CAPACITAÇÃO

ORIENTATIVA C.A DE COLO

COMO TUDO COMEÇOU?

O QUE QUEREMOS DA ATENÇÃO BÁSICA......QUANTO MAIS PRECOCE O PROGNÓSTICO...

COMO VAMOS FAZER ISSO? OBSERVAÇÃO CRITERIOSA E AVALIAÇÃO

RASTREAMENTO

  • Rastreamento Oportunístico: Ocorre quando a pessoa procura o serviço de saúde por algum outro motivo e o profissional de saúde aproveita o momento para rastrear alguma doença ou fator de risco.  

  • Rastreamento Organizado: ocorre de forma sistematizada, com uma base populacional e população-alvo definidas. As usuárias do sistema assintomáticas da população-alvo são convidados para a realização dos testes de rastreamento na periodicidade preconizada pelo programa, com maior controle das ações e das informações relativas ao rastreamento

ENTÃO PROFISSIONAIS DE SAÚDE?

  • O câncer do colo do útero é uma doença de crescimento lento e silencioso.

  • A detecção precoce do câncer do colo do útero ou de lesões precursoras é plenamente justificável, pois a cura pode chegar a 100% e, em grande número de vezes, a resolução ocorrerá ainda em nível ambulatorial.

O que significa ter um rastreamento organizado?

  • A vigilância deve incluir processos de rastreamento permitindo a identificação das mulheres que se tornam casos positivos

  • durante o seu “seguimento”. O importante é que a equipe de saúde seja capaz de fazer o seguimento, identificar as faltosas e ter

  • acesso facilitado às informações que permitam avaliação das ações.

Em VIGIA DE NAZARÉ......

FAIXA ETÁRIA PARA REALIZAÇÃO DOS EXAMES

  • PCCU:  25 a 64 anos. A priorização desta faixa etária como a população-alvo do Programa justifica-se por ser a de maior ocorrência das lesões de alto grau, passíveis de serem tratadas efetivamente para não evoluírem para o câncer. Segundo a OMS, a incidência deste câncer aumenta nas mulheres entre 30 e 39 anos de idade

MAMOGRAFIA

Comentários