(Parte 6 de 6)

Uma famíliaé composta por elementos que apresentam propridades químicas semelhantes.

Os elementos de uma tabela podem ser classificados como: • Elementos representativos (A)

• Elementos de transição (B)

• Elementos de transição interna (séries dos lantanídios e actinídios)

• Gases nobres (0-zero) Representativos: As famílias A(elementos representativos) estão subdivididas em:

54 Capítulo 3

GrupoNome da família

1 ou IAmetais alcalinos 2 ou IIAmetais alcalino-terrrosos 13 ou IAfamília do boro 14 ou IVAfamília do carbono 15 ou VAfamília do nitrogênio 16 ou VIAfamília dos calcogênios 17 ou VIIAfamília dos halogênios

Afamília IAé composta por elementos que possuem apenas 1 elétron na última camada; já a família IIIApossui 3 elétrons na última camada e assim, sucessivamente, até a família VIIA. Essa regra, no entanto, só pode ser aplicada às famílias dos elementos representativos.

Metais alcalinos: são metais leves, brilhantes como a prata, e apresentam ponto de fusão baixo. Reagem com água formando bases ou álcalis, daí sua denominação. Em condições ambiente, 20°C e 1 atm, todos são sólidos, com exceção do frâncio que, apesar de ter sido isolado em pequenas quantidades, supõe-se que seja líquido.

Apesar de constar da família IAna tabela periódica, o hidrogênio nãoé um metal. Ele foi colocado nessa posição pois possui um elétron na camada de valência, como os demais dessa família.

Metais alcalino-terrosos:são encontrados na composição de rochas como o calcário e o basalto. São bastante reativos, porém menos que os metais alcalinos.

Famílias do boro e do carbono: encontramos nessas famílias metais, semi-metais e um ametal, o carbono. Na família IVA, em particular, encontra-se o elemento básicoà vida, o próprio carbono. Há um ramo específico da química que estuda os compostos de carbono, a química orgânica.

Família do nitrogênio e calcogênios: são compostas por metais, semi-metais e ametais. O oxigênioé o elemento mais abundante na crosta pois faz parte da composição da parte sólida

(SiO2), líquida (H2O) e gasosa (O2) da Terra.

5 Capítulo 3

Halogênios:são ametais. São corrosivos e venenosos. Podem ser usados como bactericidas. Flúor e cloro são gases. O bromo é líquido e o iodo é sólido na temperatura ambiente.

Gases nobres:são chamados nobres ou inertes porque, em condições ambiente, não formam compostos com outros elementos, uma vez que já estão estabilizados com 2 (He) ou 8 elétrons naúltima camada eletrônica. Nem mesmo os átomos de um mesmo gás nobre se unem, como acontece com os demais gases, que só existem na forma de moléculas, como por exemplo: o gás oxi- gênio (O2), o gás hidrogênio (H2), entre outros. Os gases nobres também são considerados raros pois compreendem menos de 1% da atmosfera. São obtidos pelo fracionamento do ar líquido.

56 Capítulo 3

Saiba mais O QUE SE PODE FAZER COM O INERTE ARGÔNIO?

O argônioé o mais abundante dos gases nobres na atmosfera terrestre. Ele é assim chamado pois seus átomos podem ser encontrados livres, sem ligações com átomos de outros elementos químicos incluindo os do próprio argônio. Isso faz do argônio um gás inerte, isto é, um gás que não reage. Esta propriedadeé particularmente importante para a indústria metalúrgica do aço pois usa o argônio como um gás inerte para agitar o ferro fundido, enquanto o oxigênioé borbulhado através dele para ajustar o conteúdo de carbono. O argônioé também usado quando se deseja excluir o ar para prevenir a oxidação de metais como o alumínio fundido. Os cientistas de energia atômica protegem os elementos combustíveis com argônio durante o refinamento e reprocessamento. As ligas metálicas para ferramentas especiais requerem metais pulverizados ultrafinos e estes são produzidos direcionando um jato de argônio líquido, a 2190oC, em um jato do metal fundente. Os lasers de argônio são utilizados por cirurgiões para unir artérias e matar tumores. Seu raio intenso de luz azul é também usado por químicos para investigar estados moleculares que existem por apenas um trilionésimo de segundo. Alguns produtos são protegidos por argônio como um isolante térmico pois ele é um péssimocondutor de

57 Capítulo 3

Elementos de transição As famílias B são IB, IIB, IIIB, IVB, VB, VIB , VIIB e VIIIB, não apresentam nomes especias e compreendem os elementos conhecidos como elementos de transição. Há dois tipos de elementos de transição: os de transição interna, que correspondem às séries dos lantanídios e actinídios e os de transição externa, situados no corpo principal da tabela. Os elementos dos subgrupos IIIB até VIIIB têm apenas 1 ou 2 elétrons na camada mais externa, exceto o Pd (Paládio, Z=46) que apresenta 18 elétrons na última camada.

Família dos primeiros metais de transição:são metais utilizados na composição de ligas metálicas por oferecerem dureza e tenacidade a outros metais (Sc, Y, Ti, Zr, Hf, V, Nb, Ta, Cr, Mo, W, Mn, Tc e Re).

Família dos segundos metais de transição:apresenta-se dividida em 3 grupos, cada qual com 3 elementos (tríade):

•Ferro, cobalto e níquel: muito magnéticos, misturam-se facilmente com outros elementos. São encontrados em forma pura quando provenientes de meteoritos ou em mistura com outros metais nos minérios.

calor. O argônioé também utilizado nas lâmpadas fluorescentes e incandescentes dissipando o calor do filamento incandescente, não reagindo com ele. Sinais luminosos de argônio brilham com luz azul. O argônioé também utilizado para calibrar pneus de carros de luxo pois, por ser inerte, não ataca a borracha aumentando o tempo de vida dos pneus e reduzindo o ruído do carro em movimento.

58 Capítulo 3

•Rutênio, ródio e paládio; platina, ósmio e irídio: utilizados em ligas de jóias e aparelhos de precisão.

Família dos terceiros metais de transição:cobre, ouro e prata são muito usados na fabricação de moedas e jóias. Esses elementos são considerados metais nobres por serem pouco reativos.

Os demais metais são usados para os mais diversos fins: o cádmio, em ligas para a fabricação de rolamentos de automóveis; o zinco, para confecção de peças domésticas, e o mercúrio, na iluminação pública, em termomêtros etc. Todos os elementos apresentam-se no estado sólido, exceto o mercúrio, que se apresenta no estado líquido em condição ambiente.

Séries Nome que recebem os dois apêndices sob a tabela. Os elementos situados nessas séries são chamados de lantanídios e actinídios. Pertencem ao sexto e sétimo períodos, respectivamente. O número de elementos em cada sérieé variável: as séries dos lantanídios e dos actinídios pertencem ao grupo IIIB e são chamados de elementos de transição interna, exceto o La e o Ac.

59 Capítulo 3

Série dos lantanídios:são metais maleáveis e abundantes, utilizados na forma de misturas e ligas na fabricação de ferro e aço.

Série dos actinídios:possuem alguns dos átomos mais pesados. Apresentam elementos radioativos. Alguns são naturais, outros são artificiais.resolvidos

Períodos As sete linhas horizontais são chamadas períodos. Esse número está relacionado com o número de camadas eletrônicas que o átomo possui (K, L, M, N, O, P, Q). Por exemplo, o lítio, o boro e o nitrogênio estão no segundo período, pois seus atómos possuem apenas duas camadas eletrônicas. Daí conclui-se que átomos no 2º período só podem conter no máximo 10 elétrons. Os elementos de um mesmo período não possuem propriedades similares.

Classificação dos elementos químicos em relação aos elétrons de diferenciação

60 Capítulo 3

PeríodoNúmero de elementos 1º curto2Z=1 e 2

2º curto83>Z>10 3º curto811>Z>18 4º longo1819>Z>36 5º longo1837>Z>54 6º muito longo3255>Z>86 7º incompleto3287 em diante

Saiba mais

Os nomes dos elementos químicos têm diversas origens.

Dez deles são muito antigos, 8 levam o nome de corpos celestes, 10 referem-se a seres mitológicos, 13 têm nomes de minerais, 9 têm a ver com a cor, 10 mencionam o lugar geográfico onde foram encontrados, 14 referem-se ao país em que as descobertas foram feitas, 16 levam nomes construídos de acordo com certas características do elemento e 1 levam nomes de pessoas.

(Parte 6 de 6)

Comentários