Curso de Programação em Javascript e HTML

Curso de Programação em Javascript e HTML

(Parte 6 de 10)

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">25

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C

Terminar ou não as linhas com ponto e vírgula

Na 1ª Parte deste curso em "Introdução ao JavaScript", em todos os exemplos apresentados, terminamos cada uma das linhas de código com o caractere ; (ponto e vírgula.) Essa prática visa evitar alguns erros e facilita a sua detecção, por isso ela é recomendada a todos aqueles são iniciantes no estudo do JavaScript.

Porém, ao contrário do que acontece nas linguagens Java e C++, em que o uso do ponto e vírgula é obrigatório, em JavaScript ele é facultativo. A maioria dos programadores de JavaScript não gosta de ver as linhas terminadas com ponto e vírgula e por isso não o usam.

Por isso, os exemplos e exercícios de aplicação que você encontrará daqui pra frente não irão seguir a recomendação do uso do ; (ponto e vírgula), porém sempre que puder use tal recomendação. Lembre-se que você ainda é um iniciante em JavaScript.

Exemplos de Aplicação

Usar ou não usar ponto e vírgula

<script type="text/javascript">

/* As linhas seguintes terminam com ponto e vírgula, que indica o fim da instrução. */ var s = "Kábong"; var z = "El "; var s = z+s; var u="Babalou"; // Repare que na linha anterior colocamos duas instruções numa só linha.

/* Isto foi possível porque as instruções estão separadas por ponto e vírgula */ /* Nas linhas seguintes não se usa ponto e vírgula. O fim da instrução é indicado pelo fim da linha. */ var s1 = "Pibe" var z1 = "El " var ss1 = z1+s1 var u1="Ganda nóia" /* Quando não usamos ponto e vírgula só podemos escrever uma única instrução em cada linha */

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">26

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C

Estude o código JavaScript deste exemplo e leia os comentários que o acompanham. </p>

Letra maiúscula não é equivalente à letra minúscula

Uma outra coisa que devemos levar em conta é que em JavaScript não podemos trocar letras maiúsculas por minúsculas nem minúsculas por maiúsculas. Esta regra aplica-se a nomes de instruções, nomes de variáveis, nomes de funções, nomes de objetos e a tudo o que possa existir num script.

Exemplos de Aplicação

Diferenças entre letra maiúscula e letra minúscula (nomes de variáveis)

<script type="text/javascript">

Como pode ver as variáveis a e A possuem valores diferentes. Nunca esqueça que <b>em JavaScript as maiúsculas e as minúsculas não são equivalentes</b>. </p>

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">27

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C

Diferenças entre letra maiúscula e letra minúscula

<script type="text/javascript">

// Estude as instruções trycatch no capítulo 5
/* Colocamos o código dentro de um bloco trycatch porque quando

<!-- try { tentarmos invocar o método Write (inexistente) do objeto document será gerado um erro de script*/ document.write("Este texto foi escrito pelo método write() do objeto document.") document.write("<br>")

/* Agora no nome do método write() trocamos o w minúsculo por um W maiúsculo */ document.Write("Este texto foi escrito pelo método Write() do objeto document.") } catch(e) { document.write(e) } // --> </script>

Como pode ver a linha que usa o método Write do objeto document não foi executada. Isto aconteceu porque esse método não existe. Em JavaScript Write() não é equivalente a write(). </p>

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">28

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C

Cuidados para se ter com as variáveis

Quando os scripts que escrevemos são curtos, é fácil desenvolver de modo a que cada parte do código não perturbe o funcionamento das outras restantes. No entanto, à medida que os conhecimentos avançam, o número de funções que criamos irá aumentar. Quando isso acontece precisamos ter algum cuidado ao declararmos as variáveis porque podemos fazer com que uma função acabe alterando dados globais, o que pode provocar erros. O primeiro exemplo da lista seguinte ilustra uma situação destas:

Exemplos de Aplicação

Variáveis globais

<script type="text/javascript">

<!-- var s="Canário" var z=s.substring(4,7) // z contém a string "rio"

/* As duas funções seguintes fazem a mesma coisa, mas a primeira altera a variável global z enquanto que a segunda declara uma variável local com o mesmo nome deixando o valor da global inalterado */ function trocarString(c) { var l=c.length // repare que não se usa a palavra var no início da próxima linha z=c.substring(l/2,l)+c.substring(0,l/2) return z } function trocarStringLocal(c) { var l=c.length // repare que se usa a palavra var no início da próxima linha var z=c.substring(l/2,l)+c.substring(0,l/2) return z } // --> </script>

<script type="text/javascript">

<!-- document.write("Antes de invocarmos a função trocarStringLocal() temos z="+z) trocarStringLocal("Cereja") document.write("<br>") document.write("Depois de invocarmos a função trocarStringLocal() temos z="+z) document.write("<br><br>") document.write("Antes de invocarmos a função trocarString() temos z="+z) trocarString("Banana") document.write("<br>") document.write("Depois de invocarmos a função trocarString() temos z="+z) // --> </script>

Se o valor que guardamos na variável z no início do script for necessário mais tarde, estaremos perante um erro porque a função trocarString() alterou o seu valor indevidamente. Se dentro de uma

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">29

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C função usarmos a palavra var ao declaramos variáveis temos a certeza de que não alteramos os valores das variáveis globais. É isso que se faz na função trocarStringLocal(). </p>

Variáveis locais

<script type="text/javascript">

<!-- function trocarString(c) { var l=c.length // repare que se usa a palavra var no início da próxima linha var z=c.substring(l/2,l)+c.substring(0,l/2) return z } // --> </script>

<script type="text/javascript">

<!-- // As 7 linhas seguintes são necessárias para evitarmos um erro de script

// Estude o capítulo 5 para saber mais sobre as instruções trycatch

var s try { s=z //a variável z existe } catch(e) { s='indefinido' //a variável z não existe } document.write("Antes de invocarmos a função trocarString temos z="+s) trocarString("Cereja") document.write("<br>")

// As 6 linhas seguintes são necessárias para evitarmos um erro de script try { s=z //a variável z existe }

<meta name="autor" content="Rafael Feitosa">30

Curso de Programação em JavaScript e HTML Dinâmico Desenvolvimento, aplicações e referências de acordo com as normas do W3C catch(e) { s='indefinido'//a variável z não existe } document.write("Depois de invocarmos a função trocarString() temos z="+s) // --> </script>

(Parte 6 de 10)

Comentários