dimensionamento de pessoal

dimensionamento de pessoal

(Parte 4 de 5)

Semi-intensivos

Intensivos Obs.: Considerando, para efeito do cálculo, os dados do Quadro 1

Considerando: Índice de segurança técnica – IST – 15 (nunca inferior)

Jornada semanal de trabalho – JST – Considerar 20; 24; 30; 32,5; 36 e 40 horas Período de tempo: 4, 5 e 6 horas – PT Distribuição percentual dos profissionais de enfermagem:

Assistência mínima e intermediária, de 3 a 37% de enfermeiros e os demais são técnicos de enfermagem;

Assistência semi-intensiva, de 42 a 46% de enfermeiros e os demais são técnicos e/ou auxiliares de enfermagem;

Assistência intensiva, de 52 a 56% de enfermeiros, demais são técnicos de enfermagem.

Cálculo de Quadro de Pessoal (QP) para Unidades de Internação:

• Cálculo da quantidade de profissionais (QP) de enfermagem para unidade de internação

Onde THE (total de horas de enfermagem) calcula-se como segue abaixo:

Importante:

Para berçário e unidade de internação em pediatria, caso não tenha acompanhante, a criança menor de seis anos e o recém-nascido devem ser classificados com necessidades de cuidados intermediários.

O paciente crônico com idade superior a 60 anos, sem acompanhante, classificado pelo SCP com demanda de assistência intermediária ou semi-intensiva deverá ser acrescido de 0,5 às horas de Enfermagem.

Onde: Km = Constante Marinho (cálculo abaixo)

DS = dias da semana = 7 JST = jornada semanal de trabalho (20, 30, 36h...) IST = Índice de segurança técnica = 15% = 1.15

A distribuição de profissionais por categoria deverá seguir o grupo de pacientes de maior prevalência

QP = Km x THE THE = {(PCM x 3,8) + (PCI x 5,6) + (PCSI x 9,4) + (PClt x 17,9)}

Km = DS x IST JST

Portanto Km é uma constante conforme quadro abaixo:

Opção de fórmula para Cálculo de Pessoal:

Onde: DS = dias da semana

IST = índice de segurança técnica JST = jornada semanal de trabalho

Exemplo de exercício para Unidade de Internação:

Em uma unidade com 36 leitos, distribuídos entre 21 pacientes com cuidados mínimos e 15 pacientes com cuidados intermediários, qual será a necessidade de pessoal de enfermagem para as 24h, sabendo que a taxa de ocupação é de 80% e a JST é de 36h?

Taxa de ocupação:

21 pacientes com cuidados mínimos x 80% = 16,8 15 pacientes com cuidados intermediários x 80% = 12

QP = Km x THE

JST 36

Km = DS x IST =====> Km = 7 x 1.15 =====> Km = 0,2236

THE = {(PCM x 3,8) + (PCI x 5,6) + (PCSI x 9,4) + (PCIt x 17,9)} THE = {(16,8 x 3,8) + (12 x 5,6)} => THE = 131,04 QP = 0,2236 x 131,04 = 29,30 =====> QP = 29

Km (20) Km (24) Km (30) Km (32,5) Km (36) Km (40) Km (4)

Fórmulas de Fugulin

QP = Nº Leitos (%) x HS ENF x DS + IST JST

Distribuição por categoria: • Pacientes prevalentes são de cuidados mínimos

• Enfermeiros = 9 (3%) • Técnicos ou Auxiliares de Enfermagem = 20

Cálculo de Quadro de Pessoal (QP) para Unidades Especializadas:

Locais onde são desenvolvidas atividades especializadas por profissionais de saúde, tais como:

• Ambulatório; • Pronto-socorro;

• Central de material;

• Centro cirúrgico;

• Hemodiálise;

• Etc.

Sítios Funcionais – visão tridimensional:

• Atividades; • Período de tempo;

• Local (ou área operacional).

Considerar ainda: Período de tempo de 6 horas (M, T, N1 e N2)

M = Período de trabalho de 6 horas (7h às 13h); T = Período de trabalho de 6 horas (13h às 19h); N1 = Período de trabalho de 6 horas ( 19h à 1h); N2 = Período de trabalho de 6 horas (1h às 7h).

Cálculo de profissionais de enfermagem para unidades especializadas:

Onde: Km = utiliza valores pré-calculados TSF = total de sítios funcionais

QP (SF) = Km (SF) x TSF

Constante Marinho – Km

(Parte 4 de 5)

Comentários