100 questões de Direito Penal

100 questões de Direito Penal

(Parte 2 de 4)

31 - Para a fixação de pena, a) Código Penal vigente adotou o sistema bifásico, no qual o Juiz fixará a pena-base nos termos do artigo 59 do Código Penal e circunstâncias agravantes e atenuantes, passando, posteriormente, à verificação das causas de aumento e diminuição de pena. b) Código vigente adotou o sistema trifásico, no qual, após a fixação da penabase nos termos do artigo 59, serão observadas as circunstâncias agravantes e atenuantes e, por fim, as causas de aumento e diminuição de pena. c) Código vigente adotou o sistema único no qual o Juiz, de uma só vez, fixa a pena entre o máximo e o mínimo abstratamente previstos. d) as circunstâncias atenuantes permitem que a pena final seja fixada abaixo do mínimo abstratamente previsto.

32 - Aos 30 minutos do dia de seu 18º aniversário, Crasso comete crime de estupro, na modalidade de violência presumida, ao manter conjunção carnal com sua namorada menor de 14 anos. Diante desta situação, Crasso a) é considerado imputável perante a lei penal, não importando a hora de seu nascimento. b) será considerado inimputável perante a lei penal, caso tenha nascido em horário posterior ao ocorrido. c) não pode ser considerado inimputável perante a lei penal, eis que houve consenso da vítima. d) pode ser considerado imputável perante a lei penal, desde que os pais de sua namorada assim desejem.

3 - O preso pode freqüentar curso de nível superior? a) Depende. O preso só pode freqüentar cursos compatíveis com o crime por ele praticado. b) Não. Em nenhuma hipótese o preso pode freqüentar curso de nível superior, por ser incompatível com o regime de abstinência de liberdade. c) Sim. O preso conserva todos os direitos não atingidos pela perda da liberdade, impondo-se a todas as autoridades o respeito à sua integridade física e moral. d) Não. A freqüência a cursos de nível superior fica subordinada à plena liberdade do sentenciado.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ|

34 - Indique a alternativa incorreta perante o Código Penal Brasileiro. a) As penas mais leves prescrevem com as mais graves. b) O curso da prescrição não se interrompe pelo recebimento da denúncia ou da queixa. c) A sentença que conceder perdão judicial não será considerada para efeitos da reincidência. d) No caso de concurso de crimes, a extinção da punibilidade incidirá sobre a pena de cada um, isoladamente.

35 - Potiguar é um silvícola que vive em Brasília, onde freqüenta escola de ensino médio. Vem ele a cometer crime de estupro com 19 anos de idade. Potiguar a) deverá ser considerado inimputável por desenvolvimento mental incompleto. b) é inimputável. c) é semi-imputável. d) é imputável.

36 - Demócrito reage a fato típico previsto como roubo qualificado por emprego de arma. Como Demócrito é policial militar, mas estava à paisana, dispara um tiro contra o agente delitivo, vindo a causar sua morte por atingir o coração. Sabendo disto, mas estando perturbado com a ação criminosa, descarrega os outros cinco projéteis contra o ladrão. Demócrito a) não será beneficiado pela legítima defesa, eis que, apesar de ser policial militar, não está a serviço. b) agiu em excludente de criminalidade em virtude da legítima defesa, não respondendo por seu ato lesivo. c) responderá por excesso doloso na legítima defesa. d) não poderia, por ser policial militar, atingir o coração do ladrão, mas sim outras áreas não vitais de seu corpo, respondendo por homicídio doloso, mas beneficiando-se com a diminuição da pena de um a dois terços.

37 - Os crimes de lesão corporal culposa praticados após o advento da lei 9.099/95 exigem representação do ofendido, cujo prazo decadencial de a) seis meses, começa a fluir a partir da data em que foi descoberta a autoria. b) seis meses, começa a fluir a partir da data do fato. c) um mês, começa a fluir a partir da data do fato. d) um mês, começa a fluir a partir da intimação do ofendido.

38 - O sujeito ativo de um crime poderá beneficiar-se com o instituto do arrependimento posterior, desde que repare o dano ou restitua a coisa a) até a da sentença e o crime tenha sido cometido sem violência ou grave ameaça. b) até o recebimento da denúncia e o crime tenha sido cometido sem violência ou grave ameaça. c) a qualquer tempo, por uma questão de Política Criminal. d) até o oferecimento da denúncia e o crime tenha sido cometido sem violência ou grave ameaça.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ|

39 - O Código Penal, em relação à aplicação da Lei Penal no tempo, determina a a) retroatividade da lei posterior mais benigna desde que o fato ainda não tenha transitado em julgado. b) retroatividade irrestrita da lei posterior mais benigna. c) retroatividade irrestrita apenas no caso de Abolitio Criminis. d) irretroatividade para os fatos já transitados em julgado.

40 - Ulisses seqüestrou a adolescente Penélope com o fim de obter certa quantia como resgate, levando-a para o Estado do Rio. Uma semana após, Ulisses descobriu que seqüestrara a pessoa errada e que Penélope era moça pertencente a família muito pobre. Diante disto, espontaneamente, libertou Penélope, ilesa, sem nada receber. Ocorre que, enquanto Ulisses mantinha Penélope privada de sua liberdade, outra lei entrou em vigor, dispondo de modo mais severo quanto à punição do crime. Assinale a alternativa incorreta. a) A lei posterior será aplicada no caso narrado, pois "extorsão mediante seqüestro" é crime permanente. b) O fato praticado por Ulisses tipifica-se como crime impossível. c) No caso, não será aplicada a lei mais severa, pois a Constituição somente admite a retroatividade de lei posterior mais benéfica. d) De acordo com o Código Penal, Ulisses responderá por tentativa de "extorsão mediante seqüestro".

41 - A conduta de adolescente descrita como crime ou contravenção penal é denominada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei no 8069/90) como ato a) anti-social. b) irrregular. c) desviante. d) infracional

42 - De acordo com o art. 5o do Código Penal, "aplica-se a lei brasileira, em prejuízo de convenções, tratados e regras de direito internacional, ao crime cometido no território nacional". A legislação nacional adotou, para a aplicação da lei penal no espaço, o princípio da a) territorialidade. b) nacionalidade. c) competência real. d) competência universal.

43 - No tocante ao tema da imputabilidade penal, o Código Penal Brasileiro considerou que os menores de dezoito anos são penalmente inimputáveis, ficando sujeitos às normas estabelecidas na legislação especial. Tal assertiva é a) passível de contra-argumentação. b) incorreta. c) correta. d) passível de interpretação analógica.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ|

4 - A reabilitação alcança quaisquer penas aplicadas em sentença definitiva, assegurando ao condenado o sigilo dos registros sobre seu processo e condenação. O lapso temporal requerido para pleitear tal benefício é de a) 5 (cinco) anos, eis que a prescrição qüinqüenal adotada pelo Código Penal é taxativa a respeito do assunto. b) 4 (quatro) anos, contados do dia em que a pena for extinta, ou daquele em que terminar a execução da mesma, ou do cumprimento do "sursis", ou do cumprimento do livramento condicional. c) 3 (três) anos após o cumprimento da pena, desde que não haja mais nenhuma pena imposta e nenhum processo em julgamento. d) 2 (dois) anos, contados do dia em que for extinta, de qualquer modo, a pena, ou terminar sua execução, computando-se o período de prova da suspensão e o do livramento condicional, se não sobrevier revogação.

45 - De acordo com o art. 15 do Código Penal, o agente que, voluntariamente, desiste de prosseguir na execução ou impede que o resultado se produza, só responde pelos atos já praticados. Diante disto, é possível dizer que a) só há tentativa quando, tendo o agente iniciado a execução do crime, ele não se consuma por circunstâncias alheias à sua vontade. b) a desistência voluntária e o arrependimento eficaz constituem causas de diminuição de pena. c) o critério de redução da pena da tentativa no crime de roubo deve obedecer aos critérios acima aduzidos. d) ocorre desistência voluntária quando o criminoso percebe que o alarme foi detonado e foge.

46 - Anaxágoras, com a intenção de seqüestrar o filho de seu patrão para obter vantagem monetária como preço do resgate, compra cordas, furta um carro e arruma o local que serviria como cativeiro. Dois dias antes de efetivar seu intento, seus planos são descobertos. Diante destes fatos, Anaxágoras a) não responderá por qualquer crime. b) responderá apenas por furto consumado. c) responderá apenas por tentativas de extorsão mediante seqüestro e tentativa de furto. d) responderá por furto e extorsão mediante seqüestro consumado.

47 - O crime de rixa tem o tipo qualificado quando ocorre o resultado morte ou lesão corporal de natureza grave. Assim, em relação ao participante que sofreu a lesão corporal grave, pode-se afirmar que a) não responde por nenhum crime. b) responde pela rixa de crimes, tipificada no caput. c) é isento de pena. d) responde pela rixa qualificada como os demais participantes.

48 - O funcionário público que exige de um indivíduo contribuição social, que sabe indevida, comete crime de a) peculato. b) concussão. c) excesso de exação. d) corrupção ativa.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ|

49 - Constitui causa de diminuição de pena prevista na Parte Geral do Código Penal, a) o crime impossível. b) o arrependimento posterior. c) a desistência voluntária. d) o arrependimento eficaz.

50 - No calor de uma discussão em juízo, se o defensor de uma parte ofender a dignidade da adversa, a) o fato será atípico. b) comete crime de difamação. c) comete crime de injúria. d) comete crime de injúria real.

51 - De acordo com a Lei nº 9099/95, pode-se afirmar que se consideram infrações penais de menor potencial ofensivo a) todas as contravenções penais e os crimes a que a lei comine pena mínima igual ou inferior a um ano, excetuados os casos em que a lei preveja procedimento especial. b) todas as contravenções penais e os crimes a que a lei comine pena máxima igual ou inferior a um ano, excetuados os casos em que a lei preveja procedimento especial. c) todas as contravenções penais e todos os crimes a que a lei comine pena mínima igual ou inferior a um ano. d) somente os crimes a que a lei comine pena máxima igual ou inferior a um ano, excetuando-se os casos em que a lei preveja procedimento especial.

52 - Guilherme, ao ser preso por estelionato, fornece à autoridade policial o documento de identidade de seu irmão gêmeo falecido, Gustavo, com o fito de não caracterizar a reincidência sobre si. Após ser descoberta tal farsa, Guilherme pode ser processado por falsa identidade? a) Em termos. Se Guilherme for condenado pelo estelionato, não há que se falar em falsa identidade. Do contrário, é possível seu indiciamento e processamento pela falsa identidade. b) Sim, eis que se atribui falsa identidade para obter vantagem, em proveito próprio. c) Não. A conduta de agente que se atribui falsa identidade para escapar da ação policial não caracteriza infração penal, pois se trata do direito de buscar a liberdade almejada por todos os seres humanos. d) Sim. A falsa identidade é crime que independe da situação em que ele é cometido. Portanto, sempre que ele ocorrer, poderá seu autor ser processado.

53 - A defesa preliminar, prevista no procedimento para a apuração de crimes de responsabilidade dos funcionários públicos a) será cabível se o crime for apenado com reclusão, cuja pena mínima não seja superior a dois anos, e com detenção. b) é obrigatória, devendo ser oferecida três dias após o interrogatório.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ| c) será cabível nos crimes apenados com reclusão, independentemente da pena mínima imposta, e com detenção. d) deixou de ser aplicada com o advento da Constituição Federal de 1988, que não recepcionou referido procedimento.

54 - Rodrigo pretende roubar transeuntes no centro da cidade, mas como não tem coragem para isso, embriaga-se dolosamente, com o intuito de praticar tais atos criminosos. Diante desta situação, a doutrina penal reconhece que a) Rodrigo não responderá pelos crimes cometidos, ante sua semiimputabilidade. b) aplica-se a teoria da actio libera in causa. c) a embriaguez voluntária dolosa é causa de diminuição de pena. d) a consciência de Rodrigo viu-se abalada pela embriaguez, respondendo ele parcialmente por seus atos.

5 - O que se compreende por "sursis" etário e humanitário? a) O "sursis" etário é o aplicado aos maiores de 70 anos na data da sentença, e o humanitário é o concedido à pessoa enferma, desde que devidamente justificado, podendo a pena atingir até 4 anos. b) O "sursis" etário é o aplicado ao menor de 21 anos na data do fato e ao maior de 70 anos na data da sentença, e o humanitário é aquele concedido às mulheres grávidas. c) O "sursis" etário é o concedido em virtude da idade do condenado, e o humanitário é aquele aplicado aos homens que tiveram remidas suas penas. d) O "sursis" etário é o aplicado aos menores de 21 anos e aos maiores de 60 anos, e o humanitário é o concedido especialmente aos portadores do vírus HIV.

56 - Prescrição retroativa é a prescrição da pretensão a) executória após o trânsito em julgado, levando-se em conta a pena cominada no tipo penal. b) executória antes de transitar em julgado a sentença final. c) punitiva de maneira retroativa, levando-se em consideração, nos crimes permanentes, o dia em que se iniciou a permanência. d) punitiva com base na pena aplicada, sem recurso da acusação, ou improvido este, levando-se em conta os prazos anteriores à própria sentença.

57 - Maria de Lima, ao sair de um bar, onde trabalhava como garçonete, foi abordada em um lugar ermo e constrangida a manter relações sexuais com Antonio de Souza e Ermenegildo Flores. Os acusados foram devidamente denunciados, porém, no curso da ação penal Maria de Lima casou-se civilmente com Antonio de Souza. Neste caso, a) o juiz deverá declarar extinta a punibilidade de Antonio de Souza e a ação prosseguirá somente em relação a Ermenegildo. b) não ocorrerá a extinção da punibilidade por tratar-se de crime contra os costumes. c) o juiz deverá declarar extinta a punibilidade de ambos os acusados. d) o casamento de Maria com Antonio não é causa extintiva de punibilidade.

w.direitofacil.com DCC dâxáàÆxá wx W|Üx|àÉ cxÇtÄ „ öÜv|t cxÄ|áátÜ|

58 - O furto de energia elétrica, por meio de extensão clandestina (artigo 155, § 3o do Código Penal), é crime a) permanente. b) continuado. c) habitual. d) formal.

59 - A reincidência ocorre quando o agente comete a) mais de um crime no mesmo dia. b) novo crime, depois de transitar em julgado a sentença que, no país ou no estrangeiro, o tenha condenado por crime anterior. c) novo crime após ter sido indiciado por crime anterior. d) novo crime após ter sido condenado em processo ainda pendente de análise de apelação.

60 - A pena é calculada pelo sistema a) bifásico, fixando-se, primeiramente, a pena-base e, em seguida, considerando-se as circunstâncias atenuantes e agravantes. b) bifásico, fixando-se, primeiramente, a pena-base e, em seguida, considerando-se as causas de diminuição e de aumento. c) trifásico, fixando-se, primeiramente, a pena-base, considerando-se, em seguida, as causas de diminuição e de aumento e, por último, as circunstâncias atenuantes e agravantes. d) trifásico, fixando-se, primeiramente, a pena-base, considerando-se, em seguida, as circunstâncias atenuantes e agravantes e, por último, as causas de diminuição e aumento.

(Parte 2 de 4)

Comentários