Gestão da Qualidade técnico em qualidade

Gestão da Qualidade técnico em qualidade

(Parte 5 de 14)

- Levantar dados, analisar, elaborar e implantar sistemas administrativos; - Lidar com programas, processos, processamentos, métodos e técnicas de análise administrativa; - Manusear equipamentos específicos, como computadores;

- Reunir idéias de forma lógica (concentração e concisão);

- Conhecimento das ferramentas e processos que a empresa usa (generalista que trabalhará com especialistas sabendo integrar as informações);

Humanas

- Capacidade e discernimento para trabalhar com pessoas, compreender atitudes e motivações e aplicar uma liderança eficaz; - Saber ouvir, observar e argumentar;

- Saber lidar com as resistências.

Conceituais - Compreender as complexidades da empresa como um todo e o ajustamento do comportamento da pessoa dentro da estrutura organizacional da empresa; - Atuar de acordo com os objetivos e as necessidades da empresa.

Escola Técnica Regional _ Técnico em Logística Gestão da Qualidade

Este profissional precisa pensar o tempo inteiro como a tecnologia pode ser utilizada para melhorar os processos, diminuir os custos e de que forma pode estar agregando soluções para a Qualidade, e conseqüente competitividade dos produtos no mercado ”

3.2. Processos Macro e Micro

Os processos podem ser vistos de 2 ângulos: 1. Macro = Avaliação Global do Produto

Qualidade de Projeto de Produto = relação produto-mercado Decisões

Análise do produto em termos da qualidade a partir da estruturação de seu projeto; Grau de acerto das decisões tomadas sobre o produto ser lançado.

Qualidade de Conformação = relação projeto-produto Realimentação Avaliação de variações das especificações de qualidade de um mesmo produto;

Capacidade em viabilizar do projeto.

2. Micro = Avaliação da Produção (característicos)

Por Atributos = avaliação qualitativa Ex.: cor, sabor, aroma

Por variáveis = avaliação quantitativa Ex.: é um número, escala contínua

3.3. Avaliação da Qualidade

Característicos da Qualidade Qual usar? Atributos ou Variáveis? Depende:

Da informação que se precisa obter; Do característico que vai ser avaliado;

Dos métodos e equipamentos disponíveis.

Ex.: produção de vinho, cerveja, frutas para exportação

Observação:

Mais utilizado = Atributos; Avaliação simples e mais direta.

Escola Técnica Regional _ Técnico em Logística Gestão da Qualidade

Principais dificuldades: Por variáveis = dispor e trabalhar com equipamentos (US$);

Por Atributos = fixação do padrão.

3.4. Defeitos

Falta de conformidade observada em um produto quando determinado característico da

Qualidade é comparado às suas especificações. O defeito é caracterizado em função do mercado (ou cliente, ou consumidor).

A classificação dos defeitos serve para conhecer (natureza, grau e causa) e agir (ações corretivas e preventivas).

Classificação básica (não excludentes): Ocorrência: área externa ou funcionamento do produto

Natureza:

Crítico = condição insegura ao cliente; Maior = não pode ser vendido;

Menor = não reduz a usabilidade do produto.

3.5. Controle de Qualidade

Sistema organizado que domina e utiliza as técnicas e atividades operacionais para se obter a Qualidade durante todo o ciclo de vida do produto

Deve ser um sistema dinâmico com objetivo de produzir e melhorar a Qualidade dos produtos e serviços para satisfazer necessidades do consumidor.

Escola Técnica Regional _ Técnico em Logística Gestão da Qualidade

Fig. Ciclo de Vida do Produto

O CQ exige agir, pesquisar, analisar e principalmente prevenir defeitos.

Envolvem recursos humanos, equipamentos, sistemas de produção, estatísticas, assistência técnica, entre outros.

Importante: Inspeção≠ Controle de Qualidade

Requisitos para implantação:

1. Política da Empresa

Apoio da alta administração (exemplo, participação, empenho); Fixar as políticas da qualidade;

Estabelecer os recursos.

2. Padrões de Qualidade Percentual máximo de peças defeituosas em um lote ou amostra

Variáveis: limite máximo, limite mínimo ou intervalo de medidas; Atributos: é um padrão elemento-base (desenho, maquete, produto) para servir de comparação.

3. Metodologia para ação

(Parte 5 de 14)

Comentários