rotinas MEDICAS

rotinas MEDICAS

(Parte 1 de 16)

1ª Edição Revisada e Ampliada

BRASÍLIA-DF 2006

2006. Secretaria de Estado de Saúde do Distrito. É permitida a reprodução parcial ou total desde que citada a fonte. Tiragem: 1ª. Ed. Revisada e ampliada – 1.0 exemplares.

Produção, distribuição e informações: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Subsecretaria de Atenção à Saúde Diretoria de Promoção e Assistência à Saúde S I A trecho I, lote 1730, bloco A/B térreo, sala 31 CEP 71200-010 Telefones - 61- 3403-2322; Fax – 3403-2472 Endereço Eletrônico – w.saude.df.gov.br

Coordenadora da Comissão de Revisão e Disposição dos Protocolos Clínicos da SES/DF - Cristina Lúcia Rocha Cubas Rolim; Médica Neonatologista da SES/DF;

Revisão da 1ª edição - Osmar Willian Vieira e colaboradores

Paginação e Diagramação: Júlio César Trindade - Núcleo de Apoio Tecnológio e Informática - NATIN/HRAN/SES/DF Capa: Ada Suene Pereira. Assessoria de Comunicação - ASCOM/SES/DF

Impresso no Brasil / printed in Brazil

Catalogação na fonte – Gráfica da SES/DF Ficha Catalográfica

Brasil. Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal. Protocolos de Urgência e Emergência da SES/DF. 1ª. Ed. Revisada e ampliada – Brasília: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, 2006. 285 p.: il.

ISBN - 85-89439-39-9

1. Serviço Hospitalar de Emergência. 2. Protocolos de urgência e emergência. I. Brasil. Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal

Gráfica da SES/DF SIA trecho I, SGAPS lote 06, bloco A/B térreo, sala 31. CEP 71215-0 Telefone - 61- 33632231;

GOVERNADORA DO DISTRITO FEDERAL Maria de Lourdes Abadia

SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL Dr. José Geraldo Maciel

SECRETÁRIO ADJUNTO DE SAÚDE Dr. José Rubens Iglesias

SUBSECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE Dr. Evandro Oliveira da Silva

SUBSECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO DE POLÍTICAS DE SAÚDE Dr José Rubens Iglesias

SUBSECRETÁRIO DE APOIO OPERACIONAL Dr. José Maria Freire

SUBSECRETÁRIO DE VIGILÂNCIA À SAÚDE Dr. José Eduardo Pinheiro Guerra

DIRETOR DE PROMOÇÃO E ASSISTÊNCIA À SAÚDE Dr. José Ribamar Ribeiro Malheiros

4 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL - SES

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL - SES 1 - COLABORADORES

COMISSÃO DE REVISÃO E DISPOSIÇÃO DE PROTOCOLOS CLÍNICOS (CRDPC) DA SES/DF Cristina Lúcia Rocha Cubas Rolim – Médica Neonatologista, Coordenadora da CRDPC; Agnaldo Antonio Abdala – Médico, Membro titular e Chefe da UTI Pediátrica do HRT; Erivaldo Fernandes Lira – Médico, Membro titular e Coordenador de Colo-proctologia; Gleim Dias de Souza – Médico, Membro suplente e Coordenador de Radiologia; José Henrique L. Araújo - Médico, Membro suplente e Coordenador de Anestesiologia; Luciano Rocha – Médico, Membro titular e Chefe da Unidade de Clínicas Médicas do HRT; Marcos Belarmino da Silva – Médico cirurgião do HRT, Membro suplente; Mauro Birche de Carvalho – Médico, Membro titular e Coordenador de Gastroenterologia; Osmar Willian Vieira – Médico, Membro titular e Coordenador de Clínica Médica; Paulo Guilerme Carmo da Rocha -Membro suplente e Chefe da Unidade de Cardiologia do HRAN; Sergio Miyazaki – Médico cirurgião do HRG, Membro titular; Sérgio Tamura – Médico, Membro titular e Coordenador de Cirurgia Geral; Weldson Muniz Pereira – Médico Ortopedista do HRC, Membro suplente.

COORDENADORES DE ESPECIALIDADES E CHEFES DE NÚCLEO DA SES/DF Antonio Leitão T. Araújo - Patologia Clínica; Avelar de Holanda Barbosa - Ginecologia Obstetrícia; Carlos André dos S. Lins - Emergência; Carlos Silvério de Almeida – Neurocirurgia; Didimo Carvalho Torres – Urologia; Divaldo Dias Mançano – Médico Homeopata – Chefe do Núcleo de Medicina Natural e Terapêuticas de Integração – NUMENATI; Gabriel Ângelo Barros - MedicinaFísica e Reabilitação; Gilmar Alves de Freitas – Otorrinolaringologia; Hermano Alves de Araújo – Cirurgia Vascular; José Eustáquio Carvalho – Cardiologia; Mª Marta Braúna Braga – Unidades de Terapia Intensiva- Adulta; Maria Clara M. do Vale – Pediatria; Maria Katalinne Alves Costa – Fisioterapia e Terapia Ocupacional; Mario Sérgio S. Almeida – Endocrinologia; Mario Soares Ferreira – Reumatologia; Marly da Rocha Otero - Alergia/Imunologia; Marta de Fátima R.C.Guidacci - Programa de Atendimento ao Paciente Asmático; Mércia Maria Fernandes Lira - Unidades de Terapia Intensiva- Pediátrica; Paulo César da F. e Silva – Cirurgia Plástica; Paulo Henrique Ramos Feitosa – Pneumologia; Paulo Lobo Junior – Ortopedia; Ricardo Castanheira de Carvalho – Oftalmologia; Rosaly Rolli Costa – Reprodução Humana; Sandra Lúcia Andrade de Caldas Lins – Neonatologia; Sandra Lúcia Branco Mendes Coutinho - Anatomia Patológica; Sidney de Paula Silveira - Chefe da Unidade de Oftalmologia do HRT Simone Karst Passos Soares – Dermatologia.

OUTROS COLABORADORES Adelson Guimarães da Costa – Enfermeiro da DIVEP; Ailton Domício da Silva – Enfermeiro Chefe do Núcleo de Controle de Endemias/DIVEP; Andrea Amoras Magalhães – Médica Toxicologista Coordenadora do Centro De Informação e Assistência Toxicológica do DF – CIAT; Antonio Geraldo da Silva – Médico Psiquiatra; Ary Sílvio Fernandes dos Santos - Médico Chefe da Unidade de Neonatologia do HRG; Cláudia Castro Bernardes Magalhães – Odontóloga – Gerente do Centro Estadual de Referencia em Saúde do Trabalhador do DF – CEREST/DISAT; Columbano Junqueira Neto – Médico Chefe da Gastroenterologia do Hospital de Base do DF; Cristiane Alves Costa – Médica do Instituto Médico Legal;

Disney Antezana – Médica Diretora Diretoria de Vigilância Epidemiológica – DIVEP/SVS; Edna Maria Marques de Oliveira – Médica Cardiologista do HBDF Eliziane Brandão Leite – Médica Endocrinologista – Gerente da Gerência de Recursos Médicos Assistenciais Fábia Correia Sampaio – Médica Acupunturista da SES/DF; Flávia Batistuta - Médica Psiquiatra da Coordenadoria De Saúde Mental Georgeana e Silva Mazáo – Psicóloga; José Flávio Bezerra – Médico, Diretor do Instituto Médico Legal do Distrito Federal; José Ribamar Malheiros – Médico Ginecologista – Diretor da Diretoria de Promoção e Assistência à Saúde; Márcio Veloso – Médico da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital do Paranoá; Maria Ângela da Silva – Médica Homeopata do NUMENATI; Maria Aparecida Penso – Psicóloga; Núbia Vanessa dos Anjos – Oftalmologista do HRT Rita de Cássia Werneck Ejima – Médica Chefe da Unidade de Neonatologia do HRT; Roseane P. de Deus – Médica Dermatologista SES/DF Sandra Magnólia Oliveira – Médica do CIAT; Sandra Maria Felipe Coelho Cortez – Enfermeira da DIVEP; Wajiha Nasser Ximenes – Médica Neurologista do HBDF Zali Neves da Rocha – Médica, Gerente de Cuidados Paliativos;

2 - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO DE REVISÃO E DISPOSIÇÃO DE PROTOCOLOS CLÍNICOS DA SES/DF

Cristina Lúcia Rocha Cubas Rolim – Médica, Coordenadora; Agnaldo Antonio Abdala – Médico, Membro titular; Edenildo Borges Tenório – Médico, Membro titular; Erivaldo Fernandes Lira – Médico, Membro titular; Luciano Rocha – Médico, Membro titular; Osmar Willian Vieira – Médico, Membro titular; Sergio Miyazaki – Médico, Membro titular; Sérgio Tamura – Médico, Membro titular; Gleim Dias de Souza – Médico, Membro suplente; Hélio Buson Filho – Médico, Membro suplente; José Henrique L. Araújo - Médico, Membro suplente; Marcos Belarmino da Silva – Médico, Membro suplente; Mauro Birche de Carvalho – Médico, Membro titular; Paulo Guilerme Carmo da Rocha – Médico, Membro suplente; Weldson Muniz Pereira – Médico, Membro suplente; Maria Heloísa Elias Guerra, Agente Administrativo – Secretária.

Esta publicação se destina aos profissionais da área de saúde, em especial àqueles que trabalham na área de urgência e emergência, ambulatorial e internação na Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Esses protocolos são guias de orientação sucinta para auxiliar na prática diária e foram construídos a partir da colaboração principal dos Coordenadores das áreas técnicas do Núcleo de Medicina Integrada, da Diretoria de Promoção e Assistência à Saúde e outros colaboradores de várias especialidades.

Outra fonte amplamente consultada foi a obra publicada pelo Ministério da Saúde – “Protocolos da

Unidade de Emergência” que serviu de modelo. Contudo, procuramos com os atuais protocolos refletir problemas vividos pela SES/DF e, além de tratar de situações mais prevalentes, abordamos temas do dia-a-dia como a violência contra a criança, a mulher e o idoso, bem como as responsabilidades referentes à Declaração de Óbito em diversas circunstâncias. Além disso, disponibilizamos o material em consulta pública para que pudesse ser uma construção coletiva, ampla e democrática, imbuída do espírito que várias cabeças pensam melhor.

Sabe-se da necessidade da padronização de condutas, idealmente respaldadas em evidências científicas, e, para isto, é preciso um envolvimento de todos os atores, desde os servidores das Unidades de Saúde até o Gestor maior. Cabe ao sistema público de saúde propiciar os recursos e meios para o exercício de boas práticas em saúde. Assim, é importante que cada elo desta cadeia cumpra sua parte da melhor forma.

Portanto, não basta apenas a publicação deste livro, mas ações continuadas para implementação e melhoria destas tecnologias bem como a participação efetiva desses atores para revisões e mudanças de posturas. É preciso que a SES/DF faça de forma consistente e periódica a discussão do papel da avaliação de tecnologias, e da análise custo-efetividade em particular, no planejamento e gerência da difusão e incorporação de tecnologias de saúde.

A institucionalização desta obra na SES/DF torna responsáveis solidários por sua prática todos os gestores, sejam Diretores, Gerentes ou Chefes de Núcleos e Unidades, assim como os servidores, que passam a tê-la como norma técnica. Esperamos que uma política de implantação e implementação de protocolos represente um marco de extrema relevância na história da SES/DF, tendo em vista a ampliação e melhora do atendimento à população.

Temos a certeza que lançamos boa semente em solo fértil. A DIPAS estará aberta ao recebimento de sugestões de novos temas, aperfeiçoamento dos agora apresentados, com vistas a futuras edições. Este material ficará disponível no site da instituição – w.saude.df.gov.br - com a finalidade de ser difundido e aperfeiçoado, pois as sugestões de novos temas e modificações dos atuais protocolos poderão ser encaminhadas ao responsáveis para a tomada das devidas providências. Agradecemos o esforço de todos aqueles que se empenharam na elaboração dos protocolos.

Dr. JOSÉ RIBAMAR RIBEIRO MALHEIROS Diretoria de Promoção e Assistência à Saúde Diretor

Drª. CRISTINA LÚCIA R. C. ROLIM Comissão de Revisão e Disposição de Protocolos Clínicos Coordenadora

8 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL - SES

A Secretaria de Estado de Saúde do D.F, responsável pela assistência à saúde da população do Distrito Federal, tem buscado modernizar-se nos seus múltiplos aspectos, seja pela aquisição de novos equipamentos, reformas físicas, contratação de pessoal e cursos de capacitação, seja pela incorporação de novas tecnologias.

Uma questão fundamental é a normatização ampla e a padronização de condutas e procedimentos. Numa instituição tão grande e bem hierarquizada que presta atendimento, desde o básico até o de alta complexidade, é indispensável falar-se a mesma linguagem em todas as suas Unidades: da mais distante localizada na periferia até o Hospital de Base.

Por isto, criei a Comissão Especial de Revisão e Disposição dos Protocolos Clínicos da SES-DF que, com os coordenadores de especialidades e vários colaboradores, elaborou os Protocolos de Atendimento de Urgências e Emergências e vários protocolos ambulatoriais que agora publicamos.

Em razão do impacto causado pelo crescente número de acidentes, da violência urbana e da atual prática de assistência aos usuários da SES-DF, deu-se relevância à área de Urgência e Emergência onde o raciocínio rápido e a tomada de decisão acertada e imediata fazem a diferença na qualidade do atendimento e nos seus resultados. Procurou-se abordar os temas mais freqüentes e de forma objetiva para facilitar consultas rápidas e esclarecedoras.

Não é um trabalho final, mas sim uma edição pioneira que deverá ser revista e enriquecida periodicamente com a ampla participação de profissionais da saúde, buscando-se sua atualização até a elaboração de protocolos e condutas baseados em evidências científicas bem como sua implantação em toda a nossa rede de atendimento.

Com esta publicação, queremos oferecer aos profissionais de saúde da SES-DF uma preciosa ferramenta de trabalho, cuja utilização resultará em melhoria na qualidade da assistência prestada aos nossos usuários, aumentando o número de pacientes internados com diagnóstico, diminuindo o tempo de permanência do paciente internado e racionalizando o emprego dos recursos disponíveis.

JOSÉ GERALDO MACIEL Secretário de Estado de Saúde do Distrito Federal

ROTINAS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA EM ANESTESIA15

1- ANESTESIA.

POLITRAUMATIZADO – I18
POLITRAUMATIZADO – I1 9
ESCORE DE TRAUMA ADULTO20
ESCORE DE TRAUMA PEDIÁTRICO20
ESCALA DE COMA DE GLASGOW21
POLITRAUMATISMO - CONDUTA IMEDIATA2
CHOQUE: - DESEQUILÍBRIO ENTRE OFERTA E CONSUMO DE OXIGÊNIO23
- HIPOVOLÊMICO I24
- REPOSIÇÃO DE VOLUME NO CHOQUE E NO PACIENTE CARDIOPATA26
- RESPOSTA SISTÊMICA À PERDA SANGUÍNEA EM PACIENTES PEDIÁTRICOS27
- CHOQUE PERSISTENTE28
TRAUMATISMO CRÂNIOENCEFÁLICO (TCE)29
RISCO RELATIVO DE LESÃO INTRACRANIANA GRUPO DE RISCO30
TCE LEVE MODERADO E GRAVE NA CRIANÇA30
TCE LEVE (GLASGOW 15 A 14) EM LACTENTES32
TCE MODERADO (GLASGOW 13 A 9)3
TCE GRAVE (GLASGOW 8 A 3)34
TRAUMATISMO ABDOMINAL – AVALIAÇÃO E RESSUSCITAÇÃO INICIAL35
TRAUMATISMO DE FACE – PARTES MOLES E FRATURA I36
- RADIOGRAFIAS DO TRAUMATISMO DA FACE38
TRAUMATISMO DE MÃO3 8
ÍNDICES SENSITIVOS E MOTORES – NÍVEIS40
ESCORES DE TRAUMA41
ESCALA ABREVIADA DE LESÕES (OIS – ORGAN INJURY SCALE)42

2- POLITRAUMATISMO - HIPOVOLÊMICO I ESTIMATIVA DE PERDAS DE FLUÍDOS OU SANGUE NO PACIENTE ADULTO 25 PADRONIZAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO NEUROLÓGICA DA LESÃO MEDULAR 39

ATENDIMENTO EM CASOS DE URGÊNCIA EM REUMATOLOGIA46
MONOARTRITE AGUDA4 7
POLIARTRALGIAS OU POLIARTRITES AGUDAS48
LOMBALGIA AGUDA49
LOMBALGIA POSTURAL5 0
REAÇÕES ADVERSAS AOS MEDICAMENTOS REUMATOLÓGICOS51
LUXAÇÃO DO OMBRO53
ENTORSE DO JOELHO54
ENTORSE DE TORNOZELO5
TORCICOLO56

3- SISTEMA LOCOMOTOR (ORTOPEDIA E REUMATOLOGIA)

URGÊNCIAS VASCULARES57
TRAUMAS VASCULARES57
TROMBOEMBOLIA ARTERIAL58
TROMBOSE VENOSA PROFUNDA (TVP)59
PÉ DIABÉTICO60
ANEURISMAS61

4- SISTEMA VASCULAR

(Parte 1 de 16)

Comentários