Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Departamento de Engenharia de Materiais

Métodos de Seleção de Materiais

Aluno: Guilherme Augusto Oliveira de Sena

Obras incríveis: Reciclagem de Metais Pesados

O documentário Obras incríveis: Reciclagem de Metais Pesados chama atenção aos principais processos de reciclagem existentes atualmente e exemplifica com casos reais as etapas pelas quais os automóveis e as aeronaves passam no fim de sua vida útil. As enormes quantidades de metal utilizadas para a fabricação desses dois tipos de meios de locomoção podem ser recicladas baseadas em uma interessante propriedade dos metais: a conservação das propriedades mecânicas mesmo sofrendo ilimitados processos de reciclagem.

Nas aeronaves existem as partes retornáveis, as quais podemos possivelmente reaproveitadas do jeito que estão. Elas são recuperadas e vendidas pela internet. A caixa preta é um exemplo desse tipo de dispositivo. A reciclagem das outras partes que compõem uma aeronave pode ser dividida em desmontagem, redução e compactação. Remove-se tudo que não é metal da estrutura interna da aeronave. Essa parte não tem nenhum valor para a indústria de reciclagem. Com cerca de 6 milhões de peças, o avião de carga é uma fonte muito rentável de materiais de engenharia. A parte em que fica o piloto apresenta materiais cerâmicos valiosos, por conta disso quase tudo é reaproveitado. O processo continua com a redução, em que o material tem sua granulometria reduzida ao mínimo possível para que seja mais fácil de transportar e tratar termicamente. Após isso, ele é acondicionado da melhor forma para ser vendido a usinas especializadas em reutilização desse material.

Em outra indústria de reciclagem é mostrado como uma máquina de corte é possível recuperar e reciclar materiais das mais diversas origens. Mais uma vez, os metais são os que mais são separados para envio a compradoras de sucata. Sem nenhum tipo de separação prévia, uma trituradora é utilizada nessa usina para diminuir o diâmetro médio dos materiais. Uma usina que recupera carros fora de uso é mostrada. Assim como em aviões, cada peça é retirada separadamente e divididas por tipo. Nessa usina ocorre a compactação das partes dos automóveis que não são feitos de alumínio. Para esse último, a fundição é o processo mais rentável. Uma característica importante desse material é que pode ser reciclado infinitamente sem perda de propriedades mecânicas.

Os carros como são feitos de diversos materiais podem ter reações adversas e causar explosões. Para evitar isso, o processo de desintoxicação como autor do documentário denomina é utilizado. Nesse processo, as partes elétricas são separadas inicialmente para evitar possíveis faíscas que ao reagirem com os vapores e orgânicos e causar acidentes.

A importância da seleção de materiais pode ser evidenciada no documentário como um facilitador na utilização e possível reuso que o material possa ter. Selecionando bem os materiais que são utilizados na confecção de meios de transporte, por exemplo, além de obter o máximo da qualidade de cada um, ainda é possível realizar um estudo para a reutilização das sucatas geradas pelos mesmos para a diminuição do custo de próximos projetos.

Comentários