Nocoes Seguranca em Escavação

Nocoes Seguranca em Escavação

Estabelecer as condições mínimas que devem ser seguidas

  • Estabelecer as condições mínimas que devem ser seguidas

  • na execução de serviços de escavações nas instalações sob

  • a responsabilidade da empresa com a finalidade de

  • dar segurança às pessoas envolvidas, evitar danos

  • materiais às diversas instalações existentes e preservar o

  • meio ambiente.

PE-30-00018 – Segurança em Serviços de Escavação e

  • PE-30-00018 – Segurança em Serviços de Escavação e

  • Sondagem de Dutos Enterrados.

  • NR – 18, item 18.6 – Escavações, fundações e desmontes de

  • rochas.

  • NBR 9061/85 – Segurança de escavações a céu aberto.

Escavação manual: Escavação realizada com auxílio de ferramentas manuais.

  • Escavação manual: Escavação realizada com auxílio de ferramentas manuais.

  • Escavação mecanizada: Escavação realizada com uso de equipamentos motorizados (por ex.: escavadeira, retroescavadeira etc) ou pneumáticos.

  • Estabilidade garantida: Situação de equilíbrio relativa a estruturas, taludes, valas e escoramentos ou outros elementos que não ofereçam risco de colapso ou desabamento, seja por estarem garantidos por meio de estruturas dimensionadas para tal fim ou porque apresentem rigidez decorrente da própria formação (por exemplo:rochas).

  • A estabilidade garantida de uma estrutura será sempre objeto de responsabilidade técnica de profissional legalmente habilitado.

4.1 PROTEÇÃO DAS ESCAVAÇÕES

  • 4.1 PROTEÇÃO DAS ESCAVAÇÕES

  • Tipos:

      • Paredes em taludes;
      • Paredes protegidas com estruturas (escoramento) ;
      • Paredes em taludes naturais e por estruturas
      • (mistas.)

Paredes em taludes

  • Paredes em taludes

4.2 PROTEÇÃO DAS ESCAVAÇÕES

  • 4.2 PROTEÇÃO DAS ESCAVAÇÕES

  • Blindagem Metálica

    • Este tipo de proteção é recomendado para escavações profundas e pontuais, associada ou não ao taludamento do terreno para facilidade de trabalho com máquinas de escavação.
    • A blindagem metálica será constituída de painéis (chapas metálicas enrijecidas com perfis, com os espaços vazios preenchidos ou não com material isolante) e estroncas em tubos metálicos ou perfis soldados.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

      • Para execução de escavações e ou trabalhos de fundações com uso de equipamento de cravação de estacas, principalmente em locais em que haja risco de se atingir instalações subterrâneas, estas somente podem ser iniciadas após ter sido previsto no projeto e/ou elaborado um procedimento específico para realização do trabalho, que contemple o acompanhamento do mesmo em tempo integral, por técnico da empresa.
      • Ainda assim, no procedimento devem ser previstas ações a serem tomadas no caso de terem sido atingidas instalações subterrâneas.
      • Os taludes instáveis das escavações com profundidade superior a 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros) devem ter sua estabilidade garantida por meio de estruturas dimensionadas para este fim. Para escavações com até 1,25m de profundidade pode-se dispensar o escoramento, a menos que seja exigido em face de má qualidade do solo (argila orgânica) ou da presença de água.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

      • Os taludes existentes com altura superior a 1,75m (um metro e setenta e cinco centímetros) devem ter estabilidade garantida.
      • A estabilidade das paredes da escavação (vala ou trincheira) deve ser garantida e avalizada por responsável técnico legalmente habilitado, através do preenchimento e assinatura do Certificado de Escavação com Estabilidade Garantida (Anexo II), após fazer, caso seja necessário, o estudo geotécnico e o projeto para execução da escavação.
      • Para escavação com profundidade inferior a 3,5m (três metros e cinqüenta centímetros), fica a critério do responsável técnico legalmente habilitado a dispensa do estudo geotécnico.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

    • Na execução de escavação mecanizada, independente de sua profundidade, ou manual com profundidade superior a 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros), somente deve ser executada após ter sido autorizada através da emissão de uma Permissão para Trabalho – PT, a qual deverá ter como anexo a Lista de Verificação de Segurança para Trabalhos de Escavação e o Certificado de Escavação com Estabilidade Garantida.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

    • Dependendo do local e das condições do entorno onde a escavação será realizada, o responsável pela emissão da PT poderá exigir que as escavações, manuais ou mecânicas, com profundidade inferior a 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros), sejam acompanhadas pelo Profissional Técnico Legalmente Habilitado (PTLH).
    • A escavação (vala ou trincheira) será inspecionada diariamente pelo técnico ou PTLH, com base na Lista de Verificação e no Certificado de Escavação com Estabilidade Garantida, já preenchidos anteriormente.
    • As escavações com mais de 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros) de profundidade devem dispor de escadas ou rampas, colocadas próximas aos postos de trabalho, a fim de permitir, em caso de emergência, a saída rápida dos trabalhadores.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

    • Os materiais retirados da escavação devem ser depositados a uma distância superior à metade da profundidade da mesma ou 2m (dois metros), a maior das duas, medida a partir da borda do talude.
    • Cuidado especial deve ser dispensado aos materiais que possam rolar para o interior da escavação, devendo ser retirados ou escorados, de modo a evitar acidentes, recomenda-se que seja observado no certificado de valas, emitido pelo PTLH.
    • No período que as pessoas estiverem executando serviços no interior da escavação, as máquinas de escavação e outros equipamentos pesados, devem estar parados e/ou fora da área de influência da escavação, afim de não transmitir esforços dinâmicos que poderão alterar as condições de equilíbrio e estabilidade do solo, como mínimo, 5 metros da borda da vala.

4.3 ESCAVAÇÃO

  • 4.3 ESCAVAÇÃO

    • Em rampas íngremes serão observados fatores de segurança a fim de se evitar deslizamentos e desmoronamentos, permanecendo aberta à vala somente o tempo mínimo necessário para a execução do serviço onde for necessário o corte do terreno, devendo ser elaborado plano para estabilização de taludes e definidas as áreas de bota-fora.
    • Nos locais onde houver dutos adjacentes, deverá ser previsto escoramento da vala para minimizar o risco de deslocamento lateral do terreno que possa exercer pressão sobre o duto vizinho.

4.4 MEDIDAS DE PROTEÇÃO

  • 4.4 MEDIDAS DE PROTEÇÃO

    • Acessos : Os acessos de trabalhadores, veículos e equipamentos às áreas de escavação devem ter sinalização de advertência permanente, do tipo:
    • “Cuidado – área de escavações”.
    • Sinalização de advertência: inclusive noturna, e barreira de isolamento em todo o seu perímetro, para evitar acidentes como a queda de pessoas e/ou veículos, máquinas ou equipamentos no interior da mesma.

4.4 MEDIDAS DE PROTEÇÃO

  • 4.4 MEDIDAS DE PROTEÇÃO

    • Barreiras de isolamento: somente deve ser permitido o uso de fitas zebradas por intervalos de tempo curto,
    • - tempo necessário para instalação de barreiras com resistência mecânica de no mínimo 90 kgf/cm² em seu ponto mais desfavorável, devendo suportar o peso de uma pessoa.
    • - As barreiras de isolamento devem ser preparadas com antecedência , devem estar prontas antes do início das escavações.
    • Escadas, rampas, pontes e ou plataformas antiderrapantes: devem ser utilizadas nas escavações realizadas em locais cuja passagem de pessoas e ou veículos.

Comentários