Livro auto ajuda para concurso público

Livro auto ajuda para concurso público

(Parte 3 de 6)

A Características

Persistência Não desista.

Adversidades são para ser ultrapassadas. Pedra no caminho – Utilize as pedras para construir sua vitória.

Foco Qualquer caminho serve, para quem não sabe onde ir.

Tenha seus objetivos definidos. Siga seu plano de ação.

Qualidade Busque a excelência. Sempre é possível melhorar.

Ideias Tenha boas ideias, e coloque-as em prática.

Mais vale uma ideia mediana bem executada do que uma excelente ideia guardada na gaveta.

Iniciativa Seja pró-ativo.

Não tenha medo da responsabilidade. Resolva problemas.

Paixão Seja apaixonado pelo que faz. Se não for, procure outra área.

Trabalho Sucesso vem depois de muito trabalho.

Vá sempre além do que o comum. Crie seu caminho.

Servir Colabore.

Ajude o próximo. Seja um mensageiro da informação.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

A atitude psicológica do estudante, no processo de aprendizagem, pode favorecer ou dificultar o sucesso.

Os estudantes que adotam uma atitude negativa encontram defeitos na escola, nos programas, nos livros e nos professores. Para eles, estudar é uma obrigação triste e penosa. Desinteressados ou resignados, inventam desculpas para adiar o trabalho e fazer o menos possível. Sem autoconfiança, muitas vezes desanimam e desistem de lutar, aos primeiros obstáculos. São pessimistas. O seu rendimento é baixo ou nulo.

Os estudantes que adotam uma atitude positiva veem no estudo uma ponte que os conduzirá à meta desejada. Com motivos de interesse e autoconfiantes, sentem alegria e até entusiasmo por aquilo que fazem. Apesar das dificuldades, persistem no trabalho. São otimistas. Têm um rendimento bom ou elevado.

Duas pessoas, de capacidades semelhantes, alcançam resultados muito diferentes pela forma, positiva ou negativa, como encaram o estudo.

ATITUDE NEGATIVA - Desinteresse - Falta de autoconfiança

- Desânimo perante as dificuldades

- Trava o aprendizado - Acelera o esquecimento

ATITUDE POSITIVA - Motivação - Autoconfiança

- Persistência

- Acelera o aprendizado - Trava o esquecimento http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

O livro “O corpo fala” apresenta indícios, através do comportamento, de diferentes personalidades. Compare as figuras abaixo:

Notem na figura da esquerda o “desânimo, a atenção diminuída, a tensão, os gestos imprecisos, desperdiçando energia, do indivíduo descontente consigo próprio, que está sempre preocupado com a hora da saída.” (citação do livro “O corpo fala”).

Muitas pessoas ficam admiradas, principalmente com seus filhos que estudam a tarde inteira, “com grande sacrifício” e mesmo assim vão mal nas provas. O mesmo acontece com quem se prepara para um vestibular ou concurso publico porque e evidente que estudar de má vontade, não vai levar o aprendiz muito longe.

Já aquela pessoa que ama o aprendizado tem fome de conhecimento e se comporta como o trabalhador da direita, com “bom ânimo, atenção, descontração, ritmo energicamente produtivo de gestos precisos sem desperdício de energia do indivíduo contente consigo mesmo, e pouco ligando se o expediente já acabou.” (citação do livro “O corpo fala”).

Um estudante motivado concentra-se no trabalho. Não se dispersa nem interrompe o estudo. Muitas vezes, nem dá pelas horas que passam, pois não sente cansaço nem aborrecimento.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Quando há interesse e desejo de aprender, avança-se mais depressa. A aprendizagem com motivação nunca está em “ponto morto”.

Para vencer, o concurseiro deverá possuir uma motivação forte, embora não excessiva. Uma motivação elevada desperta o desejo de aprender. Ao contrário, uma motivação demasiado elevada, com base na expectativa de grandes prêmios ou castigos, conduz à ansiedade e ao medo de fracasso, o que tolhe a inteligência e prejudica o rendimento.

Sem motivação não há truques eficientes: aprende-se pouco e esquecese depressa.

O esquecimento depende, em grande parte, das motivações da pessoa.

Freud afirma que esquecemos aquilo que inconscientemente desejamos esquecer. Afinal, o cérebro é um “computador” com uma memória seletiva, movida por interesses.

A memória guarda a informação de acordo com a tonalidade (agradável ou desagradável) que ela tem para o estudante. Tudo o que é significativo e interessante permanece mais tempo na memória e pode ser recordado com facilidade. Por isso conservamos, na nossa memória, alguns fatos importantes da nossa vida ou algumas ideias mais atraentes. O que é indiferente entra na gaveta do esquecimento ou das vagas lembranças.

Assim, a motivação, a autoconfiança e a persistência fazem subir o rendimento.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Podemos resumir estas colocações em um quadro:

Afetação da pessoa pela atividade REALIZADA EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO

Percepção do MOVIMENTO DO TEMPO (PERCEPÇÃO DO tempo)

Aproveitamento do QUE OCORRE DURANTE O TEMPO DECORRIDO (PERCEPÇÃO NO TEMPO)

A pessoa gosta e tem interesse pelo que está fazendo

A percepção do tempo DIMINUI (-) (o tempo “voa")

O aproveitamento e memorização do que ocorre AUMENTA (+)

(“curti”, “aproveitei", “fiz”)

A pessoa não gosta e não tem interesse no que está fazendo

A percepção do tempo AUMENTA (+)

O aproveitamento e memorização do que ocorre DIMINUI (-) (“detestei", “foi chato”, ‘‘não aprendi nada")

Se você deseja aproveitar melhor o tempo, entenda que se a pessoa gosta do que está fazendo, o tempo “voa" e ela guarda o que está acontecendo; se não gosta, o tempo "não anda" e não se guarda nem memoriza o que está acontecendo. Se você gosta, passa rápido; se não gosta, passa devagar. Se você gosta, aprende; se não gosta, não aprende.

Se você começar a gostar de estudar, as horas de estudo passarão rápidas e você aprenderá mais. Se não gostar de estudar, as horas de estudo irão martirizálo e jogar seu rendimento dentro de um poço.

Tente fazer isso. Quanto maior a concentração, maior a capacidade de aprendizado através da relativização do tempo.

Para finalizar, pense positivo e tenha fé em sua vitória. Tenha um propósito definido, assim notará que os resultados positivos não demoram a aparecer, a cada concurso você chegará mais perto, entre na fila, e não desista.

No concurso temos dois caminhos: a desistência e a aprovação.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Você escolhe!

Lembre-se das palavras do William Douglas: “concurso não se faz para passar, mas até passar”; ou de Napoleão Bonaparte: “A vitória cabe ao que mais persevera”.

Ninguém prepara o seu futuro dando-se ao luxo de fazer apenas o que lhe agrada. Não há carreira sem passagens duras. “Não há vitórias sem sofrimento”, como afirmam os desportistas (no pain, no gain).

Persistir não é teimar cegamente. É ter vontade e coragem de não ceder às primeiras dificuldades. Sem persistência, ninguém consegue chegar longe. O rio só atinge o mar porque aprende a contornar os obstáculos.

“Concurso é para todos, não só para gênios”

Estude o máximo possível, com disciplina e método; Não se baseie no desempenho dos outros aprovados;

Ajude os colegas;

1 a 3 anos de dedicação máxima em troca de 50 anos de tranquilidade, será que compensa? Não desista, no final tudo vale a pena! http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Teoria das filas

Você deve se perguntar, este livro é sobre concurso ou sobre relacionamento? Será que o professor endoidou de vez?

para descontrair, voltando à teoria da fila para CONCURSOS

Pessoal, não é nada disso que vocês estão pensando, coloquei as imagens só

Quando se aprende o básico sobre concursos, é possível descobrir que o único candidato que concorre com você é: VOCÊ MESMO! Só você pode tirar sua vaga, acredite. Se você não decide lutar, não paga o preço. Se desiste passa a ter um problema. Avançar depende de você e não dos outros, que são apenas um problema aparente, e não real. Aí entra a "teoria da fila".

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

O concurso é uma "fila", como ensina o professor Fábio Gonçalves. Veja que não sou dono desta teoria, mas considero extremamente didática para quem está na estrada dos concursos, e aqui vai.

Esta teoria é capaz de provar matematicamente que qualquer pessoa que se dedique ao estudo para concursos vai passar. Desde que saiba como funciona a fila dos concurseiros que disputam as sonhadas vagas.

Imagine que 5 alunos formem uma fila na frente de uma porta imaginária. Em seguida, são chamados mais 5 alunos para ficarem atrás dos primeiros.

Porém a porta não se abre instantaneamente, demora-se um tempo. Essa pausa cria uma agonia em quem está na fila. Provoca-se aquele pensamento muito comum: “o que estou fazendo aqui?”.

Este pequeno exemplo de situação desconfortável passa pela mente de todos os concurseiros, dos que vencem e dos que ficam pelo caminho.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

São chamados mais 5. Destes últimos chamados, um deles ultrapassa para a posição de 3º na fila. Este aluno representa aquele que estuda com um método mais eficiente, é o famoso fura-fila.

Mais 3 alunos desistam da fila, entre eles o que estava em primeiro. Este é aquele aluno que desistiu quando estava a um passo da vitória. Enquanto isso, os que permanecem na fila percebem que vão: andando para frente simplesmente pelo fato de não desistirem.

De qualquer forma, se a fila continuar neste passo, fica muito lenta e empacada. Quem está lá pelo meio vê os que estão à sua frente cada vez mais fortes e de difícil aproximação. E, nessa situação, os que estão lá atrás verão como quase impossível alcançar e ultrapassar os primeiros.

Mas nada disso é preciso. Existe um fato que retirará praticamente todos os que estão na frente na fila: o concurso. A aprovação dos estão encabeçando a fila é o fator mais importante no andar da fila. Estes que passaram já vão seguir suas vidas em objetivos distantes dos concursos e um grande espaço se abre para os que permaneceram na fila. E o mesmo acontecerá sucessivamente até que todos os que iniciaram esta empreitada tenham seus nomes nas listas dos aprovados.

Resumindo:

Quando você entra no "sistema concursos", entra em uma fila.

Enquanto está estudando, melhorando, está fazendo parte da fila. Se desiste ou se pára, sai da fila; se resolve voltar, entra na fila de novo.

No próximo concurso irão ser aprovados nas melhores colocações e, portanto, chamados, aqueles que estão lá na frente da fila. Ou são os que estão lá há mais http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos tempo ou os que estão estudando com mais qualidade e dedicação. Seja como for, os melhores serão premiados por tudo que vem fazendo e, notícia boa para você que está mais para trás, sairão da fila, abrindo espaço para quem vem avançando.

Novamente chamo a atenção para lembrar que não se trata de um milagre.

Que é só começar a estudar e continuar estudando de qualquer maneira, sem desistir, que um dia a aprovação vem. Os concurseiros que integram a fila que apresentei são estudantes que suam sangue todos os dias na busca da meta de passar em um concurso público. Eles transformaram essa expressão no centro do seu universo e não apenas uma atividade dentre outras que levam na vida.

Claro que usando técnicas de organização, planejamento, estudo, uso do cérebro e da memória e de realização de provas, você poderá andar mais rápido.

O estudante deve ter a sensibilidade de eleger uma meta de concurso compatível com a sua posição nos estudos. E é por isso que existem concursos para todos os tipos de escolaridade e áreas específicas de graduação. Tanto que é comum o candidato passar em um concurso, tomar posse, começar a trabalhar, mas continuar estudando para um cargo que ainda almeja alcançar. É a famosa escadinha.

Assim, descubra quais são os concursos que mais interessam a você ou aqueles cujas matérias e programas são mais familiares. E tenha em mente que existe o concurso "dos sonhos" e o concurso "escada". No concurso escada, estudamos e lutamos para uma colocação que esteja mais ao nosso alcance. Depois da aprovação, já com o cargo, o tempo e a remuneração suficientes para tocar a vida, começamos a estudar para o próximo, aquele que mais almejamos e que está em um patamar superior de benefícios.

Ao assumir um cargo em um "concurso escada", muitos acham que estão indo para um cargo "provisório", mas acabam se "apaixonando" pelo trabalho e decidem permanecer. Outros se acomodam. E outros não param até alcançar o "cargo dos sonhos".

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Quando, em algum momento dos seus estudos, você pensar em desistir, lembre-se da fila, ela vai andar.

1.1 ESTUDANDO ERRADO, ONDE TUDO COMEÇOU

Abaixo segue partes da obra Aprendendo Inteligência, do autor Pierluigi Piazzi:

No Brasil, acontece um fenômeno estranhíssimo: o aluno estuda como um louco para tirar boas notas e terminar, no terceiro médio, o ciclo básico.

Assim, na maioria das vezes presta um concurso vestibular em uma universidade pública e fracassa de forma vergonhosa!

(Parte 3 de 6)

Comentários