou não, são geralmente desenhados de cima para baixo e os traços horizontais são feitos da esquerda para a direita.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Retas

Para traçar um segmento de reta que une dois pontos, deve-se colocar o lápis em um dos pontos e manter o olhar sobre o outro ponto (para onde se dirige o traço).

Não se deve acompanhar com a vista o movimento do lápis.

Inicialmente desenha-se uma linha leve para, em seguida, reforçar o traço corrigindo, eventualmente, a linha traçada.

Não se pode pretender que um segmento reto traçado à mão livre seja absolutamente reto, sem qualquer sinuosidade.

Como já foi destacado, muito mais importante que a perfeição do traçado é a exatidão e as proporções do desenho.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Arcos

O melhor caminho para desenhar circunferências (arcos) é marcar previamente, sobre linhas perpendiculares entre si, as distâncias radiais, e a partir daí fazer o traçado do arco, conforme mostra abaixo

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

Para desenhar à mão livre as projeções ortogonais de qualquer objeto, é conveniente seguir as recomendações seguintes:

Analisar previamente qual a melhor combinação de vistas que representa a peça, de modo que não apareça ou que apareça o menor número possível de linhas tracejadas.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

Esboçar, com traço muito leve e fino o lugar de cada projeção, observando que as distâncias entre as vistas devem ser visualmente iguais.

A escolha da distância entre as vistas é importante porque, vistas excessivamente próximas ou excessivamente afastadas umas das outras, tiram a clareza e dificultam a interpretação do desenho.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

Desenhar os detalhes resultantes das projeções ortogonais, trabalhando simultaneamente nas três vistas.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

Reforçar com traço definitivo (contínuo e forte) os contornos de cada vista.

Com o mesmo traço (contínuo e forte) acentuar em cada vista os detalhes visíveis.

Desenhar em cada vista, com traço médio, as linhas tracejadas correspondentes às arestas invisíveis.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

Apagar as linhas de guia feitas no início do desenho.

Conferir cuidadosamente o desenho resultante.

Prof. BrennoFerreira de Souza –Engenheiro Metalúrgico

Traçado de Projeções

(Parte 1 de 2)

Comentários