química para o nono ano

química para o nono ano

(Parte 1 de 7)

9º ANO

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Conteúdo Página

Introdução à Química 03 Propriedades da matéria 05 Segurança no laboratório 07 Materiais de laboratório 08 Experiências. 13 Substâncias puras 14 Experiências 15 Misturas 16 Estados físicos da matéria 17 Experiências 18 Separando os componentes de uma mistura 19 Experiência 2 As transformações da matéria 24 Experiências. 25 Número atômico e número de massa 26 Íons 29 Comparando átomos 29 Eletrosfera do átomo 30 Classificação periódica dos elementos químicos 32 Ligações químicas 37 Experiências 41 Funções inorgânicas 41 Experiências 4 Reações químicas 47 Experiências 49 Massas e medidas 50 Leis das reações químicas 51

A Química contribui para a melhora da qualidade de vida das pessoas, se souber usá-la corretamente. Nosso futuro depende de como vamos usar o conhecimento Químico.

A química se relaciona com outras ciências Ciências Ambientais: Ecologia e Poluição.

Botânica: Agronomia. Biologia: Anatomia, biologia celular e microbiologia.

Medicina: Farmacologia, radioquímica. Física: Mecânica quântica, física nuclear.

Astronomia: Composição da galáxia.

Geografia: Composição e estrutura de regiões.

A ciência QUÍMICA está voltada para o estudo da matéria, qualquer que seja sua origem. Estuda a composição da matéria, suas transformações e a energia envolvida nesses processos.

Mas, o que é matéria? É tudo aquilo que tem massa e ocupa um lugar no espaço. A matéria pode ter dimensões limitadas, neste caso será um corpo.

Se o corpo possui finalidade específica, teremos então um objeto. Exemplos:

• A madeira, o vidro e o ferro são matérias.

• Um pedaço de madeira, um caco de vidro, uma barra de ferro são corpos.

• Uma cadeira de madeira, um copo de vidro, um balanço de ferro são objetos.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Toda matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas átomos.

O núcleo e a eletrosfera

Os átomos apresentam duas partes fundamentais:

As partículas, fundamentais, que constituem os átomos são: prótons, nêutrons e elétrons.

No núcleo do átomo são encontrados prótons e nêutrons; enquanto que na eletrosfera são encontrados os elétrons.

Estudos permitiram determinar características físicas das partículas atômicas fundamentais, tais como carga elétrica relativa e massa relativa, que podem ser observadas na tabela a seguir:

Partícula Massa relativa Carga relativa Elétron 1/1836 – 1 Próton 1 + 1 Nêutron 1 0

A massa do elétron é desprezível, e não podemos afirmar que o mesmo não tem massa.

O elétron tem uma massa que é, aproximadamente, 1836 vezes menor que a massa do próton.

Os átomos, por sua vez, reúnem-se em grupos denominados moléculas. No caso da substância água, as moléculas são formadas por dois átomos do elemento hidrogênio e um átomo do elemento oxigênio (H2O). Resumindo:

• Átomo é a unidade estrutural da matéria.

• Molécula é a menor porção de uma substância que ainda conserva as propriedades dessa substância

Exercícios:

01) Na química temos alguns conceitos básicos. Estes conceitos são:

a) substâncias e misturas. b) átomos e moléculas. c) coisa e matéria. d) matéria, corpo e objeto. e) reações químicas.

02) As partículas fundamentais de um átomo são:

a) apenas prótons. b) apenas prótons e nêutrons. c) apenas elétrons. d) prótons, nêutrons e elétrons. e) apenas prótons e elétrons.

03) Assinale a afirmação falsa:

a) No núcleo dos átomos encontramos prótons e elétrons. b) Os elétrons estão localizados na eletrosfera. c) O núcleo é a região central do átomo. d) Prótons e elétrons possuem cargas elétricas opostas. e) Os prótons têm carga positiva.

04) É correto afirmar sobre a partícula fundamental do átomo de carga elétrica positiva que:

a) Localiza-se na eletrosfera. b) Possui carga elétrica oposta a do nêutron. c) Chama-se próton. d) Possui massa desprezível. e) Tem massa desprezível.

05) Uma das partículas fundamentais do átomo localiza-se no núcleo, tem carga relativa positiva e unitária e massa relativa igual a 1. Esta partícula chama-se:

a) elétron. b) nêutron. c) neutrino. d) próton. e) substância.

06) Uma gota da substância pura água pode ser dividida, sem perder suas propriedades específicas, até ficar reduzida a:

a) duas substâncias simples. b) uma molécula. c) átomos. d) prótons. e) uma mistura.

07) Um copo de vidro caiu de uma mesa e, ao tocar o chão, quebra em pequenos pedaços. Estes pequenos pedaços podem ser classificados como:

a) átomos de vidro. b) prótons que formam o vidros. c) corpos da matéria vidro. d) objetos de vidros. e) moléculas de vidro.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Quando olhamos à nossa volta, percebemos que alguns materiais aquecem mais rápidos que outros e que, outros se quebram com maior facilidade, alguns são verdes outros são incolores, temos materiais com algum odor, etc.

Em outras palavras, a matéria possui algumas características chamadas de propriedades da matéria.

Algumas destas propriedades podem ser observadas em todas as matérias e outras são características de certo grupo. As propriedades observadas em toda matéria são denominadas de propriedades gerais enquanto que aquelas que podemos observar em certo grupo de matéria são chamadas de propriedades específicas. As propriedades GERAIS mais importantes são:

Denomina-se extensão à propriedade que a matéria tem de ocupar um lugar no espaço, isto é, toda matéria ocupa um lugar no espaço que corresponde ao seu volume.

A unidade padrão de volume é o metro cúbico (m3), mas o litro (L) é também muito usado.

MASSA É a quantidade de matéria que forma um corpo. A massa tem como unidade principal o quilograma (kg).

INÉRCIA É a tendência natural que os corpos têm de manter seu estado de repouso ou de movimento numa trajetória reta.

A medida da inércia de um corpo corresponde à de sua massa. Assim, quanto maior a massa de um corpo, maior será a sua inércia (apresenta maior resistência à mudança do seu estado de repouso ou de movimento).

É a propriedade que os corpos têm de não poder ocupar um mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo.

COMPRESSIBILIDADE É a propriedade que os corpos possuem de terem seu volume reduzido quando submetido a determinada pressão. Isto ocorre porque a pressão diminui os espaços existentes entre as partículas constituintes do corpo.

ELASTICIDADE É a propriedade que um corpo tem de voltar a sua forma inicial, cessada a força a que estava submetido. A elasticidade a compressibilidade variam de um corpo para outro.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

É a propriedade que a matéria tem de não poder ser criada nem destruída, apenas ser transformada. Esta propriedade constitui um dos princípios básicos da química, ciência que estuda as transformações das substâncias.

Além das propriedades comuns a todas as matérias, há propriedades específicas que, por sua vez, dividem-se em organolépticas, químicas e físicas.

São as propriedades pelas quais certas substâncias impressionam nossos sentidos: Cor, sabor, brilho, odor, etc.

As propriedades químicas são aquelas que caracterizam quimicamente as substâncias. Vale destacar a combustão, a hidrólise e a reatividade.

São as propriedades que caracterizam as substâncias fisicamente, diferenciando-as entre si. As mais importantes são: Ponto de fusão, ebulição, solidificação e condensação.

Também destacamos a solubilidade, a densidade, a solubilidade e a condutibilidade.

Uma das propriedades físicas de grande importância é a densidade que corresponde ao quociente entre a massa e o volume de um corpo.

Quanto maior for a massa de um corpo por unidade de volume, maior será a sua densidade e vice-versa.

1 mL de água1 mL de ferro 1 mL de chumbo
pesa 1 gpesa 7,86 g pesa 1,40 g

d = m / v

g / mL ,g / cm3
,kg / L , etc.

A densidade pode ser medida em:

01) Massa, extensão e impenetrabilidade são exemplos de:

a) propriedades funcionais. b) propriedades químicas. c) propriedades particulares. d) propriedades físicas. e) propriedades gerais.

02) Qual das propriedades a seguir são as mais indicadas para verificar se é pura uma certa amostra sólida de uma substância conhecida? a) ponto de ebulição e densidade. b) ponto de fusão e dureza. c) cor e densidade. d) ponto de fusão e visão. e) cor e paladar.

03) Densidade é uma propriedade definida pela relação:

a) massa / pressão b) massa / volume c) massa / temperatura d) pressão / temperatura e) pressão / volume

04) Com relação às propriedades da matéria e às mudanças de fase das substâncias e das misturas, é FALSO afirmar:

a) Cor, odor e sabor são propriedades químicas. b) Densidade, solubilidade, temperatura de ebulição e temperatura de fusão são propriedades usadas na identificação de uma substância. c) As substâncias, durante a mudança de fase, mantêm a temperatura constante. d) As propriedades químicas podem ser usadas como critério na determinação de grau de pureza das substâncias. e) A densidade é uma propriedade física da matéria.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

05) Uma pessoa comprou um frasco de éter anidro.

Para se certificar que o conteúdo do frasco não foi alterado com a adição de solvente, basta que ele determine, com exatidão,

I. A densidade. I. O volume. I. A temperatura de ebulição. IV. A massa.

Dessas afirmações, são corretas APENAS:

a) I e I. b) I e I. c) I e IV. d) I e II. e) I e IV.

06) Qual a massa de 3 mL de acetona, sabendo que sua densidade absoluta é de 0,792 g/mL ?

O laboratório é um local feito especificamente para a realização de experimentos.

Devemos ter neste local instalação de água, gás e eletricidade, além de boa iluminação e ventilação.

Segurança no Laboratório

Num laboratório devemos seguir algumas normas básicas de segurança:

1. Não se deve correr no laboratório. 2. Colocar os livros e os casacos nos locais apropriados; 3. Não comer, nem beber no espaço do laboratório; 4. Não provar absolutamente nada no laboratório;

5. Não abandonar nunca uma montagem ou uma experiência laboratorial; 6. Não ter comportamentos irresponsáveis, nem brincadeiras no espaço do laboratório, pois podem ter conseqüências muito graves;

7. Desligar os bicos de gás, apagar todas as chamas de lamparinas e verificar que os equipamentos elétricos se encontram devidamente fechados antes de deixar o laboratório;

8. Lavar sempre as mãos depois da realização dos ensaios; 9. Evitar tocar na boca, olhos e nariz quando se trabalha em laboratório, pois podem estar contaminadas;

10. Ler cuidadosamente os rótulos dos frascos e embalagens dos reagentes que utilizar; 1. Usar bata e vestuário que possa proteger de derrames e acidentes; 12. Não se deve andar com os cabelos soltos no laboratório; 13. Usar óculos de proteção sempre que se usar substâncias explosivas, nocivas ou inflamáveis;

14. Utilizar luvas para proteger as mãos de substâncias cáusticas ou corrosivas (como os ácidos).

Em caso de acidente, deve sempre informar o responsável do laboratório do sucedido. Adiar a possibilidade de ser ajudado pode trazer graves conseqüências e dificultar uma resolução mais simples!

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Um dos aparelhos mais usados em laboratório, pois fornece a chama para o aquecimento de vários processos.

Ele basicamente apresenta três partes: TUBO:

Onde se encontra as janelas de ar que fornecem oxigênio a fim de alimentar a combustão.

Envolve o tubo e contém as janelas de ar. É através da rotação do anel que se controla a maior ou menor entrada de ar (oxigênio). BASE:

Onde se encontra a entrada de gás e a válvula controladora do gás.

Tubo de vidro fechado em uma das extremidades, empregado para fazer reações em pequenas escalas, em especial testes de reação.

Pode ser aquecido com cuidado diretamente na chama do bico de bunsen.

Suporte de madeira (em geral) que serve para a sustentação dos tubos de ensaio.

Recipiente cilíndrico semelhante a um copo.

Serve para reações entre soluções, dissolver substâncias, efetuar reações de precipitação e aquecer líquidos. Pode ser aquecido sobre a tela de amianto.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Utilizado para titulações, aquecimento de líquidos, dissolver substâncias e reações entre soluções.

Para seu aquecimento, usa-se o tripé com tela de amianto. Por possuir a parte inferior mais larga, se presta melhor em misturas com rotação.

PROVETA ou CILINDRO GRADUADO:

Serve para medir e transferir pequenos volumes de líquidos. Não pode ser aquecido.

É um recipiente esférico provido de colo. É empregado para aquecer líquido ou soluções ou ainda fazer reações com desprendimentos gasosos. Pode ser aquecido sobre tripé com tela de amianto.

Semelhante ao balão de fundo chato, porém, apresentando um colo longo e estreito, onde apresenta um traço de aferição, sendo ainda provido de uma tampa de vidro esmerilhada.

É destinado à obtenção de soluções de concentrações conhecidas.

Não deve ser aquecido, para não sofrer alteração de sua capacidade real, devido a dilatação térmica.

Tubo de vidro aferido, graduado ou não. Serve para medir e transferir volumes líquidos com maior precisão. Apresenta um ou mais traços de aferição, os quais facilitam as medidas volumétricas a serem tomadas. BAQUETA ou BASTÃO DE VIDRO:

É um bastão maciço de vidro e serve para agitar e facilitar as dissoluções, ou manter massas líquidas em constante movimento. Também é empregado para facilitar a transferência de líquidos para determinados recipientes, funis ou filtros colocados nos funis.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Usada para a lavagem de materiais ou recipientes através de jatos de água, álcool ou solventes. FUNIL:

Possui colo curto ou longo, biselado na extremidade inferior.

Usado na filtração, com retenção de partículas sólidas, não deve ser aquecido.

É utilizado em filtração por sucção ou à vácuo, sendo acoplado ao kitassato.

É semelhante a um erlenmeyer, porém apresenta uma saída lateral. É utilizado na filtração á vácuo.

Peça metálica usada para a montagem de aparelhagem em geral.

FUNIL DE DECANTAÇÃO ou SEPARAÇÃO:

É um aparelho de forma aproximadamente esférica ou de pera, possui na sua parte superior uma abertura com tampa de vidro esmerilhada e, na parte inferior, um prolongamento em forma de tubo. Onde há uma torneira.

Grande tubo provido de uma serpentina interna, utilizada na destilação. Tem por finalidade condensar os vapores do líquido.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Semelhante ao balão de fundo chato, sendo que possui uma saía lateral que é ligada a um condensador.

É utilizado para efetuar destilações em pequeno porte.

Suporte para as peças que serão aquecidas. A função do amianto é distribuir uniformemente o calor recebido pelo bico de bunsen.

Sustentáculo para efetuar aquecimentos juntamente com a tela de amianto.

Tubo de vidro graduado, maior que a pipeta e provido de uma torneira na parte inferior.

Este material é graduado para medidas precisas de volumes de líquidos.

Permite o escoamento do líquido, sendo bastante utilizado em uma operação no laboratório chamada de titulação.

Peça metálica usada para a montagem de aparelhagem em geral

ANEL ou ARGOLA:

Usada como suporte para funil ou tela metálica.

Prof. Agamenon Roberto QUÍMICA 9º ANO

Suporte para cadinho de porcelana, quando usado diretamente na chama do bico de bunsen.

Recipiente de forma tronco-cônica, às vezes provido de tampa, e feito de prata, porcelana ou ferro.

É resistente à elevadas temperaturas, sendo por esse motivo usado em calcinações.

(Parte 1 de 7)

Comentários