1. Resp. d

  1. (Unitau-SP) Um corpo de massa 0,25kg descreve uma trajetória circular de raio 0,5m com velocidade constante e freqüência de 4Hz. A força centrípeta tem intensidade:

a) 4N

b) 8N

c) 80N x

d) 800N

e) zero

  1. resp. e

Dados: sen 53º = 0,80 e cos 53º = 0,60.

dade, respectivamente, conforme a figura. Sendo a massa de A igual a 3kg; a massa de B igual a 2kg, g = 10m/s2; e 0,3, o coeficiente de atrito dinâmico entre os blocos e a superfície, a força de contato entre os blocos é de:

a) 24N

b) 30N

c) 40N

d) 10N

e) 18N x

  1. A figura abaixo, mostra dois blocos em repouso. O coeficiente de atrito estático entre o bloco B, de massa 30kg, e a superfície de apoio é de 0,6. Considere que a polia e o fio são ideais. Qual o maior valor, em kg, da massa do bloco A, para que o sistema permaneça em repouso? Resp.d

  1. (UFPE) Um bloco de massa desconhecida recebe um impulso sobre uma superfície horizontal de gelo, saindo com velocidade de 20m/s até parar, depois de percorrer 80m. Tomando-se a aceleração da gravidade local igual a 10m/s2, pode-se concluir que o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o gelo vale:

a) 0,25 x

b) 0,15

c) 0,35

d) 0,45

e) 0,55

a) F = 280N

b) F = 380N

c) F = 480N x

d) F = 180N

e) F = 580N

  1. (IME-RJ) No plano inclinado da figura, os corpos A e B, cujos pesos são de 200N e 400N, respectivamente, estão ligados por um fio que passa por uma polia lisa. O coeficiente de atrito entre os corpos e os planos é 0,25. Para que o movimento de torne iminente, deve ser aplicada, ao corpo A, resp.b

a) 50N x

b) 60N

c) 70N

d) 40N

e) 80N

  1. Uma caixa de 20kg é lançada para cima num plano inclinado de 20º com velocidade inicial de 12m/s. O coeficiente de atrito entre o plano inclinado e a caixa é de 0,15. Determine a distância máxima que a caixa percorrerá para cima no plano inclinado. Resp. c

Dados: sen 20º = 0,34, cos 20º = 0,94 e g = 10m/s2

  1. A massa de bloco na figura, é de 4,0kg e a de m2 é de 2,0kg. O coeficiente de atrito entre m2 e o plano horizontal é de 0,60. O plano inclinado é liso. Determine a tensão na corda.

Dados: sen 37º = 0,6, cos 37º = 0,8 e g = 10m/s2.

a) T = 26N

b) T = 36N

c) T = 46N

d) T = 56N

e) T = 16N x

  1. (FAA-SP) Qual é a força horizontal capaz de tornar iminente o deslizamento do cilindro, de 50kgf de peso, ao longo do apoio em V, mostrado na figura? O coeficiente de atrito estático entre o cilindro e o apoio vale 0,25. Resp.d

  1. Dois blocos de 4kg e 8kg de massa são ligados por uma corda e deslizam para baixo em um plano inclinado de 37º, conforme mostra a figura. O coeficiente de atrito entre o bloco de 4kg e o plano é 0,25; e entre o de 8kg e o plano é 0,50. Calcule a aceleração de cada bloco. Resp. a

Dados: sen 37º = 0,6, cos 37º = 0,8 e g = 10m/s2.

  1. Em uma superfície horizontal, apóia-se um corpo de peso P = 10kgf,

em local onde a aceleração da gravidade vale g = 10m/s2. Aplica-se, sobre o corpo, uma força F paralela ao plano horizontal de apoio. Sabendo-se que o corpo adquire movimento acelerado, com aceleração constante y = 2m/s2 e que o coeficiente de atrito dinâmico entre as superfícies e o corpo é  = 0,2, calcule a intensidade da força F.

a) F = 50N

b) F = 60N

c) F = 70N

d) F = 40N x

e) F = 80N

  1. (UFPE) Um corpo de massa igual a 1,5kg, sujeito à ação de uma força horizontal de 12N, desloca-se com velocidade constante sobre um plano horizontal não polido. Em um dado instante, o corpo entra numa região perfeitamente polida do plano horizontal e passa a executar um movimento uniformemente acelerado. Sendo a aceleração da gravidade local igual a 10m/s2, pode-se concluir que o coeficiente de atrito cinético da 1ª região e a aceleração do corpo (em m/s2) na 2ª região são, respectivamente:

a) 0,8 e 8

b) 0,4 e 4

c) 0,8 e 4 x

d) 0,2 e 2

e) 0,2 e 8

  1. Um bloco, escorregando sobre uma mesa, passa por um ponto a 4,0m da borda com uma velocidade de 4m/s. O bloco deixa a mesa, que tem 1,25 de altura e atinge o solo a 1m de distância. Qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e a mesa? (g = 10m/s2) Resp. e

  1. Na figura, representa-se um caminhão, inicialmente, em repouso sobre uma pista plana e horizontal. Na carroceria, apóia-se um bloco de massa M.

Sendo  o coeficiente de atrito estático ente o bloco e a carroceria, e g o valor da aceleração da gravidade local, determine a máxima intensidade da aceleração que o caminhão pode adquirir sem que o bloco escorregue. Resp. a

  1. (UFPE) O coeficiente de atrito entre os pneus de um carro e o pavimento de uma estrada plana e horizontal é 0,75. Qual a máxima velocidade em km/h que o veículo poderá desenvolver ao fazer a curva de 30m de raio sem o perigo de derrapar? Considere a aceleração da gravidade igual a 10m/s2.

a) 60

b) 30

c) 54 x

d) 33

e) 80

  1. Na figura, representa-se um pêndulo fixo em 0, oscilando num plano vertical. No local, despreza-se a influência do ar e adota-se g = 10m/s2. A esfera tem massa de 3,0kg, o fio é leve e inextensível, apresentando comprimento de 1,5m. Se, na posição A, o fio forma com a direção vertical um ângulo de 53º, e a esfera tem velocidade igual a 2,0m/s, determine a intensidade da força tensora no fio.

Dados: sen 53º = 0,80 e cos 53º = 0,60

a) T = 29N

b) T = 26N x

c) T = 28N

d) T = 27N

e) T = 25N

  1. A figura seguinte representa uma lata de paredes lisas, dentro da qual se encaixa perfeitamente um bloco de concreto, cuja massa vale 2,0kg. A lata está presa a um fio ideal, fixo em 0 e de 1,0m de comprimento. O conjunto realiza loopings circulares num plano vertical: Resp. c

  1. O pêndulo da figura oscila em condições ideais, invertendo seu movimento sucessivamente nos pontos A e C:

A esfera tem massa de 1,0kg e o comprimento do fio leve e inexten-sível vale 2,0m. Sabendo que no ponto B (mais baixo da trajetória), a

a) 2N x

b) 4N

c) 5N

d) 8N

e) 7N

  1. Um carro de corridas desloca-se em uma curva a uma velocidade constante de 324km/h. O raio da curvatura da pista é 810m medido horizontalmente e a sua superelevação, ângulo q, na figura é:  = arc tg 0,25 Determine o mínimo coeficiente de atrito entre a pista e os pneus do carro, se não deve haver tendência de deslizamento do carro. Resp. d

a) 2271m

b) 371m

c) 571m x

d) 471m

e) 671m

  1. Um balde com água, preso a uma corda, descreve uma circunferência vertical de 2,5m de raio. Qual deve ser a velocidade mínima do balde no ponto mais alto para que não caia água? Resp. a

  1. Uma pedra de 1kg de massa está presa à extremidade de um cordão de 1m de comprimento, cuja carga de ruptura é de 625N; a pedra descreve uma circunferência horizontal sobre uma mesa sem atrito. A outra extremidade do cordão é mantida fixa. Determine a velocidade máxima que a pedra pode atingir sem rebentar o cordão.

a) V = 35m/s

b) V = 25m/s x

c) V = 45m/s

d) V = 15m/s

e) V = 55m/s

  1. Resp.e

  1. (ESAL-MG) Um bólido de Fórmula 1 com massa de 800kg entra numa curva de raio 50m, com velocidade constante de 144km/h. Supondo não haver escorregamento lateral do bólido, a força de atrito estático entre pneus e piso é da ordem de:

a) faltam dados;

b) 25.600N x

c) 40.000N

d) 331.776N

e) 4.000N

  1. Uma moto percorre a lombada esquematizada na figura, que, vista em corte, pode ser assimilada a um arco de circunferência de raio R contido num plano vertical. Ao passar no ponto A, o mais alto da lombada, a moto recebe da pista uma força de reação normal 25% menor do que aquela que receberia se estivesse em repouso. Se no local a aceleração da gravidade vale g, qual o módulo da velocidade da moto no ponto A? Resp. d

  1. Diz-se que um avião voando na horizontal faz uma volta-padrão quando a realiza em 2 minutos. Determine o raio da circunferência descrita. Resp. d

Comentários