posições cirurgicas completo

posições cirurgicas completo

Introdução Existem diferentes posições que facilitam a realização de exames físicos e diagnósticos, cirurgias e tratamentos. Cada uma delas possui características e finalidades próprias. Posicionar o cliente de acordo com o exame que será realizado significa expor a área que será examinada. As mudanças de posições podem ocasionar tonturas, mal-estar e palidez, por isso a enfermagem deve ficar atenta quanto a possíveis queixas do cliente, bem como orientá-lo sobre a importância da posição corporal assumida, promover sua privacidade e conforto com o uso de lençóis, travesseiros e biombos.

Desenvolvimento

Para auxiliar no exame físico é necessário colocar o paciente na posição correta e cobri-lo. A posição em que o paciente deverá ser colocado é determinada pelo tipo de exame especial a ser feito. Para todo e qualquer exame o procedimento deverá ser explicado e transmitir segurança e uma boa assistência. As posições usadas com maior frequência seguem-se:

Posição ortostática ou ereta:

O Paciente fica em pé com os pés um pouco afastados um do outro e com os membros superiores estendidos naturalmente junto ao corpo. O peso fica distribuído equitativamente nos MMII.

Posição sentada:

O paciente fica sentado numa cadeira na maca ou no leito com as mãos repousando sobre as coxas.

Exemplos:cirurgia de mamoplastia,dreno de tórax .

Posição/decúbito dorsal:

O paciente fica deitado na maca ou leito com o ventre para cima, membros superiores e inferiores relaxados.O paciente deve ser colocado deitado de costas, com as pernas estendidas ou ligeiramente fletidas para provocar o relaxamento dos músculos abdominais.Os braços devem estar estendidos ao longo do corpo. O lençol que recobre o paciente deve estar solto na cama.

Exemplos:cesariana,tireoidectomia.

Decúbito lateral direito:

O paciente fica deitado com o lado direito para baixo, pernas levemente fletidas, braço direito em abdução, o lado esquerdo para cima e o braço repousando sobre a face lateral da coxa.

Exemplos:cirurgias renais,massagens nas costas.

Decúbito lateral esquerdo:

O paciente fica deitado com o lado esquerdo para baixo, pernas levemente fletidas, braço esquerdo em abdução, o lado direito para cima e o braço repousando sobre a face lateral da coxa.

Decúbito ventral:

O paciente fica deitado com o ventre para baixo, braços fletidos e mãos sob a testa.

Exemplos:laminectomia,cirurgias tórax posterior.

Posição de Litotomia (Litotômica):

Posição que se assemelha à ginecológica. Colocar o paciente em decúbito dorsal, com a cabeça e os ombros ligeiramente elevados.

As coxas devem estar bem flexionadas sobre o abdômen, afastadas uma da outra e as pernas sobre as coxas. Normalmente, para se colocar o paciente nesta posição, usam-se suportes para os joelhos (perneiras).

Indicações: Cirurgia ou exames de períneo, reto, vagina e bexiga.

Exemplos:hemorroidectomia.histerectomia vaginal.

Posição genu-peitoral:

O paciente deve ser colocado ajoelhado sobre a cama com os joelhos afastados, as pernas estendidas e o peito apoiado sobre a cama. A cabeça deve estar lateralizada, apoiada sobre os braços.

Exemplos: exames vaginais e retais.

Posição supina:

Paciente fica deitado em decúbito dorsal com travesseiros sobre a cabeça, braços estendidos ao longo do corpo, pernas estendidas ou ligeiramente fletidas.

Posição prona:

Paciente fica em decúbito ventral com a cabeça virada para um dos lados, braços abduzidos para cima, com cotovelos fletidos e pernas estendidas.

Posição de Sims:

Colocar o paciente em decúbito lateral esquerdo, mantendo a cabeça apoiada no travesseiro. O corpo deve estar ligeiramente inclinado para frente, com o braço esquerdo esticado para trás, de forma a permitir que parte do peso do corpo apóie sobre o peito. O braço direito deve ser posicionado de acordo com a vontade do paciente e os MMII devem estar flexionados; o direito, mais que o esquerdo.

Exemplos: exames vaginais, retais, clister e lavagem intestinal.

Posição de Trendenlenburg:

O paciente é colocado em decúbito dorsal horizontal, com o corpo num plano inclinado, de forma que a cabeça fique mais baixa em relação ao corpo.

Exemplos: Cirurgias da região pélvica, estado de choque tromboflebites.

Posição de Flower:

Colocar o paciente em decúbito dorsal, elevar a cabeceira da cama até que o tronco do paciente atinja um ângulo de 45 graus em relação à cama.

Exemplos: Para alimentação e em patologias respiratórias, de modo geral.

Técnicas usadas para posições de exames:

-Lava as mãos; - explicar o procedimento e a finalidade ao paciente; - colocar a mesa de exame ou o leito na posição horizontal; - deitar o paciente horizontalmente de costas; - manter os membros superiores ao longo do corpo em posição anatômica e os inferiores alinhados; - manter o paciente protegido com o lençol, espondo apenas a área a ser examinada; - deixar o paciente em posição confortável após o exame; - lavar as mãos; - proceder ás anotações no prontuário.

Após determinarmos a posição que iremos utilizar para iniciar o exame físico, Lavar as mãos, luva de procedimento, unhas curtas para não ferir, aquecer as mãos.

O enfermeiro(a) emprega os órgão dos sentidos: a visão, o tato, a audição e o olfato. Utiliza também instrumentos:

  1. Esfigmomanômetro.

  2. Relógio.

  3. Termômetro.

  4. Foco de luz/ lanterna. . .

  5. Oftalmoscópio.

  1. Laringoscópio

  2. Rinoscópio.

  3. Espátula. .

  4. Régua e fita métrica.

  5. Lubrificantes.

  6. Algodão e gaze.

  7. Martelo para reflexo.

  8. Alfinetes.

  9. Balança.

  10. Lápis demográfico.

  11. Material para registro.

Conclusão:

Para realizar um exame com posições cirúrgicas,é necessário que o enfermeiro(a) examine o paciente com todos os cuidados técnicos citados anteriormente e comunique ao paciente quais procedimentos serão realizados,fazer com que o paciente sinta-se à vontade ajuda bastante,pois facilita tanto para o enfermeiro(a) quanto para o paciente,para promover este bem-estar o paciente tem direito a está acompanhado por um familiar ou por outra pessoa de sua preferência.

Ao examinar o paciente,o enfermeiro(a) saberá qual é a posição específica que se adequada ao paciente,pois há diversas posições cirúrgicas,por isso o enfermeiro(a) terá que avaliar cuidadosamente cada caso sabendo assim qual será a posição correta,posicionando-o de maneira correta e mantendo sua integridade humana e sua privacidade,fazendo uso de alguns materiais como o biombo,lençol e travesseiro,isso faz com que o paciente tenha confiança no profissional que o avalia e sinta-se seguro e confortável.

Referências:

http://www.portaleducacao.com.br/enfermagem

http://djc-tecenfermagem.blogspot.com.br/2011/08/posicoes-para-exames.html.

http://www.odiariodeumenfermeiro.com.br/2009/02/nomes-das-posicoes-para-exames.html

Comentários