Telecurso 2000 Química Nível Médio - qui49

Telecurso 2000 Química Nível Médio - qui49

O que vocΠvai aprender

Seria bom jÆ saber lMetais pesados lQuantidades de substâncias lDescarte de efluentes fiO que Ø precipitar fi Filtraçªo fi Decantaçªo fiElemento químico fiSoluçıes concentradas e diluídas

Existem vÆrias substâncias que se formam em soluçıes muito diluídas. JÆ vimos alguns exemplos, como os hidróxidos de cobre e de ferro, carbonato de cÆlcio, carbonato de cobre, carbonato de ferro, cloreto de prata, cloreto de chumbo e muitos outros. Os íons de metais pesados, muito prejudiciais à saœde, sªo retirados de Æguas jÆ usadas, antes que elas sejam lançadas nos rios. A primeira separaçªo Ø feita por precipitaçªo, e depois por filtraçªo ou decantaçªo.

Os íons normalmente analisados na Ægua dos rios sªo: íons de bÆrio, cÆdmio, chumbo, cobre, crômio, mercœrio, zinco, manganŒs, ferro e níquel.

lSerÆ que todos esses íons formam compostos insolœveis?

Quase todos os metais que estªo nessa lista formam hidróxidos insolœveis.

O œnico que nªo forma hidróxido insolœvel Ø o bÆrio. Mas, nesse caso, nªo hÆ problema, porque o bÆrio precipita-se com carbonato, formando carbonato de bÆrio (insolœvel). Mas, se a limpeza da Ægua do rio for feita pela precipitaçªo desses hidróxidos, sempre vai sobrar um pouco desses íons na soluçªo. VocŒ deve estar pensando que essa concentraçªo de íons ainda Ø prejudicial à saœde.

Na realidade, nós precisamos da maioria desses metais. Mas em concentraçªo muito baixa. A questªo toda Ø a quantidade que vocŒ ingere. Qualquer coisa pode fazer bem ou mal, dependendo da quantidade ingerida. Mesmo a Ægua, que Ø essencial para a vida, pode matar se for ingerida em quantidade muito grande.

AtØ o sal pode ser muito prejudicial se vocŒ ingeri-lo em grande quantidade.

A aspirina, que parece tªo inofensiva, tambØm pode causar grandes problemas se ingerida em quantidade superior à recomendada pelo mØdico.

Mais Ø sempre melhor?

Isto lhe interessa

AULA49

A dose de um remØdio - isto Ø, a quantidade que vocŒ deve tomar por dia -

Ø muito importante. VocŒ nªo deve mudar a dose por conta própria. Pode ser muito perigoso. A dose do remØdio Ø muito bem calculada, de acordo com o peso da pessoa. Geralmente a dose Ø calculada por quilo de peso. Nªo pense que aumentar a dose do remØdio cura mais depressa. VocŒ nªo pode aumentar a dose, porque o efeito do remØdio depende da concentraçªo do remØdio no corpo. Se a concentraçªo for alta demais, o remØdio se transforma em veneno!

Tem mais um ponto que seria bom que vocŒ soubesse. Tudo que vocŒ come ou toma leva algum tempo para sair do seu corpo. Isso acontece com remØdios tambØm. É por isso que vocŒ nªo pode mudar, por conta própria, nem a dose nem o intervalo de tempo entre as doses do remØdio. Se vocŒ tomar o remØdio antes do tempo, poderÆ aumentar a concentraçªo do remØdio no seu corpo, pois seu organismo ainda nªo eliminou a dose anterior. É como se vocŒ tivesse aumentado a dose do remØdio.

A Ægua que sai das indœstrias precisa ser tratada para que a Ægua dos rios, que no fim vem parar nas nossas torneiras, nªo tenha uma concentraçªo de metais que seja prejudicial à nosssa saœde

As Æguas residuais das indœstrias sªo tratadas com substâncias que precipitam os íons metÆlicos prejudiciais. Os precipitados desses metais, que sªo separados das Æguas residuais das indœstrias, recebem tambØm um tratamento especial. Nªo podem ser jogados fora em qualquer lugar. Geralmente, os resíduos na forma de precipitados tŒm volume muito pequeno, entªo eles sªo enterrados ou misturados com materiais que nªo entram em contato direto com as pessoas, como por exemplo o concreto.

Para enterrar esses resíduos, o local deve ser escolhido com cuidado. Em primeiro lugar, Ø claro que eles nªo sªo enterrados em lugares onde haja lençol subterrâneo de Ægua por perto; e, depois, esses compostos sªo quase insolœveis. Entªo, a quantidade de substância que vai se dissolver na Ægua da chuva Ø muito pequena.

VocŒ precisa saber lCertas indœstrias produzem, como resíduos, soluçıes de íons de metais tóxicos. A Ægua com esses íons nªo pode ser jogada nos rios. Antes, Ø preciso retirar esses metais. Isso pode ser feito por precipitaçªo.

lOs resíduos sólidos de uma indœstria geralmente sªo enterrados, mas longe de lençóis subterrâneos de Ægua.

lUma substância pode ser tóxica em grande quantidade, mas benØfica em pequena quantidade.

lMuitos dos metais que sªo tóxicos em grande quantidade existem em pequena quantidade no nosso organismo, onde sªo muito importantes.

lTodo remØdio deve ser receitado por mØdico e deve ser tomado na quantidade e no intervalo de tempo receitados. Tomar mais remØdio nªo ajuda a sarar; ao contrÆrio, faz muito mal.

lDoseDoseDoseDoseDose Ø uma forma de expressar a quantidade de um remØdio que se toma.

AULA49 lPor que remØdio demais faz mal?

Vamos pensar num antibióticoantibióticoantibióticoantibióticoantibiótico, que Ø um remØdio próprio para combater infecçıes. Ele deve matar a bactØria que causa a infecçªo.

A bactØria Ø um micróbio, isto Ø, uma cØlula viva, como as cØlulas que formam nosso organismo. Entªo, se o antibiótico mata a bactØria, tambØm pode matar cØlulas do nosso corpo.

Por isso, o antibiótico precisa ser tomado na dose certa: abaixo da dose, nªo combate as bactØrias; acima dela, Ø prejudicial ao organismo.

HÆ outro problema com antibióticos. O mØdico receita o remØdio para ser tomado durante certo nœmero de dias e em certo intervalo de horas. Geralmente, sªo 7 dias e a dose Ø para ser tomada de 8 em 8 horas. Esses prazos precisam ser obedecidos, mesmo que os sintomas da doença desapareçam antes.

Se o tratamento for interrompido antes do prazo, podem ter sobrado algumas bactØrias. Como sªo poucas, nªo provocam mais a doença.

Se o tratamento com o antibiótico for interrompido, elas se reproduzem e dªo origem a bactØrias resistentes ao antibiótico. Daí a pouco, elas jÆ se multiplicaram de tal forma que causam novamente a doença, só que agora esse antibiótico nªo vai funcionar mais. Entªo a infecçªo pode nªo ter cura.

Se o antibiótico Ø tomado em intervalos irregulares, as bactØrias adquirem resistŒncia mais facilmente. Nos intervalos em que a concentraçªo do remØdio no organismo Ø baixa, as bactØrias conseguem reproduzi-se e dar origem a bactØrias resistentes.

Todos os remØdios tŒm efeitos colateraisefeitos colateraisefeitos colateraisefeitos colateraisefeitos colaterais, isto Ø, eles causam algum prejuízo que nªo tem nada a ver com a doença.

Por exemplo: a aspirinaaspirinaaspirinaaspirinaaspirina, que Ø usada para baixar a febre, afeta a parede do estômago. Se for tomada em dose menor que a indicada, ela nªo tem efeito. Em dose maior, ataca o estômago.

Os remØdios funcionam numa faixa muito estreita de concentraçªo. Por isso,

Ø importante seguir a receita do mØdico à risca.

O que acontece com os remØdios tambØm acontece com certos metais. Em grande quantidade, sªo tóxicos. Mas, se estiverem ausentes do nosso organismo, aparecem certas doenças. Se nós nos alimentamos corretamente, recebemos esses metais na dose certa.

Metais tóxicos geralmente envenenam as pessoas quando elas tomam Ægua poluída por efluentes de indœstrias.

Efluentes Efluentes Efluentes Efluentes Efluentes sªo substâncias que uma indœstria produz e joga fora. Por isso Ø importante que as indœstrias façam o tratamento de seus efluentes. Hoje, a legislaçªo exige esse tratamento.

Um dos graves problemas de envenenamento por metais Ø o fato de que o efeito nocivo pode nªo aparecer logo, mas só depois de muito tempo.

Ocorre que o efeito Ø cumulativocumulativocumulativocumulativocumulativo. Isso significa que o metal se acumula no organismo, ou seja, ele nªo Ø eliminado.

No começo da exposiçªo ao veneno, a concentraçªo no organismo Ø baixa e nªo hÆ problema. Aos poucos a concentraçªo vai aumentando, atØ causar uma doença.

Vamos pensar mais

AULA49 oQual Ø o problema dos metais pesados e como esse problema Ø resolvido.

oQual Ø o composto insolœvel que a maioria dos metais pesados forma.

oQue nós precisamos de alguns metais pesados e por que eles nªo nos fazem mal.

oPor que Ø preciso seguir à risca a receita de um remØdio.

oQue nunca se deve aumentar a dose de um remØdio por conta própria. oOnde sªo jogados os resíduos sólidos de uma indœstria.

Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1

Como podemos retirar íons de cÆlcio, prata e chumbo presentes na Ægua? Explique.

Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2

RemØdios devem ser tomados na quantidade e no tempo certos. Explique por quŒ.

Exercício 3Exercício 3Exercício 3Exercício 3Exercício 3 Por que Ø importante tratar a Ægua que sai das indœstrias?

Exercício 4Exercício 4Exercício 4Exercício 4Exercício 4 Resíduos industriais podem ser enterrados em qualquer lugar? Explique.

Agora eu sei

Vamos exercitar

Comentários