(Parte 3 de 3)

2R R h

D d

30 cmA

42 cm água óleo A B

a) Apenas Ib) Apenas I e IV. c) Apenas I e II.
d) Apenas I e IVe) Apenas I, I e IV.

w.rumoaoita.com

28) (ITA-97) Um tubo vertical de secção S, fechado em uma extremidade, contém um gás, separado da atmosfera por um êmbolo de espessura de massa específica ρ. O gás, suposto perfeito, está à temperatura ambiente e ocupa um volume V = SH(veja figura). Virando o tubo tal que a abertura fique voltada para baixo, o êmbolo desce e o gás ocupa um novo volume, V’ = SH’. Denotando a pressão atmosférica por P0, a nova altura H’ é :

a) d (P0 + ρgd)/ (P0 - ρgd). b) d P0 /(P0 - ρgd)
c) H P0 /(P0 - ρgd)d) H d (P0 + ρgd)/ P0.

29) (ITA-97) Um mol de gás perfeito está contido em um cilindro de secção S fechado por um pistão móvel, ligado a uma mola de constante elástica k. Inicialmente, o gás está na pressão atmosférica P0 e temperatura T0, e o comprimento do trecho do cilindro ocupado pelo gás é L0, com a mola estando indeformada. O sistema gás-mola é aquecido e o pistão se desloca de uma distância x. Denotando a constante de gás por R, a nova temperatura do gás é

a) T0 + X(P0 S + kL0)/ Rb) T0 + L0(P0 S + kX)/ R.
c) T0 + X(P0 S + kX)/ Rd) T0 + kX(X + L0)/ R.

30) (ITA-97) Um vaporizador contínuo possui um bico pelo qual entra água a 20o C, de tal maneira que o nível de água no vaporizador permanece constante. O vaporizador utiliza 800 W de potência, consumida no aquecimento da água até

C e na sua vaporização a 100o C. A vazão de água pelo bico é:

x L0 d d H’ w.rumoaoita.com

Observações

Como esta é a primeira versão, ela está passível de erros. Caso você encontre algum erro, contate-nos através do email juliosousajr@gmail.com para que possa rever a questão e que possamos tornar esse arquivo ainda mais confiável.

(Parte 3 de 3)

Comentários