REVISÃO DE FÍSICA

PROFESSORA JAQUELINE KREBS – 23/03/2010

NOME: ________________________________________ TURMA: _______

01. (Vunesp-SP) Geralmente, acoplado às bombas de abastecimento existe um indicador da densidade do álcool combustível, constituído de duas esferas, de densidades ligeiramente diferentes (d1e d2), mantidas no interior de uma câmara cilíndrica de vidro em posição vertical e sempre repleta de álcool. O álcool está dentro das especificações quando sua densidade d se situa entre d1e d2. Analisando três possíveis configurações das esferas dentro da câmara, mostradas nas figuras A, B e C, um usuário chegou às seguintes conclusões:

I – Quando as esferas se apresentam como na figura A, o álcool está de acordo com as especificações.

II – Quando as esferas se apresentam como na figura B, o álcool tem densidade menor do que a especificada.

III – Quando as esferas se apresentam como na figura C, o álcool tem densidade maior do que a especificada.

Dentre as conclusões apresentadas: R: a

  1. somente I está correta.

  2. somente I e II estão corretas.

  3. somente I e III estão corretas.

  4. somente II e III estão corretas.

  5. I, II e III estão corretas.

02. Uma piscina com 5,0 m de profundidade está cheia com água. Determine:

Considere: g = 10 m/s2 e patm = 1,0 x 105 Pa

  1. a pressão hidrostática a 3,0 m de profundidade;

R: 3,0 x 104 Pa

(b) a pressão absoluta no fundo da piscina;

R: 1,5 x 105 Pa

(c) a diferença de pressão entre dois pontos separados, verticalmente, por 80 cm.

R: 8,0 x 103 Pa

02. A pressão absoluta no fundo de uma piscina é de 1,4 atm. Logo, a profundidade da piscina é de aproximadamente: (g =10m/s², d’água=1.103kg/m³)

R: c

a) 14 m

b) 0,4m

c) 4 m

d) 0,70m

e) n.d.a.

03. (UFSC/2001- Questão 01)

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Usando um canudinho, seria muito mais fácil tomar um refrigerante na Lua do que na Terra, porque a força de atração gravitacional na Lua é menor.

02. É possível a medida aproximada da altitude pelavariação da pressão atmosférica.

04. Uma pessoa explodiria se fosse retirada da atmosfera terrestre para o vácuo. A pressão interna do corpo seria muito maior do que a pressão externa (nula, no vácuo) e “empurraria” as moléculas para fora do corpo. Este é um dos motivos pelos quais os astronautas usam roupas especiais para missões fora do ambiente pressurizado de suas naves.

08. Para repetir a experiência realizada por Evangelista Torricelli, comparando a pressão atmosférica com a pressão exercida por uma coluna de mercúrio, é necessário conhecer o diâmetro do tubo, pois a pressão exercida por uma coluna líquida depende do seu volume.

16. Vários fabricantes, para facilitar a retirada da tampa dos copos de requeijão e de outros produtos, introduziram um furo no seu centro, selado com plástico. Isso facilita tirar a tampa porque, ao retirar o selo, permitimos que o ar penetre no copo e a pressão atmosférica atue, também, de dentro para fora.

32. Quando se introduz a agulha de uma seringa numa veia do braço, para se retirar sangue, este passa da veia para a seringa devido à diferença de pressão entre o sangue na veia e o interior da seringa.

64. Sendo correta a informação de que São Joaquim se situa a uma altitude de 1353 m e que Itajaí está ao nível do mar (altitude = 1 m), podemos concluir que a pressão atmosférica é maior em São Joaquim, já que ela aumenta com a altitude.

Gabarito: 54 (02+04+16+32)

04. (UFSC/2002- Questão 02)

Os alunos de uma escola, situada em uma cidade A, construíram um barômetro para comparar a pressão atmosférica na sua cidade com a pressão atmosférica de uma outra cidade, B.

Vedaram uma garrafa muito bem, com uma rolha e um tubo de vidro, em forma de U, contendo mercúrio. Montado o barômetro, na cidade A, verificaram que a altura das colunas de mercúrio eram iguais nos dois ramos do tubo, conforme mostra a Figura 1.

O professor orientou-os para transportarem o barômetro com cuidado até a cidade B, a fim de manter a vedação da garrafa, e forneceu-lhes a Tabela abaixo, com valores aproximados da pressão atmosférica em função da altitude.

Ao chegarem à cidade B,verificaram um desnível de 8,0 cm entre as colunas de mercúrio nos dois ramos do tubo de vidro, conforme mostra a Figura 2.

Considerando a situação descrita e que os valores numéricos das medidas são aproximados, face à simplicidade do barômetro construído, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

  1. Na cidade A, as alturas das colunas de mercúrio nos dois ramos do tubo em U são iguais, porque a pressão no interior da garrafa é igual à pressão atmosférica externa.

  2. A pressão atmosférica na cidade B é 8,0 cmHg menor do que a pressão atmosférica na cidade A.

04. Sendo a pressão atmosférica na cidade A igual a 76 cmHg, a pressão atmosférica na cidade B é igual a 68 cmHg.

08. A pressão no interior da garrafa é praticamente igual à pressão atmosférica na cidade A, mesmo quando o barômetro está na cidade B.

16. Estando a cidade A situada ao nível do mar (altitude zero), a cidade B está situada a mais de 1000 metros de altitude.

32. Quando o barômetro está na cidade B, a pressão no interior da garrafa é menor do que a pressão atmosférica local.

64. A cidade B encontra-se a uma altitude menor do que a cidade A.

Gabarito: 15 (01,02, 04, 08)

05. (Ufscar 2004) Quando efetuamos uma transfusão de sangue, ligamos a veia do paciente a uma bolsa

contendo plasma, posicionada a uma altura h acima do paciente. Considerando g = 10 m/s2 e que a densidade do plasma seja 1,04 g/cm3, se uma bolsa de plasma for colocada 2 m acima do ponto da veia por onde se fará a transfusão, a pressão do plasma ao entrar na veia será: R: e

  1. 0,0016 mmHg.

  2. 0,016 mmHg.

  3. 0,156 mmHg.

  4. 15,6 mmHg.

  5. 156 mmHg.

06. (UFMG-95) Um certo volume de água é colocado num tubo em U, aberto nas extremidades. Num dos ramos do tubo, adiciona-se um líquido de densidade menor do que a da água, o qual não se mistura com ela. Após o equilíbrio, a posição dos dois líquidos no tubo está corretamente representada pela figura: R: a

07. (Pucpr 2006) Uma esfera é liberada em um recipiente contendo água e óleo (figura 1). Observa-se que o repouso ocorre na posição em que metade de seu volume está em cada uma das substâncias (figura 2). Se a esfera fosse colocada em um recipiente que contivesse somente água ou somente óleo, a situação de repouso seria:

(Assinale a alternativa que contém a figura que correponde à situação correta) R: c

08. (Fgv 2005) O macaco hidráulico consta de dois êmbolos: um estreito, que comprime o óleo, e outro largo, que suspende a carga. Um sistema de válvulas permite que uma nova quantidade de óleo entre no mecanismo sem que haja retorno do óleo já comprimido. Para multiplicar a força empregada, uma alavanca é conectada ao corpo do macaco.

Tendo perdido a alavanca do macaco, um caminhoneiro de massa 80 kg, usando seu peso para pressionar o êmbolo pequeno com o pé, considerando que o sistema de válvulas não interfira significativamente sobre a pressurização do óleo, poderá suspender uma carga máxima, em kg, de R: a

Dados:

diâmetro do êmbolo menor = 1,0 cm

diâmetro do êmbolo maior = 6,0 cm

aceleração da gravidade = 10 m/s2

  1. 2 880.

  2. 2 960.

  3. 2 990.

  4. 3 320.

  5. 3 510.

09. (PUC-RS 2008) Um manômetro de mercúrio de tubo aberto, como o mostrado na figura a seguir, está ligado a um recipiente contendo um gás. Verifica-se que nessa situação o mercúrio atinge 30 cm a mais no ramo da direita do que no ramo da esquerda, para uma pressão atmosférica equivalente a uma coluna de mercúrio de 76 cm de altura.

Considerando as informações, é correto concluir que a pressão do gás será equivalente àquela originada por uma coluna de mercúrio cuja altura, em cm, é: R:c

  1. 30

  2. 46

  3. 106

  4. 146

  5. 152

10. (Mackenzie-SP) No tubo em forma de U da figura a seguir, o ramo A, de extremidade fechada, contém certo gás. O ramo B tem extremidade aberta. O desnível entre as superfícies livres da água é 10 cm. A pressão do gás no ramo A excede a pressão atmosférica de:

Obs.:

1) massa específica da água = 1 g/cm3

2) adote g = 10 m/s2 R: e

  1. 5∙103 N/m2

  2. 4∙103 N/m2

  3. 3∙103 N/m2

  4. 2∙103 N/m2

  5. 1∙103 N/m2

11. (UEL 96) Um tubo em U, longo, aberto nas extremidades, contém mercúrio de densidade 13,6g/cm3. Em um dos ramos coloca-se água, de densidade 1,0g/cm3, até ocupar uma altura de 32cm. No outro ramo coloca-se óleo, de densidade 0,8g/cm3, que ocupa altura de 6,0cm.

O desnível entre as superfícies livres nos dois ramos, em cm, é de R: c

  1. 38

  2. 28

  3. 24

  4. 20

  5. 15

12. (Pucpr 2001) A figura representa uma prensa hidráulica.

Determine o módulo da força F aplicada no êmbolo A, para que o sistema esteja em equilíbrio.R:d

  1. 800 N

  2. 1600 N

  3. 200 N

  4. 3200 N

  5. 8000 N

Comparando as duas pressões, temos que a pressão exercida pela pessoa é 6,4 vezes a pressão exercida pelo elefante.

13. (Ufmg 2007) Um reservatório de água é constituído de duas partes cilíndricas, interligadas, como mostrado na figura. A área da seção reta do cilindro inferior é maior que a do cilindro superior. Inicialmente, esse reservatório está vazio. Em certo instante, começa-se a enchê-lo com água, mantendo-se uma vazão constante. Assinale a alternativa cujo gráfico MELHOR representa. a pressão, no fundo do reservatório, em função do tempo, desde o instante em que se começa a enchê-lo até o instante em que ele começa a transbordar. R: a

14. (Uerj 2005) Para um mergulhador, cada 5 m de profundidade atingida corresponde a um acréscimo de 0,5 atm na pressão exercida sobre ele. Admita que esse mergulhador não consiga respirar quando sua caixa toráxica está submetida a uma pressão acima de 1,02 atm. Para respirar ar atmosférico por um tubo, a profundidade máxima, em centímetros, que pode ser atingida pela caixa torácica desse mergulhador é igual a: R: c

a) 40

b) 30

c) 20

d) 10

15. Um faquir deita-se sobre uma cama de pregos igual a da figura. O faquir tem massa de 50 kg e se apóia sobre 100 pregos. Calcule a pressão em Pa exercida no faquir por cada prego. (Suponha que o peso do faquir se distribua uniformemente sobre os pregos e que a ponta de cada prego tenha área de 1mm2 e que g = 10 m/s2 ). R: 5∙106 Pa

16. Compare a pressão exercida, sobre o solo, por uma pessoa com massa de 80 kg, apoiada na ponta de um único pé, com a pressão produzida por um elefante, de 2.000 kg de massa, apoiado nas quatro patas. Considere de 10 cm2 a área de contato da ponta do pé da pessoa, e de 400 cm2 a área de contato de cada pata do elefante. Considere também g = 10 m/s2.

Comentários