Livro auto ajuda para concurso público

Livro auto ajuda para concurso público

(Parte 5 de 6)

Existe uma falsa ideia, de que o concurseiro não é inteligente (1º erro), e que se estudasse o dobro passaria no concurso (2º erro).

Primeiramente você não é menos capaz do que seu concorrente, segundo somente focar na quantidade e deixar de lado a qualidade não é o melhor método.

Esta pergunta não tem utilidade, pois a vida das pessoas são distintas: uns trabalham, outros não; uns têm filho pequeno, outros não; uns são solteiros, outros casados.

O mais importante é saber quantas horas você estuda! Lembre-se que você tem de superar a si próprio para vencer no concurso.

Aproveite ao máximo suas horas disponíveis para estudos para estudar, sem se esquecer da qualidade.

O número ideal de horas para se estudar é: o maior número de horas que você puder, mantida a qualidade de vida e do estudo.

Para Eduards Deming, “a produtividade aumenta à medida que a qualidade melhora”, pois há menos retrabalhos e desperdícios.

Não podemos falar do Deming, sem deixar de lado sua contribuição na

Administração (O MÉTODO DEMING DE ADMINISTRAÇÃO), assim seu método aplicado acarretou os seguintes resultados:

Melhoria no ambiente de trabalho, na qualificação dos empregados, no grau de comunicação interna, nas relações de trabalho, enfim, pode acarretar lucros para todo o corpo social da organização.

Os princípios de Deming ajudaram o Japão a compartilhar suas descobertas técnicas cientificas, configurando, portanto, a era do progresso, a era do "saber, do fazer e do conhecer" com qualidade.

Uma hora de estudo com qualidade vale mais do que 3 horas de estudo sem qualidade. Entretanto, três horas de estudo com qualidade valem mais do que 1 hora de estudo com qualidade.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Assim, você deve reservar o maior tempo possível para estudo, apenas com o cuidado de separar tempo para outras atividades essenciais (descansar, comer, trabalhar, etc).

obrigados aprender a “estudar melhor”

Sempre que possível irei fazer menção à vida militar, não vejo melhor escola do aprendizado. Nesta passagem podemos exemplificar a necessidade de estudar melhor na rotina acadêmica que tínhamos no internato. Acordávamos às 5 horas e a rotina de atividades se prolongava por diversas vezes até altas horas da noite. Então, mesmo que quiséssemos não tínhamos tempo para estudar quantidade, éramos

Assim “Estudar bastante” não é uma simples questão de quantidade de horas, mas de horas realmente aproveitadas”.

Portanto, o conselho correto não é estude mais, mas sim estude melhor!

Estudando melhor, você irá se tornar cada vez mais inteligente, mais criativo, mais culto. As boas notas e os diplomas serão uma consequência, e não uma finalidade.

Local de Estudo Segue abaixo algumas dicas sobre o local de estudo:

cadeira confortável; suporte para livros;

pouco ruído;

se não for possível silêncio biblioteca;

telefones desligados;

água próxima;

pedir para não ser incomodado.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Exemplo abaixo:

Sono

O sono ocorre por três razões básicas: 1. A matéria é muito chata; 2. Você está muito cansado; ou 3. Está na hora de dormir.

No primeiro caso, mude a abordagem da matéria e enfrente sempre. No segundo caso, não estude com sono! Estude em pé, falando, tome banho frio, durma rápidos 15 ou 20 minutos e volte para o batente, pode até se dar uns tapas na cara no estilo BOPE, rs. No terceiro caso, vá dormir, você precisa descarregar sua memória RAM, você verá isto mais a frente em como funciona seu cérebro. Mínimo de 8 horas de sono por dia, mínimo mesmo. Não vire a noite estudando, reduza os estimulantes e o café durante a noite. Pessoal, estamos falando aqui do homem médio que tem um bom tempo durante o dia para se dedicar aos estudos, ok? http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

BIZÚ: As aulas devem ser estudadas e revisadas no mesmo dia, antes que se passe uma noite de sono!

Ao estudar/revisar antes da fase do sono, ele está avisando seu cérebro de que aquele assunto foi alvo de atenção; consequentemente, não deverá ser jogado na lata do lixo na hora de limpar o sistema límbico.

O seu perfil de estudante

Verifique o seu perfil de estudante, respondendo, com toda a sinceridade, ao teste que, abaixo, lhe propomos.

Assinale com X o quadrado (SIM ou NÃO) que melhor corresponde ao seu caso particular. Não ceda à tentação de assinalar o que acha preferível, mas apenas o que, de fato, se passa contigo.

Este simples teste pode ajudá-lo a refletir sobre os seus hábitos de trabalho, individual e em grupo.

1. Acontece, com frequência, de ser surpreendido pela falta de tempo para se preparar para as provas?

2. Tem o hábito de fazer o seu horário pessoal de estudo?

3. Dedica ao estudo individual mais de cinco horas, em média, por semana?

4. Necessita de estímulos (prêmios ou castigos) para cumprir os seus deveres?

5. Desanima facilmente perante uma tarefa mais complexa?

6. Desinteressa-se pelas disciplinas que não correspondem as suas motivações ou expectativas?

7. Procura, sempre que possível, a colaboração dos colegas mais motivados e mais responsáveis?

8. Comparece nas aulas, muitas vezes, sem o material de trabalho indispensável (livros, cadernos, etc.)?

9. Consegue escutar com atenção um professor, mesmo quando ele é menos comunicativo?

10. Dispensa-se, frequentemente, de tirar apontamentos nas aulas?

1. Participa nas aulas, expondo as suas duvidas ou os seus pontos de vista sobre a matéria?

12. Esforça-se por manter uma boa relação com o professor e com os colegas?

13. Lê os manuais sem fazer anotações, esquemas ou http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos resumos pessoais?

14. Realiza, algumas vezes, leituras e investigações, por livre iniciativa?

15. Sabe como elaborar corretamente um trabalho escrito?

16. Preocupa-se mais em memorizar do que em compreender?

17. Costuma utilizar a auto-avaliação para orientar o seu estudo?

18. Revê atentamente os tópicos fundamentais da matéria, antes de cada prova?

19. Tem sempre o cuidado de apresentar os seus trabalhos e os seus testes sem erros (gramaticais ou ortográficos)?

20. Atribui mais vezes aos outros do que a si próprio a responsabilidade pelos seus fracassos?

Para saber o resultado do seu teste, dê um ponto a cada resposta “SIM” as perguntas nº 2, 3, 7, 9, 1, 12, 14, 15, 17, 18 e 19.

Dê, igualmente, um ponto a cada resposta “NÃO”, as perguntas nº 1, 4, 5, 6, 8, 10, 13, 16 e 20.

Some, em seguida, o conjunto desses pontos:

Se obteve menos de 7 pontos, você pertence ao grupo dos estudantes em risco de insucesso. Precisa de (re)aprender a estudar.

Se obteve entre 7 e 13 pontos, você pertence a categoria dos estudantes que, em regra, conseguem alcançar classificações positivas. Mas, se ambicione a ir mais longe, tem ainda muito a modificar nos seus hábitos de trabalho.

Se obteve mais de 13 pontos, você está no bom caminho. Continue a aperfeiçoar-se. É sempre possível fazer melhor.

Eu comparo a pessoa que estuda de forma incorreta como um pato, uma ave que faz tudo: corre, nada e voa. Corre mal, nada mal e voa pior ainda. É essa a realidade de muitos concurseiros, quer fazer tudo ao mesmo tempo, ser bom em tudo! É fácil ver como a esperança se converte em desespero nesse tipo de estudante que não sabe estudar.

Um conselho: deixe de ser um estudante pato e seja um verdadeiro Soldado Universal dos Concursos! Vejamos um comparativo dessas duas realidades:

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

Estudante Pato Soldado Universal

Não sabe estudar (estuda de forma errada e repete demasiadamente os estudos para aprender).

Estuda corretamente (pelo menos na maioria das vezes).

Procrastina responsabilidades e tem desculpas para tudo. É comprometido com resultados.

Não está comprometido com resultados. Mensura constantemente o próprio desempenho.

Gasta mais tempo e dinheiro do que deveria, adora comprar livros e materiais porque são bonitos ou porque estão em promoção.

Corre atrás de bons materiais. Vai ao bizú. Resolve milhares (isso, MILHARES de questões).

É relapso e pouco disciplinado, estuda apenas de véspera ou quando o edital é publicado.

Anota as horas líquidas de estudo. Adota uma boa estratégia de estudos. Está PRONTO quando o edital é publicado.

1.4 COMO ESTUDAR EM SALA DE AULA?

Abaixo segue partes da obra Aprendendo Inteligência, do autor Pierluigi Piazzi:

AULA ASSISTIDA HOJE É AULA ESTUDADAHOJE!

Se você assistir à aula pela manhã, deverá estudar à tarde. (E não num outro dia!);

Se você assistir à aula à tarde, deverá estudar à noite. (E não na manhã seguinte!);

Se você assistir à aula à noite, deverá ir dormir uns 40 minutos mais tarde; mas, em qualquer caso, não durma antes de estudar as aulas daquele dia.

Se você estiver estudando em uma escola ou faculdade que tenha um mínimo de seriedade, nenhuma aula será dada sem que os alunos recebam uma orientação do que estudar para poder fixar o essencial da aula. Essa "tarefa" não é uma forma de sadismo para estragar suas horas de folga. É, ao contrário, uma parte tão essencial do processo que eu ousaria dizer que é tão ou até mais importante que a própria aula! http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

ALUNO INTELIGENTE ALUNO DESORIENTADO Estuda o mais perto possível da Aula Estuda o mais perto possível da Prova

Comparemos o estudo com o fato de trabalhar seu corpo físico.

Para se preparar para esse objetivo, você entra numa academia de musculação. Seu treinador o informa que, para adquirir um físico como o do Schwarzenegger, terá de fazer mil horas de musculação. Entretanto, o fisioterapeuta o alerta de que seu corpo só irá aguentar 1 hora de musculação.

É claro que se trata de algo para daqui a uns três anos.

O que uma pessoa inteligente e determinada faria? Começaria hoje para estar pronta daqui a três anos!

O que um aluno desorientado faria?

O desorientado esperaria mais de dois anos sem fazer nada e, nos últimos cem dias, tentaria fazer dez horas de musculação por dia! Claro que isso acarreta num resultado desastroso.

Qual a diferença?

Um deles respeitou os limites de seu corpo e conseguiu o resultado planejado. O outro não quis nem saber de seus limites, apesar dos alertas.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

NA AULA VOCÊ NÃO APRENDENA AULA VOCÊ ENTENDE

Você só consegue aprender de verdade quando estiver sozinho!

Por incrível que possa parecer, é mais importante o tempo que você passa estudando sozinho do que aquele que você passa assistindo às aulas!

Segue um antigo provérbio chinês:

Na caserna militar diríamos que apesar da teoria ser importante, só a prática leva à perfeição.

Agora, pense um pouco no que você faz (ou deveria fazer) nas horas de aula e nas horas de estudo.

Note que, durante as aulas, normalmente você ouve e vê e pouco faz. Isso significa que, durante a aula, se muito, você entende.

Depois, no momento do estudo, é que você tem a chance de fazer.

Fazer por ocasião da resolução de problemas, fazer enquanto estiver elaborando o resumo de um texto, fazer ao escrever e desenhar.

Por isso, é no momento do estudo que você aprende, ou seja, prepara as condições para que suas redes neurais, naquela mesma noite, se reconfigurem alterando fisicamente a estrutura de seu cérebro.

Suponho que nesse momento você tenha percebido qual o verdadeiro papel de um professor.

http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

O bom professor não dá aula para fazer o aluno aprender.

Ela dá aula para fazer o aluno entender a matéria e, principalmente, para fazê-lo gostar do que está sendo apresentado.

Na realidade, o único professor capaz de fazer um aluno aprenderé o

próprio aluno!

Lembre-se: ninguém aprende coisa alguma se não for autodidata, ou seja, professor de si mesmo.

Quando, em conversa com mães de alunos, ouço frases do tipo: Minha filha estuda de manhã e vai à escola aprender. Eu costumo corrigir dizendo:

A senhora acaba de cometer dois equívocos: sua filha não estuda de manhã.

Ela assiste às aulas pela manhã! Além disso, ela não frequenta as aulas para aprender! Ela as assiste para entender.

No outro período é que a senhora poderia dizer: Minha filha estuda à tarde e vai para casa aprender. Repito: para aprender de verdade, só sendo autodidata!

Se você conseguir se transformar em autodidata, nunca mais vai ter dificuldade com qualquer assunto.

Qualquer assunto, hein? E matemática? Que não me entra na cabeça de jeito nenhum!

Ora, se matemática não entra na sua cabeça é porque você estudou de forma errada até hoje.

Em matemática, as pessoas não têm dúvidastêm dívidas!

Sempre há algum ponto, no passado, em que a construção parou. Quando parou?

Quando você deixou de estudar para aprender e começou a estudar para tirar nota numa prova... o prédio parou! http://www.supremaciaconcursos.com.br/ contato@supremaciaconcursos.com.br https://w.facebook.com/supremaciaconcursos

O pior erro que alguém pode cometer é desistir de aprender o que quer que seja apenas porque encontrou alguma dificuldade. Matemática não consegue entrar em sua cabeça?

Procure ajuda de alguém, principalmente para descobrir em que andar seu "prédio" parou, e retome as coisas a partir desse ponto. Você verá que conceitos que pareciam grandes mistérios se tornam até banais!

(PIAZZI, Pierluigi. Aprendendo Inteligência. São Paulo: Aleph, 2008)

Foque na aula e leia sem desespero

Preste atenção na aula! Aprenda primeiro e somente depois coloque algo em seu caderno, sublinhe, grife, ou outra coisa similar.

(Parte 5 de 6)

Comentários