Microestruturas 3 deformacionais

Microestruturas 3 deformacionais

(Parte 1 de 2)

Petrologia MetamórficaPetrologia Metamórfica

Microestruturas -Parte 3

Microestruturas resultantes da Microestruturas resultantes da df ãdf ãdeformaç ãodeformaç ão

Profa. Dra . Hanna Jordt Evangelista

Microestruturas resultantes da Microestruturas resultantes da deformaçãodeformaçãodeformaçãodeformação

•Processos de plasticidade intracristalina Pdtfêiddifã•Processos de transferência de massa por difusão

Microestruturas cataclásticas e miloníticas em função da proporção de matriz e porfiroclastos e çppçp de foliação na matriz.

Evidências de processos Evidências de processos cataclásticoscataclásticoscataclásticoscataclásticos

Fraturas, deslocamento de segmentos

Plagioclásio fraturado (deformação rúptil) Plagioclásio fraturado (deformação rúptil)

Anfibólio sódico com deformação rúptil (fratura extensional) Anfibólio sódico com deformação rúptil (fratura extensional)

Turmalina com deformação rúptil (fratura extensional) Turmalina com deformação rúptil (fratura extensional)

Granada fraturada Granada fraturada

Granada fraturada Granada fraturada

Sillimanita fraturada em milonito Sillimanita fraturada em milonito

Sillimanita fraturada em milonito Sillimanita fraturada em milonito

Turmalina fraturada Turmalina fraturada

Turmalina fraturada Turmalina fraturada

Turmalina fraturada com calcopirita como matriz hidrotermal (luz refletida)

Quartzo com deformação rúptil (e também dúctil) Quartzo com deformação rúptil (e também dúctil)

Cataclasito Cataclasito

Pseudotaquilito (brecha de falha com material vítreo) Pseudotaquilito (brecha de falha com material vítreo)

Pseudotaquilito (brecha de falha com material vítreo) Pseudotaquilito (brecha de falha com material vítreo)

Processos de plasticidade intracristalinaProcessos de plasticidade intracristalina

São responsáveis por:São responsáveis por: •Extinção ondulante

Quartzo com extinção ondulante (deformação dúctil) Quartzo com extinção ondulante (deformação dúctil)

Subgrãos em quartzo Subgrãos em quartzo

Quartzo com subgrãos e novos grãos formados por rotação de subgrãos Quartzo com subgrãos e novos grãos formados por rotação de subgrãos

Imperfeições reticulares pontuaisImperfeições reticulares pontuais Imperfeições reticulares pontuaisImperfeições reticulares pontuais

Plasticidade intracristalinaPlasticidade intracristalina Defeitos reticulares lineares (dislocations ))Defeitos reticulares lineares (dislocations ))

Retículo cristalino mostrando dois planos cristalográficos incompletos, representados porTe⊥Asduaslinhasdediscordânciapor Te ⊥. As duas linhas de discordância localizam-se onde terminam os planos cristalográficos, orientando-se perpendicularmente ao plano do desenho.p

Discordâncias (dislocations) possibilitam a deformação dúctil do cristal

LinhasdediscordânciaemsuperfíciedekamacitaemmeteoritoLinhas de discordância em superfície de kamacita em meteorito

(Leroux, H. 2001 Microstructural shok signatures of major minerais in meteorites. Eur. J. Mineralogy 13,2, 251-265)

Propagação de discordâncias (permite mudança de pgç(pç forma dúctil dos grãos)

Analogia entre a propagação de um defeito linear reticular do tipo dislocation , levando à mudança de forma do cristal, e o arrasto de um ,ç, tapete em etapas (Davis, 1984).

Deslizamento do retículo pela propagação de discordâncias levando à mudança de forma do cristal (Nicolas & Poirier, 1976)

Ditibiãltói()iltdd(b)dDistribuição aleatória (a) e parcialmente ordenada (b) de linhas de discordâncias b a

Distribuiçãodasdiscordâncias(símbolos⊥eT)em(a)geraDistribuição das discordâncias (símbolos ⊥e T) em (a)gera extinção ondulante em cristal com arqueamento (flexura) e em (b)subgrãos (Spry, 1969)

(a) Alinhamento de discordâncias formando uma parede de () discordâncias que separa 2 subgrãos (Hobbs et al., 1976); (b) Paredes de discordâncias e subgrãos (Best, 1982).

Feldspato alcalino com extinção ondulante e pertita Feldspato alcalino com extinção ondulante e pertita

Plagioclásio com maclas deformadas e extinção ondulante Plagioclásio com maclas deformadas e extinção ondulante

Quartzo com subgrãos (lâmina espessa) Quartzo com subgrãos (lâmina espessa)

Quartzo deformado em posição próxima da extinção com subgrãos e novos grãos

Quartzo deformado em iluminação máxima: os subgrãos desaparecem, os novos grãos continuam visíveis

Quartzo com subgrãos e novos grãos na borda formados por rotação de subgrãos

MittúlttúlMicroestrutura núcleo-manto: quartzo com núcleo com subgrãos e manto com novos grãos

Recristalização dinâmica de quartzo por rotação de subgrãos Recristalização dinâmica de quartzo por rotação de subgrãos

Outras consequências da deformação plástica dos cristaisdos cristais

Oi t ã itl áfi f il• Orientaç ão cr istalogr áfi ca pre ferenc ial •Geração de maclas de deformação

(Parte 1 de 2)

Comentários