Refino - petróleo

Refino - petróleo

(Parte 1 de 3)

Maria do Carmo Lourenço EQ 737 –Impactos Ambientais Ind. de Pet. e Gás –Aula 6 –Sem1/2012

Petróleo bruto é u ma co mplexa mistura de hidrocarbonetos

Conta minações deS, N, O e metais

Não existem dois petróleos idênticos!

Sua co mposição varia significativa mente e m função deseureservatório de orige m

Petróleo no estado bruto te m poucas aplicações, servindo quase queso menteco mo óleoco mbustível rendi mento x qualidade

Petróle o foi u m dos pri meiros recursos naturais usados pelo s nossos antepassados.

Mas seu uso só foiintensificado a partir da metade doséculo XIX.

1850 (Escócia) Ja mes Young descobriu que o petróleo podiaser extraído do carvão e xisto betu minoso, ecriou processos derefinação.

1846 (Baku/Azerbaijão) Pri meiro poço 1846 (Baku/Azerbaijão) Pri meiro poço perfurado. O Azerbaijãofoi o maior produtor de petróleo noséculo XIX e nofinal doséculo XIX sua produção era de mais da metade da produção mundial.

1857 (Ro mênia) Perfurado pri meiro poço co mercial.

1847 (Pittsbourg – Pensilvânia) – petróleo originado de vaza mentos naturais era engarrafado evendidoco molubrificante;

1858 (Canadá) – pri meiro poço perfurado nas 1858 (Canadá) – pri meiro poço perfurado nas A méricas;

1859(Pensilvânia)– pri meiro poço perfurado nos EUA e é considerado co mo nasci mento da indústria petrolífera a mericana.

1892 a 1896 (São Paulo) Pri meira sondage m foi realizada por iniciativa de Eugênio Ferreira de Ca margo. Foi responsável pela pri meira perfuração queteve co moresultado apenas águasulfurosa.apenas águasulfurosa.

1932 (Uruguaiana/RS) Instalada pri meira refinaria de petróleo, a Refinaria Riograndense de Petróleo, que utilizava petróleo i mportado(Chile).

1939(Lobato/BA) Descoberta de petróleo.

1939 Criada CNP- Conselh o Nacional do Petróle o

1953– Criação da Petrobrás

No Brasil, o petróleo é encontrado e m águas oceânicas profundas, o que encarece a sua extração.extração.

O maior estado produtor é o Rio de Janeiro, na Bacia de Ca mpos, cuja contribuição é de quase 75%.

Significado • Óleo de pedra.

•Encontrado i mpregnado e m deter minadas rochas

Ocorrência

•Encontrado i mpregnado e m deter minadas rochas porosas (arenito) dispostas e m ca madas geológicas sedi mentares.

Orige m

•For mado na Terra há milhões de anos, a partir da deco mposição de pequenos ani mais marinhos, plâncton e vegetaçãotípica deregiões alagadiças e é encontradojunto aogás de petróleo.

C e H Organo metálicos

Mais de 90 % dos óleos crus

HidrocarbonetosHidrocarbonetos

Compostos sulfurados

Compostos nitrogenados

Compostos oxigenados

Pequenas quantidades

HidrocarbonetosHidrocarbonetos 1. Alcanos 2. Cicloalcanos 3. Aro máticos quantidades mínimas

Demais compostos encontrados no petróleo em quantidades mínimas são considerados como impurezas oleofílicas

Elemento QuímicoConcentração (% Peso) Carbono 83-87 Hidrogênio 1-14

Tabela 1. Composição percentual do petróleo

ParafinasParafinas fór mulageral: Cn H 2n+2

Te mperatura a mbiente pode m ser gases ou líquidos exe mplos: metano, etano, propano, butano, isobutano, pentano, hexanoisobutano, pentano, hexano

Aro máticos fór mula geral: C6 H5 - Y (Y é u ma molécula maislonga e nãora mificada quese conecta a anéis benzênicos) estruturas e m anel,co m u m ou mais anéis geral mentesãolíquidos exe mplos: benzeno, naftaleno

Naftenos oucicloalcanosNaftenos oucicloalcanos fór mulageral: Cn H 2n estruturas e m anel,co m u m ou mais anéis e mte mperatura a mbiente, e mgeralsãolíquidos exe mplos:ciclohexano, metilciclopentano

AlcenosAlcenos fór mulageral: Cn H 2n pode m apresentar-se nos estadoslíquido ougasoso exe mplos: etileno, buteno,isobuteno

Dienos e Alcinos fór mulageral: Cn H 2n-2 pode m apresentar-se nos estadoslíquido ougasoso exe mplos: acetileno, butadieno

Derivados do Petróleo% por barril Diesel 3,9 Gasolina 16,2 Óleo co mbustível 16,5 Naftas 1,2 GLP 7,5 Querosene 5,0 Asfalto 1,8 Lubrificantes 1,2 Diversos 6,7

Gás de Petróleo aquecer, cozinhar, fabricar plástico alcanoscom cadeias curtas (1 a 4 átomos de carbono) faixa de ebulição: menos de 40ºCfaixa de ebulição: menos de 40ºC

Nafta intermediário da gasolina mistura de alcanosde 5 a 9 átomos de carbono faixa de ebulição: de 60 a 100ºC

Gasolina co mbustível de motores mistura de alcanos e cicloalcanos (de 5 a 12 áto mos de carbono) faixa de ebulição: de 40 a 205ºCfaixa de ebulição: de 40 a 205ºC

Querosene co mbustivel para motores de jatos , material inicial para afabricação de outros produtos mistura de alcanos (de 10 a 18 carbonos) e aro máticos faixa de ebulição: de 175 a 325°C

Gasóleo ou diesel destilado usado como diesel e óleo combustível, além de ser um intermediário para outros produtos alcanoscontendo 12 ou mais átomos de carbono faixa de ebulição: de 250 a 350 ºCfaixa de ebulição: de 250 a 350 ºC

(Parte 1 de 3)

Comentários