Caderno dds novembro

Caderno dds novembro

(Parte 2 de 5)

DIALOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA TEMA 6

Uma mão na roda tanto para montar tubulações e suportes, quanto para desmontar, o maçarico é item indispensável numa obra, em setores como o petrolífero o profissional responsável pela utilização do conjunto de oxi-acetileno (maçarico) é o maçariqueiro, ficando este profissional a cargo somente do seu uso, este deve ter experiência comprovado e possuir curso na área, isto devido ao alto grau de risco proveniente do uso do conjunto, agora vamos entender um pouco sobre o uso e o funcionamento do conjunto de oxi-acetileno: Antes de qualquer coisa, vamos definir o instrumento de trabalho conhecido pelo nome “maçarico”. Trata-se de um aparelho no qual se processa a mistura sob determinada pressão de um gás comburente com outro combustível. Depois de inflamada, esta mistura produz uma chama, com uma temperatura aproximadamente de 3.200 graus centígrados, portanto, capas de fundir os metais que não contenham mais de 1,9% de carbono. Vamos conhecer esses gases.

ACETILENO - É um gás incolor de cheiro característico e altamente combustível. Sua notação química é C2H2. É um composto instável, sujeito a violentas explosões quando se decompõe. Pôr esse motivo, este gás não deve ser comprimido, quando puro, para suportar pressões superiores a 15Lb./Pol2. Em determinadas condições, quando em contato com a prata, mercúrio e cobre, pode provocar explosões.

• PRECAUÇÕES NO MANUSEIO DOS CILINDROS: · Nunca deixar os cilindros de Acetileno diretamente sob o sol;

· Os cilindros deverão ser armazenados em locais adequados e seguros;

· Evitar os choques, quedas ou golpes com os cilindros de Acetileno;

· Não utilizar qualquer peça ou tubo de cobre ou latão, para a circulação do Acetileno;

· Usar sempre um regulador de Acetileno, ligado à válvula do cilindro, seja qual for à aplicação dada ao gás.

• EFEITOS: O acetileno é um gás anestésico, não venenoso. Suas concentrações muito altas em ambientes fechados sufocarão o ser humano, em virtude da exclusão do oxigênio. Os trabalhos em altas estruturas, onde as vertigens podem ocasionar, quedas, com graves conseqüências, deve-se ter o cuidado de não respirar muito o acetileno. OXIGÊNIO - É um gás comburente, incolor e insípido, seu símbolo é O2 e seu peso é 32. Convém mencionar que, no ar, o oxigênio entra na proporção de 21% e o nitrogênio com quase 79%. Em pequenas quantidades, existem ainda, na composição do ar, os chamados gases raros, são eles: Hélio, Xenônio, Argônio e o Criptônio.

· Nunca utilize oxigênio em aparelhos para os quais seja necessário o ar comprimido; · Evite qualquer contato de óleo ou graxa, com qualquer parte do cilindro, da rede, reguladores ou dos seus acessórios. O óleo ou a graxa pode formar compostos e queimar violentamente, na presença do oxigênio.

Antes de qualquer coisa, vamos definir o instrumento de trabalho conhecido pelo nome

“maçarico”. Trata-se de um aparelho no qual se processa a mistura sob determinada pressão de um gás comburente com outro combustível. Depois de inflamada, esta mistura produz uma chama, com uma temperatura aproximadamente de 3.200 graus centígrados, portanto, capas de fundir os metais que não contenham mais de 1,9% de carbono. Vamos conhecer esses gases. ACETILENO - É um gás incolor de cheiro característico e altamente combustível. Sua notação química é C2H2. É um composto instável, sujeito a violentas explosões quando se decompõe. Pôr esse motivo, este gás não deve ser comprimido, quando puro, para suportar pressões superiores a 15Lb./Pol2. Em determinadas condições, quando em contato com a prata, mercúrio e cobre, pode provocar explosões.

• PRECAUÇÕES NO MANUSEIO DOS CILINDROS: · Nunca deixar os cilindros de Acetileno diretamente sob o sol;

· Os cilindros deverão ser armazenados em locais adequados e seguros;

· Evitar os choques, quedas ou golpes com os cilindros de Acetileno;

· Não utilizar qualquer peça ou tubo de cobre ou latão, para a circulação do Acetileno;

· Usar sempre um regulador de Acetileno, ligado à válvula do cilindro, seja qual for à aplicação dada ao gás.

• EFEITOS: O acetileno é um gás anestésico, não venenoso. Suas concentrações muito altas em ambientes fechados sufocarão o ser humano, em virtude da exclusão do oxigênio. Os trabalhos em altas estruturas, onde as vertigens podem ocasionar, quedas, com graves conseqüências, deve-se ter o cuidado de não respirar muito o acetileno. OXIGÊNIO - É um gás comburente, incolor e insípido, seu símbolo é O2 e seu peso é 32. Convém mencionar que, no ar, o oxigênio entra na proporção de 21% e o nitrogênio com quase 79%. Em pequenas quantidades, existem ainda, na composição do ar, os chamados gases raros, são eles: Hélio, Xenônio, Argônio e o Criptônio.

• PRECAUÇÕES GERAIS: · Nunca utilize oxigênio em aparelhos para os quais seja necessário o ar comprimido;

· Evite qualquer contato de óleo ou graxa, com qualquer parte do cilindro, da rede, reguladores ou dos seus acessórios. O óleo ou a graxa pode formar compostos e queimar violentamente, na presença do oxigênio. · Ao ligar diretamente o maçarico e observar:

a) Se há qualquer vazamento de oxigênio e acetileno, no maçarico, reguladores, válvula hidráulica, mangueira e válvula de retenção; b) Observar a tabela progressiva de regulagens como padrão, pelas fábricas de maçaricos; c) Jamais utilizar o oxigênio para refrigerar o ambiente de trabalho. Pôr ser altamente comburente, isto é, pôr ativar a combustão, altas concentrações poderão ocasionar combustão, seguida de explosão.

• O RETROCESSO DA CHAMA: O manuseio incorreto do maçarico pode causar o retrocesso da chama. Esta se apaga com um estalo. Principais causas:

a) - Toque do bico do maçarico na peça; b) - O super aquecimento do bico do maçarico; c) - Utilização de pressões inadequadas; d) - Bico mal apertado; e) - Sujeira na sede do bico do maçarico f) - Vazamento; Quando o motivo do retrocesso tiver sido determinado e eliminado o seu agente, o maçarico poderá ser aceso novamente, pela maneira usual.

• ENGOLIMENTO DA CHAMA: O engolimento da chama, ocorre, quando a chama queima de volta para dentro do maçarico, comumente com um silvo agudo. No caso de acontecer um engolimento da chama proceda como segue: · Feche imediatamente a válvula do acetileno; NOTA: dependendo do período, isto é, do tempo que se leva para fechar a válvula, poderá o operador optar em fechar a válvula do acetileno ou do oxigênio. Quando se verificar o engolimento da chama, a queima interna pode chegar até ao derretimento do divergente. Neste caso que uma é uma exceção do processo de fechamento, fecha-se à válvula do oxigênio; · Fechar a válvula de oxigênio de corte;

· Se os engolimentos ocorrem, mesmo após a verificação dos motivos prováveis, já descritos, leve o maçarico à seção de recondicionamento para a eliminação do defeito ou descarte-o.

DIALOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA TEMA 7

O que são: São alimentos ou ingredientes que produzem efeitos benéficos à saúde, além de suas funções nutricionais básicas. Os alimentos funcionais caracterizam-se por oferecer vários benefícios à saúde, além do valor nutritivo inerente à sua composição química, podendo desempenhar um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes, dentre outras.

Consumo de Alimentos Funcionais:

• É necessário que o consumo destes alimentos seja regular a fim de que seus benefícios sejam alcançados. A indicação fica no maior uso de vegetais, frutas, cereais integrais na alimentação regular, já que grande parte dos componentes ativos estudados se encontra nesses alimentos. Outra dica é substituir em parte o consumo de carne de vaca, embutidos e outros produtos à base de carne vermelha por soja e derivados (especialmente carne de soja e isolados protéicos de soja) ou peixes ricos em ômega 3;

Composto Ação Alimentos onde é encontrado

Isoflavonas Ação estrogênica (reduz sintomas da menopausa) e anti-câncer Soja e derivados

Proteínas de soja Redução dos níveis de colesterol Soja e derivados

Ácidos graxos ômega-3 Redução do LDL - colesterol; ação antiinflamatória; é indispensável para o desenvolvimento do cérebro e da retina de recém nascidos

Peixes marinhos como sardinha, salmão, atum, anchova, arenque, etc

Ácido a - linolênico Estimula o sistema imunológico e tem ação antiinflamatória Óleos de linhaça, colza, soja; nozes e amêndoas

Catequinas Reduzem a incidência de certos tipos de câncer, reduzem o colesterol e estimulam o sistema imunológico

Chá verde, cerejas, amoras, framboesas, mirtilo, uva roxa, vinho tinto

Licopeno Antioxidante, reduz níveis de colesterol e o risco de certos tipos de câncer, como de próstata

Tomate e derivados, goiaba vermelha, pimentão vermelho, melancia

Luteína e Zeaxantina Antioxidantes; protegem contra degeneração macular Folhas verdes (luteína). Pequi e milho (zeaxantina)

Indóis e Isotiocianatos Indutores de enzimas protetoras contra o câncer, principalmente de mama

Couve flor, repolho, brócolis, couve de bruxelas, rabanete, mostarda

Flavonóides Atividade anti-câncer, vasodilatadora, antiinflamatória e antioxidante

Soja, frutas cítricas, tomate, pimentão, alcachofra, cereja

Fibras solúveis e insolúveis

Reduz risco de câncer de cólon, melhora o funcionamento intestinal. As solúveis podem ajudar no controle da glicemia e no tratamento da obesidade, pois dão maior saciedade.

Cereais integrais como aveia, centeio, cevada, farelo de trigo, etc; leguminosas como soja, feijão, ervilha, etc.; hortaliças com talos e frutas com casca

Prebióticos - frutooligossacarídeos, inulina

Ativam a microflora intestinal, favorecendo o bom funcionamento do intestino

Extraídos de vegetais como raiz de chicória e batata yacon

Sulfetos alílicos (alilsulfetos)

Reduzem colesterol, pressão sanguínea, melhoram o sistema imunológico e reduzem risco de câncer gástrico Alho e cebola

Lignanas Inibição de tumores hormônio-dependentes Linhaça, noz moscada

Tanino Antioxidante, anti-séptico, vaso-constritor Maçã, sorgo, manjericão, manjerona, sálvia, uva, caju, soja

Estanóis e esteróis vegetais

Reduzem risco de doenças cardiovasculares Extraídos de óleos vegetais como soja e de madeiras

Probióticos - Bífidobacterias e Lactobacilos

Favorecem as funções gastrointestinais, reduzindo o risco de constipação e câncer de cólon

Leites fermentados, Iogurtes e outros produtos lácteos fermentados

DIALOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA TEMA 8

Solventes são geralmente compostos líquidos a temperatura ambiente, capazes de dissolver outras substâncias sem alterá-las. Podem ser classificados em alifáticos (n hexano), aromáticos (benzeno, xileno, tolueno), balogenados (tetracloreto de carbono, tricloroetileno) e miscelânea (dissulfeto de carbono, terebitina, acetonas, álcool).

A exposição a solventes pode resultar em intoxicações agudas ou crônicas, dependendo da quantidade e tempo de exposição. Os efeitos crônicos, resultantes da absorção de pequenas quantidades por tempo prolongado, são os mais comuns nos ambientes de trabalho. ELES PODEM ATACAR A PELE, OLHOS, ÓRGÃOS INTERNOS E ATÉ MESMO PROVOCAR CÂNCER.

A inalação é a via mais freqüente de penetração do solvente no organismo, podendo chegar ao cérebro, rins, pulmões, fígado e outros órgãos. Os principais sintomas de intoxicação aguda são tontura, sonolência, cefaléia, perda de consciência, muitas vezes com danos ao sistema nervoso central. A exposição crônica pode causar danos a órgãos específicos, dependendo do solvente.

Em relação à pele, os solventes apresentam duas ações principais: desengordurante e irritativa. No primeiro caso, remove a camada de gordura da pele, causando ressecamento, fissuras e sangramentos, o que facilita a penetração da sujeira, partículas e infecções diversas. Já a ação irritativa causa reação inflamatória, com vermelhidão na área atingida, surgindo edema e vesículas subsequentes.

O n hexano irrita os olhos e vias aéreas superiores, além de ser irritante para a pele. Atua sobre o sistema nervoso periférico. Pode ser absorvido pela pele e por inalação. Exposição crônica pode levar a polineuropatias.

O benzeno é reconhecidamente cancerígeno para seres humanos. É irritante para a pele, causa eritema, queimações, edema e vesículas. Pode irritar os olhos. Pode afetar o Sistema Nervoso Central (SNC) e provocar anemia aplástica.

Os solventes balogenados são irritantes para pele e olhos. Alguns são cancerígenas para animais, outros são hepatotóxicos.

O dissulfeto de carbono é muito irritante para a pele. Quando inalado, afeta os olhos, o Sistema Nervoso Central (SNC) e provoca delírios. A exposição crônica leva a polineuropatias e cardiopatias.

os dos acidentes e doenças 1

DIALOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA TEMA 9

Os Equipamentos de Proteção Individual, EPIs, tem como objetivo a garantia da saúde e da segurança do trabalhador em seu ambiente de trabalho. Esses equipamentos, além de estar em perfeitas condições de uso, também devem ser fornecidos gratuitamente pelas empresas aos seus trabalhadores, assim como o respectivo treinamento e orientação para correta utilização e conservação.

Os EPIs podem variar de acordo com a atividade e os riscos de cada atividade. Abaixo, alguns exemplos de EPI:

•Proteção auditiva: abafadores de ruídos ou protetores auriculares; •Proteção do sistema respiratório: máscaras e filtro;

•Proteção visual e facial: óculos e viseiras;

•Proteção da cabeça: capacetes;

•Proteção de mãos e braços: luvas e mangotes;

•Proteção de pernas e pés: sapatos, botas e botinas;

• Proteção contra quedas: cintos de segurança e cinturões. Cabe também ao empregador, além da exigência de uso do EPI, as seguintes obrigações de acordo com a Norma Regulamentador 6: •Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade;

•Exigir seu uso;

•Fornecer ao trabalhador somente o equipamento aprovado pelo órgão, nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho; •Orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

•Substituir imediatamente o EPI, quando danificado ou extraviado;

•Responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica;

•Comunicar o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) qualquer irregularidade observada.

Outro ponto a ser considerado é a redução dos custos ao empregador quando os equipamentos de proteção individual são utilizados da forma correta pelos seus empregados, pois, em muitos casos, empresas que desenvolvem atividades insalubres têm de arcar com um custo adicional dos funcionários que realizam o trabalho e o uso correto do EPI elimina esses custos, pois neutraliza ou elimina os possíveis danos.

É muito importante salientar que muitos trabalhadores desconhecem a forma correta de utilização do EPI e acabam negligenciando seu uso. O uso dos EPIs é de extrema importância tanto para os trabalhadores, bem como para os empregadores e a conscientização de ambas as partes, assim como o respaldo da lei, são meios importantes de garantir a segurança no trabalho.

DIALOGO DIÁRIO DE SEGURANÇA TEMA 10

Estive recentemente em São Sebastião, litoral norte do estado de São Paulo, que possui maravilhosas praias e natureza ainda preservada, e conversando com os moradores, descobri que a cidade é a primeira a implantar a coleta seletiva no Brasil! Sabe-se que nosso lixo é muito rico em materiais nobres como ferro, cobre, alumínio, vidro, e outros são jogados fora diariamente. Além disto, o papel e plástico que são descartados podem se transformar em novos produtos, reduzindo o corte de árvores e a utilização do petróleo. O aproveitamento do que jogamos fora não é mais um mero "fetiche" de ecologistas ou um meio de se manter a cidade mais limpa, é questão de sobrevivência pois como todos sabem e, lembrando aqueles que não sabem os recursos que a natureza dispõe são FINITOS, e não INFINITOS o que significa que uma hora ou outra eles irão acabar! Costumo brincar que as futuras minas de extração de material serão os atuais lixões, pois durante muitos anos temos enterrado nossas riquezas que não nos servem mais para uma dada função, ou pelo fato de não conseguimos enxergar novas utilizações. Aquele vidro de requeijão que vira copo dágua é uma antiga prática de reciclagem, tão discriminada mas muito importante para nos darmos conta de que as coisas não perdem suas funções, elas apenas mudam de função. Se passarmos a enxergar com estes olhos, veremos que as coisas simplesmente mudam de função e a palavra lixo deixará de existir em pouco tempo! Um detalhe importante a ser citado antes de se falar na prática sobre a reciclagem. Vamos ver com mais detalhes o que é a reciclagem, o que pode ser reciclado, o que não pode e o que fazer na prática:

(Parte 2 de 5)

Comentários