Aula 01 - História

Aula 01 - História

(Parte 1 de 2)

1

INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA AULA 01

Roteiro da aula:

1. Apresentação da turma e da professora 2. Discussão sobre a importância da disciplina para Agronomia 3. História da computação

Babbage e Ada

O matemático inglês Charles Babbage (1792-1871) é conhecido como o "Pai do

Computador". Babbage projetou o chamado "Calculador Analítico", muito próximo da concepção de um computador atual.

O projeto, totalmente mecânico, era composto de uma memória, um engenho central, engrenagens e alavancas usadas para a transferência de dados da memória para o engenho central e dispositivos para entrada e saída de dados. O calculador utilizaria cartões perfurados e seria automático.

Por algum tempo, o governo britânico financiou Babbage para construir a sua invenção.

Ada Augusta (1815-1852), Lady Lovelace, filha do poeta Lord Byron, era matemática amadora entusiasta. Ada tornou-se a primeira programadora, escrevendo séries de instruções para o engenho analítico. Ada inventou o conceito de subrotina: uma seqüência de instruções que pode ser usada várias vezes em diferentes contextos. Ela descobriu o valor das repetições - os laços (loops): deveria haver uma instrução que retornasse a leitora de cartões a um cartão específico, de modo que a seqüência pudesse ter sua execução repetida. Ela sonhava com o desvio condicional: a leitora de cartões desviaria para outro cartão "se" alguma condição fosse satisfeita.

Infelizmente Babbage teve dificuldades com a tecnologia da época, que era inadequada para se construir componentes mecânicos com a precisão necessária. Com a suspensão do financiamento por parte do governo inglês, Babbage não pode concluir o seu projeto e o calculador analítico nunca foi construído.

Outros personagens

Por volta de 1890, um outro nome entrou na história do computador: Dr. Herman Hollerith (1860-1929).

Os dados do censo de 1880, manualmente processados, levaram 7 anos e meio para serem compilados. Os do censo de 1890 foram processados em 2 anos e meio, com a ajuda de uma máquina de perfurar cartões e máquinas de tabular e ordenar, criadas por Hollerith e sua equipe.

As informações sobre os indivíduos eram armazenadas por meio de perfurações em locais específicos do cartão. Nas máquinas de tabular, um pino passava pelo furo e chegava a uma jarra de mercúrio, fechando um circuito elétrico e causando um incremento de 1 em um contador mecânico.

Mais tarde, Hollerith fundou uma companhia para produzir máquinas de tabulação . Anos depois, em 1924, essa companhia veio a se chamar IBM.

O primeiro computador - 1936

Como a maioria das descobertas tecnológicas, os computadores foram construídos inicialmente para fins militares. O interesse pela construção do primeiro computador foi grande durante a 2ª Guerra Mundial (Alemanha e EUA disputavam essa acirrada corrida contra o tempo). O objetivo principal era agilizar o processo utilizado para codificar e decodificar as mensagens trocadas durante a Guerra e fazer cálculos de balisticas.

O primeiro computador eletromecânico, o chamado Z-1, usava relês e foi construído pelo alemão Konrad Zuse (1910-1995) em 1936. Zuze tentou vendê-lo ao governo para uso militar, mas foi subestimado pelos nazistas, que não se interessaram pela máquina.

A guerra e os computadores

Com a I Guerra Mundial, as pesquisas aumentaram nessa área. Nos Estados Unidos, a Marinha, em conjunto com a Universidade de Harvard e a IBM, construiu em 1944 o Mark I, um gigante eletromagnético. Em certo sentido, essa máquina era a realização do projeto de Babbage.

Mark I ocupava 120 m3, tinha milhares de relês e fazia um barulho infernal. Uma multiplicação de números de 10 dígitos levava 3 segundos para ser efetuada.

Em segredo, o exército americano também desenvolvia seu computador. Esse usava apenas válvulas e tinha por objetivo calcular as trajetórias de mísseis com maior precisão.

Os engenheiros John Presper Eckert (1919-1995) e John Mauchly (1907-1980) projetaram o ENIAC: Eletronic Numeric Integrator And Calculator. Com 18.0 válvulas, o ENIAC conseguia fazer 500 multiplicações por segundo, porém só ficou pronto em 1946, vários meses após o final da guerra.

Válvulas, transistores e circuitos integrados

Já nos anos 30 existiam as válvulas eletrônicas, muito usadas em rádios. Um daqueles antigos rádios possuíam mais ou menos uma dúzia de válvulas eletrônicas. As válvulas funcionavam como relés mais sofisticados. Eram muito mais rápidas que os relés, mas tinham o inconveniente de durarem pouco tempo. Após cerca de 1000 horas de uso, as válvulas "queimavam", assim como ocorre com as lâmpadas. Era então necessário trocar a válvula queimada.

2

Em 1947, um grupo de Standford inventou o transistor. Usando semicondutores, os transistores poderiam substituir as válvulas, sendo menores, mais rápidos e mais duradouros, além de não esquentarem tanto nem consumirem tanta energia. Surgiram assim os primeiros computadores transistorizados.

Eniac em 1946

Nos anos 60, sob a influência do programa espacial americano, o desenvolvimento da microeletrônica levou a construção de circuitos transistorizados integrados em uma única pastilha de silício (chip) de dimensões reduzidas. Dezenas de milhares de transistores são integrados em um chip de alguns milímetros quadrados, dando origem aos circuitos

A válvula parece uma lâmpaO chi da enquanto o transistor parece um garfinho sem cabo. p foi incentivado pela corrida espacial

3 integrados microminiaturizados. Isso possibilitou o surgimento de minicomputadores: computadores poderosos do tamanho de uma escrivaninha.

Em 1970, a Intel, empresa norte-americana, produziu o primeiro microprocessador. Um microprocessador é um circuito integrado do tipo LSI (large scale integration) que contém todo circuito lógico de uma unidade central de processamento em um chip do tamanho de uma unha. Os microprocessadores foram usados na construção de mini e microcomputadores.

Os avanços nessa direção prosseguem até hoje, com os circuitos VLSI (very large scale integration) e os circuitos ULSI (ultra large scale integration).

Também nos anos 70 surgiram grandes computadores, conhecidos como mainframes, imensamente poderosos. A partir desses avanços chegamos ao que é hoje conhecido como o Microcomputador, ou PC (Personal Computer). Umas máquinas pequenas, capazes de desenvolver os mais sofisticados trabalhos, e que se aperfeiçoa cada vez mais.

Gerações de computadores

Os computadores de primeira geração (1945-1959) usavam válvulas eletrônicas, quilômetros de fios, eram lentos, enormes e esquentavam muito.

A segunda geração (1959-1964) substituiu as válvulas eletrônicas por transistores e os fios de ligação por circuitos impressos (circuitos eletrônicos trasistorizados). Isso tornou os computadores mais rápidos, menores e de custo mais baixo.

A terceira geração de computadores (1964-1970) foi construída com circuitos integrados, proporcionando maior compactação, redução dos custos e velocidade de processamento da ordem de microsegundos. Tem início a utilização de avançados sistemas operacionais.

A quarta geração, de 1970 até hoje, é caracterizada por um aperfeiçoamento da tecnologia já existente, proporcionando uma otimização da máquina para os problemas do usuário, maior grau de miniaturização, confiabilidade e velocidade maior, já da ordem de nanosegundos (bilionésima parte do segundo).

OBS: Circuitos integrados são denominados chip, consiste na montagem de elementos de circuitos, como transistores e resistores, em uma única pastilha de cristal de alguns milímetros quadrados. Eles vêm contendo, progressivamente, número crescente de elementos integrados.

ÉpocaEvento Importante na Evolução da Tecnologia

Manual 2000 a.C. Ábaco 1610/1617 Napier’s Bonés (réguas móveis para multiplicar) 1621 Oughtred (régua de cálculo circular)

Mecânica 1642/1647 Pascal (calculadora mecânica - adição e subtração) 1671/1673 Leibniz (calculadora mecânica - adição, subtração, multiplicação e divisão)

4

1750 Início da Revolução Industrial 1801/1805 Jacquard (placa perfurada; programação tecelagem) 1820 Arithmometer de Colmar / Calculadora tem Sucesso 1823/1871 Babbage (máquina diferencial e máquina analítica) 1880/1890 Hollerith (cartão perfurado e máquina de tabulação)

Eletrônica

Válvula (1ª geração de computadores) 1937/1939 ABC (protótipo de computador eletrônico digital) 1937/1944 Mark I (computador eletromecânico - Harvard / IBM) 1940/1941 Z3 (computador eletrônico digital - Alemanha) 1943/1946 ENIAC (primeiro grande computador eletrônico) 1945/1950 Von Neumann (arquitetura lógica e conceitos binários) 1951 Univac I (primeiro computador produzido comercialmente) Transistor (2ª geração de computadores) 1961 IBM 19401 1962 IBM 7094 (totalmente transistorizado) Circuito Integrado (3ª geração de computadores) 1965 IBM 360 1963/1968 Minicomputadores (PDP-8 da DEC e outros) 1969/1971 LSI (Large Scale of Integration / início da 4ª geração) 1969/1975 Início da Revolução da Informação 1971 Intel 4004 (primeiro computador 4 bits) 1975 Mits Altair 80 (primeiro microcomputador) 1975 VLSI (Very Large Scale of Integration) 1975/1976 Cray-1 (primeiro supercomputador) 1977 Apple I 1980/1981 Primeiros micros nacionais / Primeiro protótipo de RISC / IBM 801 1981 IBM PC 1983/1984 Lisa e Macintosh da Apple e IBM AT 1986 Compaq 386 1986 Novos modelos de Macintosh e IBM PS/2 1988/1989 Cinoaq 486 / CD-ROM e CD-EPROM 1990 ULSI (Ultra Large Scale of Integration) 1990/1993 Diversos modelos RISC são lançados 1993 Pentium (586) 1995 Pentium Pro (686) 1997 Pentium I / K6 1998 Pentium I / Atlhon 2000 Pentium IV / Duron

Componentes de um sistema de informação

• SOFTWARE - Seqüência de instruções e comandos que fazem o computador realizar determinada tarefa. Responsável pela organização e metodologia no qual os dados serão processados. o Sistema operacional, Softwares aplicativos (Editor de texto, Navegador de Internet).

• PEOPLEWARE - Pessoa que utiliza o hardware e o software, inserindo ou retirando informações do sistema.

(Parte 1 de 2)

Comentários