NBR 14081 - 2005 - Argamassa Colante Industrializada para Assentamento de Placas Cerâmicas - Requisitos

NBR 14081 - 2005 - Argamassa Colante Industrializada para Assentamento de Placas...

© ABNT 2004

Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas ? Requisitos

Dry-set Portland cement mortars ? Requirements

Palavras-chave: Argamassa. Cerâmica. Placa Cerâmica. Descriptors: Mortar. Ceramic tile. Portland cement.

Número de referência ABNT NBR 14081:2004 4 páginas

ABNT NBR 14081:2004 ii© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida ou utilizada em qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.

Sede da ABNT Av. Treze de Maio, 13 – 28º andar 20003-900 – Rio de Janeiro – RJ Tel.: + 5 21 3974-2300 Fax: + 5 21 2220-1762 abnt@abnt.org.br w.abnt.org.br

Impresso no Brasil

ABNT NBR 14081:2004

© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservadosiii

Prefácioiv
1 Objetivo1
2 Referências normativas1
3 Definições1
4 Designação normalizada2
5 Requisitos2
6 Embalagem e marcação2
7 Armazenamento3
8 Prazo de validade3
9 Composição e água de amassamento3
10 Tempo de maturação3
1 Inspeção no recebimento3

Sumário Página 12 Aceitação e rejeição .........................................................................................................................4

ABNT NBR 14081:2004 iv© ABNT 2004? Todos os direitos reservados

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias (ABNT/CEET), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

A ABNT NBR 14081 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados (ABNT/CB-18), pela Comissão de Estudo de Argamassa Colante (CE-18:406.04). O Projeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital nº 04, de 30.04.2004, com o número Projeto NBR 14081.

Esta segunda edição cancela e substitui a edição anterior (ABNT NBR 14081:1998), a qual foi tecnicamente revisada.

NORMA BRASILEIRAABNT NBR 14081:2004

© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados1

Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas ? Requisitos

1 Objetivo

Esta Norma fixa os requisitos exigíveis para argamassas colantes industrializadas destinadas ao assentamento de placas cerâmicas pelo método de camada fina.

2 Referências normativas

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação. Como toda norma esta sujeita à revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.

ABNT NBR 14083:2004 Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação do tempo em aberto

ABNT NBR 14084:2004 – Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação da resistência de aderência à tração

ABNT NBR 14085:2004 – Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação do deslizamento

3 Definições

Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições:

3.1argamassa colante industrializada:Produto industrial, no estado seco, composto de cimento Portland, agregados minerais e aditivos químicos, que, quando misturado com água, forma uma massa viscosa, plástica e aderente, empregada no assentamento de placas cerâmicas para revestimento.

3.1.1 argamassa colante industrializada ? AC I: Argamassa colante industrializada com características de resistência às solicitações mecânicas e termoigrométricas típicas de revestimentos internos, com exceção daqueles aplicados em saunas, churrasqueiras, estufas e outros revestimentos especiais.

3.1.2 argamassa colante industrializada ? AC I: Argamassa colante industrializada com características de adesividade que permitem absorver os esforços existentes em revestimentos de pisos e paredes internos e externos sujeitos a ciclos de variação termoigrométrica e a ação do vento.

3.1.3 argamassa colante industrializada ? AC I: Argamassa colante industrializada que apresenta aderência superior em relação às argamassas dos tipos I e I.

3.1.4 argamassa colante industrializada ? tipo E: Argamassa colante industrializada dos tipos I, I e II, com tempo em aberto estendido.

ABNT NBR 14081:2004

2© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados

3.1.5 tempo em aberto: Maior intervalo de tempo para o qual uma placa cerâmica pode ser assentada sobre a pasta de argamassa colante, a qual proporcionará, após um período de cura, resistência à tração simples ou direta.

3.1.6 resistência de aderência à tração: Resistência à ruptura por tração, em determinada idade e condições de cura do conjunto constituído por substrato-padrão, argamassa colante endurecida e placa cerâmica.

3.1.7 substrato-padrão: Placa de concreto armado com determinada composição, dimensões, absorção e resistência, destinada a servir como base, ou suporte, nos ensaios de argamassa colante industrializadas.

3.1.8 deslizamento: Deslocamento vertical sofrido por uma placa cerâmica, sob ação de seu próprio peso, aplicada sobre argamassa colante ainda fresca.

3.1.9 densidade de massa aparente: Relação entre a massa de determinada quantidade de argamassa colante no estado seco e solto e o seu volume.

4 Designação normalizada

As argamassas colantes industrializadas são designadas pela sigla AC, seguida dos algarismos romanos I, I ou I, acrescidos da letra E, quando aplicável, indicativos de seu tipo, conforme definido na seção 3.

5 Requisitos As argamassas colantes industrializadas devem atender aos requisitos estabelecidos na tabela 1.

Tabela 1 ? Requisitos de argamassa colante

Argamassa colante Industrializada

Propriedade Método de ensaio Unidade ACI ACII ACIIIE

Tempo em abertoABNT NBR 14083min³ 15‡ 20‡ 20

Resistência de aderência à tração aos 28 dias em

-cura normal

-cura submersa

-cura em estufa

ABNT NBR 14084MPa MPa

Deslizamento1)ABNT NBR 14085mm£ 0,7£ 0,7£ 0,7

Argamassa do tipo I, I ou II, com tempo em aberto estendido em no mínimo 10 min do especificado nesta tabela.

1)O ensaio de deslizamento não é necessário para argamassa utilizada em aplicações com revestimento horizontal.

6 Embalagem e marcação

As argamassas colantes industrializadas devem ser entregues em embalagens que tenham impressas, de forma bem visível, as seguintes informações, além das eventuais disposições legais vigentes:

a) designação normalizada da seguinte forma: ? AC I;

ABNT NBR 14081:2004

© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados3

? AC I – E. b) marca do produto e razão social do fabricante; c) massa líquida do produto, em quilogramas; d) identificação desta Norma; e) instruções e cuidados necessários para manuseio e aplicação do produto, bem como a quantidade de água de amassamento e tempo de maturação descrito nas seções 9 e 10; f) instruções para liberação ao uso da área revestida; g) informações sobre a composição, data de fabricação, prazo de validade e condições de armazenamento do produto

7 Armazenamento

O armazenamento deve ser efetuado em local seco e protegido da ação de intempéries e sem contato direto com pisos e paredes, para preservação da qualidade .

8 Prazo de validade

O prazo de validade é contado a partir da data de fabricação e é válido sempre que mantidas as condições de armazenamento citadas na seção 7, ressalvando-se que durante o transporte as embalagens não devem sofrer avarias.

9 Composição e água de amassamento

A composição química declarada deve ser qualitativa e a quantidade de água de amassamento necessária para a aplicação deve ser expressa em litros de água por quilograma do produto ou litros de água por embalagem de produto.

10 Tempo de maturação

O tempo de maturação corresponde ao intervalo de tempo entre o fim da preparação da argamassa fresca e o início da aplicação. Deve ser expresso em minutos.

1 Inspeção no recebimento

1.1Devem ser dadas ao consumidor todas as facilidades para uma cuidadosa inspeção e amostragem de argamassa colante industrializada a ser entregue.

1.2O tamanho do lote deve ser estabelecido em comum acordo entre o fabricante e o cliente. Na ausência deste acordo, considera-se um lote a quantidade de argamassa produzida em 24 h de produção.

ABNT NBR 14081:2004

4© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados

1.3Uma vez estabelecido o tamanho do lote, a amostragem deve ser feita para cada lote.

De cada lote deve ser retirada uma amostra composta de embalagens invioladas, com no mínimo 20 kg identificados e acondicionados hermeticamente, de tal forma que não sejam modificadas as características do produto; 10 kg devem ser utilizados para a realização dos ensaios prescritos nesta Norma e os outros 10 kg devem ser reservados como testemunho para eventual comprovação dos resultados.

O prazo decorrido entre a coleta e o início da realização dos ensaios no laboratório deve ser de no máximo 30 dias, respeitando o prazo de validade do produto. Para eventual comprovação de resultados, também deve-se respeitar o prazo de validade dos testemunhos.

12 Aceitação e rejeição

12.1O lote é automaticamente aceito sempre que os resultados dos ensaios atenderem às exigências desta Norma.

12.2Quando os resultados não atenderem às condições específicas constantes nesta Norma, o impasse deve ser resolvido por meio da utilização do testemunho reservado para a repetição dos ensaios, que devem ser efetuados em laboratório escolhido por consenso entre as partes.

12.3Independentemente das exigências anteriores, não devem ser aceitos os produtos entregues em embalagens rasgadas, molhadas ou avariadas durante o transporte.

Comentários