Pratica de utilização do software QUALIGRAF

Pratica de utilização do software QUALIGRAF

Pratica de utilização do software QUALIGRAF

Objetivos:

O relatório tem como principal objetivo desenvolver a utilização do software

QUALIGRAF e aprofundar o conhecimento aprendido, até agora, no curso de Geofísica Aplicada a Prospecção de Águas Subterrâneas, elaborando:

1. Identificação das amostras; 2. Análise do balanço iônico; 3. Classificação hidroquímica das amostras (diagrama de piper); 4. Estudo de adequabilidade para irrigação (diagrama ISSL); 5. Estudo de adequabilidade para consumo humano (Portaria Nº 2.914).

Material Utilizado:

1. 4 analises físico-química das amostras de água. ( Fonte: Profº leandson); 2. Computador com o software QUALIGRAF; 3. PORTARIA Nº 2.914, de 12 de Dezembro de 2011.

Prática:

Para se elaborar o relatório foi necessário um computador com o programa

QUALIGRAF, para auxiliar na análise da qualidade de amostras d'água e interpretação gráfica de dados hidroquímicos.

Os valores observados na analise físico-química de cada amostra foram postados no referidos campos na “pagina” de Entrada de Dados do programa e em seguida foi realizado o Balanço Iônico de acordo com as expressões mostradas na figura 01 abaixo:

Cada amostra gerou um gráfico de acordo com a concentração de íons: - Amostra 01 (1426/10):

Após a realisação do Balanço Iônico, foi plotado o Diagrama de Piper - utilizado para classificação e comparação de distintos grupos de águas quanto aos íons dominantes.

Em seguida, foi realizado a classificação das águas para irrigação (Fig.07), que é determinada pela concentração de alguns íons, tais como o sódio, o potássio, o cloreto e o sulfato, e por parâmetros como os sais dissolvidos, a Condutividade Elétrica e a concentração total de cátions, que influenciam de maneira diferenciada no crescimento de cada espécie vegetal.

OBSERVAÇÃO: Foi utilizada as sequintes cores para identificação das amostras nos gráficos e diagramas:

Resultados e Discussões:

Após as operações no programa QUALIGRAF podemos fazer algumas observações quanto a qualidade da água e concentrações de íons dominantes das amostras. Além da sua definição junto a Portaria Nº 2.914, que regulamenta o uso das águas de acordo com alguns critérios de qualidade.

Pelos gráficos obtidos a partir do Balanço Iônico (Fig.02 à Fig.05) e pelo

Diagrama de Piper (Fig.06), observamos uma grande concentração de ânions de - CO3 -HCO3 na amostra 01; Índices de porcentagem muito elevados de cátions de NaK na amostras 02 e valores maiores ainda na amostra 03; e uma constituição equilibrada da amostra 04 de ânios de CO3 e HCO3 e cátions de NaK.

Quanto a classificação das águas para irrigação, as amostras 02, 03 e 04 apresentaram Risco de Sólido e Risco de Salinidade praticamente nulos, sendo totalmente adequados para o uso. A amostra 01 (Coloração Preta), apresentou baixo Risco de Sólido, o que a qualifica como adequada para o consumo, porém a mesma apresentou um Risco de Salinidade considerado médio, sendo necessário um tratamento junto ao local da amostra para adequar o índice de salinidade para consumo de acordo com as especificações da Portaria 2.914.

Comentários