Apostila MS-DOS

Apostila MS-DOS

(Parte 1 de 2)

Informática Básica – Sistemas Operacionais – Aplicativos – Prof. Marcos César Bottaro 48

não tem muita intimidade com o Sistema Operacional MS-DOS

Apesar de o Sistema Operacional MS-DOS ser um dos pioneiros, ele é muito utilizado nas empresas e por Técnicos da área de informática, mas o usuário comum

O MS-DOS (MICROSOFT – SISTEMA OPERACIONAL DE DISCO) é um conjunto de rotinas criadas para tornar mais fácil a comunicação entre homem e máquina.

O DOS é responsável por serviços gerais de manutenção e organização em uma estrutura informatizada, sendo sua principal tarefa, habilitar a máquina para que possamos trabalhar com ela.

sua participação

O DOS é composto de vários arquivos de programas (comandos) sendo que cada comando tem a sua função dentro do BIT-SISTEMA. Porem o arquivo mais importante do BIT-SISTEMA é o COMMAND. COM, que é responsável pela preparação lógica da máquina para trabalhar ou seja, é ela quem avisa aos componentes internos da máquina que o usuário deseja fazer algum serviço e exige

O processo de ligamento da máquina se chama BOOT ou “carga do sistema operacional” e deve sempre se ter um disco (HD) com DOS se desejar usar um computador e também um disquete de boot para qualquer eventualidade com o seu HD. “COMPUTADOR SEM SISTEMA E EQUIVALENTE A UM CARRO SEM COMBUSTÍVEL” .

Ao se ligar o equipamento, existe um programa na memória ROM chamado

BIOS Basic Input Output System ou Sistema Básico de Entrada e Saída que ordena ao computador a buscar no drive principal (HD-HARD DISK OU DRIVE A) o sistema operacional (COMMAND.COM), ao encontra-lo, ira fazer a BOOT e a máquina estará apta a trabalhar, caso contrario dará a mensagem “DISCO SEM SISTEMA”- “Non System Disk or Disk Error”.

abertura de arquivos, memória para teclado (buffers) etc

Apos o COMMAND.COM, a máquina localiza o arquivo de configuração de sistemas (CONFIG.SYS), que determina os limites da máquina com relação à

Configurado o sistema, tentara localizar o arquivo AUTOEXEC.BAT que executara automaticamente todos os comandos encontrados. Todos os processos acima descritos são executados automaticamente, bastando para isso que se tenha o DOS no drive principal.

COMMAND OU CMD, na barra de tarefas do Windows é o atalho do MSDOS.

Informática Básica – Sistemas Operacionais – Aplicativos – Prof. Marcos César Bottaro 49

TIPOS DE COMANDOS Existem dois tipos básicos de comandos no DOS;

INTERNOS: São carregados para a memória juntos com o COMMAND.COM e não estão discriminados separadamente como arquivos em disco.

EXTERNOS: São comandos que para serem executados, deverão ser gravados em disquete, caso contrário não é possível a sua utilização.

Muitas vezes necessitamos mudar a unidade de trabalho (DRIVE) em que nos encontramos, que para ver um dado que esteja no outro disco ou executar determinado programa. Normalmente existem dois DRIVES A e B nos equipamentos, porém podem existir mais (C , D , etc.. ) porem para mudar de drive usamos a mesma forma em todos eles, normalmente o drive C é utilizado para o HD, o drive D é utilizado para o Multi-Mídia.

O Sistema Operacional MSDOS é o mais conhecido e utilizado nos micros

PC, pois facilita o trabalho dos usuários no seu dia a dia e também é muito utilizado pelos programadores, analistas e contabilistas que se interagem no mundo da informática.

Como já vimos DOS é o sistema operacional e Windows "Sistema ou,

Ambiente Operacional ? " , pois é, sem o DOS , o Windows95 e Windows98 não funciona, agora o Windows2000 já esta começando a trabalhar mais sozinho. O Windows XP tem sua própria plataforma, não necessita do MS-DOS, mas alguns programas não funcionam no Windows XP (jogos, linguagem Clipper, etc). DOS Æ alguns dos comandos que são manipulados pelo teclado.

mouse
Arquivos DOS, ficam no sub-diretório do WINDOWS\COMMAND.

WINDOWS Æ "JANELA" seus comandos geralmente são manipulados pelo

Lista de alguns Comandos do MS-DOS Classificação em Ordem Alfabética

Attrib Prompt RD

CD Edit Rename (Ren) Cls Exit Time Copy Format Tree Date Label Type

Del MD Ver Deltree Men Vol Dir Move

COMANDOS - Nomes, Explicação e Sintaxe.

Exibe ou altera os atributos de arquivo. Este comando exibe, define ou remove os atributos Somente para Leitura, Arquivo, Sistema e Oculto atribuídos aos arquivos ou diretórios. ATTRIB [+R|-R] [+A|-A] [+S|-S] [+H|-H][[unidade:] [caminho]nome do arquivo] [/S]

O sinal + ativa os comandos e o sinal – desativa os comandos.

R Æ Define o atributo de arquivo somente para leitura. A Æ Define o atributo de arquivo para um arquivo. S Æ Define o arquivo como sendo um arquivo de sistema. H Æ Define o arquivo como sendo oculto

Informática Básica – Sistemas Operacionais – Aplicativos – Prof. Marcos César Bottaro 50

Comando para entrar ou sair de diretório ou sub-diretório.

CD[..] o seu cursor vai direto para a raiz.
CD\ volta para o Diretório ou Pasta anterior

Sintaxe: CD [unidade:][caminho]

Limpa a tela. A tela que foi limpa apresenta somente o aviso de comando e o cursor. Sintaxe CLS

Sintaxe:COPY [/Y|/-Y] origem [/A|/B] [+ origem [/A|/B] [+ ...]][destino [/A|/B]][/V]

Copia um ou mais dos arquivos para o local especificado. Este comando também pode ser utilizado para combinar arquivos. Quando mais de um arquivo for copiado, o MS-DOS exibe cada nome-de-arquivo à medida que o arquivo é copiado.

Exibe a data e emite um aviso se for necessário alterar a data. O MS-

DOS grava a data atual para cada arquivo que for criada ou alterada, esta data será listada ao lado do nome-de-arquivo no diretório. Sintaxe: DATE [m-d-a]

DEL (Apagar)

Exclui os arquivos especificados. Sintaxe: DEL [unidade:][caminho]nome-de-arquivo [/P]

DELTREE – (apagar diretórios) Cuidado ao utilizar este comando.

Exclui um diretório, seus arquivos e todos os subdiretórios e arquivos abaixo do mesmo. Sintaxe: DELTREE [/Y] [unidade:]caminho [[unidade:]caminho[...]]

Exibe uma lista dos arquivos e subdiretórios de um diretório. Quando você utiliza DIR sem parâmetros ou opções, o nome do volume e o número de série do disco serão exibidos; um diretório ou nome de arquivo por linha, incluindo a extensão do nome de arquivo, o tamanho do arquivo em bytes, e a data e hora em que o arquivo foi modificado pela última vez; e o número total de arquivos listados, seu tamanho cumulativo e o espaço livre (em bytes) remanescente no disco.

DIR/P Æ mostra os diretórios e arquivos, pausando a cada tela

Sintaxe DIR/W Æ mostra os diretórios em colunas.

Inicia Editor do MS-DOS, que pode ser utilizado para a criação e edição de arquivos de texto ASCII.O Editor do MS-DOS é um editor de tela cheia que possibilita a criação, edição, gravação e impressão de arquivos de texto ASCII. Com a utilização do Editor do MS-DOS, pode-se escolher comandos de menus e especificar informações e preferências em caixas de diálogo. O Editor do MS-DOS contém Ajuda on-line extensiva sobre as técnicas e comandos do MS-DOS. Sintaxe: EDIT [[unidade:][caminho]nome-de-arquivo] [/B] [/G] [/H] [/NOHI]

Informática Básica – Sistemas Operacionais – Aplicativos – Prof. Marcos César Bottaro 51

Finaliza o programa COMMAND.COM (o interpretador de comando) e retorna para o programa que iniciou o COMMAND.COM, se um existir. Sintaxe : EXIT

Formata um disco para ser utilizado com o MS-DOS. O comando FORMAT cria um novo diretório principal e uma tabela de alocução de arquivos no disco. Pode também verificar áreas inválidas no disco e apagar todos os dados do disco. Para que o MS-DOS seja capaz de utilizar o novo disco, é preciso primeiro usar este comando para formatá-lo.

Sintaxe: FORMAT [U:]

Sintaxe: MD [unidade:]caminho ouMD [unidade:]caminho

Cria um diretório. O comando MD pode ser usado para criar uma estrutura de diretórios em múltiplos níveis.

Exibe a quantidade de memória utilizada e livre no computador. O comando

MEM pode ser usado para exibir informações sobre as áreas de memória alocada, áreas de memória livre e programas atualmente carregados na memória. Sintaxe: MEM

(Parte 1 de 2)

Comentários