Apostila - Vibrações

Apostila - Vibrações

Vibrações Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - w.mtas.es/insht/

INTRODUÇÃO

A exposição às vibrações é produzida quando se transmite a alguma parte do corpo o movimento oscilante de uma estrutura, seja pelo solo, uma empunhadura ou um assento.

Dependendo da freqüência do movimento e de sua intensidade, a vibração pode causar sensações muito diversas, que vão desde o simples desconforto até alterações graves da saúde, passando pela interferência com a execução de certas tarefas como a leitura, a perda de precisão ao executar movimentos ou a perda de rendimento devido à fadiga.

As vibrações em determinadas freqüências (ressonâncias) podem trazer efeitos negativos mais significativos como problemas vasculares, osteomusculares e neurológicos.

Conforme o modo de contato entre o objeto vibrante e o corpo, a exposição às vibrações se divide em dois grandes grupos: vibrações de mãos-braços e vibrações de corpo inteiro.

Vibrações de Mãos e Braços

Geralmente resultam do contato dos dedos ou das mãos com algum elemento vibrante (por exemplo, uma empunhadura de ferramenta portátil, um objeto que se mantenha contra uma superfície móvel ou um comando de una máquina vibratória). Os efeitos nocivos se manifestam normalmente na zona de contato com a fonte de vibração, mas também pode existir uma transmissão importante no resto do corpo.

O efeito mais frequente e mais estudado é a Síndrome de Reynaud, de origem profissional, também chamado de Dedo Branco, induzido por vibrações, que tem sua origem em alterações vasculares.

Vibrações de Corpo Inteiro

A transmissão das vibrações ao corpo e seus efeitos sobre o mesmo são muito dependentes da postura e .nem todos os indivíduos apresentam a mesma sensibilidade, assim a mesma exposição às vibrações pode resultar em conseqüências diferentes.

Entre os efeitos que se atribuem às vibrações de corpo inteiro, encontram-se os associados aos traumatismos na coluna vertebral, se bem que as vibrações não são o único agente causador.

Também são atribuídos às vibrações outros efeitos à saúde, tais como, dores abdominais e digestivas, problemas de equilíbrio, dores de cabeça, transtornos visuais, falta de sono e sintomas similares.

ORIENTAÇÕES PREVENTIVAS BÁSICAS

A medição da vibração de corpo inteiro é realizada com medidores de vibração que levam em conta o ponto de contacto entre o elemento vibrante e o corpo (empunhadura, assento ou piso). Os valores encontrados são comparados com base nos dispostos em normas inernacionais que diferenciam a vibração de mão-braço da vibração de corpo inteiro.

Para prevenir os efeitos das vibrações no corpo humano, podemos adotar medidas administrativas e técnicas.

As ações administrativas têm como objetivo a diminuição do tempo diário de exposição às vibrações e incluem ações de organização do trabalho como o estabelecimento de pausas no trabalho e revezamento dos postos de trabalho.

As ações técnicas têm como objetivo a diminuição da intensidade de vibração que é transmitida ao corpo humano, quer seja diminuindo a vibração em sua origem, quer seja evitando sua transmissão até o corpo.

Redução da vibração na fonte

Normalmente consegue-se diminuir a intensidade da vibração na fabricação das ferramentas ou na sua instalação. É importante o projeto ergonômico dos assentos e empunhaduras. Em algumas circunstâncias é possível modificar uma máquina para reduzir seu nível de vibração apenas trocando a posição das partes móveis, modificando os pontos de ancoramento de fixação ou as uniões entre os elementos móveis.

Isolamento de vibrações

O uso de isolantes de vibração, tais como molas ou elementos elásticos nos apoios das máquinas, massas de inércia, plataformas isoladas do solo, anéis absorventes de vibração nas empunhaduras das ferramentas, assentos montados sobre suportes elásticos etc. São ações que, apesar de não diminuírem a vibração original, impedem que essa se transmita ao corpo, evitando danos à saúde.

Equipamentos de Proteção Individual

Se não for possível reduzir a vibração transmitida ao corpo como medida de precaução suplementar, deve-se recorrer ao uso de equipamentos de proteção individual - EPI (luvas, cinturões, botas) que isolam a transmissão de vibrações. Ao selecionar estes equipamentos, deve-se levar em conta sua eficácia frente ao risco, educar os trabalhadores sobre a forma correta de uso e estabelecer programa de manutenção e substituição dos EPI.

Outras medidas de prevenção

É conveniente a realização anual de exames médicos específicos para conhecer o estado de saúde dos trabalhadores expostos às vibrações e, assim, atuar nos casos de maior suscetibilidade do trabalhador exposto a este agente agressor.

NORMAS BÁSICAS

Assim mesmo, deve se informar aos trabalhadores sobre os níveis de vibrações aos quais estão expostos, bem como as medidas de proteção disponíveis. Também é interessante mostrar aos trabalhadores como se pode otimizar seu esforço muscular e postura para realizar seu trabalho.

BRASIL. Ministério do Trabalho. Portaria n° 3214 de 8 de junho de 1978: Normas Regulamentadoras relativas à segurança e medicina do trabalho. Norma Regulamentadora Nº 15, anexo 7. In: Manual de Legislação Atlas de Segurança e Medicina do Trabalho, 49a edição, São Paulo: Atlas, 2001. 690 p. Norma ISO 2631 Norma ISO 5349

Você agora irá identificar as condições de SST da sua empresa. VIBRAÇÕES

1- São utilizadas máquinas, ferramentas portáteis ou instalações capazes de gerar vibrações?

Sim Não Se a resposta foi Não, termina aqui o questionário.

2- Foram tomadas medidas técnicas de isolamento ou amortecimento para minimizar a transmissão de vibrações para os trabalhadores?

Sim Não

Devem-se levar em conta os requisitos de isolamento e amortecimento quando da aquisição e instalação das máquinas.

3- São utilizados equipamentos de proteção individual (luvas, botas, coletes, etc.) certificados?

Sim Não

A utilização de EPI adequados pode reduzir a transmissão de vibrações.

4 – O tempo de exposição dos trabalhadores expostos às vibrações é limitado? Sim Não

O risco, a fadiga ou o desconforto produzido pelas vibrações podem ser minimizados limitando o tempo de trabalho nessas condições.

5- Evita-se a presença prolongada dos trabalhadores cuja saúde esteja comprometida com lesões osteomusculares, vasculares ou neurológicas em postos de trabalho com vibração?

Sim Não

É preciso realizar exames médicos admissionais e periódicos e estabelecer uma programação de trabalho que evite o agravamento dos problemas de saúde.

6- É adotado programa de manutenção preventivo de vibração nas máquinas, ferramentas e instalações?

Sim Não

Deve-se priorizar a manutenção como medida preventiva.

7- São realizadas medições das vibrações transmitidas aos trabalhadores? Sim Não

Medir as vibrações e comparar com os níveis de referência expressos nas Normas ISO 2631 e 534.

Comentários