Pre-natal de baixo risco

Pre-natal de baixo risco

(Parte 1 de 7)

CADERNOS de

Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde w.saude.gov.br/bvs

A 32 – A

2012_0152_C_MONT.indd 18/8/2012 16:46:09

Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica

Série A. Normas e Manuais Técnicos Cadernos de Atenção Básica, n° 32

Brasília – DF 2012

2012_0152_M_final.indd 17/8/2012 1:16:42

© 2012 Ministério da Saúde. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou qualquer fim comercial. A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é da área técnica. A coleção institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada na íntegra na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde: <http://w.saude.gov.br/bvs>. O conteúdo desta e de outras obras da Editora do Ministério da Saúde pode ser acessado na página: <http://w.saude.gov.br/editora>.

Tiragem: 1ª edição – 2012 – Reimpressão 20.0 exemplares

Elaboração, distribuição e informações Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica SAF Sul, Quadra 2, lotes 5/6 Edifício Premium, bloco I, subsolo CEP: 70070-600 – Brasília/DF Tels.: (61) 3315-5905 / 3315-9031 E-mail: dab@saude.gov.br Site: <http://w.saude.gov.br/dab>

Editor geral Hêider Aurélio Pinto

Coordenação técnica geral Aristides Vitorino de Oliveira Neto Elisabeth Susana Wartchow

Autores Adauto Martins Soares Filho Ana Sudária de Lemos Serra Carmem Lucia de Simoni Carolina Pereira Lobato Charleni Inês Scherer Daisy Maria Coelho de Mendonça Daphne Rattner Denis Ribeiro Deurides Ribeiro Navega Cruz Eliane Pedrozo de Moraes

Giani Silvana Schwengber Cezimbra Gilmara Lúcia dos Santos Gisele Ane Bortolini Graziela Tavares

Fabiane Minozzo

Helaine Maria Besteti Pires Isa Paula Hamouche Abreu Janine Schirmer Jefferson Drezett José Guilherme Cecatti José Júlio Tedesco Joseane Prestes de Souza Karla Lisboa Ramos Luciana Ferreira Bordinoski Luciane Franco Marcela Dohms

Marcia Cavalcante Vinhas Lucas Marcos Antonio Trajano Maria Auxiliadora da Silva Benevides Maria Esther de Albuquerque Vilela Maria Sílvia Velutini Setúbal Mary Angela Parpinelli Mercegarilda Costa Mônica Lopez Vázquez Monique Nancy Sessler Natali Pimentel Minóia Olavo de Moura Fontoura Regina Sarmento Ricardo H. Fescina Rivaldo Mendes de Albuquerque Roseli Rossi Stoicov Rui Rafael Durlacher Sara Araújo da Silva Silvia Maria Franco Freire Susana Martha Penzo de Fescina Suzanne Serruya Soraia Schmidt Thaiani Farias Vinadé Thereza de Lamare Franco Netto Verônica Batista Gonçalves dos Reis

Coordenação editorial Antônio Sérgio de Freitas Ferreira Marco Aurélio Santana da Silva

Revisão técnica geral Bárbara Cristine Barreiros Patrícia Sampaio Chueri

Normalização Marjorie Fernandes Gonçalves – MS

Editora MS Coordenação de Gestão Editorial SIA, Trecho 4, lotes 540/610 CEP: 71200-040 – Brasília/DF Tels.: (61) 3315-7790 / 3315-7794 Fax: (61) 3233-9558 E-mail: editora.ms@saude.gov.br Site: <http://w.saude.gov.br/editora>

Revisão: Paulo Henrique de Castro e Faria Diagramação: Kátia Barbosa de Oliveira Normalização: Delano de Aquino Silva

Impresso no Brasil / Printed in Brazil

Ficha catalográfica

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.

Atenção ao pré-natal de baixo risco / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília :

Editora do Ministério da Saúde, 2012. 318 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Básica, n° 32)

ISBN 978-85-334-1936-0

1. Atenção Básica. 2. Atenção à Saúde. Título. I. Série. CDU 616-083.98

Catalogação na fonte – Coordenação-Geral de Documentação e Informação – Editora MS – OS 2012/0152

Títulos para indexação Em inglês: Attention to the prenatal of low risk Em espanhol: Atención al prenatal de bajo riesgo

2012_0152_M_final.indd 28/8/2012 15:46:36

Figura 1 – Fluxograma de pré-natal5
Figura 2 – Manobras de palpação93
Figura 3 – Manobras de palpação da situação fetal94
Figura 4 – Tipos de apresentação fetal94
Figura 5 – Medida da altura uterina96
Figura 6 – Técnica de ausculta dos BCF – Pinard9
Figura 7 – Técnica de palpação de edema maleolar103
Figura 8 – Técnica de palpação de edema lombar104
Figura 9 – Rastreamento e conduta na anemia gestacional174
Figura 10 – Investigação do diabetes gestacional177
Figura 1 – Fluxograma de gestante com RH negativo186
Figura 12 – Úlceras genitais206
Figura 13 – Corrimento vaginal209
Figura 14 – Situação da malária no Brasil227

LISTA DE FIGURAS 2012_0152_M_final.indd 37/8/2012 1:16:43

Gráfico 1 – Razão de mortalidade materna ajustada: Brasil, 1990/200719
Brasil, 1990, 2000 e 200720

Gráfico 2 – Razão de mortalidade materna por causas obstétricas diretas e indiretas:

Brasil, 1990, 2000 e 200720
Gráfico 4 – Gráfico de acompanhamento nutricional da gestante78
Gráfico 5 – Altura uterina vs. semanas de gestação96

Gráfico 3 – Razão de mortalidade materna por causas específicas de morte materna: 2012_0152_M_final.indd 47/8/2012 1:16:43

Quadro 2 – Porção diária do grupo de verduras e legumes83
Quadro 3 – Porção diária do grupo de frutas83
Quadro 4 – Porção diária do grupo de feijões84
Quadro 5 – Porção diária de leites, queijos e iogurtes84
Quadro 6 – Porção diária de carnes, peixes e ovos85
Quadro 7 – Porção diária de óleos e gorduras85
Quadro 8 – Porção diária de açúcares e doces86
Quadro 9 – Avaliação da pressão arterial em gestantes91
Quadro 10 – Avaliação dos batimentos cardíacos fetais (BCF)100
Quadro 1 – Avaliação da presença de edema104
Quadro 12 – Roteiro para a solicitação de exames no pré-natal de baixo risco109
Quadro 13 – Condutas diante dos resultados dos exames complementares de rotina1
Quadro 14 – Vacinação de rotina para gestantes119
Quadro 15 – Vantagens e desvantagens do parto normal ou cesáreo150
Quadro 16 – Causas de crescimento intrauterino restrito171
Quadro 17 – Fatores de risco para diabetes mellitus178
Quadro 18 – Critérios de gravidade para pré-eclâmpsia180
Quadro 20 – Formas de exposição materna ao sangue fetal185
Quadro 2 – Classificação da sífilis201
Quadro 23 – Abordagem sindrômica das DST205
Quadro 24 – Critérios de risco para infecção cervical206
Quadro 25 – Tratamento de clamídia e gonorreia207
Quadro 26 – Tratamento de vaginose bacteriana207
Quadro 27 – Resultados de IgC e IgM, conduta e seguimento213

Quadro 1 – Porções diárias do grupo de cereais, tubérculos e raízes ..................................82 Quadro 19 – Utilização de anti-hipertensivos pela lactante (uso no período neonatal)..184 Quadro 21 – Escolha de antibiótico para o tratamento de infecções urinárias na gravidez .192

uso durante a gestação221

Quadro 28 – Principais fármacos utilizados no tratamento da TB e sua segurança no LISTA DE QUADROS

2012_0152_M_final.indd 57/8/2012 1:16:43

Quadro 30 – Malária complicada229
Quadro 31 – Terapêutica para diferentes formas de malária230
na gestação233
Quadro 3 – Profilaxia das DST para mulheres em situação de violência sexual241

Quadro 32 – Medicamentos indicados na terapêutica das helmintíases e protozooses

de violência sexual242

Quadro 34 – Abordagem sorológica e profilaxia da hepatite B para gestantes vítimas

sexual242
Quadro 36 – Profilaxia para HIV em mulheres adultas, adolescentes e gestantes243
Quadro 37 – Boletim de Apgar253
Quadro 38 – Diferencial sinóptico dos sofrimentos mentais puerperais267

Quadro 35 – Imunoprofilaxia da hepatite B para gestantes em situação de violência 2012_0152_M_final.indd 67/8/2012 1:16:43

corporal por semana gestacional75

Tabela 1 – Avaliação do estado nutricional da gestante segundo o índice de massa

nutricional inicial7
Tabela 3 – Diagnóstico nutricional a ser realizado a cada consulta79
Tabela 4 – Posição do ponto obtido na primeira medida em relação às curvas97
Tabela 5 – Consultas subsequentes, avaliação do traçado98
Tabela 6 – Formulário para registro diário de movimentos fetais (RDMF)102
Tabela 7 – Esquema de vacinação de dT117
Tabela 8 – Esquema básico para tratamento de adultos e adolescentes220

Tabela 2 – Ganho de peso recomendado (em kg) na gestação segundo o estado LISTA DE TABELAS

2012_0152_M_final.indd 7/8/2012 1:16:43

2012_0152_M_final.indd 87/8/2012 1:16:48 2012_0152_M_final.indd 87/8/2012 1:16:48

Apresentação13
1 Introdução17
PARTE 1. O PRÉ-NATAL23
2 Avaliação Pré-Concepcional25
3 A importância da assistência ao pré-natal31
4 Organização dos serviços, planejamento e programação35
4.1 Acolhimento39
4.2 Condições básicas para a assistência pré-natal40
4.3 O papel da equipe de atenção básica no pré-natal45
4.3.1 Recomendação45
4.3.2 Atribuições dos profissionais46
4.3.3 Consulta de enfermagem/enfermeira(o) na atenção à gestante49
5 Atenção pré-natal51
5.1 Diagnóstico na gravidez53
5.2 Classificação de risco gestacional56
5.2.1 Fatores de risco que permitem a realização do pré-natal pela equipe de atenção básica57
5.2.2 Fatores de risco que podem indicar encaminhamento ao pré-natal de alto risco58
5.2.3 Fatores de risco que indicam encaminhamento à urgência/emergência obstétrica60
5.3 Calendário de consultas62
5.4 Roteiro da primeira consulta62
5.4.1 Anamnese62
5.4.2 História clínica63
5.4.3 Exame físico67
5.4.4 Exames complementares68
5.4.5 Condutas gerais69
5.4.6 Roteiro das consultas subsequentes70
5.5 Cálculo da idade gestacional71
5.6 Cálculo da data provável do parto72
5.7 Avaliação do estado nutricional e do ganho de peso gestacional73
5.7.1 Procedimentos para a medida de peso73
5.7.2 Procedimentos para a medida da altura73
5.7.3 Cálculo do índice de massa corpórea ou corporal (IMC) por meio da fórmula74
5.7.4 Procedimentos para o diagnóstico nutricional74
5.7.5 Orientação alimentar para a gestante80
5.8 Controle da pressão arterial (PA)8
5.9 Palpação obstétrica e medida da altura uterina (AU)92

Sumário 2012_0152_M_final.indd 97/8/2012 1:16:50

5.9.2 Ausculta dos batimentos cardiofetais98
5.9.3 Registro dos movimentos fetais100
5.9.4 Teste do estímulo sonoro simplificado (Tess)102
5.9.5 Verificação da presença de edema103
5.9.6 Exame ginecológico e coleta de material para colpocitologia oncótica105
5.9.7 Exame clínico das mamas106
5.9.8 O preparo das mamas para a amamentação107
5.9.9 Exames complementares de rotina e condutas109
5.9.10 Condutas diante dos resultados dos exames complementares de rotina1
5.9.1 Prescrição de suplementos alimentares15
5.9.12 Vacinação na gestação116
5.10 Aspectos psicoafetivos da gestação e do puerpério120
5.10.1 Aspectos fundamentais da atenção integral no pré-natal e no puerpério121
5.10.2 Aspectos emocionais da gestação122
5.1 Queixas mais comuns na gestação127
5.1.1 Náuseas, vômitos e tonturas127
5.1.2 Pirose (azia)128
5.1.3 Sialorreia (salivação excessiva)128
5.1.4 Fraquezas e desmaios128
5.1.5 Dor abdominal, cólicas, flatulência e obstipação intestinal128
5.1.6 Hemorroidas129
5.1.7 Corrimento vaginal129
5.1.8 Queixas urinárias129
5.1.9 Falta de ar e dificuldades para respirar130
5.1.10 Mastalgia (dor nas mamas)130
5.1.1 Lombalgia (dor lombar)130
5.1.12 Cefaleia (dor de cabeça)131
5.1.13 Sangramento nas gengivas131
5.1.14 Varizes131
5.1.15 Câimbras131
5.1.16 Cloasma gravídico (manchas escuras no rosto)132
5.1.17 Estrias132
5.12 Situações especiais na gestação132
5.12.1 Gestação múltipla132
5.12.2 Gravidez na adolescência135
5.13 Mudanças de hábitos de vida e medidas preventivas140
5.13.1 Práticas de atividade física140
5.13.2 Viagens durante a gravidez140
5.13.3 Atividade sexual na gravidez140
5.13.4 Trabalhando durante a gestação141
5.14 As práticas integrativas e complementares141
5.15 A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) na saúde materno-infantil142
5.16 Abordagens da saúde bucal na gestação143
5.17 Orientações e ações educativas146

5.9.1 Medida da altura uterina (AU) ...........................................................................................................95 2012_0152_M_final.indd 107/8/2012 1:16:50

5.18 Parto normal vs. cesariana148
5.18.1 Indicações obstétricas de parto cesáreo149
5.18.2 Desvantagens e riscos da cesariana149
5.19 O parto domiciliar assistido por parteiras tradicionais151
5.19.1 A parteira tradicional152
PARTE 2. INTERCORRÊNCIAS CLÍNICAS E OBSTÉTRICAS MAIS FREQUENTES155
6 Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes157
6.1 Hiperêmese gravídica159
6.2 Síndromes hemorrágicas159
6.2.1 Abortamento160
6.2.2 Gravidez ectópica162
6.2.3 Doença trofoblástica gestacional (mola hidatiforme)162
6.2.4 Patologias do trato genital inferior163
6.2.5 Descolamento cório-amniótico163
6.2.6 Descolamento prematuro de placenta (DPP)163
6.2.7 Placenta prévia (inserção baixa de placenta)164
6.3 Patologias do líquido amniótico165
6.3.1 Oligoidrâmnio165
6.3.2 Polidrâmnio166
6.3.3 Rotura prematura das membranas ovulares (amniorrexe prematura)167
6.3.4 Trabalho de parto prematuro (TPP)169
6.3.5 Gestação prolongada170
6.3.6 Crescimento intrauterino restrito (Ciur)170
6.3.7 Varizes e tromboembolismo172
6.3.8 Anemia173
6.3.9 Doença falciforme174
6.3.10 Diabetes gestacional175
6.3.1 Síndromes hipertensivas na gestação179
6.3.12 Doença hemolítica perinatal185
6.3.13 Doenças respiratórias187
6.3.14 Alterações fisiológicas pulmonares na gravidez187
6.3.15 Asma brônquica187
6.3.16 Infecção do trato urinário na gestação190
6.3.17 Bacteriúria assintomática191
6.3.18 Cistite aguda191
6.3.19 Pielonefrite192
6.3.20 Estreptococo do grupo B193
6.3.21 Hepatite B194
6.3.2 HIV195
6.3.23 Sífilis200
6.3.24 Demais doenças sexualmente transmissíveis na gravidez204
6.3.25 Seguimento das infecções sexualmente transmissíveis após a gestação210
6.3.25 Toxoplasmose211

5.17.1 Aspectos que devem ser abordados nas ações educativas ............................................................146 2012_0152_M_final.indd 17/8/2012 1:16:50

6.3.27 Hanseníase na gravidez2
6.3.28 Malária na gravidez225
6.3.29 Parasitoses intestinais232
6.3.30 Epilepsia233
6.3.31 Uso de álcool e outras drogas na gestação236
6.3.32 Violência contra a mulher durante a gestação239
PARTE 3. ASSISTÊNCIA AO PARTO IMINENTE245
7 Assistência ao parto iminente247
8 Assistência ao recém-nascido251
PARTE 4. O PÓS-PARTO255
9 O pós-parto257
9.1 Atenção no puerpério259
9.1.1 Ações relacionadas à puérpera260
9.1.2 Ações relacionadas ao recém-nascido262
9.1.3 Consulta puerperal (até 42 dias)264
9.1.4 Depressão puerperal271
9.1.5 Blues pós-parto271
9.1.6 Uso de método anticoncepcional durante o aleitamento276
9.1.7 Dificuldades com o aleitamento no período puerperal277
PARTE 5. ASPECTOS LEGAIS E DIREITOS NA GESTAÇÃO281
10 Aspectos legais e direitos na gestação283
10.1 Atenção à saúde285
10.2 Direitos sociais285
10.3 Estabilidade da gestante no emprego286
10.4 Licença-maternidade286
10.5 Funções exercidas pela gestante287
10.6 Licença médica287
10.7 Aborto287
10.8 Amamentação287
10.9 Atestados288
10.10 Outros direitos reprodutivos288
10.1 Direitos do pai289
Referências291
Anexos305
Anexo A – Níveis de evidência científica nos enfoques de terapia, prevenção e etiologia307
Anexo B – Doenças sexualmente transmissíveis309
Anexo C – Cartão da Gestante312
Anexo D – Ficha Perinatal314
Anexo E – Colaboradores316

6.3.26 Tuberculose na gravidez .................................................................................................................217 2012_0152_M_final.indd 127/8/2012 1:16:56

(Parte 1 de 7)

Comentários