Intensivo Pré Vestibular - 11 biologia a

Intensivo Pré Vestibular - 11 biologia a

(Parte 1 de 8)

PRÉ-VESTIBULAR DA UFSC1

Inclusão para a Vida Biologia A

AULA 01

Genética

GENE É um segmento de DNA responsável pela determinação de um caráter hereditário (unidade de transmissão hereditária).

CROMOSSOMOS HOMÓLOGOS São cromossomos que apresentam a mesma forma, o mesmo tamanho, a mesma posição do centrômero, sendo um de origem materna e outro paterna.

LOCO/LOCUS Espaço físico ocupado pelo gene no cromossomo (endereço).

GENES ALELOS São genes que determinam um mesmo caráter. Eles se situam no mesmo locus em cromossomos homólogos.

HOMOZIGOTO OU PURO Indivíduo que apresenta, no par de genes para certo caráter, dois alelos iguais, sendo um proveniente do pai e outro da mãe. Exemplo: A ou a

HETEROZIGO OU HÍBRIDO São pares de genes que determinam uma característica, mas apresentam manifestações diferentes. Exemplo: Aa

DOMINANTE São genes que se manifestam tanto em homozigose, quanto em heterozigose. Estes tipos de genes, sempre são simbolizados pela letra maiúscula do alfabeto, como, por exemplo: cor amarela das sementes das ervilhas – V ou Vv.

RECESSIVO Os genes recessivos são simbolizados pela letra minúscula do alfabeto e só manifestam-se quando estão em homozigose, como, por exemplo: cor verde das sementes das ervilhas – v.

FENÓTIPO É qualquer particularidade de um indivíduo, como: a cor dos cabelos, cor dos olhos, os grupos sanguíneos são exemplos de fenótipos.

GENÓTIPO O termo genótipo pode ser aplicado tanto ao conjunto total de genes de um indivíduo como a cada par de genes em particular. Os filhos herdam dos pais o genótipo que tem a potencialidade de expressar os respectivos fenótipo. Um genótipo pode expressar diferentes fenótipos, dependendo de sua interação com o meio. Portanto: Genótipo + Meio = Fenótipo

I LEI DE MENDEL “As características hereditárias são determinadas por um par de fatores (genes), os quais se separam na formação dos gametas”.

Mirabilis jalapa (Planta Maravilha)

São casos na genética onde não ocorre dominância de um alelo sobre outro, sendo o fenótipo resultante, equivalente à soma dos seus alelos (genes).Um caso clássico de codominância ocorre na determinação das cores das pétalas das flores da espécie A Planta maravilha apresenta três cores:

Cruzando-se maravilha com pétalas branca com maravilha de pétalas vermelha, obtemos os seguintes resultados:

Exercícios de Sala

01. (UFSC) Considerando uma certa característica biológica, determinada pelo par de genes alelos A e a, sendo A dominante sobre a, podemos afirmar corretamente que:

01. dois indivíduos, um com genótipo A e outro com genótipo Aa, tem fenótipos iguais com relação a este caráter biológico 02. do cruzamento Aa x Aa resultam descendentes de dois genótipos. 04. do cruzamento Aa x a resultam descendentes de dois fenótipos, em proporções iguais. 08. os genitores de um indivíduo a podem ter fenótipos diferentes entre si. 16. um indivíduo com genótipo Aa produz dois tipos de gametas, em proporções iguais.

PRÉ-VESTIBULAR DA UFSC2

Inclusão para a Vida Biologia A

02)(FEI_1997) Algumas variedades de canários mudam de cor dependendo da alimentação que recebem. Esta mudança indica que o:

a) fenótipo depende do ambiente. b) genótipo depende do ambiente. c) fenótipo depende do genótipo e do meio ambiente. d) genótipo depende do fenótipo e do meio ambiente. e) genótipo depende dos genes.

03)(UNESP_1990) Os vários tipos de diabete são hereditários, embora o distúrbio possa aparecer em crianças cujos pais são normais. Em algumas dessas formas, os sintomas podem ser evitados por meio de injeções diárias de insulina. A administração de insulina aos diabéticos evitará que eles tenham filhos com este distúrbio? a) Não, pois o genótipo dos filhos não é alterado pela insulina. b) Não, pois tanto o genótipo como o fenótipo dos filhos são alterados pela insulina. c) Sim, pois a insulina é incorporada nas células e terá ação nos filhos. d) Sim, pois a insulina é incorporada no sangue fazendo com que os filhos não apresentem o distúrbio. e) Depende do tipo de diabete, pois nesses casos o genótipo pode ser alterado evitando a manifestação da doença nos filhos.

04.(UFSC_2000) Um experimentador cruzou duas linhagens puras de uma planta denominada boca-de-leão; uma constituída de plantas com flores brancas e outra com flores vermelhas. A descendência originada (F1) apresentou apenas plantas com flores cor-de-rosa. Da autofecundação das plantas da F1, foram obtidas plantas com flores exclusivamente brancas, vermelhas ou cor-de-rosa.

Assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S), considerando que neste experimento:

01. ocorreu a segregação de três fenótipos: o branco, o vermelho e o cor-de-rosa. 02. a proporção genotípica esperada nas plantas de F2‚ é: 1 planta com flores cor-de-rosa: 2 plantas brancas: 1 planta vermelha. 04. as linhagens puras, que deram origem ao experimento, certamente apresentam genótipos homozigotos. 08. os indivíduos de F1 eram, certamente, heterozigotos. 16. a F2‚ esperada será constituída de 50% de indivíduos homozigotos e 50% de indivíduos heterozigotos.

05.(PUC-PR_2005) Quando duas populações da espécie vegetal 'Zea mays' (milho), uma homozigota para o alelo dominante (A) e uma homozigota para um alelo recessivo (a), são cruzadas, toda a descendência da primeira geração (F1) assemelhase ao tipo parental dominante (Aa), embora seja heterozigota. Porém, quando a geração F1 se intercruza, a proporção fenotípica mendeliana 3:1 aparecerá na geração F2, pois os genótipos serão:

a) 1/2 A e 1/2 a b) 1/4 A, 1/2 Aa e 1/4 a c) 1/3 A e 1/4 a d) 1/4 Aa, 1/2 A e 1/4 a e) É impossível determinar os genótipos utilizando os dados acima.

AULA 02 Genealogias ou Heredogramas

Exemplo de genealogia:

2ª LEI DE MENDEL LEI DE MENDEL “Na forma-

tissem”

ção dos gametas, os fatores hereditários (genes) se segregam independentemente, cada um por si, como se os demais não exis-

Proporção Fenotípica:• 9/16 - amarela - lisa; • 3/16 - amarela - rugosa; • 3/16 - verde - lisa; • 1/16 - verde – rugosa

Exercícios de Sala

01.(UFSC) A sensibilidade gustativa ao PTC (Feniltio-carbamida) é uma característica condicionada por um gene autossômico em humanos. Considerando a genealogia abaixo e descartando a hipótese de mutação, assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRAS.

PRÉ-VESTIBULAR DA UFSC3

Inclusão para a Vida Biologia A

01. O alelo que condiciona o fenótipo sensível é dominante sobre o alelo que condiciona o insensível. 02. Os indivíduos I - 1 e I - 2 são necessariamente heterozigotos. 04. Os indivíduos I - 2, I - 3 e I - 2 são necessariamente homozigóticos. 08. I - 5 não tem qualquer possibilidade de ser homozigoto. 16. I - 1 não pode ser heterozigoto 32. I - 2 e I - 3 terão a possibilidade de produzir um descendente insensível ao PTC somente se I – 3 for heterozigoto.

02.(UNESP_2007) O diagrama representa o padrão de herança de uma doença genética que afeta uma determinada espécie de animal silvestre, observado a partir de cruzamentos controlados realizados em cativeiro.

A partir da análise da ocorrência da doença entre os indivíduos nascidos dos diferentes cruzamentos, foram feitas as afirmações seguintes. I. Trata-se de uma doença autossômica recessiva. I. Os indivíduos I-1 e I-3 são obrigatoriamente homozigotos dominantes. I. Não há nenhuma possibilidade de que um filhote nascido do cruzamento entre os indivíduos I-5 e I-6 apresente a doença. IV. O indivíduo I-1 só deve ser cruzado com o indivíduo I-5, uma vez que são nulas as possibilidades de que desse cruzamento resulte um filhote que apresente a doença.

É verdadeiro o que se afirma em a) I, apenas. b) I e II, apenas. c) I, I e II, apenas. d) I e IV, apenas. e) I e IV, apenas.

Se os indivíduos 7 e 1 se casarem, a probabilidade desse casal ter uma filha com o mesmo fenótipo do avô materno é de: a) ½ b) ¼ c) 1/8 d) 1/3 e) 2/3

04.(UFT-PR) Na espécie humana existem várias características cuja herança provém de um par de alelos com relação de dominância completa. Na forma do lobo da orelha o alelo dominante é responsável pelo lobo solto e o alelo recessivo pelo lobo preso. A capacidade de enrolar a língua também é determinada por um par de alelos situados em outros cromossomos autossômicos, onde o alelo dominante determina essa capacidade. A probabilidade de nascer um descendente com o lobo da orelha preso e a capacidade de enrolar a língua de um casal onde ambos são heterozigotos para as duas características é:

05.(FATEC_2006) Na espécie humana, a habilidade para o uso da mão direita é condicionada pelo gene dominante E, sendo a habilidade para o uso da mão esquerda devida a seu alelo recessivo e. A sensibilidade à feniltiocarbamida (PTC) é condicionada pelo gene dominante I, e a insensibilidade a essa substância é devida a seu alelo recessivo i. Esses dois pares de alelos apresentam segregação independente. Um homem canhoto e sensível ao PTC, cujo pai era insensível, casa-se com uma mulher destra, sensível, cuja mãe era canhota e insensível. A probabilidade de esse casal vir a ter uma criança canhota e sensível ao PTC é de:

AULA 03

Polialelia ou Alelos Múltiplos

São casos estudados pela genética onde constata-se a existência de três ou mais genes alelos envolvidos na determinação de uma característica. Um exemplo, deste fenômeno, é o que acontece com os genes que condicionam a cor da pelagem dos coelhos, os quais podem ser:

- C Selvagen, que sofreu mutações, produzindo o geneCch chinchila, Ch Himalaia e ca albino.

C> Cch > Ch > ca

SISTEMA ABO “É uma caso de alelos múltiplos em humanos.”

PRÉ-VESTIBULAR DA UFSC4

Inclusão para a Vida Biologia A

O sistema ABO é um caso de alelos múltiplos, pois existem três alelos, os quais produzem o aglutinogênio A (I A ), B (I B ) e o que não produz ( i ), sendo que este último é recessivo em relação aos dois primeiros, que entre si não possuem dominância, ou seja:

IA = IB > i

A IA IA - IAi B IB IB – IBi AB IA IB O i

FATOR RH “O fator Rh é um caso de dominância sim- ples, sendo que o gene que determina a produção da proteína Rh (Rh+) é dominante quando comparado com o que impede (Rh-) a sua produção com a não produção.”

R > r

Rh+ R ou Rr Rh- r

Na obstetrícia o conhecimento e a identificação do fator Rh, permitiram elucidar o mecanismo de herança de uma doença denominada DHRN ( doença hemolítica do recémnascido), conhecida como eritroblastose fetal. Essa enfermidade é o resultado de uma incompatibilidade entre a mãe e o feto e, ocorre, quando a mãe é Rh- e se torna sensibilizada com o sangue Rh+ do feto da primeira gestação. Em uma próxima gestação, a mãe passará para a circulação do segundo feto os anticorpos denominados anti-Rh, os quais atuarão destruindo as hemácias (hemólise). A hemoglobina liberada pela destruição das hemácias é transformada em uma substância de cor amarelada denominada bilirrubina que em quantidade excessiva pode provocar graves sequelas (retardo mental, paralisia e surdez, etc.).

Exercícios de Sala

01.(UFSC) O padrão de pelagem em coelhos é condicionado por uma série alélica, constituída por 4 alelos: C - padrão aguti - cch - padrão chinchila - ch - padrão Himalaia e ca- padrão albino. O alelo C é dominante sobre todos os demais; o alelo Chinchila é dominante sobre o Himalaia e , finalmente, o Himalaia é dominante em relação ao albino.

Baseado nessas informações, assinale a(s) proposição(ões) VERDADEIRA(S):

01. A descendência de um cruzamento entre os coelhos aguti e chinchila poderá ter indivíduos aguti, chinchila e albino. 02. Do cruzamento entre indivíduos com padrão himalaia, poderão surgir indivíduos himalaia e albino. 04. O cruzamento entre coelhos albino originará, sempre, indivíduos fenotipicamente semelhantes aos pais. 08. Coelhos aguti, chinchila e himalaia poderão ser homozigotos ou heterozigotos. 16. Todo coelho albino será homozigoto.

02.(UFSC_2001) A herança dos tipos sangüíneos do sistema ABO constitui um exemplo de alelos múltiplos (polialelia) na espécie humana. Com relação ao sistema ABO é CORRETO afirmar que:

01. o tipo O é muito frequente e, por este motivo, o alelo responsável por sua expressão é dominante sobre os demais. 02. os indivíduos classificam-se em um dos quatro genótipos possíveis: grupo A, grupo B, grupo AB e grupo O. 04. existem três alelos: o Ia, o Ib e o i. 08. os alelos Ia e Ib são co-dominantes. 16. se um indivíduo do grupo A for heterozigoto, ele produzirá gametas portadores de Ia ou de i. 32. os indivíduos de tipo sanguíneo O possuem aglutinogênios em suas hemácias, porém não possuem aglutininas no plasma. 64. em alguns cruzamentos, entre indivíduos do grupo A com indivíduos do grupo B, é possível nascerem indivíduos do grupo O.

03.(UNESP_2007) Em um acidente de carro, três jovens sofreram graves ferimentos e foram levados a um hospital, onde foi constatada a necessidade de transfusão de sangue devido a forte hemorragia nos três acidentados. O hospital possuía em seu estoque 1 litro de sangue do tipo AB, 4 litros do tipo B, 6 litros do tipo A e

10 litros do tipo O. Ao se fazer a tipagem sangüínea dos jovens, verificou-se que o sangue de Carlos era do tipo O, o de Roberto do tipo AB e o de Marcos do tipo A. Considerando apenas o sistema ABO, os jovens para os quais havia maior e menor disponibilidade de sangue em estoque eram, respectivamente: a) Carlos e Marcos. b) Marcos e Roberto. c) Marcos e Carlos. d) Roberto e Carlos. e) Roberto e Marcos.

04.(UEPG_2008) Os grupos sanguíneos, que foram descobertos há pouco mais de cem anos, são determinados geneticamente, como um caráter mendeliano. A respeito dessa temática, assinale o que for correto. 01. De acordo com o sistema de grupos sanguíneos ABO, são possíveis oito genótipos diferentes. 02. Em relação ao sistema sanguíneo ABO, no cruzamento A com

B podem ocorrer descendentes sem anticorpos (aglutininas) no plasma. 04. Nas transfusões de sangue, o aglutinogênio presente nas hemácias (antígeno) do doador deve ser compatível com a aglutinina presente no plasma (anticorpo) do receptor. 08. Existem diferentes grupos sanguíneos na espécie humana, reunidos no sistema ABO. Quando gotas de sangue de pessoas distintas são misturadas sobre uma lâmina de vidro, pode haver ou não aglutinação das hemácias. A aglutinação é característica da reação antígeno-anticorpo. 16. Um homem do grupo sangüíneo AB e uma mulher cujos avós paternos e maternos pertencem ao grupo sanguíneo O poderão ter apenas filhos do grupo O.

PRÉ-VESTIBULAR DA UFSC5

Inclusão para a Vida Biologia A

Com relação ao fenômeno descrito e suas conseqüências, é CORRETO afirmar que: 01. a mãe tem que ser Rh negativo. 02. o pai tem que ser Rh positivo. 04. a criança é, obrigatoriamente, homozigota. 08. a mãe é, obrigatoriamente, homozigota. 16. o pai pode ser heterozigoto. 32. a criança é Rh negativo. 64. o pai pode ser homozigoto.

AULA 04

Aneuploidias Humanas

As aneuploidias são alterações que envolvem a diminuição ou acréscimo de um ou mais cromossomos nas células de um indivíduo.Tais alterações podem ocorrer nos cromossomos sexuais ou nos autossomos.

Obs: outras aneuploidias: Trissomia do 13 (Síndrome de Patau) Trissomia do 18 (Síndrome de Edwards)

HERANÇA LIGADA AO SEXO”As heranças ligadas ao sexo, os genes estão localizados na região não-homóloga do cromossomo X”.

HEMOFILIA Caracteriza-se pela ausência de coagulação do sangue, quando exposto ao ar. Entre os homens, a hemofilia ocorre com uma incidência de 1 : 10.0. (Nas mulheres é de 1: 100.0.0) XH = Coagulação normal

(Parte 1 de 8)

Comentários