E. de Máquinas - elementos de m?quinas

E. de Máquinas - elementos de m?quinas

(Parte 4 de 4)

onde:

τa = tensão de cisalhamento (kgf/mm²), devido à torção do arame;

KW = fator de Wahl (adimensional); F = força axial da mola (m); Dm = diâmetro médio da mola (m); da = diâmetro do arame (m); C = índice de curvatura (adimensional); De = diâmetro externo da mola (m).

daDeDm −= 38 da

DmFKW

47 SENAI-PR

Mola de uso industrial comum: 8 < C < 10

Mola de válvula e embreagens: C = 5

Casos extremos: C = 3

Mola helicoidal de torção: está além das espiras possui dois braços de alavanca.

Características:

De = diâmetro externo Di = diâmetro interno H = comprimento da mola d = diâmetro da seção de arame p = passo da mola n.º = número de espiras de mola r = comprimento do braço de alavanca a = ângulo entre as pontas da mola

48 SENAI-PR

Molas de plastiprene: estas molas são apresentadas sob forma de tarugo de uretano sólido. Estes tarugos podem ser torneados, furados e serrados para as medidas desejadas.

Molas de borracha: estas molas são formadas por tarugos de borracha separados por discos metálicos. As medidas normais são as seguintes:

Molas planas

Molas prato: são também utilizadas para cargas axiais, substituindo as molas helicoidais, quando houver pouco espaço. Estas molas são formadas por uma pilha de arruelas denominadas BELLEVILLE ou SCHNORR, montadas com as concavidades convenientemente dispostas. Para variar a rigidez, a flexibilidade e a capacidade de carga, basta variar o número de arruelas ou mudar sua disposição.

Características:

Da =diâmetro externo Di = diâmetro do furo h = altura da mola livre s = espessura a = mola sem carga b = com carga, flexão admissível 75% F = 0,75 . h

49 SENAI-PR

50 SENAI-PR continuação da tabela

(Parte 4 de 4)

Comentários