Imunologia da Doença Periodontal: Mecanismos Básicos

Imunologia da Doença Periodontal: Mecanismos Básicos

Imunologia da doença periodontal

Periodonto: Todos os tecidos envolvidos na fixação dos dentes aos ossos.

-Proteção: Gengiva.

-Sustentação: Ligamento periodontal, cemento e osso alveolar.

A doença periodontal é inflamatória crônica:

-Infecção persistente por bactérias gram-negativas facultativamente anaeróbicas.

- Infiltrado inflamatório por células mononucleares (macrófagos, linfócitos e plasmócitos).

Tem início na inflamação gengival através da placa dental bacteriana.

Grande parte dos danos aos tecidos periodontais na doença é resultado da resposta do hospedeiro a bactérias e os seus produtos.

A transição da gengivite para periodontite destrutiva pode estar relacionada com a idade.

As principais bactérias relacionadas são: Actinobacillus actinomycetemcomitans e Porphyromonas gengivalis.

O dente fornece uma superfície para colonização de uma série de espécies bacterianas que se aderem a ele, além de túbulos dentinários, fendas ou áreas desmineralizadas.

Saúde periodontal:

É caracterizado por ausência histológica de infiltrados inflamatórios, o que ocorre somente com profilaxias mecânicas contínuas.

Nível de normalidade: Padrão satisfatório e regular de controle de placas.

- Inflamação mínima: Associada ao fluxo de fluido no sulco saudável e a presença de algumas células inflamatórias como neutrófilos e macrófagos associados ao epitélio juncional e aos linfócitos no conjuntivo subjacente. Esses linfócitos parecem ser células T primárias que garantem a manutenção da homeostase do hospedeiro contra a placa bacteriana e também é a primeira linha de defesa reguladora.

-Aspectos da gengiva saudável:

Contornos bem definidos; Consistência firme; Cor rósea; Sem sangramento à sondagem (fio dental).

Gengivite:

É o primeiro estágio da doença periodontal, e ocorre geralmente pela limpeza inadequada dos dentes. É uma resposta contra os produtos da placa bacteriana que aparentemente transpassam o epitélio gengival.

Sinais da inflamação:

-Gengiva vermelho-brilhante ou roxa;

- Sangramento durante a escovação ou uso de fio dental;

- Inchaço/ Intumescimento;

- Retração gengival (aparência de dentes mais longos);

- Mau-hálito/gosto ruim na boca.

Influxo de células inflamatórias, principalmente linfócitos, macrófagos e neutrófilos, auxiliados por moléculas de adesão que ajudam os leucócitos a migrarem do vaso sanguíneo para o sulco gengival.

-Células T: Resposta precoce;

- Neutrófilos: Fagocitam bactérias no sulco gengival auxiliados pelo complemento e anticorpos.

- Macrófagos: Apresentação de antígenos, redução da inflamação no sulco gengival e fagocitose.

No interior da lesão ocorrem:

- Degeneração celular; Destruição do colágeno na área infiltrada; Proliferação das células basais (tentativa de barreira); Aumento das proteínas da fase aguda.

Gengivite crônica:

- Aumento de IL- 1, expressão de HLA-DR e C3 quebrado;

- Aumento doa medidores inflamatórios de IL-2 e IgG;

- Aumento do número de plasmócitos maduros (lesão estabelecida).

- formação de tecido de granulação repleto de plasmócitos e vascularizados. Muitas células desse tecido produzem enzimas e citocinas que destroem o tecido conjuntivo, ligamento periodontal e osso.

Periodontite:

- Destruição das estruturas de sustentação;

- Aumento da bolsa de detritos e placa bacteriana abaixo da gengiva;

- Aumento das lesões do periodonto por processo inflamatório;

- Aumento de plasmócitos, principalmente IgG e IGA;

- Aumento das células T CD8+ ativas;

- Diminuição de IL-4, o que favorece a resposta mediada por IgE;

- Aumento das células produtoras de IL-2 tipo I.

Periodontite Avançada:

-Fibras e ossos de sustentação destruídos;

- Dentes móveis e risco de perda dos mesmos;

- Mordida afetada;

- Necrose da papila e margem gengival;

- Sangramento espontâneo e por leve toque;

- Ulceração;

- Podendo ocorrer: Intumescimento dos nódulos linfáticos, febre, mal estar, dificuldade na alimentação e higiene oral.

Doenças e fatores que ajudam na progressão:

- Diabetes - HIV - Má nutrição

Doenças periodontal necrosantes:

- Sarampo - Varicela - Tuberculose - Gengivoestomatite herpética - Malária -HIV

Artigo do GD: Host defence mechanisms against bacterial aggression in periodontal disease: Basic mechanisms.

Autor(es): Bascones-Martinez A; Munoz-Corcuera M; Noronha S; Mota P; Bascones-Ilundain C; Campo-Trapero J

Fonte: Med Oral Patol Oral Cir Bucal

Comentários