(Parte 1 de 6)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Ciências Agrárias

Departamento de Solos e Engenharia Rural Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água

Paulo Roberto Megna Francisco

AREIA – PB FEVEREIRO – 2010

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água da Universidade Federal da Paraíba como parte dos requisitos para a obtenção do título de “Mestre em Manejo de Solo e Água”, Área de Concentração Recursos naturais e Uso da Terra.

Orientadores: Dr. Iêde de Brito Chaves Dr. Eduardo Rodrigues Viana de Lima

AREIA, PB FEVEREIRO – 2010

Ficha Catalográfica Elaborada na Seção de Processos Técnicos da Biblioteca Setorial do CCA, UFPB, Campus I, Areia – PB.

F819cFrancisco, Paulo Roberto Megna.

Classificação e Mapeamento de mecanização das terras do estado da

Paraíba utilizando sistema de informações geográficas. / Paulo Roberto Megna Francisco. - Areia: UFPB/CCA, 2010. 107 f. : il.

Dissertação (Mestrado em Manejo de Solos e Água ) - Centro de Ciências

Agrárias. Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2010.

Bibliografia. Orientador: Iêde de Brito Chaves. Orientador: Eduardo Rodrigues Viana de Lima.

1. Solos - Classificação 2. Solos – Mapeamento 3. Solos – Capacidade de uso 4. Geoprocessamento I. Chaves, Iêde de Brito (Orientador) I. Lima, Eduardo Rodrigues Viana de (Orientador) I. Título.

UFPB/CCACDU:

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água da Universidade Federal da Paraíba como parte dos requisitos para a obtenção do título de “Mestre em Manejo de Solo e Água”, Área de Concentração: Recursos Naturais e Uso da Terra.

Aprovada em 25 de fevereiro de 2010

Prof. Dr. Iêde de Brito Chaves CCA/UFPB Orientador

Prof. Dr. Eduardo Rodrigues Viana de Lima CCEN/UFPB Orientador

Prof. Dr. Roseilton Fernandes dos Santos CCA/UFPB Examinador

Profa

. Dra . Iana Alexandra Alves Rufino

CTRN/UFCG Examinadora

“Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor.... Lembre-se: se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor, com ele conquistará o mundo.”

Albert Einstein

A Professora Maria Ângela Pisani Megna “in memoriam”

Dedico

Ao Pai Criador do Universo, por ter me concedido a oportunidade concluir mais uma etapa da vida eterna.

À minha família, em especial à minha avó Professora Maria Ângela Pisani Megna “in memoriam” pelo incentivo, aos meus pais Nércio Francisco e Agueda Pisani Megna Francisco “in memoriam” pela oportunidade da vida e educação, e minha esposa Isabela Pelegrinelli, por acreditar nos meus objetivos, e meus filhos David, Raquel e Thiago pelo sacrifício.

Ao meu tio Professor Claudinei Sípoli e sua dedicada esposa Professora Maria

Antonieta Pisani Megna Sípoli pelo apoio e carinho desde a nossa juventude para os nossos estudos.

Ao amigo e irmão João Odivaldo Puls, pelos conselhos desde a minha juventude. A minha madrinha Constantina Arielo Meiado pelos conselhos valorosos.

Ao meu orientador, Professor Iêde de Brito Chaves, pela paciência, dedicação, valorosa orientação e interesse, pois, mesmo afastado pela merecida aposentadoria, deu continuidade ao nosso trabalho.

Ao orientador Prof. Dr. Eduardo Rodrigues Viana de Lima, pela paciência, sabedoria e pelo norteamento da pesquisa.

A todos os professores do Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba, especialmente aos professores José Ferreira da Costa Filho e Harendra Singh Teotia por acreditarem na minha capacidade e terem me apoiado como também pelos seus preciosos conselhos.

A Coordenação deste programa na pessoa da professora Vânia da Silva Fraga pelo carinho, paciência e compreensão.

A FAPESQ, pela concessão da bolsa de estudos, sendo de fundamental importância para a realização desta pesquisa.

A Fátima Lopes da Embrapa Solos – Rio de Janeiro pela doação do Boletim

Técnico e ao meu irmão Eduardo Megna Francisco por me ensinar a utilizar o programa Cad.

Aos amigos da Pós-Graduação na pessoa de Talita Freitas Filgueira de Sá, pela amizade sincera. E a todos que de uma forma ou outra contribuíram desta etapa de minha vida.

i SUMÁRIO

LISTA DE FIGURASv
LISTA DE QUADROSvi
RESUMOvii
ABSTRATviii
1. INTRODUÇÃO1
2. REVISÃO DE LITERATURA3
2.1. O Geoprocessamento3
2.1.1. Sistema de informação geográfica4
2.1.2. SPRING - O SIG Brasileiro5
2.1.3. Álgebra de mapas6
2.1.4. Planos de informação7
2.1.5. Modelo numérico do terreno7
2.1.5.1. Grade triangular8
2.1.5.2. Grade retangular9
2.1.6. Grade de declividade10
2.2. Imagem SRTM1
2.3. Classificações técnicas12
2.3.1. Potencial de uso do solo13
2.3.2. Aptidão agrícola das terras13
2.3.3. Sistema de classificação de capacidade de uso da terra15
2.3.3.1. Grupos de capacidade de uso16
2.3.3.2. Classes de capacidade de uso16
2.3.3.3. Subclasses de capacidade de uso18
2.3.3.4. Unidades de capacidade de uso18
2.4. Mecanização agrícola19
2.4.1. Adequação à mecanização20
2.4.2. Possibilidades de melhoramento das terras21
2.4.3. Mecanização no Estado da Paraíba2
3. MATERIAL E MÉTODOS26
3.1. Descrição e localização da área de estudo26
3.1.1. Clima e relevo26
3.2. Materiais35
3.2.1. Levantamento de dados35
3.2.2. Informações cartográficas35
3.2.3. Equipamentos e programas computacionais35
3.3. Metodologia36
3.3.1. Mapa de solos38
3.3.2. Elaboração de mapas temáticos39
3.3.2.1. Mapa de drenagem do solo39
3.3.2.2. Mapa de textura do solo40
3.3.2.3. Mapa de profundidade efetiva do solo41
3.3.2.4. Mapa de pedregosidade do solo42
3.3.2.5. Mapa de declividade4
3.3.2.6. Mapa parcial de classes de mecanização45
3.3.3. Mapa de classes e subclasses das terras para mecanização45
3.3.3.1. Classificação de terras para mecanização-pressupostos46
mecanização47
4. RESULTADOS E DISCUSSÃO50
4.1. Ajustes do mapa de solos50
4.2. Mapa de drenagem54
4.3. Mapa de textura59
4.4. Mapa de profundidade efetiva64
4.5. Mapa de pedregosidade69
4.6. Mapa de declividade74
4.7. Mapa parcial de classes78
4.8. Mapa de classes e subclasses das terras para mecanização80
5. CONCLUSÕES84
6. CONSIDERAÇÕES8
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS89
ANEXO A. Classificação anterior e atualizada dos perfis,......... 97

i 3.3.3.2. Definição das classes e subclasses de terras para APÊNDICE A. Descrição dos dados para a elaboração do mapa de impedimentos a mecanização das terras através do programa SPRING utilizando a linguagem espaçogeográfica baseada em álgebra (LEGAL)........................................................................101

dos solos do estado da Paraíba103

APÊNDICE B. Símbolo, extensão e distribuição percentual das unidades de mapeamento APÊNDICE C. Quantidade de polígonos, símbolo e classificação das unidades de mapeamento e classes dos solos do estado da Paraíba....................................................105 i LISTA DE FIGURAS

Figura 1: Arquitetura de um sistema de informação geográfica4
algébricas7
Figura 3: Superfície e malha triangular8
Figura 4: Representação da declividade10
Figura 5: Imagem SRTM do Estado da Paraíba12
de uso17

Figura 2: Exemplo de operação de integração de informações através de operações Figura 6: Exemplo de compartimentos de terras segundo as classes de capacidade

Figura 8: Mapa de localização do Estado da Paraíba26
Figura 9: Tipos de clima do Estado da Paraíba segundo a classificação de Köppen27
Figura 10: Relevo do Estado da Paraíba28
Figura 1: Regiões geográficas do Estado da Paraíba29
Figura 12: Mapa de solos do Estado da Paraíba30
Figura 13: Fluxograma de trabalho37
Figura 14: Mapa de solos do Estado da Paraíba atualizado53
Estado da Paraíba58

Figura 7: Alternativa de utilização das terras segundo as classes de capacidade de uso. 18 Figura 15: Mapa de classes de terras para mecanização devido à drenagem dos solos do

Estado da Paraíba63

Figura 16: Mapa de classes de terras para mecanização devido à textura dos solos do

dos solos do Estado da Paraíba68

Figura 17: Mapa de classes de terras para mecanização devido à profundidade efetiva

solos do Estado da Paraíba73

Figura 18: Mapa de classes de terras para mecanização devido à pedregosidade dos

Paraíba7

Figura 19: Mapa de classes de terras para mecanização devido à declividade do Estado da

Paraíba79

Figura 20: Mapa parcial de classes de terras para mecanização do Estado da

iv LISTA DE QUADROS

(Parte 1 de 6)

Comentários