1 AULA: Modelos de Liderança

Segundo John C. Maxwell (2008, p.13) a conceituação de liderança envolve vários fatores abrangentes, que são: Disposição de assumir riscos. Desejo apaixonado de fazer diferença. Se sentir incomodado com a realidade. Assumir responsabilidades enquanto outros inventam justificativas. Enxergar as possibilidades de uma situação enquanto outros só conseguem ver as dificuldades. Disposição de se destacar no meio da multidão. Abrir a mente e o coração.

Evocar em que nos ouve a capacidade de sonhar.

Inspirar outras pessoas com uma visão clara da contribuição que elas podem oferecer. Poder de potencializar muitas vidas. Falar com o coração ao coração dos liderados. Integração do coração, da mente e da alma. Capacidade de se importar com os outros e, ao fazer isso, liberar as idéias, a energia e a capacidade dessas pessoas. Sonho transformado em realidade. Coragem.

Tipos de Liderança

Estilos de Liderança

Autocrático O líder autocrático é aquele que comunica aos seus subordinados o que é que eles têm de fazer e espera ser obedecido sem problemas

Participativo O líder participativo é o que envolve os subordinados na preparação da tomada de decisões mas retém a autoridade final, isto é, tem sempre a última palavra

Democrático O líder democrático é aquele que tenta fazer o que a maioria dos subordinados deseja.

Laissez-Faire ( Liberal) O líder laissez-faire sugere, não está envolvido no trabalho do grupo, deixa que os subordinados tomem as suas próprias decisões

Estudo da Universidade de Ohio Modelo de Liderança

Alta consideração

Reduzida estrutura

Alta estrutura Alta consideração

Reduzida Estrutura

Reduzida consideração

Alta estrutura

Reduzida consideração

C o n s i d e r a ç ã o Estrutura

Os Quatro estilos de “Liderança” de Likert

Consultivo :O líder consulta os subordinados antes de estabelecer os objetivos e tomar decisões. Ex: Bancos, instituições financeiras

Autocrático-coercitivo

O líder decide o que há a fazer, quem, como e quando deve ser feito. O processo de decisão está totalmente centralizado na cúpula da hierarquia. Este tipo de liderança encontra-se em empresas industriais que utilizam mão-deobra intensiva e tecnologia rudimentar.

Ex: Empresas de construção civil

Autocrático-benevolente

O líder toma decisões, mas os subordinados têm alguma liberdade e flexibilidade no desempenho das tarefas. O processo de decisão ainda está centralizado na cúpula, mas existe alguma delegação de autoridade, fundamentalmente para atividades de caráter rotineiro.

Ex: Empresas industriais que utilizam tecnologia mais evoluída e mão-de-obra especializada, por exemplo linhas de montagem, etc.

Participativo;Existe um envolvimento total dos empregados na definição dos objetivos e na preparação das decisões. É o estilo recomendado por

Likert, sendo no entanto ainda pouco encontrado na prática.

Ex: empresas de serviços de consultoria em engenharia ou gestão...

Líderes e GESTORES

“ Administrar pede atitudes mais formais e um enfoque mais técnico.

A liderança menos orientada pela racionalidade envolve o uso da habilidade de vislumbrar o futuro organizacional.

Habilidades Técnicas: capacidade de aplicação de conhecimentos ou habilidades específicas.

Está relacionada a respeito à formação e conhecimento do líder, aquilo que você verdadeiramente sabe fazer;

b)Habilidades Humanas: capacidade de trabalhar com outras pessoas.

Em suma à sua habilidade de relacionamento interpessoal: saber motivar, ser bom ouvinte, saber se comunicar, formar equipes de alto desempenho, enfim, saber lidar com GENTE.

c)Habilidades Conceituais: Esta relacionada à sua capacidade de analisar e diagnosticar situações complexas e, com base nelas, tomar decisões acertadas para o bem da empresa.

Para o autor Kotter, J.P. :

“A liderança é diferente do gerenciamento, mas não pelos motivos que a maioria das pessoas pensa. A liderança não é algo místico e misterioso. Não tem nada a ver com “ carisma” ou algum traço exótico da personalidade. Não é reduto de uns poucos escolhidos...

Pelo contrário, liderança e gerenciamento são dois sistemas de ação distintos e complementares. Cada um tem a sua própria função e atividades características. Ambos são necessários para o êxito em um contexto empresarial cada vez mais complexo e volátil.” pode ser líder de um grupo de trabalho informal, diretor de um

sindicato, capitão de uma equipe de futebol ou presidente de um comitê cívico...

De outra parte, apesar da maioria dos GESTORES compor-se efetivamente de

líderes, as funções de liderança por eles exercidas representam unicamente parte de sua tarefa administrativa global.

Os GESTORES têm que preparar orçamentos e negociar com os clientes, superiores e colegas; têm que escrever cartas, assinar requisições e exercer muitas funções análogas que não envolvem nem mesmo indiretamente supervisão e direção.”

Uma das grandes dificuldades é reconhecer a diferença entre administrar e liderar.

“ não se deve pretender que o administrador e líder sejam a mesma coisa, bem como não se deve acreditar que o papel da liderança tenha uma qualidade superior e que o da gerência seja menos nobre ou tenha menos status do que o primeiro.”

Coaching

O Coaching é um trabalho onde o coach(profissional) ajuda o cliente

(também chamado de coachee, explorador ou performer) a explorar e desenvolver questões relativas à sua vida pessoal ou profissional levando o cliente a descobrir e abrir caminhos para novas possibilidades de açãoem sua vida.

O trabalho de Coaching tem o objetivo de explorar possibilidades de ação que desenvolvam o cliente através dos seus objetivos. É um processo onde o cliente entrará em contato com suas crenças e valores internos, re-descobrindo capacidades que por algum motivo estavam adormecidas em sua vida pessoal ou profissional.

Referências Bibliográficas

BERGANINI, Cecília Whitaker.

O líder eficaz,1ª ed. São Paulo:Atlas, 2006.

Disponível em:

http://w3.ualg.pt/~jmartins/gestao/trabalhos/trabalh o_lideranca_doc.pdf

Disponível em:

http://www.coachingintegral.com.br/ Google imagens

Comentários