Manual da dupla evolutiva

Manual da dupla evolutiva

(Parte 2 de 5)

1. Atacadismo consciencial. 2. Casal incompleto. 3. Conscienciólogo. 4. Dupla evolutiva. 5. Era Consciencial. 6. Eunuco, de fato, consciencial. 7. Grupomimese. 8. Hiperespaços. 9. Invexologia (inversão existencial). 10. Ofiex (oficina extrafísica). 1. Paraculturação. 12. Para-homem. 13. Paramulher. 14. Pré-casal. 15. Sociex ou Sociexes (Sociedades Extrafísicas). 16. Socin Conscienciológica (Sociedade Intrafísica). 17. Sociopatia. 18. Trinômio casal incompleto/casal íntimo/entrosamento epicon-amparador. 19. Trinômio motivação-trabalho-lazer. 20. Varejismo consciencial. 21. Verbação (verbo + ação). 2. Vírus da Socin.

Relevância. Pelo prisma da evolução, dentro da parassociologia, a dupla evolutiva tem mais relevância primeiro, para depois vir a multidão.

Teática. Dentro da parassociologia, a teática da dupla evolutiva foi proposta em 1970.

Intimidade. A condição positiva e sadia do casal íntimo, monogâmico, dentro da Socin Conscienciológica, pode alcançar o seu auge no holopensene da dupla evolutiva, em sua alcova energeticamente blindada e na base física de cada parceiro projetor.

Pacto. A dupla evolutiva, uma entidade familiar, estabelece um pacto de relação cosmoética e íntima, que dispensa e abandona explicitamente a proteção do Estado, o Código Civil, e até a Socin, na condição de um todo, mesmo quando esta é uma sociedade monogâmica.

Alternativa. Nestas condições, a dupla evolutiva forma uma alternativa social, lúcida, fundamentada no respeito e consideração mútuos quanto ao nível evolutivo do parceiro ou convivente afetivo, dentro de uma convivência duradoura, pública e contínua entre uma conscin-homem e uma conscin-mulher.

Tares. A dupla evolutiva objetiva a execução da proéxis conjunta, da tares e da vivência da policarmalidade, sem a criação de prole, ou gestações humanas, tendo por meta evoluída as gestações conscienciais cosmoéticas.

Células. Deste modo, a dupla evolutiva forma uma família de primeira classe conscienciológica, multidimensional, diferente de todas as células sociais ou alternativas familiares existentes na Socin, ainda patológica, até o momento.

Superdotação. Dentre as melhores personalidades superdotadas das novas gerações humanas, conscientes quanto ao comple-

MANUAL DA DUPLA EVOLUTIVA 15 tismo existencial (compléxis), os conscienciólogos buscam, hoje, aquelas que pretendam se dedicar, dentro de linhas multidimensionais, às tares cosmoéticas. Nesse contexto, os pesquisadores são preferência para os casais, inclusive rapazes e moças, que já formam duplas evolutivas com alto nível de lucidez.

Parentela. Pela parassociologia, importa ao parceiro (ou parceira) da dupla evolutiva fazer uma pergunta pertinente: Quais as influências boas ou indignas da parentela do meu parceiro (ou parceira) sobre mim?

Especialidades. Vejamos, nos próximos capítulos, em ordem alfabética, algumas das relações das pesquisas da dupla evolutiva com outras 38 áreas ou especialidades da Conscienciologia.

3DUPLA EVOLUTIVA E COMUNICOLOGIA

Comunicologia. A comunicologia é a especialidade da Conscienciologia que estuda a comunicabilidade da consciência de todas as naturezas e formas, inclusive a comunicação interconsciencial entre as dimensões conscienciais, considerando a projetabilidade consciencial lúcida e as abordagens da consciência “inteira”.

Intervivência. O melhor processo de comunicação interconscins será sempre o ato de viver juntos (intervivência).

Descomunicação. Estamos na vida intrafísica para tentar ser felizes. Permanecer acomodados em casamentos infelizes, com parceiros eternamente tímidos e medrosos frente aos problemas afetivo-sexuais, com a descomunicação na vida a dois, é um dos grandes problemas da vida moderna.

Comunicação. A palavra comunicação (Latim: communicatio) é composta por outras 3:

1. Com: juntos. 2. Munis: presente, dádiva. 3. Actio: ação.

Presentes. Comunicar é trocar presentes (dádivas, gifts) de todos os tipos sadios, positivos ou energeticamente evolutivos. Esta é a categoria da comunicação dos parceiros da dupla evolutiva através da técnica D, diálogo-desinibição.

MANUAL DA DUPLA EVOLUTIVA 17

damente harmonizados, podem viver em certos períodos de suas

Telepatia. Os parceiros da dupla evolutiva, quando profunvidas, em um holopensene que predispõe a ocorrência da telepatia a dois, afora uma série de outros fenômenos parapsíquicos.

Binômio. Os afins se atraem mesmo com discordâncias mínimas. Ninguém é idêntico a outra pessoa. Nem os gêmeos idênticos. Nem os xifópagos. A intervivência exige a consideração deste fato inevitável.

Conscins. No aprofundamento da análise da dupla evolutiva temos de considerar as coesões e as dissociações entre as conscins.

Coesões. Na formação e manutenção da dupla evolutiva vitoriosa entram 2 categorias de coesões:

1. As coesões intraconscienciais. 2. As coesões extraconscienciais.

Intraconscienciais. Nas coesões intraconscienciais dos parceiros da dupla evolutiva entram, pelo menos, 6 condições poderosas:

interação biológica (bioquímica), somática (sexossomática), ou
necessidade humana fundamental e vital: o amor, o afeto puro ou

1. Sexossomática. A atração mútua, sexual (sexochacral), o mútuo conhecimento somático do casal íntimo. 2. Psicossomática. A atração afetiva, psicossomática, uma a felicidade intercambiada através de uma série de harmonias.

3. Holomaturologia. O nível de hiperacuidade ou lucidez da conscin. 4. Intrafisicologia. A fidelidade interpessoal mantida pela eleição seletiva e individualizada pela conscin monogâmica. Vale enfatizar que a exclusividade no amor é sadia e normal. Contudo, fidelidade não é direito de propriedade, uma das causas básicas dos fracassos das uniões interpessoais. 5. Cosmoética. A incorruptibilidade, sinceridade ou autenticidade. A liberdade intraconsciencial ou a pensenização muda da conscin existe e existirá sempre. É impossível a um parceiro telepatizar com a recepção, o tempo todo, do fluxo dos autopensenes do outro. Daí porque não se pode querer saber tudo o que o outro pensa nem comandar os seus pensenes. Isso é ignorância crassa, insegurança pessoal e, até certo ponto, doença mental. 6. Holocarmologia. O sentimento de responsabilidade cosmoética ou o compromisso interconsciencial profundo entre uma conscin-parceira e a outra.

Extraconscienciais. Nas coesões extraconscienciais dos parceiros da dupla evolutiva entram, pelo menos, 2 condições poderosas:

1. Proexologia. As atividades e os trabalhos compartilhados para a execução da proéxis em conjunto. 2. Recexologia. A busca da execução da tares e da policarmalidade, no caso, a vivência da recéxis ou da invéxis a dois.

Dissociações. No desfazimento da dupla evolutiva, um fracasso ou divórcio, entram 4 categorias de dissociações:

1. Conscienciometria. Falta da conscienciometria: incompatibilidades física, psíquica (mental) ou consciencial integral. 2. Comunicologia. Falta da comunicologia: não aplicação da técnica D, diálogo e desinibição, incluindo aí todas as categorias de diálogos, o sexual, o sentimental, o intelectual e o consciencial (V. Dupla Evolutiva e Sexossomática).

MANUAL DA DUPLA EVOLUTIVA 19

3. Consciencioterapia. Falta da consciencioterapia: possessividade ou egocentrismo (infantil) que domina ainda a conscin adulta (egoísmo). 4. Mentalsomática. Falta da mentalsomática: alimentação de ideias falsas e ilusões (V. Dupla Evolutiva e Paraprofilaxia).

4DUPLA EVOLUTIVA E

20 CONSCIENCIOCENTROLOGIA

cialidade da Conscienciologia que estuda o conscienciocentrismo ou

Conscienciocentrologia. A conscienciocentrologia é a espea filosofia social que centraliza os seus objetivos na consciência em si, e em sua evolução.

Instituição. A conscienciocentrologia inspira a criação, instalação e manutenção da instituição conscienciocêntrica, ao modo de uma cooperativa consciencial, dentro da Socin Conscienciológica.

Vínculos. Importa destacar 3 vínculos entre as pessoas e as empresas:

1. Empregatício. O vínculo empregatício, comum, bem legalizado. 2. Consciencial. O vínculo consciencial, o mais importante para a instituição conscienciocêntrica e para a dupla evolutiva. 3. Duplo. O duplo vínculo ou misto.

Consciência. A conscienciocentrologia ou a centragem na evolução da consciência é buscada espontaneamente pelos parceiros na vivência em conjunto da dupla evolutiva.

Meta. Dentro da meta do senso avançado da conscienciocentrologia, a meta máxima da dupla evolutiva, em nosso atual nível de evolução, da condição de pré-serenões à condição de despertos, não é mais ter filhos ou constituir uma prole.

Ajuda. Tal postura ajuda no ambiente de trabalho de uma empresa que fica menos onerada quanto aos encargos de gestantes, partos, mães, filhos e outras variáveis dessa natureza.

Namoro. Há empresas que proíbem o namoro dos funcionários em suas dependências e evitam admitir, ao mesmo tempo, cônjuges, ou casais de prole numerosa, em função do convívio diário em face do rendimento dos serviços que prestam à instituição.

MANUAL DA DUPLA EVOLUTIVA 21

Eliminações. A dupla evolutiva se assenta na eliminação de 2 categorias de variáveis:

1. Dentro. Do ponto de vista intraconsciencial dentro do microuniverso de cada parceiro, por exemplo, eliminação de vaidades excessivas, mágoas, susceptibilidades, melindres, amor próprio ofendido e orgulho ferido. 2. Fora. Do ponto de vista humano, fora do microuniverso consciencial, por exemplo, eliminação de documentos, convenções humanas e contratos de casamento.

Aliança. Importa considerar que, em determinados contextos sociais, é inteligente a moça (jovem inversora), parceira da dupla evolutiva, quando sexy, ou que chama a atenção dos homens, por exemplo, na Itália, usar o tempo todo uma aliança (anel) tradicional, ao modo da mulher casada, no dedo anular (quarto quirodátilo esquerdo) da mão esquerda, evidenciando, assim, que já é comprometida em função do assédio sexual onipresente em certas Socins.

Promiscuidade. Isso evita assédios e constrangimentos sempre desagradáveis para a mulher, por toda parte, um modo técnico de ser recatada perante a promiscuidade oficializada. O parceiro homem pode fazer o mesmo.

5DUPLA EVOLUTIVA E CONSCIENCIOMETRIA

Conscienciometria. A conscienciometria é a especialidade da Conscienciologia que estuda as medidas conscienciológicas, ou da consciência, através dos recursos e métodos oferecidos pela abordagem da consciência “inteira”, capazes de assentar as bases possíveis da matematização da consciência.

Características. O problema da Humanidade é que ela não é constituída só de seres humanos, mas, ainda, de subumanos – os arquicriminosos – e, agora sabemos, de super-humanos, os Serenões.

Consequências. Há características e similitudes entre os diversos gêneros de duplas evolutivas, evidenciadas em função de suas consequências, objetivando o nosso autoconhecimento e o discernimento interconsciencial maior.

(Parte 2 de 5)

Comentários