(Parte 2 de 5)

Neste form, incluímos um botão do tipo Submit que deve disparar a ação do Form. A ação do Form (ACTION) está definido para chamar um ASP chamado horas.asp que se encontra no mesmo diretório do HTML. Quando o arquivo estiver em um diretório diferente do diretório da página que fez a chamada, é necessário que ele seja indicado.

O código abaixo faz a chamada a outro ASP, para isso definimos um outro formulário:

<form ACTION = "data.asp" method="POST">

Clique neste botão para saber a Data: <p><input type="submit" name="Data" value="Data"></p>

<html>

<head> <title>Untitled Normal Page</title>

<form ACTION = "horas.asp" method="POST">

Clique neste botão para saber as Horas:<P> <p><input type="submit" name="Horas" value="Horas"></p>

<form ACTION = "data.asp" method="POST">

Clique neste botão para saber a Data: <p><input type="submit" name="Data" value="Data"></p>

Capítulo I – Forms e ASP

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 16

Vamos ao ASP das Horas:

Neste caso, a página obrigatoriamente deve ser nomeada com a extensão ASP pois contém código VBScript a ser interpretado pelo servidor. Dúvida: qual é o código a ser interpretado pelo servidor?

<%=Time %>

O ASP da Data:

É o mesmo caso que o arquivo das Horas, também precisa ser nomeado com a extensão ASP, pois a linha <% = Date %> necessariamente será interpretada pelo servidor. O restante do código

Resumo

Neste capítulo aprendemos que

• Podemos definir vários formulário em um arquivo HTML para disparar vários ASP.

• Um arquivo comum HTML pode disparar um ASP, porém um arquivo com códigos que devem ser interpretados pelo servidor, deve ser nomeado com a extensão ASP.

• Para disparar um ASP a partir de um formulário é preciso definir o parâmetro ACTION.

• Existem dois métodos diferentes para disparar um ASP: GET (mostra os dados no browser) e POST (não mostra os dados no browser).

<html>

<title>Horas</title>

<html>

<title>Data de Hoje</title>

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 17

Script

Antes de falarmos sobre o VBScript, é interessante esclarecermos o que é um script. As linguagens Scripts foram criadas para permitir a criação de aplicações para a Internet rapidamente. Se você comparar estas linguagens com as linguagens que costumamos utilizar, irá perceber que as primeiras são muitos mais fáceis e simples de aprender e desenvolver. Os scripts nos permitem criar aplicações que desempenham funções como:

Alterar a linha de status do browser; Definir um timeout para determinada procedure; Rodar telas de alerta, confirmação e input; "Forçar" a navegação para outras páginas; Alterar cor de fundo, barra de títulos, etc.; Criar uma nova página com textos; Executar funções do browser como Back, Forward, Home, etc.; Executar procedimentos quando funções do browser forem executadas.

Visual Basic Script Language (VBScript)

O Visual Basic Script Language é uma das muitas possibilidades de linguagem Script que rodam num servidor e, para o IIS, ela é a linguagem default (padrão). Desenvolver aplicações utilizando esta linguagem não é um bicho de sete cabeças. Vejamos algumas características da linguagem:

• É similar ao VBA (Visual Basic Application) linguagem criada para fornecer aos aplicativos outras funcionalidades e Visual Basic.

• Permite a manipulação de strings, datas, numéricos

• Permite a utilização de todos os comandos do Visual Basic, porém não permite a manipulação de banco de dados e acesso aos periféricos.

• A manipulação de banco de dados é feita através do objeto ADO, o VBScript apenas cria instâncias deste objeto, a partir daí, você pode utilizar os métodos deste objeto para manipular os dados.

• Tem um mecanismo de comunicação com servidores de objetos COM, como o Microsoft Exchange Server, Microsoft Index Server, Database Servers.

Baseada nas funcionalidades de programação do Visual Basic, é um linguagem leve que nativamente é executada pelo Internet Explorer (3.0 ou superor) e que pode ser executada por outros browsers a partir de pug-in.

Mas, como criar uma página ASP utilizando o VBScript?

Antes de mais nada, temos que ter em mente que alguma coisa tem que interpretar os códigos do VBScript. O responsável por esta interpretação é o IIS (Internet Information Server), por isso entendemos que o código deve ser interpretado no Servidor e não no cliente que só terá o browser. Para que o código seja interpretado pelo Servidor, é preciso seguir algumas instruções:

1. Utilizando a tag <% %>

Esta Tag deve ser utilizada quando você pretende executar qualquer código VBScript no servidor. Entre <% e %> é possível ser escrito qualquer código em VBScript.

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 18

Quando seu script possuir HTML e código VBScript o servidor saberá qual informação deverá ser retornada para o cliente (browser). Por exemplo:

No exemplo acima, as linhas que estiverem entre a tag <% %> serão interpretadas pelo Servidor IIS e dependendo da condição satisfeita, se a hora for menor que 12 será mostrado um HTML com “Bom dia!”, se não o HTML retornado pelo Servidor conterá “Boa Tarde!”.

Para retornar no HTML valores de variáveis diretamente do script, utilize a seguinte sintaxe:

Com a linha acima, o HTML a ser retornado será (imaginemos que o dia de hoje seja 20/08/1999):

A data de hoje é 20/08/1999.

2. Utilizando a tag <SCRIPT>

Com esta tag também é possível criar scripts que “rodam” no servidor utilizando a sintaxe:

<SCRIPT LANGUAGE = VBScript RUNAT=Server>

É preciso especificar a linguagem script a ser utilizada e onde esta será interpretada. A partir disto, é só fazer a chamada de alguma parte do HTML. No caso acima, o script que estiver entre a tag <SCRIPT> </SCRIPT> deve ser escrito na linguagem VBScript e será interpretada por um servidor IIS. Esta tag é muito utilizada para criar funções e subrotinas. Por exemplo:

Esta função retornará a data do sistema no Servidor. Para fazer a chamada desta função, será necessário utilizar as tags <% %>. Por exemplo:

A data de hoje é <% = RetornaData() %>.

Outra alternativa disponível no IIS para retornar valores direto para o HTML, sem utilizar a chamada acima, é usando o Response.Write (mais adiante iremos estudá-lo detalhamente):

<% if Hour(Now) < 12 then %>

Bom dia! <% else %>

Boa tarde! <% end if %>

A data de hoje é <% = Date %>.

<SCRIPT LANGUAGE=VBScript RUNAT=Server>

Function RetornaData()

RetornaData = Date End Function

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 19

O HTML retornado é (supondo que a data seja 20/08/1999):

A data de hoje é 20/08/1999.

A pergunta imediata que você faria: como é possível retornar um HTML sendo que em momento algum foi feita a chamada para a função? Bem, quando é feito um pedido ao servidor pela execução de um ASP, o servidor executa todas as funções declaradas no ASP, então podemos concluir que esta função também foi executada. Como o Response.Write retorna diretamente para o HTML o conteúdo do texto, será mostrado para o usuário o texto definido.

O próximo passo para a criação de uma página ASP é introduzir o código HTML. Por exemplo:

Este código inteiro constitui uma página ASP, na qual você mesclou código em HTML e VBScript. O Servidor saberá que o código entre <% %> será interpretado e não deve ser mostrado para o cliente, apenas seu resultado. Neste caso, a pagina a ser retornada para o browser será:

<SCRIPT LANGUAGE=VBScript RUNAT=Server>

Function RetornaData()

Response.Write “A data de hoje é “ & Date & “.” End Function </SCRIPT>

<% if Hour(Now) < 12 then %> <CENTER> Bom dia! </CENTER><BR>

<CENTER> Olá! </CENTER> <BR>

<% end if %>

<CENTER> Sua primeira página utilizando VBScript e HTML! </CENTER>

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 20

Lembrando que os arquivos com código VBScript devem ser nomeados com a extensão ASP, por exemplo: primeiro_programa.asp. Desta forma, o IIS entenderá que o pedido foi feito a partir de uma página ASP.

Se for utilizada a Tag <SCRITP> </SCRIPT>, o código VBScript e HTML ficará:

O HTML retornado pelo servidor será:

Então, vimos como fazer para um script - utilizando o VBScript – “rodar” no servidor. Mas, e se você quiser fazer consistências de tela para o usuário e que estas estejam definidas na página corrente, ou seja, não haverá um pedido para o servidor, o código deverá ser executado no browser.

Com o VBScript é possível criar rotinas que sejam executadas pelo cliente. Porém, dois aspectos devem ser observados quando decidimos programar subrotinas e funções para rodar no browser:

• Em nosso caso, será necessário que o seu browser seja o Internet Explorer 4.0 ou superior.

• A programação deve ser baseada nos eventos dos objetos do formulário e do próprio formulário. Por exemplo: ONCLICK, CHANGE, GOTFOCUS.

<SCRIPT LANGUAGE=VBScript RUNAT=Server>

Function RetornaData()

RetornaData = Date

End Function </SCRIPT>

<CENTER><B>A data de hoje é <% = RetornaData() %>.</B></CENTER>

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 21

Exemplo de Código:

O Resultado deste HTML:

Esta é a página aberta antes de clicar o botão “Vamos mudar o value!”

Depois de clicar o botão da página sua descrição é alterada para “Mudamos o Value”

<form NAME=RodarCli method="POST"> <p><input type="button" name="BOTAO1" value="Vamos mudar o value!"></p>

Nesta parte, estamos montando o botão. Para que a subrotina seja executada, o botão deve ser criado em um form (formulários, mais adiante estaremos estudando de forma mais detalhada), deve ser definido um nome para este objeto e seu tipo deve ser button. Depois de definir o objeto que deve disparar a ação, você deve programar a subrotina:

<html>

<head> <title>Código que roda no Cliente.</title>

<script language="VBScript"> SUB BOTAO1_ONCLICK() RodarCli.BOTAO1.Value = "Mudamos o Value!" END SUB </script>

<form NAME=RodarCli method="POST"> <p><input type="button" name="BOTAO1" value="Vamos mudar o value!"></p>

Capítulo IV – O que é VBScritp?

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 2

<script language="VBScript"> SUB BOTAO1_ONCLICK() RodarCli.BOTAO1.Value = "Mudamos o Value!" END SUB </script>

Esta sub-rotina está sendo executada pelo browser, observe que não configuramos a Tag

<SCRIPT> com o parâmetro RUNAT.

O evento que deve disparar a ação será o evento ONCLICK, ou seja, quando clicarmos no botão o código escrito será disparado.

Para fazer a referência ao objeto do formulário, você deve seguir a sintaxe abaixo:

Por exemplo: RodarCli.BOTAO1.Value

Neste capítulo aprendemos que

Resumo

• VBScript é a linguagem script default (padrão) do IIS (Internet Information Server).

• Quando o código deve “rodar” no servidor, é necessário que este esteja entre a Tag <% %> ou <SCRIPT RUNAT = Server> </SCRIPT>.

• Um script também pode rodar no cliente, basta apenas utilizar a tag <SCRIPT> </SCRIPT> indicando a linguagem a ser utilizada para que o browser possa interpretá-la.

Dicas

• É preciso prestar bastante atenção quando scripts são definidos para rodarem nos browsers, pois alguns scripts apenas são interpretados por determinado browser e versão. Por exemplo:

<script language="javascript1.1"> - apenas será executado em Netscape 3.0+ <script language="jscript"> - apenas será executado em Microsoft Internet Explorer

3.0+ <script language="VBScript”> - apenas será executado em Microsoft Internet

Explorer 4.0+

Capítulo V – Variáveis

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 23

As variáveis são definidas quando precisamos armazenar temporariamente valores para que a aplicação tenha acesso às informações e consiga manipulá-las.

Tipo Suportado pelo VBScript

Enquanto o Visual Basic suporta muitos tipos de dados (variáveis), o VBScript apenas suporta o tipo Variant. Este tipo é único porque suporta todos os tipos suportados pelo Visual Basic: integer, double, string, date and currency. O tipo Variant assume o tipo de variável dependendo da atribuição feita a ele. Por exemplo, declaramos um variável chamada teste:

SubTipos (Subtypes)

O tipo Variant consiste em pequenas unidades chamadas Subtipos (Subtypes). Estes subtipos identificam como um valor é armazenado pela variável definida como Variant. A tabela abaixo descreve os subtipos utilizados no VBScript 2.0:

SubTipo Descrição EmptyValor é 0 (zero) para variáveis numéricas e comprimento zero (“ “) para variáveis string.

NullVariant possui um valor que não é válido. BooleanVerdadeiro ou Falso. ByteInteiro com valores entre 0 a 255. IntegerInteiro com valores entre –32,768 até 32,767.

LongInteiro com valores entre –2,147,483,648 até 2,147,483,647.

SinglePonto Flutuante com precisão simples. Valores entre: -3.402823E38 até - 1.401298E-45 para números negativos; 1.401298E-45 até 3.402823E38 para números positivos.

DoublePonto Flutuante com dupla precisão. Valores entre: -1.79769313486232E308 até -4.94065645841247E-324 para valores negativos; 4.94065645841247E-324 até 1.79769313486232E308 para valores positivos.

Date (Time)Contem um número que representa uma data entre 01/01/100 até 31/12/9.

StringContem um comprimento variável de texto que pode chegar até 2 bilhões de caracteres.

ObjectContem um objeto

Dim teste

Teste = “Acabamos de declarar a variável” Teste = 25

Teste = “A variável recebeu 25”

‘ Teste na linha ao lado é do tipo String. E será tipo String até que haja outra atribuição de valores diferente de string. ‘ Teste nesta linha é do tipo numérico.

E será tipo numérico até que haja outra atribuição de valores diferente de numérico.

‘ Teste na linha acima volta a assumir o tipo String, pois o valor da atribuição foi texto.

‘ Esta variável é do tipo Variant, pois não tem a especificação do seu tipo:

Capítulo V – Variáveis

Desenvolvimento de Aplicações para Internet – Plataforma Microsoft Página 24

ErrorContem um número de erro gerado por um objeto. Exemplo do comportamento de uma variável do tipo Variant:

Funções de Conversão de Tipos de Dados

Antes de descrever as funções, precisamos saber para que serve uma função de conversão de tipo. Estas funções são utilizadas para “forçar” uma variável Variant assumir um subtipo específico.

A partir do momento que as páginas ASP começaram a ser distribuídas pela Internet, ou seja, pessoas do mundo inteiro acessando sua página, as configurações de datas, moeda passaram a ser um fator preocupante. Pois estas configurações são recuperadas da opção Configurações Regionais do Painel de Controle da máquina onde o VBScript está sendo executado. Como o VBScript, na maioria das vezes, é executado em um servidor, as configurações recuperadas são as configurações feitas no próprio servidor.

(Parte 2 de 5)

Comentários