telecurso 2000 - volume 3 - processos de fabricação - 57proc3

telecurso 2000 - volume 3 - processos de fabricação - 57proc3

57AULA57 A U L A

A retificadora cilíndrica universal Ø uma mÆquina utilizada na retificaçªo de todas as superfícies cilíndricas, externas ou internas de peças. Em alguns casos, essa mÆquina retifica, tambØm, superfícies planas que precisam de faceamento.

Nesta aula, vocŒ vai aprender quais sªo os procedimentos para a retificaçªo cilíndrica.

Retificar superfície cilíndrica

Essa operaçªo tem a finalidade de dar fino acabamento a superfícies de peças cilíndricas, com exatidªo de medidas.

O operador deve usar óculos de proteçªo e, no caso de retificar a seco, mÆscara contra pó. Sªo medidas de segurança que protegem de possíveis acidentes.

As superfícies cilíndricas externas que podem ser retificadas nesse tipo de mÆquina sªo ilustradas nas figuras, a seguir.

Retificaçªo cilíndrica Nossa aula

superfície cilíndrica escalonada com canal de saída

superfície cilíndrica com rebaixos sem saída superfície a retificar superfície cilíndrica escalonada sem canal de saída superfície a retificar superfície cilíndrica passante

57 AULA

Nas figuras anteriores, vocŒ deve ter observado que algumas peças apresentam canal para saída de rebolo. Esse canal pode ter vÆrias formas, mas a norma DIN estabelece dois tipos bÆsicos: E e F. Veja na tabela abaixo as dimensıes desses canais.

Quanto à fixaçªo da peça a ser retificada na mÆquina, ela pode ser:

superfície cônicasuperfície cilíndrica com rebaixos com saída

em balanço (para peças de pequeno comprimento e quenão podem ter furos de centro)entre pontas com placa de arraste (para peças de grande comprimento, ou peças com rebaixos)

AULAVamos supor que vocŒ queira retificar um eixo cilíndrico de aço com superfície cilíndrica passante. Como vocŒ jÆ viu em aulas anteriores, o primeiro passo deve ser a seleçªo, balanceamento e dressagem do rebolo.

Preparado o rebolo, vocŒ vai fixar a peça entre pontas. Para isso, monte a ponta “seca” no cabeçote porta-peças e o pino de arraste na placa lisa, conforme ilustra a figura.

Em seguida, monte o cabeçote contraponta. Na montagem do contraponta sobre a mesa, verifique, antes, se a mesa e a base do dispositivo contraponta estªo limpos. Essa limpeza Ø necessÆria para evitar desalinhamento da peça.

A seguir, fixe a peça entre pontas. Lubrifique com graxa os contatos do contraponta e da ponta com a peça para evitar grimpagem.

Depois, Ø preciso regular o curso do deslocamento longitudinal da mesa. A regulagem Ø feita por meio dos limitadores de curso da mesa e tem a finalidade de evitar que o rebolo bata no arrastador e no contraponta.

de 1/3de sua largura nas extre-

É preciso ter cuidado para que o rebolo nªo ultrapasse mais midades do rebolo.

Esse procedimento pode ser seguido sem que o rebolo esteja em movimento.

O passo seguinte consiste em regular o paralelismo da peça em relaçªo ao rebolo. Para isso, vocŒ deve ligar o rebolo e o cabeçote porta-peças em movimento de rotaçªo. Encoste o rebolo na peça cuidadosamente, zerando o anel graduado de penetraçªo do rebolo.

AULAApós esse passo, faça uma pequena penetraçªo do rebolo e ligue o avanço transversal da mesa, dando tantos passes quanto forem necessÆrios para limpar a superfície da peça.

Dica tecnológicaDica tecnológicaDica tecnológicaDica tecnológicaDica tecnológica

Para observar melhor o movimento de contato do rebolo com a peça, passe uma camada fina de tinta de traçagem na peça.

Depois de limpar a superfície da peça (eixo), vocŒ vai medir suas duas extremidades para corrigir o paralelismo da peça.

Após a correçªo do paralelismo do eixo, dŒ mais uma passada do rebolo no eixo, com corte de pequena profundidade. Meça o eixo novamente e verifique se o paralelismo foi corrigido. Se foi feita a correçªo, usine o eixo com passes sucessivos atØ que fique de acordo com a dimensªo desejada.

Se vocŒ verificar que a correçªo nªo foi feita, faça-a novamente e repita os passes quantas vezes forem necessÆrios.

Veja, agora, o que aprendeu. Faça os exercícios a seguir e confira suas respostas com as do gabarito.

medindo as extremidades corrigindo o paralelismo

AULAMarque com X a œnica resposta correta.

Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1 As superfícies cilíndricas externas podem ser do seguinte tipo:

a)a)a)a)a)()cônicas, com rebaixos flexíveis; b)b)b)b)b)()passantes, escalonadas com canal de saída e sem saída; c)c)c)c)c)()com rebaixos sem saída, recortada; d)d)d)d)d)()onduladas, curvas, cônicas; e)e)e)e)e)()planas, côncavas ou convexas.

Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2

Peças de pequeno comprimento e que nªo podem ter furos de centro sªo fixadas em: a)a)a)a)a) ( ) placa lisa; b)b)b)b)b)()placa e ponta; c)c)c)c)c) ( ) entre pontas; d)d)d)d)d)()placas de arraste; e)e)e)e)e) ( ) balanço.

Exercício 3Exercício 3Exercício 3Exercício 3Exercício 3 Peças de grande comprimento sªo fixadas em:

a)a)a)a)a) ( ) balanço; b)b)b)b)b) ( ) entre pontas; c)c)c)c)c)()entre pontas com placa de arraste; d)d)d)d)d)()placa e ponta; e)e)e)e)e) ( ) placa lisa.

Exercício 4Exercício 4Exercício 4Exercício 4Exercício 4 Para evitar grimpagem das peças, Ø preciso:

a)a)a)a)a)()secar bem as peças; b)b)b)b)b)()lubrificar o contato das pontas com a peça; c)c)c)c)c)()limpar a mesa; d)d)d)d)d)()refrigerar as contrapontas; e)e)e)e)e)()evitar contato das peças.

Exercício 5Exercício 5Exercício 5Exercício 5Exercício 5

Depois de limpar a superfície do eixo usinado Ø preciso medir suas duas extremidades para verificar o seguinte: a)a)a)a)a)()a correçªo do paralelismo do eixo; b)b)b)b)b)()a rugosidade da peça; c)c)c)c)c)()o acabamento do eixo; d)d)d)d)d)()o comprimento do eixo; e)e)e)e)e)()a espessura do eixo.

Pare! Estude! Responda!

Comentários