Livro auto ajuda para concurso público

Livro auto ajuda para concurso público

(Parte 1 de 6)

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

SELFCOACHING – MELHORES TÉCNICAS PARA CONCURSOS 5ª EDIÇÃO – VERSÃO COMPLETA

Gostaríamos de agradecer primeiramente a Deus, sem Ele jamais teríamos chegado até aqui. Pedimos que continue nos abençoando no longo caminho que ainda temos de percorrer. Agradecemos também por toda família e amigos que o Senhor nos deu.

Desejamos que este livro seja uma benção na vida de muitos, e com certeza irá contribuir para encurtar sua caminhada rumo à aprovação.

Carlos Pereira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de

Mato Grosso (TCE-MT). Foi oficial de carreira do Exército Brasileiro, sendo formado bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em 2008. É pós-graduado: em Gestão Pública pela FETREMIS; em Administração Pública e Gerenciamento de Cidades pela FIAVEC; em Gestão Governamental pela FIAVEC; e em Administração Pública e Controle Externo pela FGV. Atualmente está cursando Ciências Contábeis na UNIDERP, e também Teologia na FEICS.

Kleber Peteá é Auditor-Fiscal do Trabalho do Ministério do Trabalho e

Emprego (AFT-MTE). Foi Analista de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União (AFC-CGU), Técnico Administrativo da ANVISA e do MPU, e também foi oficial de carreira do Exército Brasileiro, formado pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) em 2008.

INTRODUÇÃO Olá nobres guerreiros e guerreiras, futuros colegas!

Nós, integrantes do Supremacia Concursos, atualizamos este verdadeiro

Manual de Guerra para Concurseiros, estamos na 5ª Edição, para que você tenha um melhor aproveitamento nos seus estudos. Acesse sempre o nosso site, para verificar se você possui a obra mais recente.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Neste livro existe a citação de passagens de outras obras, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir. Para isto, indicaremos o nome do autor e a origem da obra. Portanto, haverá a citação bem intencionada e referenciada dos autores, com o uso de uma dissertação ou tese como ponto de partida para a construção de uma nova obra.

Este livro é gratuito, e é proibida a sua comercialização. Assim a reprodução dos pequenos trechos não possui intenção de lucro. Aliás, a menção das obras e autores tem o intuito de despertar no leitor o interesse em se aprofundar sobre o assunto e adquirir as referidas obras.

A reprodução em si não é o objetivo principal da obra nova, e não visamos prejudicar a exploração normal da obra reproduzida nem causar um prejuízo injustificado aos legítimos interesses dos autores. Caso o autor se sinta prejudicado, o detentor dos direitos autorais poderá entre em contato com o Supremacia Concursos (email: contato@supremaciaconcursos.com.br e solicitar que seja retirado da obra os trechos reproduzidos.

Não foram apenas o Pereira e o Peteá que constam nas estatísticas de evasão de militares para ocupar cargos públicos civis.

Após a aprovação dos integrantes do Supremacia em 2011, começamos a estudar e testar ainda mais as técnicas de estudo e passamos os macetes (bizús) aos nossos amigos militares, contribuindo com uma maior evasão de militares da Força, conforme se verifica na tabela a seguir:

Cabe ressaltar, que a tabela é em cima dos OFICIAIS de AMAN (Exército), levando em conta que se formam em torno de 350 oficiais anualmente, temos um alto índice de baixa, em torno de 15%.

Fazendo uma analogia: imagine você na faculdade, e a sua sala ter 15% de aprovados em concursos públicos de alto nível.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Digo alto nível, pois o militar dificilmente deixará a farda por conta de um cargo mal remunerado e sem estabilidade.

Se levarmos em conta os militares não combatentes do Exército (Engenheiros do IME), e os oficiais das outras Forças (Marinha e Aeronáutica) este número é ainda maior.

O cálculo foi feito em cima dos oficiais, porque a baixa deles contabilizam no

Diário Oficial da União, diferentemente dos praças militares (soldados, cabos, sargentos e subtenentes), cujo efetivo é muito maior e não temos como calcular a evasão.

no olho

Todos os anos, em diversos concursos, pode-se perceber o elevado número de militares que AGARRAM uma vaga! Isso não é fruto apenas de disciplina: há mais coisas envolvidas: organização, metodologia, preparo, determinação, sangue

Sugiro que sigam as técnicas apresentadas e observem os resultados. Tenho certeza de que isso será de grande ajuda para vencer os obstáculos da vida.

Procuramos mostrar aquilo que realmente interessa de forma prática, didática e numa linguagem objetiva. Assim tentamos enxugar ao máximo o conteúdo sem perder a qualidade, sem sombras de dúvidas este material é referência sobre o assunto!

Antes que você acredite ser perda de tempo ler este livro, e deixe-o de lado e saia estudando que nem um doido sem técnica alguma, irei contar-lhe uma parábola:

Querendo tornar-se também um grande lenhador, um jovem escutou falar do melhor de todos os lenhadores do país. Resolveu procurá-lo.

- Quero ser seu discípulo. Quero aprender a cortar árvore como o senhor.

O jovem empenhou-se no aprendizado das lições do mestre, e depois de algum tempo achou-se melhor que ele. Mais forte, mais ágil, mais jovem, venceria facilmente o velho lenhador. Desafiou o mestre para uma competição de oito horas, para ver qual dos dois cortaria mais árvores.

O desafio foi aceito, e o jovem lenhador começou a cortar árvores com entusiasmo e vigor. Entre uma árvore e outra, olhava para o mestre, mas na maior parte das vezes o via sentado. O jovem voltava às suas árvores, certo da http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos vitória, sentindo piedade pelo velho mestre.

Quando terminou o dia, para grande surpresa do jovem, o velho mestre havia cortado muito mais árvores do que o seu desafiante.

- Mas como é que pode? – surpreendeu-se. Quase todas as vezes em que olhei, você estava descansando!

- Não, meu filho, eu não estava descansando. Estava afiando o machado. Foi por isso que você perdeu.

MORAL DA HISTÓRIA: Aprendizado é um processo que não tem fim.

Sempre temos algo a aprender. O tempo utilizado para afiar o machado é recompensado valiosamente. Assim o tempo utilizado para ler este livro, será recompensado imensamente mais à frente, pois você não perderá tempo estudando de forma inadequada, e como sabemos não podemos voltar no tempo, e ele é muito valioso. Assim todas as técnicas deste livro são para você afiar o seu machado.

Você, ao longo deste livro, perceberá também que a corrida em busca da aprovação é uma guerra, primeiro com você e depois com a prova.

Hábitos ruins tornam a vida do estudante um martírio; hábitos e rotinas racionais tornam a preparação menos tediosa e sofrida. E não é só isso: hábitos e rotinas bem desempenhadas transformam-se em virtudes e ajudam a alcançar o rendimento máximo de cada concurseiro.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Sem dúvida alguma, a maioria esmagadora dos estudantes não sabe estudar. Desses, as maiores dificuldades se encontram nos seguintes quesitos:

- motivação (você quer? Se sim, você pode! Então o que espera?);

- planejamento (gerenciamento do tempo, desenvolvimento de rotina, etc)

- volume de estudo;

- técnicas (metodologia de aprendizagem e revisão).

A motivação sem planejamento e técnica adequada é uma fé de que algo inesperado irá acontecer.

Uma boa estratégia (planejamento) sem um conjunto de métodos adequados (técnica) e motivação, é apenas uma carta de boas intenções.

Já as técnicas aleatórias sem planejamento e o engajamento necessário representam o excelente candidato para dar aulas sobre técnicas de aprendizagem e memorização, mas sem habilidade alguma para passar em concursos.

Se você domina apenas um ou outro aspecto mencionado você já é um candidato em potencial, basta aprender ou refinar os demais.

Aqueles que não têm intimidade com nenhum deles podem ficar tranquilos! Está obra irá despertar o leão adormecido que existe em você.

SE VOCÊ NÃO SEGUIR ESSAS DICASALGUÉM SEGUIRÁ! Acredite na

ACREDITA NA TÉCNICA! nossa técnica, assim você conseguirá atingir seu objetivo, que é a aprovação no concurso.

Caro amigo(a), para atingir nossos objetivos seguiremos o seguinte SUMÁRIO:

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

INTRODUÇÃO1
1. APRENDENDO A SER INTELIGENTE8
1.1 ESTUDANDO ERRADO, ONDE TUDO COMEÇOU29
1.2 COMO EDUCAR32
1.3 ESTUDANDO COM QUALIDADE37
1.4 COMO ESTUDAR EM SALA DE AULA?43
1.5 COMO FUNCIONA SEU CÉREBRO48
1.6 EVITANDO O BRANCO NA PROVA52
1.7 DESCUBRA SEU ESTILO COGNITIVO53
1.8 APLICAÇÕES DOS ESTILOS COGNITIVOS PARA CONCURSOS58
2. ESTRATÉGIAS NOS ESTUDOS64
2.1 EVOLUÇÃO DOS CONCURSOS64
2.2 DELIMITE SEU FOCO6
2.3 ESCOLHAS DOS MATERIAIS DE ESTUDO79
2.3.1 RATEIO PARA CONCURSOS84
2.4 ESTUDOS x VIDA PESSOAL85
2.5 REGRA 80/2089
3. ADMINISTRE SEU TEMPO92
3.1 MOCHILA DE COMBATE95
3.2 FLEXIBILIDADE NO HORÁRIO100
3.3 PERÍODOS PICADOS E COMO APROVEITAR CADA MINUTO101
3.4 ANOTAÇÃO DOS HORÁRIOS DE ESTUDO104
3.5 TÉCNICA POMODORO108
4. TÉCNICAS:113
4.1 TÉCNICAS DE LEITURA:113
4.2 PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA (PNL)124
4.3 TÉCNICAS DE APRENDIZAGEM134
4.4 TÉCNICAS DE REVISÃO148
4.5 TREINAMENTO DO SOLDADO UNIVERSAL174
5. ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS:179

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

5.2 METODOLOGIA DE CICLOS189
5.3 METODOLOGIA DE DISTRIBUIÇÃO DE MATÉRIAS E METAS194
6. FASES DE ESTUDO197
6.1 ESTUDO ANTES DO EDITAL197
6.2 ESTUDO APÓS O EDITAL203
6.3 COMO FAZER A PROVA206
7. BIZÚS DE PROVAS210
8. RECURSOS217
9. CONCLUSÃO217
ANEXO I – Sites de Questões219
ANEXO I – Bibliografia228
ANEXO I– Técnicas de Chute246
ANEXO IV– Como fazer Recurso279
ANEXO V– Análise de Edital293
ANEXO VI– Lei de Acesso à Informação354

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

1. APRENDENDO A SER INTELIGENTE

Contrariamente ao que pensa a maioria das pessoas, os que têm sucesso não são, necessariamente, os mais inteligentes. Aliás, é bom adiantar que essa história de que existem pessoas com um maior ou menor grau de inteligência é besteira!

O que há, na realidade, são pessoas que aprendem a usar seu cérebro e outras que o utilizam mal.

Você é o que você pensa, não o que as pessoas dizem sobre você!

Esta ideia não é contemporânea, nem foi escrita por Freud. Ela foi escrita pelo sábio rei Salomão na Bíblia Sagrada, provavelmente por volta de 950 a.c, ou seja, há aproximadamente três mil anos. Segue sua transcrição:

“Como um homem pensa em seu coração, assim ele é”. (Provérbios 23:6-7,)

Quem aborda de forma espetacular este assunto é o Prof. GRETZ, descritas na revista digital Perspectiva:

Diariamente, lendo jornais, conversando, vendo o mundo à nossa volta, somos bombardeados por mensagens negativas de todo tipo.

fraternidade, paz, amorO que você prefere?

Mas também existe no mundo coisas positivas, tais como, alegria, saúde,

“O homem é aquilo que pensa no decorrer do dia.” (Ralph Emerson) Segue uma dica para você viver melhor:

Atraímos para nossa vida os sentimentos e pensamentos que hospedamos na mente. Eles direcionam nossos passos e orientam nossas decisões. A pessoa pode mudar seu destino mudando seus pensamentos. Para neutralizar sugestões negativas, semeie pensamentos positivos. Eles criam raízes.

“Coração alegre, ótimo remédio. Coração abatido, secura nos ossos.” (Provérbios 17,2)

O bom humor é a distância mais curta entre dois pontos. Cultivando bom humor, você supera dificuldades, é bem recebido e apreciado - inclusive por você mesmo. Pessoas bem humoradas se entendem melhor, produzem melhor, atendem melhor. Cérebro e coração pulsam em harmonia e tornam a pessoa mais participante, mais positiva.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

(GRETZ, J R. Super Dicas 2 – Prof. Gretz. Revista Digital Perspectiva. Disponível em: http://www.revistaperspectiva.com.br/interna.php?sid=0000000008 Acesso em: 06 ago. 2015.)

Se você se acha um perdedor, ou um fracassado, você se tornará o que você pensa. Se você pensa que não conseguirá ser aprovado no concurso, e não busca mudar suas atitudes, não prossiga lendo esta obra, pois ela é direcionada para pessoas que buscam transpor os obstáculos da vida e conseguir a tão sonhada aprovação no concurso.

Autoconfiança

Perante uma dificuldade ou um pequeno fracasso, a atitude das pessoas com autoconfiança é levantar a cabeça e não desesperar: “sou capaz; vou fazer melhor”.

A autoconfiança é uma atitude psicológica saudável que faz aumentar o interesse pelo estudo e diminuir as angústias e tensões próprias dos momentos difíceis (avaliações escritas, avaliações orais ou intervenções nas aulas).

A atitude de autoconfiança não se deve confundir com a arrogância daqueles que se consideram possuidores de talentos especiais, como se para eles fosse possível o milagre de saber sem estudar. O excesso de confiança prejudica a aprendizagem, porque não conduz ao esforço. E, sem esforço, não se aprende.

O medo do fracasso

As pessoas sem autoconfiança valorizam excessivamente as suas limitações.

Pensam mais nos seus pontos fracos do que nas suas qualidades.

Menosprezam-se. Duvidam de si mesmos. Julgam-se até incompetentes, quando se comparam com outras pessoas.

Bloqueados pelo medo do fracasso, as pessoas sem autoconfiança antecipam o fracasso. Vendo-se como incapazes, desistem ou deixam correr as coisas, à espera que outros resolvam os seus problemas. Não acreditam que valha a pena o esforço.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

O medo do fracasso tem origem, muitas vezes, na falta de estímulos positivos e no abuso dos castigos por parte de alguns pais e professores. Exigência excessiva e repreensões permanentes criam ansiedade e matam a autoconfiança.

Alguns educadores têm de mudar de atitude: encorajar mais e punir menos.

Mas também a própria pessoa pode fazer alguma coisa para conquistar a autoconfiança.

Estas pessoas tiveram falta de estímulos, mas elas resolveram não se sujeitar aos que os OUTROS diziam, porque elas tinham AUTOCONFIANÇA.

A construção da confiança

As pessoas autoconfiantes, apesar de reconhecerem as suas limitações, valorizam as suas capacidades. Não alimentam complexos de inferioridade. Sentem amor-próprio, autoestima, orgulho de si mesmas.

(Parte 1 de 6)

Comentários