As tic aplicadas no ensino superior-módulo 5

As tic aplicadas no ensino superior-módulo 5

(Parte 1 de 8)

Editoração e Revisão: Editora Prominas e Organizadores

Coordenação Pedagógica INSTITUTO PROMINAS

MÓDULO – 5

Impressão e Editoração

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br

UNIDADE 1 - INTRODUÇÃO04
COMUNICAÇÃO (TIC) APLICADAS NO ENSINO SUPERIOR05

UNIDADE 2 - AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E

16
UNIDADE 4 - AS TIC E O FAZER DOCENTE NA MODALIDADE EAD2
UNIDADE 5 - O ENSINO SUPERIOR E A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA ATRAVÉS DAS TIC26
UNIDADE 6 - USO DAS TIC NAS LICENCIATURAS: publicações acerca do tema45
REFERÊNCIAS62

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br

A utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC), no sistema educativo, deve visar um horizonte de atuação dos professores que não se limita a simples melhoria da eficácia do ensino tradicional ou à mera utilização tecnológica escolar através dos meios informáticos. As TIC têm um papel profundo na educação.

Em sendo, a criação desta disciplina objetiva:

• Entender os novos paradigmas educacionais que emergem dessa sociedade da informação e da comunicação, bem como, da necessidade de exercer uma cidadania participativa, crítica e interveniente;

• Analisar as novas concepções acerca da natureza dos saberes, valorizando o trabalho cooperativo;

• Descrever as novas vivências e práticas no ensino superior, através do desenvolvimento de interfaces entre as instituições de ensino e os grandes centros de pesquisa do mundo, através da utilização da rede mundial de computadores: a Internet;

• Analisar a aplicação das TIC nos cursos de licenciatura;

• Debater sobre as novas investigações científicas em desenvolvimento no ensino superior, a partir do uso das TIC.

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br

UNIDADE 1 – INTRODUÇÃO

Contemporaneamente, a realidade está centrada em um modelo de comunicação descentralizado e plural, que permite modificar e recompor as mensagens por intervenção dos mais diferentes meios tecnológicos, bem como, dos diversos atores do processo educacional. Essa nova realidade exige dos professores uma revisão dos processos de autoria que utiliza para construir conhecimento e dos alunos uma mudança no modo de construir o conhecimento. Neste cenário, torna-se fundamental o intercâmbio entre alunos e professores, de modo que ambos aprendam e ensinem.

Em sendo, é necessário que se estabeleça uma relação de mão dupla, em que o professor vá construindo, de forma dinâmica, o processo de aprendizagem e o seu fazer pedagógico, enquanto o aluno elabora e concretiza seu próprio conhecimento.

Para tanto, tornar possível a transformação de informações em conhecimento, através das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), exige grande investimento em alternativas pedagógicas, além de esforços no sentido de despertar o aluno para a mudança no processo de ensino e aprendizagem, levandoo a desafiar a sua inteligência e incentivando as relações interpessoais e o diálogo entre todos: professores e alunos; alunos e alunos; alunos, professores e instituição; professores e professores.

Pretendemos oferecer a perspectiva para essas discussões, preparamos este material, objetivando analisar a aplicação das TIC no Ensino Superior, a partir do debate acerca do uso dessas tecnologias na educação e os novos paradigmas trazidos e criados por este novo fazer pedagógico.

Esperamos proporcionar o debate e a busca de novas alternativas para a construção do conhecimento, através da utilização das ferramentas possibilitadas pelas TIC e, em sendo, contribuir para o desenvolvimento educacional do país.

Bons estudos, Professora Msc. Náuplia Lopes

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br

UNIDADE 2 – AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) APLICADAS NO ENSINO SUPERIOR

Vivemos tempos de total quebra de paradigmas, em todos os setores da vida humana. Tecnologicamente, jamais tivemos tão providos de tantas ferramentas que nos permitem quase tudo. Entre essas ferramentas, existem aquelas que, apesar de não terem sido desenvolvidas para este fim, tornaram-se ferramentas educacionais, fundamentais para o crescimento e desenvolvimento educacional de diversos países, em especial, o Brasil.

E porque o Brasil, em especial? Devido à nossa condição de continentalidade, que torna as distâncias enormes e, com isso, alijam algumas pessoas do mercado educacional.

No entanto, com o advento das Tecnologias de Informação e Comunicação

instituição educacional

– TIC, essas questões de ordem geográfica tenderam a se minimizarem, haja vista que o uso das TIC permite uma aproximação, antes impossível, entre o aluno e a

Em sendo, faz-se necessário conhecer essas tecnologias e sua aplicação, principalmente, no ensino superior. Iniciaremos, então, com os conceitos e o histórico do que vem a ser as TIC.

2.1 - TIC: conceito e histórico

TIC é a sigla que se afere à expressão Tecnologias de Informação e

Comunicação, como já pudemos perceber, desde o título dessa unidade, sendo este o nome dado às ferramentas que permitem a melhoria nas comunicações e distribuição das informações entre todos e para todos. Entre elas, podemos destacar as ferramentas computacionais, como o próprio computador, a Internet e todas as possibilidades que ambos oferecem; o telefone e suas diversas versões; o rádio; a TV; os satélites; etc.

Todavia, nem sempre foi essa a expressão utilizada para definir essas tecnologias. Nos anos de 1980, por exemplo, o que encontramos na literatura sobre este tema é a sigla NTI de Novas Tecnologias da Informação, por serem, naquele

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br momento, novas, e também porque ainda prevalecia a clara distinção entre aquilo que se denominava “informação grupal”, feita através do rádio e da TV, denominados então, mass media, e outra área, denominada “Novas Tecnologias” ligada à área da Informática. (LÉVY, 2002).

Porém, com o advento da rede mundial de computadores, a web ou Internet que, de acordo com Primo (2007), veio estabelecer uma ligação entre estas duas áreas, o que fez surgir a denominação Novas Tecnologias de Informação e Comunicação, as NTIC, que envolviam em seu âmago de influência, todos os conceitos acerca do tratamento da informação digital, não importando qual fosse o aspecto abordado, podendo ser um texto, um som, uma imagem, um vídeo, ou outro tipo que viesse a ser desenvolvido.

Recentemente, conforme Primo (2009), o N de Novas foi retirado da sigla, ficando, somente TIC, para designar as redes informáticas e suas variáveis, bem como, todo e qualquer tipo de interação mediada, seja pelo computador, rádio, TV, satélite ou celular.

Em sendo, as TIC podem ser denominadas como um conjunto de conhecimentos, advindos de ferramentas e programas informacionais, sua criação, desenvolvimento e utilização, quer seja, a nível pessoal, empresarial ou institucional, destacando-se o computador, posto que, essa é, sem dúvida, a melhor ferramenta de interação entre o homem e a máquina e entre o homem e o homem (PRIMO, 2009).

Não obstante, uma das principais características das TIC, consiste no fato de que, um único meio eletrônico de comunicação, o computador, conectado à rede mundial de computadores, suporta e acessa todo tipo de informação digitalizada ou que seja possível digitalizar, o que inclui desde os mais simples documentos de texto, até as mais complexas análises matemáticas e financeiras, passando por todo o tipo de imagens, áudios, vídeos, etc. (LÉVY, 2002).

Assim, podemos considerar as TIC como sendo elementos de concepção e suporte de todo e qualquer tipo de comunicação individual, empresarial, institucional e social, em diversificados ramos de atividades que vão, desde o simples arquivamento de dados até a utilização de complexos programas de Office

Site: w.ucamprominas.com.br

E-mail: ouvidoria@institutoprominas.com.br ou diretoria@institutoprominas.com.br

Automation, bem como o uso de correios eletrônicos, publicidades, ou possibilidades de trabalho, estudo e ensino a distância, entre outros.

Muitos ainda confundem Informática com TIC, porém elas diferem, e muito.

A Informática é tida como a ciência do tratamento lógico de conjuntos de dados, que de acordo com Souza (2003, p. 27), “utiliza um conjunto de técnicas e equipamentos que possibilitam a sua transformação em informações (processamento) e consequente armazenamento e transmissão”. Já as TIC, contabilizam estes e outros equipamentos, bem como, todas as ciências envoltas direta ou indiretamente na comunicação e na confecção e distribuição de informações de toda ordem.

Contemporaneamente, podemos afirmar que as TIC estejam presentes em quase todas as atividades do nosso cotidiano, seja em um contexto pessoal ou profissional, direta ou indiretamente, posto que, utilizamos a todo momento, componentes e ferramentas ligadas às TIC, como por exemplo, os telefones celulares, os GPS, a TV, o rádio, a Internet, entre tantos outros, e, para os mais variados meios e atividades, desde o lazer, até o trabalho, passando pelos esportes e pela saúde.

(Parte 1 de 8)

Comentários