26 - biologia química português

26 - biologia química português

(Parte 3 de 5)

Esquema de mitocôndria.

Função e localização A mitocôndria tem a função de produzir energia (ATP) para as atividades celulares por meio da respiração celular. Isso significa que regiões da célula com maior necessidade de energia exigem mais mitocôndrias. O conjunto de mitocôndrias de uma célula recebe o nome de condrioma.

2. NÚCLEO INTERFÁSICO

Estrutura nuclear Exceto em seres procariontes, em que o núcleo não existe e o material nuclear está disperso no citoplasma, os demais seres vivos possuem um ou mais núcleos bem delimitados pela carioteca. Dentro do núcleo, mergulhados em uma solução semelhante ao hialoplasma, a cariolinfa, encontramos um ou mais nucléolos e os cromossomos.

Representação do núcleo Carioteca

Também é chamada de membrana nuclear. A carioteca tem constituição lipoprotéica, é dupla e apresenta poros, por onde podem passar grandes moléculas em direção ao citoplasma e em sentido contrário. Ela comunica-se com o retículo endoplasmático, que lhe dá origem, e, freqüentemente, possui ribossomos aderidos à sua face externa. A carioteca permanece íntegra durante a vida da célula e só se desmancha durante a divisão celular. Diferentemente da membrana celular, a carioteca não se regenera quando lesada.

Cariolinfa A cariolinfa também é conhecida como nucleoplasma, carioplasma ou suco nuclear. Ela é uma solução de água, proteínas e outras substâncias, semelhante ao hialoplasma, que preenche o interior do núcleo,

Nucléolo Pode existir um ou vários nucléolos dentro de um mesmo núcleo. O nucléolo não possui nenhuma membrana envoltória e é tão-somente um agregado de rRNA e proteínas. Durante a divisão celular, o nucléolo desfaz-se, originando os ribossomos, que, uma vez formados e amadurecidos, migram para o citoplasma, onde irão responsabilizar-se pela síntese protéica. O que dá origem ao nucléolo é um tipo especial de cromossomo chamado cromossomo organizador do nucléolo em uma pequena parte chamada zona SAT, zona satélite ou zona organizadora do nucléolo.

Cromossomos O cromossomo é uma estrutura que contém as informações genéticas da célula. Ele é constituído de uma molécula de DNA associada a proteínas chamadas histonas. Nos locais de contato entre o DNA e as histonas, formam-se granulações conhecidas como nucleossomos. Como são formados por cromossos são capazes de autoduplicar-se. O conjunto de cromossomos é chamado cromatina. A cromatina pode ter regiões mais espiralizadas, portanto, mais condensadas e coráveis, e regiões menos espiralizadas, portanto, menos condensadas e menos coráveis. As regiões mais condensadas da cromatina são chamadas helorocromatina, e as menos condensadas, eucromatina.

Esquema de heterocromatina e eucromatina.

Os cromossomos apresentam estrangulamentos chamados constrições. A constrição primária ou centrômero separa o cromossomo em dois braços. Cada braço é uma cromátide. Também podem existir outras constrições ao longo de um cromossomo. A constrição secundária pode conter a zona satélite, responsável pela organização do nucléolo.

Cromossomos segundo o centrômero Dependendo da localização do centrômero, os cromossomos podem classificar-se em:

01.(Puccamp) Os centríolos são organelas celulares relacionadas com a)o surgimento de vacúolos autofágicos; b)a remoção do excesso de água; c)o processo de recombinação genética; d)a formação de cílios e flagelos; e)os fenômenos de plasmólise e deplasmólise.

02.(Ufrs) Qual das estruturas a seguir está relacionada com o processo da divisão celular e com os movimentos de cílios e flagelos? a) Retículo endoplasmático; b) Lisossoma; c) Vacúolo; d) Centríolo; e) Ribossoma.

03.(Fuvest) As mitocôndrias são consideradas as “casas de força” das células vivas. Tal analogia refere-se ao fato de as mitocôndrias a)estocarem moléculas de ATP produzidas na digestão dos alimentos; b)produzirem ATP com utilização de energia liberada na oxidação de moléculas orgânicas; c)consumirem moléculas de ATP na síntese de glicogênio ou de amido a partir de glicose; d)serem capazes de absorver energia luminosa utilizada na síntese de ATP; e)produzirem ATP a partir da energia liberada na síntese de amido ou de glicogênio.

04.(Uece) Relacione a coluna I (organela celular), com a coluna I (função respectiva).

() Digestão celular
() Síntese protéica
() Respiração
() Divisão celular

COLUNA I I. Mitocôndria I. Ribossomo I. Lisossomo IV. Centríolo COLUNA I Marque a opção que contém, na coluna I, a seqüência correta, de cima para baixo, de sua relação com a coluna I:

a)I, IV, I, I b)IV, I, II, I c)I, I, I, IV d)I, I, II, IV

Desafio Biológico

Cadeias alimentares

Fluxo de matéria e energia

1. A Ecologia e sua importância A palavra Ecologia deriva de duas palavras gregas: oikós= casa e logos– estudo. Podemos dizer que, literalmente, Ecologia significa o estudo da casa. Considerando, entretanto, o termo casacomo todo o ambiente terrestre, a palavra Ecologiapassa a se referir ao estudo do ambiente. A Ecologia é uma ciência que se tem tornado cada vez mais importante nos dias atuais, uma vez que a interferência do homem sobre os ecossistemas vem aumentando consideravelmente. Essa interferência pode provocar sérios desequilíbrios ecológicos. Por isso, é cada vez mais imperioso conhecermos a estrutura e o funcionamento dos ecossistemas, a fim de podermos propor maneiras racionais de utilização dos recursos naturais sem provocar alterações ambientais drásticas.

2.Componentes estruturais de um ecossistema.

Os ecossistemas apresentam dois componentes principais que se inter-relacionam: •Fatores abióticos– São os fatores não-vivos.

Podem ser físicos, como a radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos, ou químicos, como os nutrientes, presentes nas águas e no solo.

•Fatores bióticos– Representados pelos seres vivos que compõem a comunidadeou biocenoseou biota.

O conjunto desses fatores forma o biótopo(bio = vida; topos= lugar). Podem ser consideradas ecossistemas parcelas da biosfera de diferentes tamanhos, como, por exemplo, uma pequena lagoa ou o oceano todo, desde que haja intercâmbio de matéria e de energia entre seus elementos. A biosfera toda pode ser considerada um grande ecossistema.

3. Hábitat e nicho ecológico

O lugar que um organismo ocupa no ecossistema é o seu hábitat; o seu papel, ou seja, a sua função, é o seu nicho ecológico.

4. Estrutura trófica dos ecossistemas

O conjunto de todos os organismos de um ecossistema com o mesmo tipo de nutrição constitui um nível trófico. O primeiro nível trófico é formado pelos organismos autótrofos, também chamados de produtores. Por sua vez, os heterótrofos podem ser classificados como consumidores, quando se alimentam de outros organismos, ou decompositores, quando obtêm energia a partir da decomposição do corpo de organismos mortos. Os decompositores devolvem ao ambiente substâncias orgânicas e inorgânicas que poderão ser utilizadas pelos produtores. Este processo é fundamental no ciclo da matéria na natureza. Os consumidores podem ser: •Primários, quando se alimentam de produtores – caso dos animais herbívoros, ou seja, que se alimentam de plantas. Ocupam o segundo nível trófico.

•Secundários, quando se alimentam de herbívoros. Ocupam o terceiro nível trófico.

•Terciários, quando se alimentam de consumidores secundários. Ocupam o quarto nível trófico.

•Quaternários, quando se alimentam de consumidores terciários. Ocupam o quinto nível trófico.

Os animais onívoros alimentam-se tanto de autótrofos quanto de heterótrofos, podendo ocupar mais de um nível trófico. É o caso, por exemplo, do ser humano: quando se alimenta de plantas, ocupa o segundo nível trófico (consumidor primário), mas, quando se alimenta de carne de boi, ocupa o terceiro nível trófico (consumidor secundário).

5. Cadeias e teias alimentares

A cadeia alimentar corresponde à seqüência de organismos em que um serve de alimento para o outro, a partir do produtor. Na cadeia a seguir foram representados seis níveis tróficos.

Nos ecossistemas, entretanto, não existe apenas uma cadeia alimentar possível, mas várias cadeias que se inter-relacionam, formando o que se chama de teiaou rede alimentar.

Exemplo de teia alimentar em um ambiente terrestre. Os seres representados não estão em escala. É muito importante que tenhamos conhecimento das cadeias e teias alimentares dos

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Puccamp) Flora e fauna dos manguezais apresentam grande diversidade. Bem adaptadas a esses ambientes ricos em nutrientes, estão plantas lenhosas, herbáceas, epífitas, hemiparasitas. Em toda sua extensão, são habitados por diversos animais, desde formas microscópicas até grandes peixes, aves, répteis e mamíferos. 01.Observe a descrição a seguir.

Na água de um manguezal o fitoplâncton serve de alimento tanto para microcrustáceos como para as larvas de crustáceos. Esses animais são comidos por peixes os quais, por sua vez, são ingeridos por garças. As folhas das árvores de mangue, que caem na água, são comidas por caranguejos que são caçados por guaxinins. Estes mamíferos são picados por insetos que se alimentam de seu sangue. Pode-se concluir que, nessas relações tróficas do manguezal, a)os crustáceos são consumidores primários; b)os peixes são consumidores terciários; c)as garças são consumidores secundários; d)os guaxinins são consumidores terciários; e)os insetos são consumidores quaternários.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Uerj)Polícia Federal: NARCOTRÁFICO POLUI NASCENTES DE RIOS NA AMAZÔNIA Relatório alerta para risco de desastre ambiental por conta do despejo de produtos químicos usados no refino da cocaína (...). Cerca de 2500 espécies de peixes estão ameaçadas, segundo a Polícia Federal, por este tipo de poluição, além de milhões de variedades de vegetais, insetos e microorganismos. (O GLOBO, 31/08/97) 02.Os diversos organismos citados no texto anterior distribuem-se em diferentes níveis tróficos e representam um exemplo de teia alimentar. No exemplo citado, os vegetais ocupam o seguintes nicho ecológico: a) decompositor; b) consumidor; c) herbívoro; d) produtor.

03.(Puc-rio) Em relação à transferência nutricional entre os seres vivos é correto afirmar:

a)Não existe perda de biomassa ao longo de uma cadeia alimentar. b)A magnificação trófica é maior nos indivíduos autotróficos. c)Os heterotróficos produzem O‚ como subproduto de sua respiração. d)Somente os indivíduos fotossintéticos podem ser autotróficos. e)Os onívoros podem ocupar vários níveis tróficos de uma teia alimentar.

DesafioBiológico

Biologia Professor GUALTER Beltrão

ecossistemas para planejar o uso de determinada região. Não se pode retirar elos da estrutura trófica, nem acrescentar outros, sem que se avalie o impacto que essa interferência pode trazer ao ecossistema.

6. Energia e matéria nos ecossistemas

Os principais produtores da Terra são os organismos fotossintetizantes. A energia luminosa do Sol é fixada pelo autótrofo e transmitida, sob a forma de energia química, aos demais seres vivos. Essa energia, no entanto, diminui à medida que passa pelos consumidores, pois parte dela é utilizada para a realização dos processos vitais do organismo e a outra é liberada sob a forma de calor. Sempre restará, portanto, uma parcela menor de energia disponível para o nível seguinte. Como na transferência de energia dos seres vivos não há reaproveitamento da energia liberada, diz-se que essa transferência é unidirecionale dá-se como um fluxo de energia. A matéria, no entanto, pode ser reciclada; por isso, fala-se em ciclo da matériaou ciclo biogeoquímico.

7. Pirâmides ecológicas

As transferências de matéria e de energia nos ecossistemas são freqüentemente representadas de forma gráfica, mostrando as relações entre os diferentes níveis tróficos em termos de quantidade. Como há perda de matéria e de energia em cada nível trófico, as representações adquirem a forma de pirâmides. As pirâmides ecológicas podem ser de número, de biomassaou de energia.

Exercícios

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm 2004) Quando uma área com floresta precisa ser encoberta para a formação do lago artificial de uma hidroelétrica, toda a madeira deve ser retirada. Se isso não ocorrer, esse material entra em decomposição, podendo provocar danos nas turbinas, além de crescimento descontrolado da população de algas azuis (cianobactérias) e verdes (‘Chlorophyta’) e de algumas plantas flutuantes, como ‘Eichornia crassipes’, o aguapé (‘Angiospermae’), e ‘Salvinia sp.’ (‘Pteridophyta’). 01.A decomposição da matéria orgânica é promovida por certos tipos de bactérias e fungos. Assinale a alternativa que indica a característica que esses organismos chamados decompositores têm em comum. a) Realizam fotossíntese. b)Formam hifas. c)São eucariontes. d)São simbiontes. e)São heterótrofos.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Puccamp 2004) As florestas são os ecossistemas mais complexos do ambiente terrestre. O aumento das áreas naturais impactadas, as altas taxas de desmatamento e os problemas ambientais justificam o esforço mundial para o plantio de grandes áreas com espécies arbóreas. 02.Considerando a quantidade total de matéria orgânica presente em diferentes seres vivos de uma floresta, a seqüência decrescente correta é a indicada por: a)carnívoros, plantas e decompositores; b)herbívoros, plantas e decompositores; c)plantas, carnívoros e herbívoros; d)herbívoros, carnívoros e plantas; e)plantas, herbívoros e carnívoros.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm 2004) O sistema radicular do aguapé forma uma verdadeira “cortina” que retém as partículas em suspensão. Nesse microambiente, proliferam bactérias, algas microscópicas, protozoários, pequenos crustáceos, larvas de insetos e moluscos. Em águas poluídas por mercúrio, os microorganismos presentes ao redor das raízes dos aguapés facilitam a bioacumulação desse metal ao transformá-lo em metilmercúrio. Esse composto atravessa com facilidade a membrana plasmática e causa graves danos ao sistema nervoso.

03.Os microorganismos que vivem associados às raízes dos aguapés e os outros seres vivos que deles se alimentam formam uma cadeia trófica. Assinale a alternativa que apresenta uma possível cadeia trófica para um lago, iniciando pelo nível dos produtores.

a)– aves aquáticas – peixes carnívoros – peixes planctófagos – zooplâncton – fitoplâncton b)– fitoplâncton – peixes planctófagos – zooplâncton – aves aquáticas – peixes carnívoros c)– fitoplâncton – aves aquáticas – peixes carnívoros – zooplâncton – peixes planctófagos d)– fitoplâncton – zooplâncton – peixes planctônicos – peixes carnívoros – aves aquáticas e)– zooplâncton – fitoplâncton – peixes planctônicos – aves aquáticas – peixes carnívoros

04.(Puc-rio) Quando nos referimos ao ecossistema de um lago, dois conceitos são muito importantes: o ciclo dos nutrientes e o fluxo de energia. A energia necessária aos processos vitais de todos os elementos deste lago é reintroduzida neste ecossistema:

a)pela respiração dos produtores; b)pela captura direta por parte dos consumidores; c)pelo processo fotossintético; d)pelo armazenamento da energia nas cadeias tróficas; e)pela predação de níveis tróficos inferiores.

01.(Ufrs 2004) Considere a seguinte situação hipotética e os gráficos que seguem. Em um determinado momento (tempo C), ocorreu um derramamento de óleo numa lagoa, o que provocou o extermínio de uma população de sapos. Como conseqüência, ocorreu uma proliferação de gafanhotos nos arredores da lagoa, o que levou a um consumo desenfreado de capim. O capim extinguiu-se naquela área e, na ausência de alimento, a população de gafanhotos também se extinguiu.

(Parte 3 de 5)

Comentários