Apostila9

Apostila9

(Parte 4 de 8)

Material;

Balança antropométrica; Régua antropométrica ou fita métrica; Papel toalha; Caderneta ou formulário para os registros.

Procedimento Verificação do peso

- Explicar ao cliente o procedimento;

- Aferir a balança;

- Forrar a balança com papel toalha;

- Colocar a pessoa sobre a balança;

- Destravar a balança e deslocar os medidores até o peso correspondente;

- Fazer os registros no prontuário.

Verificação de Altura - Posicionar o cliente de costas para o antropômetro em posição ereta e os olhos voltados para frente;

- Soltar a régua do antropômetro;

- Posicionar a extremidade superior da régua sobre a cabeça;

- Travar a régua e proceder a leitura;

- Deixar o ambiente em ordem;

- Fazer os registros.

IDADE PRESSÃO ARTERIAL (mmHg)

Recém-Nascido (3 kg) Sistólica= 50-52

4 anos 6 anos 10 anos 12 anos 16 anos Adulto Idoso

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

HIGIENE CORPORAL A higiene corpora constitui-se em atividades diariamente pela maioria das pessoas.

AUTO- IMAGEM O modo como os clientes aparentam e sentem-se indica a importância dos hábitos de higiene. O profissional não deve transmitir sentimentos de desaprovação se a higiene do cliente for satisfatória. Quando o aspecto geral é alterado devido a cirurgia ou doença, o profissional deve realizar cuidados extras para higiene pessoal.

NÍVEL SOCIOECÔNOMICO Os hábitos de higiene sãos influenciados pelos recursos econômicos disponíveis do cliente.

A extensão do conhecimento dos clientes quanto á importância da higiene apropriada influenciada sua motivação e prática. Geralmente, a aprendizagem sobre sua doença ou condição irá incentivar o cliente a melhorar a higiene.

VARIÁVEIS CULTURAIS As crenças culturais, a idade, os valores pessoais e os hábitos familiares do cliente influenciam nos cuidados de higiene. As pessoas de diversas formações culturais seguem diferentes hábitos de cuidados pessoais. Os adolescentes podem ficar mais preocupados com as medidas de higiene á medida que se interessam por relacionamentos sociais.

Cada cliente tem seus desejos pessoais e preferências relativas aos hábitos de higiene. O profissional pode incorporar o horário e os hábitos pessoais do cliente em um plano individualizado.

OBJETIVOS Realizar a limpeza corporal;

Promover o conforto; Estimular a circulação e os exercícios; Proporcionar oportunidade ao enfermeiro de observar a pele ou os seus anexos, os estados motores, nutricionais e respiratórios e um momento, oportuno de se oferecer orientações sobre medidas higiênicas.

É uma opção quando não existe nenhuma contra indicação para locomoção do cliente até o chuveiro.

Pertences de uso pessoal (sabonete, desodorante, creme dental, escova de dente, pente, etc...);

Toalha de banho; Luvas de procedimento; Luva atoalhada; Saco de lixo; Cadeira de banho.

PROCEDIMENTO: Reunir o material e levá-lo ao banheiro;

Encaminhar o cliente ao banheiro e acompanhá-lo quando necessário; Orientar o cliente a iniciar pela higiene oral e a seguir lavar a face, couro cabeludo, tórax e abdômen anteriores e posteriores, genitália, MS e MI;

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

Ajudar o cliente a secar-se e vestir-se (quando necessário), e encaminhá-lo ao leito ou cadeira; Reunir os pertences pessoais do cliente e guardá-lo na mesa de cabeceira; Acondicionar a roupa suja no saco de hamper e encaminhá-lo para o expurgo; Deixar a unidade em ordem Lavar as mãos; Fazer registros no prontuário.

Curativos podem ser retirados durante o banho após este, desde que não haja restrição; quando não puder ser retirado, proteger a região do curativo envolvendo-o com saco plástico preso nas extremidades com fita crepe.

BANHO NO LEITO É a higiene realizada no próprio leito, devido á impossibilidade, por alguma razão, por parte do cliente, em locomover-se.

Jarro; Bacias; Bolas de algodão; Cubarem; 3 luvas atoalhadas ou panos de banho; Toalhas de banho; Toalhas de rosto; Roupas de cama; Sabonete (barra ou líquido); Escova de dente/ espátula para H. O; Creme dental ou solução dentifrícia; Pente; Camisolas ou pijamas; Luvas de procedimento; Comadre; Saco de lixo; Hamper.

Lavar as mãos; Reunir o material necessário e levá-lo junto ao leito do cliente; Colocar o hamper pelo lado de fora do quarto; Fechar as janelas evitando correntes de ar; Fazer uso de biombos, mantendo o máximo sua privacidade, se estiver em enfermaria com vários leitos; Orientar o cliente quanto ao que vai ser efetuado, solicitando sua colaboração no que for possível; Calçar as luvas de procedimento; Encher o jarro com água quente, utilizando chuveiro do próprio quarto,experimentando a temperatura com o dorso da mão; Despejar parte da água em duas bacias, sendo que uma servirá para água e sabão e outra para o enxágüe (água sem sabão); Perguntar se o cliente quer fazer uso do papagaio ou comadre, antes do banho; Afrouxar as roupas de cama; Erguer a cabeceira do leito, mais ou menos 30º, se não houver contra indicação; Colocar a toalha de rosto sobre o tórax do cliente, descer o lençol até a região pubiana; Proceder a higiene oral;

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

Abaixar a cabeceira do leito; Remover o travesseiro e as roupas pesadas de cama, tirar a camisola ou pijama, mantendo o cliente coberto com o lençol; Lavar o rosto, olhos, orelhas, ouvidos e parte anterior o pescoço do cliente. Ao lavar os olhos, iniciar o ângulo interno para o externo, usando partes distintas da luva de banho para cada olho, enxugar com a toalha de rosto; Proceda a higiene das mãos, braços e axilas, enxugando-as após ser lavado; Ensaboar o tórax, abdômen, removendo o excesso de sabão, com luva atoalhada molhada, e após, enxágüe com água a vontade, até remover todo o sabão, e vista a camisola na parte anterior do tórax; Descubra os MI e lave as pernas e os pés, ensaboando e enxaguando até remover todo o sabão, sacando-os bem, principalmente entre os dedos; Posicionar o cliente em decúbito lateral, procedendo a higiene da região cervical posterior até as nádegas, ensaboando no sentido crânio-caudal. Enxaguar e enxugar a região lavada; Amarrar a camisola nas costas; Proteger o leito com a tolha, encaixando a comadre e virando o cliente em decúbito dorsal sobre a mesma; Solicite ao cliente que afaste as pernas. Molhe os genitais com água do jarro, ensaboe-se com o terceiro pano limpo, removendo as secreções no sentido Antero-posterior (caso seja do sexo masculino, afaste o prepúcio e limpe a glande, removendo secreções), culminando com a limpeza do ânus. Deixar a luva na comadre, enxaguar os genitais com água limpa até remover todo o sabão. Secar os genitais com a toalha que está estendida na cama; Virar o cliente em decúbito lateral; Retirar a comadre; Proceder a limpeza da cama com água e sabão e enxágüe com água limpa; Proceder a arrumação do leito de um dos lados (conforme técnica ); Deitar o cliente no lado arrumado, mantendo-o em decúbito lateral, arrumando a outra parte de leito; Posicionar o cliente em decúbito dorsal, deixando-o confortável no leito; Cobrir o cliente com o lençol protetor, cobertor e colcha, arrumando o leito conforme técnica, Acondicionar a roupa suja no saco de hamper; Deixar a unidade limpa em ordem; Encaminhar o material utilizando ao expurgo; Lavar as mãos; Fazer registros no prontuário.

Anotar no prontuário as condições dos dentes, cabelos,pelos, tônus muscular, escoriações, feridas, presença de cicatriz cirúrgica, alterações apresentadas durante o banho; Caso seja feita a higiene do couro cabeludo (xampu), deverá ser realizado após a higiene oral e rosto, conforme a técnica; Mergulhar as mãos e os pés na bacia com água e sabão e enxaguar com água limpa; Trocar a água das bacias sempre que estiverem sujas; Clientes que se cansam com poucos movimentos (como em IRA e ICC) devem ser submetidos a banho parcial onde são lavados a face, axilas, genitálias e as mãos, deixando um banho completo para quando estiverem fora da crise; Podemos aplicar ainda os banhos terapêuticos, dentre eles o banho de água fria e banho de assento.

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

LAVAGEM DOS CABELOS NO LEITO OBJETIVO: Prevenir lesões e infestações, estimular a circulação e promover a limpeza do couro cabeludo

Saco plástico de lixo; Suporte para lavar cabelo; Luva de procedimento; 01 toalha; Xampu, sabonete ou sabão neutro; 02 bolas de algodão; Jarro; Coxim ou travesseiro; Pente ou similar; 01 balde.

Reunir o material e levar à unidade do cliente; Lavar as mãos; Explicar ao cliente o que será feito; Calçar as luvas de procedimento; Colocar a toalha de rosto sobre os ombros de modo a contornar o pescoço do cliente e a outra sob a cabeça. Colocar o coxim ou travesseiro sob a região escapular; Adaptar a bacia ou suporte para lavar cabelo sob a cabeça do cliente de gorma confortável, sobre a toalha; Colocar o balde para receber a água sobre a escadinha embaixo do leito; Proteger os ouvidos do cliente com as bolas de algodão; Umedecer os cabelos com água morna utilizando o jarro; Aplicar o xampu ou sabonete massageando o couro cabeludo; Enxaguar os cabelos com água morna, tendo o cuidado de não molhar o rosto do cliente; Retirar o suporte de lavagem ou a bacia; Envolver a cabeça do cliente na toalha, fazendo uma touca; Pentear os cabelos; Deixar o cliente em posição confortável no leito; Encaminhar o material ao expurgo; Lavar as mãos; Fazer o registro no prontuário

OBSERVAÇÕES: Quando não houver contra-indicação quanto a movimentação da coluna cervical os cabelos podem ser lavados dentro da bacia; O suporte para a lavagem dos cabelos pode ser confeccionado utilizando-se um cobertor, um saco de lixo de 100 litros, e uma atadura de crepe. Enrolar o cobertor e fazer um círculo fixando-o com a atadura de crepe e fixando nas pontas com fita-crepe. Corte uma das extremidades do saco e envolva o círculo formado pelo cobertor com o saco plástico de forma que a ponta cortada alcance até o balde que receberá a água suja de lavagem dos cabelos.

Os pedículos são parasitas hematófagos que podem viver no corpo humano. São encontrados nos cabelos (Pediculus humanos capits) e nas regiões do corpo (Pediculus humanos corpóreas).

OBJETIVO: - Higiene e conforto do cliente;

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

- Evite a propagação de ectoparasitos; - Evitar infecções e secundárias.

MATERIAL: • Cuba-rim;

• Gaze;

• Cuba redonda com a solução indicada;

• Toalha grande;

• Fita crepe;

• Luvas de procedimento;

• Biombo, se necessário;

• Pente fino.

PROCEDIMENTO: - Reunir o material necessário;

- Lavar as mãos;

- Dirigir-se ao quarto do cliente;

- Dispor do material sobre a mesa de cabeceira;

- Explicar o que será feito;

- Orientar o cliente para o procedimento a ser realizado;

- Cercar o leito com biombo;

- Calçar as luvas;

- Colocar o impermeável sobre o travesseiro e sobre este, a toalha;

- Aplicar a solução Pediculicida no couro cabeludo, embebendo os cabelos em solução;

- Prender bem o cabelo amarrado a toalha na cabeça, fixando-a com fita-crepe;

- O impermeável deve permanecer a fim de não molhar o travesseiro;

- Deixar o cliente confortável no leito;

- Encaminhar o material utilizado ao expurgo;

- Lavar as mãos;

- Fazer o registro no prontuário.

LAVAGEM EXTERNA. É a limpeza dos genitais para procedimentos específicos como: sondagem vesical, coleta de material e preparo pré-operatório, ou nas eliminações (sujidade em geral – fezes, secreções, odor, etc.).

OBJETIVOS: - Proporcionar conforto;

- Evitar infecções;

- Auxiliar nos tratamentos perianais.

LAVAGEM EXTERNA MASCULINA. MATERIAl:

• Bandeja;

• Sabão neutro ou sabonete;

• Comadre;

• Jarro;

• Toalha de banho;

• Luvas de procedimento;

• Luvas de banho;

• Impermeável.

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

PROCEDIMENTO: - Reunir o material necessário e colocá-lo em uma bandeja;

- Lavar as mãos;

- Dirigir-se ao quarto do cliente;

- Dispor do material sobre a mesa de cabeceira;

- Explicar o que será feito;

- Forrar o leito com impermeável;

- Colocar água morna no jarro;

- Calçar as luvas descartáveis e a luva de banho;

- Colocar o cliente sobre a comadre e solicitar que afaste as pernas;

que houver na glande e pregas do pênis

- Molhar os genitais e ensaboar a área no sentido Antero-posterior. Afastar o prepúcio e remover toda secreção - Ensaboar também a bolsa escrotal e, por fim, a região anal;

- Enxaguar o local jogando a água com o jarro no sentido Antero-posterior;

- Secar a região;

- Remover a comadre;

- Deixar o cliente confortável no leito;

- Encaminhar o material utilizando ao expurgo;

- Lavar as mãos;

- Fazer os registros no prontuário.

OBSERVAÇÕES: Anotar no prontuário: Condições da pele, presença de secreção (cor, odor, e quantidade).

MATERIAL: o Bandeja; o Sabão ou sabonete líquido; o Comadre; o Jarro; o Toalha; o Luvas descartáveis; o Luvas de banho; o Impermeável.

PROCEDIMENTO: - Reunir o material necessário e colocá-lo em uma bandeja;

- Lavar as mãos;

- Dirigir-se ao quarto do cliente;

- Dispor o material sobre a mesa de cabeceira;

- Explicar o que será feito;

- Calçar as luvas de procedimento;

- Forrar o leito com impermeável;

- Colocar a toalha de banho sobre o cliente;

- Colocar a água morna no jarro;

- Colocar o cliente em posição ginecológica e colocar a comadre sob a mesma;

- Molhar os genitais e ensaboar a área no sentido Antero-posterior;

- Afastar os grandes e pequenos lábios e remover secreções e sujidade;

- Ensaboar a região perianal;

- Enxaguar o local, jogando água com o jarro;

- Secar a região;

- Remover a comadre;

- Posicionar a cliente de forma confortável;

Circuito Escola

São Vicente - São Paulo Telefone (13) 3466-1000

- Retirar o material usado, deixando a unidade em ordem; - Fazer os registros no prontuário.

OBSERVAÇÕES: - Anotar no prontuário: condições da pele (presença de secreção: cor, odor quantidade);

Promover um adequado acondicionamento de excretas eliminadas pelo cliente, quando incapacidade de fazê-lo no vaso sanitário ou para efeito de controle ou coleta de material para exames.

MATERIAL: o Papagaio; o Comadre; o Papel higiênico; o Protetor para comadre (pano, papel ou toalha).

PROCEDIMENTO: Papagaio. - Oferecer o papagaio ao cliente, ensinando-o ao adaptar o pênis no local apropriado;

- Caso o cliente esteja acamado, elevar o decúbito para facilitar a eliminação da urina pela força da gravidade;

- Desprezar a urina no vaso sanitário ou acondicioná-la para o exame e lavar o papagaio;

- Deixá-lo no banheiro ou na parte inferior da mesa da cabeceira.

Comadre. - Procurar aquecer com água morna antes de oferecer ao cliente ou protegê-la com um pano;

- Caso a pele da nádega esteja macerada, proteger as saliências da comadre com uma compressa;

- colocar a parte baixa da comadre sob as nádegas do cliente;

- Oferecer papel higiênico e saco plástico para desprezar o mesmo após o uso;

- Caso o cliente não tenha condições de proceder a higiene, fazer lavagem externa;

- Desprezar o conteúdo no vaso sanitário, lavar a comadre com água e sabão;

- Deixá-lo no banheiro ou na parte indefiro da mesa da cabeceira.

- O papagaio e a comadre são utilizados para adultos e crianças acima de 5 anos. O urinol para crianças com idade inferior 5 anos e maiores de 1 ano. - Estes três utensílios são de uso individual (um para cada cliente que necessitar);

(Parte 4 de 8)

Comentários