• REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

A Enfermagem do Trabalho caracteriza-se por um conjunto de ações educativo- assistenciais, que visam interferir no processo trabalho-saúde-adoecimento, no sentido de promover e valorizar o ser humano.

  • A Enfermagem do Trabalho caracteriza-se por um conjunto de ações educativo- assistenciais, que visam interferir no processo trabalho-saúde-adoecimento, no sentido de promover e valorizar o ser humano.

A Enfermagem do trabalho, anteriormente conhecida como enfermagem laboral, teve seu inicio no final do século XIX, na Inglaterra onde os primeiros Enfermeiros prestavam assistência de enfermagem na prevenção/saúde pública, realizando visitas domiciliares aos trabalhadores doentes.

  • A Enfermagem do trabalho, anteriormente conhecida como enfermagem laboral, teve seu inicio no final do século XIX, na Inglaterra onde os primeiros Enfermeiros prestavam assistência de enfermagem na prevenção/saúde pública, realizando visitas domiciliares aos trabalhadores doentes.

No Brasil, a enfermagem do trabalho, assim como os demais profissionais de segurança e medicina do trabalho, foi incorporada nas empresas como obrigatória, pois o governo tinha emergência em reduzir o elevado índice de acidente de trabalho no início dos anos 70, quando o Brasil se consagrou campeão mundial de acidente de trabalho.

  • No Brasil, a enfermagem do trabalho, assim como os demais profissionais de segurança e medicina do trabalho, foi incorporada nas empresas como obrigatória, pois o governo tinha emergência em reduzir o elevado índice de acidente de trabalho no início dos anos 70, quando o Brasil se consagrou campeão mundial de acidente de trabalho.

Em consequência o governo impôs que as empresas contratassem profissionais especializados como médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e técnico de segurança do trabalho.

  • Em consequência o governo impôs que as empresas contratassem profissionais especializados como médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e técnico de segurança do trabalho.

Foi criado o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do trabalho – SEESMT – através da portaria 3.237 de 27/06/1972, dimensionados de acordo com o grau de risco e o número de trabalhadores das empresas.

  • Foi criado o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do trabalho – SEESMT – através da portaria 3.237 de 27/06/1972, dimensionados de acordo com o grau de risco e o número de trabalhadores das empresas.

Técnicas

  • Técnicas

  • Dinamometria;

  • Acuidade visual;

  • Antropometria e verificação de sinais vitais;

  • Curativos e administração de medicações prescritas;

  • Coleta de material para exames laboratoriais;

  • Campanhas de vacinação;

  • Campanhas de promoção à saúde;

  • Desinfecção e esterilização de materiais.

Dinamômetro

  • Dinamômetro

Ensino

  • Ensino

  • Realização de palestras direcionadas à saúde;

  • Treinamento DST/AIDS e primeiros socorros para membros da CIPA e Brigada de Emergência;

  • Desenvolvimento de peças teatrais com temas relacionados à saúde e prevenção de acidentes durante a Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho;

  • Elaboração de temas sobre saúde para jornais e murais internos da empresa.

Administrativas

  • Administrativas

  • Organizar o ambulatório de saúde ocupacional;

  • Organizar arquivos da empresa;

  • Controlar e enviar equipamentos para manutenção em fornecedores selecionados;

  • Controlar e enviar equipamentos para calibração anual em fornecedores selecionados;

  • Controlar estoques e datas de vencimento de materiais e medicamentos.

Educação em Saúde.Através da distribuição de materiais educativos, e controle através da vigilância epidemiológica.

  • Educação em Saúde.Através da distribuição de materiais educativos, e controle através da vigilância epidemiológica.

  • Assistência imediata às doenças e agravos produzidos pelas condições prejudiciais do trabalho e outras.Prestação de cuidados de emergência nos problemas menos graves e complexos e encaminhamento urgente dos problemas mais graves e complexos aos recursos da comunidade.

Lembre-se que a assistência deve ser contínua às consequências dos agravos e às doenças produzidas pelas condições prejudiciais do trabalho.

  • Lembre-se que a assistência deve ser contínua às consequências dos agravos e às doenças produzidas pelas condições prejudiciais do trabalho.

Todo bom profissional deve ter um bom conhecimento sobre a empresa,principalmente em se tratando da atividade principal,a planta física, o esquema de trabalho de todas as seções , o processo de trabalho, os equipamentos e as substâncias utilizadas.Informação também importante diz respeito ao número de empregados, a proporção de homens e mulheres, a média de idade, a etnia, os turnos de trabalho, níveis salariais, entre outros.Deve ainda se manter atualizado quanto ao seu conhecimento específico.

  • Todo bom profissional deve ter um bom conhecimento sobre a empresa,principalmente em se tratando da atividade principal,a planta física, o esquema de trabalho de todas as seções , o processo de trabalho, os equipamentos e as substâncias utilizadas.Informação também importante diz respeito ao número de empregados, a proporção de homens e mulheres, a média de idade, a etnia, os turnos de trabalho, níveis salariais, entre outros.Deve ainda se manter atualizado quanto ao seu conhecimento específico.

A Saúde do Trabalhador configura um campo de saber e de práticas que demandam uma atuação sobre o trabalho e sobre as estruturas e processos que o organizam, a partir do locus dos serviços públicos de saúde.

  • A Saúde do Trabalhador configura um campo de saber e de práticas que demandam uma atuação sobre o trabalho e sobre as estruturas e processos que o organizam, a partir do locus dos serviços públicos de saúde.

A atual estratégia de institucionalização e fortalecimento da Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde criou a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST), com o objetivo de “integrar a rede de serviços do SUS, voltados para a assistência e a vigilância, para o desenvolvimento das ações de Saúde do Trabalhador” (Ministério da Saúde, 2002). Essa estratégia deu-se, principalmente, por meio de incentivo financeiro aos municípios e estados para a criação de Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CERESTs), que devem desempenhar a função de suporte técnico, de coordenação de projetos e de educação em saúde para a rede do SUS da sua área de abrangência.

  • A atual estratégia de institucionalização e fortalecimento da Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde criou a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST), com o objetivo de “integrar a rede de serviços do SUS, voltados para a assistência e a vigilância, para o desenvolvimento das ações de Saúde do Trabalhador” (Ministério da Saúde, 2002). Essa estratégia deu-se, principalmente, por meio de incentivo financeiro aos municípios e estados para a criação de Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CERESTs), que devem desempenhar a função de suporte técnico, de coordenação de projetos e de educação em saúde para a rede do SUS da sua área de abrangência.

Comentários