Tecnicas de Expressão Oral e Escritas

Tecnicas de Expressão Oral e Escritas

(Parte 1 de 10)

Introdução

Com este módulo pretende-se dotar os alunos de competências de leitura, quer ao nível da compreensão quer ao nível das competências da expressão escrita.

 Informando

 Sistematizando

 Aplicando

  • Procurando saber mais

Conteúdos

  1. A leitura

  • Etapas da leitura;

  • Resumo;

  • Síntese.

Objectivos

  • Apreender criticamente o significado e a intencionalidade de textos escritos.

  • Seleccionar estratégias adequadas ao objectivo da leitura.

  • Utilizar técnicas de registo e tratamento de informação.

  • Dominar técnicas fundamentais da escrita compositiva.

Competências

  • Criar autonomia e hábitos de leitura, com vista à fluência de leitura e à eficácia na selecção de estratégias adequadas à finalidade em vista;

  • Apropriar-se das técnicas fundamentais da escrita, com vista à desenvoltura, naturalidade e correcção no seu uso multifuncional.

  • Dominar as convenções que subjazem à produção de textos escritos que cumpram as propriedades da textualidade.

  1. A Leitura

 Leitura

A leitura constitui um dos recursos mais valiosos para o desenvolvimento da técnica da redacção. Mas, nem sempre conseguimos ler ou gostamos de ler. Às vezes, o culpado é o próprio livro. Desinteressante, é deixado de lado nas primeiras páginas. Às vezes, outros factores prejudicam a leitura e contribuem desfavoravelmente para o desenvolvimento deste hábito tão necessário ao estudante: vocabulário restrito, falta de hábitos de leitura.

Para que se obtenha um bom rendimento nos exercícios de leitura, é preciso que sejam alcançados alguns objectivos fundamentais:

  • associar o que se lê com experiências e vivências pessoais; manter a atenção durante um tempo relativamente grande na leitura;

  • distinguir as ideias principais ou aspectos essenciais do texto que está a ser lido;

  • perceber a mensagem ou mensagens transmitidas pelo autor;

  • saber responder a perguntas sobre o livro; sempre que necessário tirar conclusões pessoais a partir dos dados fornecidos pela leitura;

  • captar o clima geral ou contexto de leitura e conseguir enquadrar-se nele;

  • compreender as estruturas da frase construídas pelo autor, capacitando-se assim, gradualmente para realizar leituras mais profundas.

  1. Mas, o que ler?

Inicialmente, leituras de jornais e revistas. Relativamente aos livros, recomenda-se que se inicie pelos contos e crónicas.

O principal objectivo da leitura é retirar do texto ideias para o nosso próprio trabalho. Isto implica que o leitor/estudante seja capaz de fazer surgir essas ideias, de as compreender em profundidade e de as articular ente si de forma coerente. Com a experiência, isto não levanta geralmente muitos problemas. Mas este exercício pode colocar grandes dificuldades àqueles que não estejam habituados ao vocabulário específico de determinados temas.

Ler um texto é uma coisa, compreendê-lo e reter o essencial é outra. Saber encurtar um texto não é difícil mas uma capacidade que só se adquire com o exercício, com prática. Para ser totalmente rentável, esta aprendizagem precisa de ser sustentada por um método de leitura. Infelizmente, poucas vezes é o caso.

  1. Mas como podemos partir da leitura de um livro, de um excerto, para a redacção?

É que a leitura, indirectamente fornece condições para a nossa expressão oral e escrita. Com a finalidade de progredir na aprendizagem da leitura e dela retirar o máximo proveito, propomos que seja adoptada, de início, um método de leitura rigoroso e preciso, mas que cada um poderá depois tornar mais flexível. Este método é composto por duas etapas indissociáveis: a grelha de leitura (para ler em profundidade e com ordem) e a redacção de um resumo (para destacar as ideias principais que merecem ser retidas). Mas outras actividades directamente ligadas à leitura podem favorecer a redacção: a síntese do assunto, a localização da mensagem no livro, a caracterização de uma personagem, a criação de fichas de leitura, etc.

Etapas da leitura

Esqueleto

do

texto

(análise)

Partes

constitutivas

do texto

(várias)

Resumo

Síntese

Conclusão

Fichas de Leitura

1

2

3

4

5

6

7

Texto

(leitura)

  • Leitura do texto.

  • Análise – a desmontagem do processo de leitura, analisando parte por parte, para tirar do texto o máximo possível de informações e de reflexão.

  • Resumo – compreensão do texto, destaque de todas as ideias-chave, é uma reprodução do texto utilizando uma outra construção.

  • Síntese – é diferente do resumo, na medida em que não se trata de dar todas ou mesmo as principais ideias do texto, mas apenas de pôr em relevo a ideia-chave ou ideias-chave, do discurso naquilo que ele tem de fundamental. Naturalmente várias conclusões são possíveis a partir da mesma leitura, segundo a visão pessoal que se tiver do problema. A síntese é uma recriação interpretativa. Põe em relevo o essencial.

  • Conclusão – propõe uma resposta ou anuncia uma tomada de posição que lhe parecer mais adequada.

  • Significação lexical

Polissemia

Não basta termos ideias variadas para uma redacção. É necessário que tenhamos recursos igualmente válidos para expressarmos as nossas ideias. Um dos principais factores na aquisição de tal capacidade é termos um vocabulário amplo e preciso. Em relação ao sentido das palavras, é necessário que recordemos o que é a polissemia.

As palavras possuem vários sentidos e valores mas só adquirem um valor e sentido precisos dentro do contexto em que estão inseridas. A adequação entre a exigência do contexto e a escolha de certo vocabulário e o conhecimento do seu significado preciso revelam um eficiente uso do vocabulário. Denominamos polissemia o fenómeno ocorrido com a palavra que é capaz de simbolizar várias ideias, dependendo do ambiente linguístico em que se encontra, que é a frase.

Exemplo 1

  1. O Pedro bateu a porta.

  2. O Jairson bateu com o carro.

  3. O teu coração bateu bem rápido.

Vamos reflectir...

Como podemos observar, o verbo bater assume significados diferentes, dependendo do contexto de cada frase.

Na frase a), o verbo tem o significado de fechar, na frase b) tem o significado de embater; por sua vez, na frase c) tem o significado de pulsar.

 Para exemplificar, constate o carácter polissémico das seguintes palavras. Escreva diferentes frases em que a palavra indicada adquira diferentes sentidos. Na coluna da direita, precise o sentido que as palavras assumem em cada uma das frases que construiu.

Linha

1.

2.

3.

Cabeça

1.

2.

3.

Torto

1.

2.

3.

Direito

1.

2.

3.

Ligar

1.

2.

3.

Conotação e denotação

Um outro aspecto importante é o que diz respeito ao valor denotativo e conotativo dos vocábulos. Quando uma palavra é utilizada no sentido usual, comum, literal, naquele em que os dicionários registam em primeiro lugar, dizemos que esta é utilizada no seu valor denotativo. No entanto, quando uma palavra é usada no sentido figurado, conotativo, afectivo, indo para além do sentido comum, sugerindo outras ideias de ordem abstracta, dizemos que está usada no valor conotativo que possui.

Exemplo 2

“Hoje está muito calor” sentido

“Estou com muito calor” denotativo

“O calor das suas palavras animou-me muito” – sentido conotativo.

Vamos reflectir....

Como podemos ver, nas duas primeiras frases, a palavra calor é utilizada no sentido comum, significando temperatura elevada, a esta acepção da palavra denominamos valor denotativo

Na segunda frase, a mesma palavra, calor, é utilizada num sentido figurado, significando, neste caso, a afectividade das palavras. A esta acepção das palavras denominamos valor conotativo.

 Relações semânticas entre as palavras

Relações de equivalência: sinonímia

Quando pretendemos desenvolver a nossa propriedade vocabular devemos ter a preocupação de localizar as séries de palavras sinónimas e antónimas, sempre que possível. No desempenho da expressão escrita, usamos palavras que muitas vezes têm sentidos afins. As palavras que se unem por uma estreita e comum noção de sentido damos o nome de sinónimas. Convém, no entanto, ressalvar que duas palavras sinónimas nunca expressam um sentido totalmente igual, mas possuem traços semânticos em comum, com sentidos parecidos ou semelhantes.

Exemplo 2

mensalidade

soldo

diária

honorários

ordenado

salário

féria

Vamos reflectir...

Todas as palavras mencionadas na coluna da direita, reportam-se a pagamento por serviços prestados; logo são palavras sinónimas.

 Nas séries de sinónimos abaixo indicadas, examine as subtilezas de significado e as distinções que sente existirem entre as palavras da coluna da esquerda e a coluna da direita. Elabore uma conclusão utilizando uma linguagem objectiva e clara.

sensível

manhoso

rosto

cara

económico

avarento

negar

recusar

dizer

garantir

pedir

implorar

ir

partir

deixar

abandonar

pensar

cismar

Vamos reflectir...

Como podemos ver, as palavras em cada linha são sinónimas, mas não são absolutamente iguais. Analisadas duas a duas, percebemos que as palavras da coluna da direita possuem um significado mais forte e carregado de maior afectividade.

Relações de oposição: antonímia

Mas, assim como há semelhanças de sentido entre as palavras, estas também podem apresentar contrastes e oposições de significado. Por exemplo, um objecto é pesado, porque não é leve. É macio porque não é áspero. Uma pessoa é gorda por não ser magra. A estas séries de palavras contrastantes entre si damos o nome de antónimos.

Exemplo 3

Abria – fechava

Quente – frio

Noite – dia

Vamos reflectir...

As palavras apresentadas na coluna ao lado têm significados contrários. Por isso, chamam-se palavras antónimas.

 Experimente, agora, pôr em prática o seu vocabulário, fornecendo para cada palavra em itálico, o respectivo antónimo:

Todos o consideram o filho bastardo.

Ela é muito morosa no seu trabalho.

O estilo do João é muito conciso.

Nem todos reconheciam o seu dinamismo.

 Complete as frases abaixo indicadas com palavras que estabeleçam confronto entre as ideias expressas no início das frases:

As virtudes são económicas, mas os ___________________________________________________________.

(Parte 1 de 10)

Comentários