Prova 10 - técnico de instrumentação júnior - elétrica (2)

Prova 10 - técnico de instrumentação júnior - elétrica (2)

(Parte 1 de 5)

TÉCNICO(A) DE INSTRUMENTAÇÃO JÚNIOR 1

01-Você recebeu do fiscal o seguinte material:

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 50 questões objetivas, sem repetição ou falha, com a seguinte distribuição:

02-Verifique se este material está em ordem e se o seu nome e número de inscrição conferem com os que aparecem no CARTÃO-

b) 1 CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas às questões objetivas formuladas nas provas. RESPOSTA. Caso contrário, notifique IMEDIATAMENTE o fiscal.

03-Após a conferência, o candidato deverá assinar no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA, preferivelmente a

caneta esferográfica transparente, de tinta na cor azul.

04-No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo a letra e

preenchendo todo o espaço compreendido pelos círculos, a caneta esferográfica transparente de preferência de tinta na cor preta, de forma contínua e densa. A LEITORA ÓTICA é sensível a marcas escuras; portanto, preencha os campos de marcação completamente, sem deixar claros.

05-Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não o DOBRAR, AMASSAR ou MANCHAR.

Exemplo:

O CARTÃO-RESPOSTA SOMENTE poderá ser substituído caso esteja danificado em suas margens superior ou inferior - BARRA DE RECONHECIMENTO PARA LEITURA ÓTICA.

06-Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E);

só uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você só deve assinalar UMA RESPOSTA: a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA.

07-As questões objetivas são identificadas pelo número que se situa acima de seu enunciado.
08-SERÁ ELIMINADO do Processo Seletivo Público o candidato que:

a) se utilizar, durante a realização das provas, de máquinas e/ou relógios de calcular, bem como de rádios gravadores, headphones, telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie; b) se ausentar da sala em que se realizam as provas levando consigo o Caderno de Questões e/ou o CARTÃO-RESPOSTA; c) se recusar a entregar o Caderno de Questões e/ou o CARTÃO-RESPOSTA quando terminar o tempo estabelecido.

09-Reserve os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas no

Caderno de Questões NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA.

10-Quando terminar, entregue ao fiscal O CADERNO DE QUESTÕES E O CARTÃO-RESPOSTA e ASSINE A LISTA DE

PRESENÇA. Obs. O candidato só poderá se ausentar do recinto das provas após 1 (uma) hora contada a partir do efetivo início das mesmas. Por motivo de segurança, o candidato NÃO poderá levar o CADERNO DE QUESTÕES, a qualquer momento.

1-O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTAS PROVAS DE QUESTÕES OBJETIVAS É DE 3 (TRÊS) HORAS

E 30 (TRINTA) MINUTOS, findo o qual o candidato deverá, obrigatoriamente, entregar o CARTÃO-RESPOSTA.

12 -As questões e os gabaritos das Provas Objetivas serão divulgados no primeiro dia útil após a realização das mesmas, no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://w.cesgranrio.org.br).

SETEMBRO/ 2009 10

LÍNGUA PORTUGUESA I Questões 1 a 5 6 a 10

Questões

LÍNGUA INGLESA I Questões

16 a 20 21 a 25

Questões 26 a 30 31 a 35 36 a 40

Questões 41 a 45 46 a 50

TÉCNICO(A) DE INSTRUMENTAÇÃO JÚNIOR 2

O ser humano não trepa mais em árvores porque não precisa mais fazê-lo para sobreviver. No entanto, também não precisamos mais correr e continuamos correndo. Por quê? Conheça a teoria que diz que corremos porque ainda somos meio selvagens. De quebra, aprenda os truques dos melhores corredores do mundo animal.

Quem costuma sair de casa bem cedo já deve ter notado a multidão de pessoas vestindo roupas esportivas, correndo pelas ruas para todos os lados. O hábito é tão disseminado que provavelmente você nem repare mais. Mas não deixa de ser estranho. Por que toda essa gente corre? De onde vem a satisfação de correr simplesmente por correr? E, afinal, por que a corrida é o esporte mais popular do mundo, com centenas de milhões de adeptos?

A resposta, segundo o corredor e biólogo Bernd

Heinrich, está na natureza. Correr pode parecer supérfluo para a humanidade hoje, depois que domesticamos o cavalo e inventamos a bicicleta e o motor a explosão. Mas durante muito tempo a corrida foi fundamental para a sobrevivência humana, e essa habilidade continua inscrita em nosso código genético. “Somos todos corredores naturais, apesar de boa parte de nós ter se esquecido desse fato”, diz Heinrich (...).

Segundo Heinrich, nossa obsessão por correr é inata. E isso seria fácil de observar. Afinal, não é preciso haver um prêmio para que crianças de qualquer idade se disponham a se alinhar e disputar uma corrida. “É pelo prazer de correr”, diz ele. Essa disposição, segundo o professor, vem de nosso antepassado caçador. Ou seja, sempre que corremos, para ganhar uma corrida ou simplesmente para fazer exercício, estamos virtualmente de volta às savanas africanas onde nosso código genético foi forjado. “Toda corrida é como uma caçada. Terminar uma maratona, bater um recorde, fazer uma descoberta científica, criar uma grande obra de arte, todas essas tarefas são substitutas da necessidade de exibirmos as ferramentas psicológicas do predador de distância que somos.” (...)

PAIVA, Uilson. In: Superinteressante, abr. 2003.

1 A comparação apresentada no título diz respeito ao fato de que os homens e os animais correm (A)desenfreadamente para sobreviver. (B)para agarrar suas presas, no sentido literal ou figurado. (C)para aumentar a sua força. (D)porque correr faz parte da sua natureza. (E)porque o prazer de correr é indescritível.

A pergunta existente no parágrafo introdutório indaga por que (A)o ser humano não trepa mais em árvores. (B)o ser humano não precisa mais fazê-lo para sobreviver.

(C)não precisamos mais correr. (D) continuamos correndo. (E)ainda somos meio selvagens.

3 O hábito tão disseminado mencionado na A. 1 se refere a (A)notar uma multidão de pessoas. (B)sair de casa bem cedo. (C)vestir roupas esportivas. (D)correr pelas ruas. (E)reparar nas pessoas.

A expressão em destaque no trecho “pessoas vestindo

4 roupas esportivas, correndo pelas ruas para todos os lados.” (A. 9-10) significa que as pessoas (A)correm sem direção. (B)correm em todos os lugares. (C)se desorganizam para correr. (D)não sabem para onde correr. (E)correm mesmo sem querer.

5 Em qual das frases a seguir a palavra “disposição” ocorre com o mesmo sentido da que é usada no trecho “Essa disposição,” (A. 30)? (A)Se quiser, ficarei a sua disposição para o que precisar. (B)Desde cedo mostrava disposição para medicina. (C)A disposição dos lugares à mesa ficou boa. (D)A boa disposição dos móveis torna a sala agradável. (E)Ele não fez boa disposição do dinheiro que recebeu.

6 Indique a opção em que a reescritura do período “ ‘Somos todos corredores naturais, apesar de boa parte de nós ter se esquecido desse fato,’ ” (A. 23-25) NÃO mantém o mes- mo sentido com que ocorre no texto.

(A)Somos todos corredores naturais, embora boa parte de nós tenha se esquecido desse fato.

(B)Somos todos corredores naturais, mesmo que boa parte de nós tenha se esquecido desse fato.

(C)Somos todos corredores naturais, já que boa parte de nós se esqueceu desse fato.

(D)Somos todos corredores naturais, mas boa parte de nós se esqueceu desse fato.

(E)Somos todos corredores naturais, porém boa parte de nós se esqueceu desse fato.

TÉCNICO(A) DE INSTRUMENTAÇÃO JÚNIOR 3

7 Assinale a sentença em que a concordância verbal está correta, de acordo com a norma culta da língua. (A)Aconteceu muitos fatos importantes no último fim de semana.

(B)Existe desportistas que usam roupas bem coloridas. (C)A maioria das crianças gosta de brincar de corrida. (D)Até pouco tempo, não haviam muitas pesquisas sobre o modo de correr dos animais.

(E)O tempo bom e a temperatura amena da manhã convida a uma corrida ao ar livre.

8 Indique a passagem do texto que traz um exemplo de linguagem informal. (A)“De quebra,” (A. 6) (B)“...mundo animal.” (A. 7) (C)“...toda essa gente...” (A. 13) (D)“...por correr?” (A. 14) (E)“bater um recorde,” (A. 36-37)

das as pessoas muita emoçãomuito tempo, eles se
referemprova que foi ganha na Itália como _

A corrida dos atletas em busca de medalhas deu _ tomais difícil.

10 Assinale a opção em que é possível substituir, de acordo com a norma culta, a expressão grifada pela palavra “onde”. (A)O cinema em que nos encontramos passa bons filmes. (B)Vejo você às 1 horas, quando iremos almoçar. (C)Se o tempo melhorar, então vamos à praia. (D)A situação que ele criou não é aceitável. (E)Lembrei-me do tempo no qual íamos juntos trabalhar.

Continua

TÉCNICO(A) DE INSTRUMENTAÇÃO JÚNIOR 4 hundred windmeasuring stations and two new wind farms bring the island’s total wind energy installation to 7.23 MW.

The Cubans are also developing the country’s first 100 kW solar electric plant. “We need a global energy revolution,” says Mario Alberto Arrastia Avila, an energy expert with Cubaenergia, an energy information centre. “But in order for this to happen we also need a revolution in consciousness. Cuba has undertaken its own path towards a new energy paradigm, applying concepts like distributed generation, efficiency, education, energy solidarity and the gradual solarization of the country.”

The main purpose of this article is to (A)explain the reasons why the Cuban national energy program will not succeed.

(Parte 1 de 5)

Comentários