Guia para destinação e tratamento de efluentes

Guia para destinação e tratamento de efluentes

Acompanhe nesse guia todos os detalhes necessários para a destinação correta do efluente gerado pela sua empresa

Tudo certo: você optou pelo tratamento do efluente pelo qual é responsável. A partir daí, você sabe quais são os passos a serem seguidos?

Depois de entender a importância de destinar o efluente para tratamento, assim como as exigências das leis, é importante que você esteja por dentro de todos os procedimentos necessários para dar o encaminhamento correto ao efluente resultante das atividades de sua empresa.

Veja quais são os procedimentos:

1. Contratação do serviços: observe o know how das empresas e a posse das licenças ambientais

Ao tomar a importante e consciente decisão de encaminhar o efluente para tratamento, o primeiro passo é escolher empresas especializadas para coletar, transportar e tratar o efluente. Nesta etapa, é imprescindível identificar se há conformidade com todas as licenças ambientais necessárias para realizar os serviços. Após as escolhas, é necessário que haja a análise laboratorial do efluente com o objetivo da empresa que realizará o tratamento, identificar o processo de geração do resíduo, a partir de uma visita técnica ao local. Essa etapa é muito importante, pois visa identificar a tratabilidade e precificação do efluente.

1 GUIA PARA DESTINAÇÃO E TRATAMENTO DE EFLUENTES

2. Obtenha a autorização necessária para destinar e tratar seu efluente

O envio e o tratamento de certos tipos de efluentes exigem uma autorização prévia do órgão ambiental responsável da sua região. No caso do estado de São Paulo, este órgão é a CETESB, e o documento emitido é o chamado CADRI (Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental). Se as empresas encontram-se nos municípios contemplados com o novo procedimento online, você pode conferir, neste artigo o passo-a-passo para a realização da solicitação. Informe-se!

3. Coleta adequada do material

De posse do CADRI (ou do documento exigido pelo órgão ambiental responsável da sua região), o próximo passo é a coleta adequada do efluente para transporte rumo à estação de tratamento escolhida. Para a remoção dos materiais, existem inúmeros métodos disponíveis no mercado, porém os veículos com auto vácuo são o mais utilizados pela facilidade oferecida na transferência do efluente para o caminhão.

4. Resíduo em trânsito: atente-se para o transporte correto do efluente

Depois que o efluente for adequadamente coletado, este é o momento de armazená-lo em veículos apropriados para seu transporte. Certifiquese de que os caminhões sejam equipados da forma correta para portá-lo: a capacidade do veículo deve ser coerente com a quantidade do material a ser transportado, e todas as medidas de segurança estabelecidas para o processo devem ser consideradas.

5. É hora da destinação: a importância do rastreamento

O processo está quase em sua etapa final: a partir do momento em que o efluente estiver a caminho do local final de tratamento, vale destacar a importância de outro procedimento para garantir a segurança do material em trânsito: o rastreamento do destino do efluente.

Existem ferramentas eficientes de monitoramento que podem lhe auxiliar nesta missão, permitindo obter informações precisas sobre seu efluente destinado ao tratamento. Priorize a praticidade de sistemas de consulta online que gerem relatórios confiáveis sobre a situação dos materiais.

Nesse sentido, apresentamos o SISREM (Sistema de Remessa de Esgoto), plataforma online que integra informações detalhadas de todos os resíduos encaminhados para a ETEJ .

6. Tipo de tratamento adequado

O tipo de tratamento mais adequado vai depender da composição do resíduo líquido e deve atender os padrões de lançamento de efluentes em cursos d’água ou redes coletoras vigentes pela legislação ambiental.

Vale ressaltar que o processo do tratamento biológico é considerada uma opção eficiente e indicada para a maioria de efluentes biodegradáveis. Esse tipo de tratamento tem o objetivo de remover a matéria orgânica dissolvida e em suspensão ao transformá-la em sólidos sedimentáveis (flocos biológicos) e gases. Basicamente, o tratamento biológico reproduz os fenômenos que ocorrem na natureza, mas em menor tempo.

A partir destas informações, fica evidenciada a grande importância de encaminhar os efluentes gerados para tratamento e a contratação de uma empresa competente para realizar o processo, em conivência com o ambiente e à legislação vigente.

A opção por terceirizar o tratamento (ao invés de investir em um sistema de tratamento in loco) tem se tornado cada vez mais difundida - a questão financeira e a complexidade do tratamento desse efluentes isoladamente, têm se apresentado como importantes argumentos a favor desta terceirização.

Abaixo apresentamos o processo de tratamento biológico da Tera para que você entenda mais sobre os detalhes desse tipo de tratamento:

4 GUIA PARA DESTINAÇÃO E TRATAMENTO DE EFLUENTES

Nós recebemos e tratamos efluentes biodegradáveis gerados por indústrias, empresas comerciais e residências na ETEJ - Estação de Tratamento de Esgotos de Jundiaí, uma das maiores e mais bem operadas Estações de Tratamento de Esgoto do Brasil, referência nacional nesse tipo de serviço.

Se precisar, oferecemos todo o suporte técnico necessário para a emissão do CADRI, disponibilizando também o acesso ao SISREM (Sistema de Remessa de Esgoto), plataforma online elaborada após anos de experiências com nossos clientes, sendo uma forma organizada e efetiva de rastreabilidade, além de um ótimo instrumento de comprovação de destinação e tratamento de efluentes.

Quer saber mais sobre o assunto? Quer nossa ajuda?

Iniciamos nosso trabalho com uma análise para identificar a característica do efluente, a partir de uma coleta de amostra após uma visita técnica ao local. Essa etapa é muito importante, pois visa identificar se os parâmetros de tratabilidade estão de acordo e obtermos a precificação para o tratamento do efluente.

5 GUIA PARA DESTINAÇÃO E TRATAMENTO DE EFLUENTES

A Tera Ambiental é uma empresa especializada no tratamento biológico de efluentes e compostagem de resíduos orgânicos localizada no município de Jundiaí-SP. Atendendo clientes dos mais variados setores, atuamos também com o aprimoramento da qualidade dos fertilizantes orgânicos SaneFértil e substrato para plantas PlantVerde, resultantes do processo da compostagem.

Possuímos vários guias gratuitos e artigos interessantes em nosso blog relacionados a gestão e tratamento de resíduos . Fique a vontade em acessá-los.

Escritório Comercial

Av. Luiz José Sereno, 17-Bairro Eloy Chaves -Jundiaí -SP

Acompanhe e compartilhe:

Comentários