Estruturas de Contenção

Estruturas de Contenção

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -1/35

Prof. Eduardo Suassuna Nóbrega, M.Sc.

AULA 4 –Estruturas de Contenção

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -2/35

1 –DEFINIÇÕES BÁSICAS

Estrutura de suporte que impede o desmoronamento do terreno, usada:

(1)Deseja-se vencer um desnível e não háespaço para construção de um talude;

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -3/35 Quando deve ser usada uma Estrutura de Contenção?

Fase 1 : sem o Corte

Fase 2 : pensando no Corte

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -4/35 Quando deve ser usada uma Estrutura de Contenção?

Fase 3 : depois do Corte

Fase 4 : saudades do que foi cortado...

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -5/35 Quando deve ser usada uma Estrutura de Contenção?

Fase 5 : Construção de Estrutura de Contenção

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -6/35

2 –MÉTODOS PARA ESTABILIZAÇÃO DE TALUDES

(1)Diminuição da inclinação do talude (aumenta a área exposta a erosão fruto das águas pluviais);

(3) Bermas de equilíbrio;

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -7/35

3 –MUROS DE ARRIMO

(1)Muros de gravidade : não hádesenvolvimento de tensões de tração em nenhuma seção da estrutura;

(2)Muros de concreto armado : são dimensionados para resistir àflexão.

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -8/35

4 –PERFIS TÍPICOS DE MUROS DE GRAVIDADE

(1) Perfil Retangular : para alturas muito pequenas.

Pré-dimensionamento: ⇒Para alvenaria de tijolos:

⇒Para alvenaria de pedra ou concreto ciclópico:

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -9/35

4 –PERFIS TÍPICOS DE MUROS DE GRAVIDADE

(2) Perfil Trapezoidal : alvenaria de pedra ou concreto ciclópico.

Pré-dimensionamento:

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -10/35

4 –PERFIS TÍPICOS DE MUROS DE GRAVIDADE

(3) Perfil Escalonado : alvenaria de pedra, concreto ciclópicoou gabiões.

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -1/35 4.1 –Muros de Gravidade de Gabiões

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -12/35 4.1 –Muros de Gravidade de Gabiões

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -13/35 4.1 –Muros de Gravidade de Gabiões

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -14/35

4.1 –Muros de Gravidade de Gabiões

Pré-dimensionamento:

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -15/35 4.1 –Muros de Gravidade de Gabiões

Estes muros apresentam alta permeabilidade!

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -16/35 Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -16/35

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -17/35 Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -17/35

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -18/35

5 –PERFIS TÍPICOS DE MUROS ÀFLEXÃO

(1)Perfil Clássico : concreto armado.

Pré-dimensionamento:

{ 2n brita comCA - 10cm

3n brita comCA - 15cm o o

20cmou 15cm −f

(tf/m) terrade Empuxo - E (tf.m/m)E.y M=

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -19/35

5 –PERFIS TÍPICOS DE MUROS ÀFLEXÃO

(2) Outros Perfis : com contrafortes.

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -20/35

6 –DRENAGEM DE MUROS DE ARRIMO ⇒A saturação do maciço eleva os esforços sobre o muro;

⇒Mesmo sistemas rústicos de drenagem proporcionam boa proteção contra o efeito da água;

⇒Devem ser evitados solos siltososou argilosos como reaterropróximo ao tardozdo muro:

(a) Baixa permeabilidade; (b)Aumento dos esforços sobre o muro.

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -21/35 6 –DRENAGEM DE MUROS DE ARRIMO

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -2/35 7 –DETALHES INTERESSANTES

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -23/35 7 –DETALHES INTERESSANTES

⇒Para melhorar o desempenho do muro quanto a possibilidade de deslizamento...

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -24/35 7 –DETALHES INTERESSANTES

⇒Sobre CALHAS para o sistema de drenagem...

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -25/35 8 –CRITÉRIOS DE DIMENSIONAMENTO

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -26/35 8.1 –Segurança quanto ao Tombamento

W Centro de Rotação

Atuante sistente xE xExW

Re +

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -27/35 8.2 –Segurança quanto ao Deslizamento

E p φφφφ tgtgtgtgf

VfbcE mkNmtf a aph

Atuante sistente

.75,05,0

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -28/35 8.3 –Segurança quanto ao Solo de Fundação

Ponto de Aplicação da Resultante:

Cálculo da Excentricidade: Tensão de Trabalho:

verticais atuantessresistente F

M x admverticais máx

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -29/35 8.4 –Segurança quanto àEstabilidade Global

⇒Analisar estabilidade do conjunto talude + muro de arrimo.

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -30/35 9 –MUROS DE SOLO REFOÇADO

O que éum muro de solo reforçado?

⇒Estrutura projetada de forma que as tensões de tração desenvolvidas no maciço terroso sejam resistidas por elemento de reforço.

Exemplos :

(a)Terra armada (b)Solo reforçado com geogrelha (c) Terramesh

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -31/35 9 –MUROS DE SOLO REFOÇADO

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -32/35 9.1 –Critérios de Dimensionamento

São quase os mesmos:

(a)Segurança quanto ao Tombamento (b)Segurança quanto ao Deslizamento (c)Segurança quanto ao Solo de Fundação (d)Segurança quanto àEstabilidade Global (e)Estabilidade Interna da Estrutura:

⇒Resistência àRuptura do Elemento de Reforço ⇒Comprimento de Ancoragem

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -3/35 9.1 –Critérios de Dimensionamento

Exemplo –seção esquemática do Sistema Terramesh:

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -34/35 Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -34/35

Estabilidade de Taludes e Estruturas de Contenção -35/35

Obrigado pela Atenção!

Eduardo Suassuna Nóbrega suassuna@ulbra-to.com

(63) 3219-8102 (63) 8407-6850

Comentários