O uso da música nas aulas de inglês

O uso da música nas aulas de inglês

(Parte 1 de 2)

Autor:Liliam Regina de Christo Marques1 Orientador:Wilson Taveira2

Resumo

Este artigo apresenta a proposta do ensino de língua inglesa com música, bem como os resultados obtidos em sua implementação nas turmas de 9ºano do turno matutino do Colégio Estadual Daniel Rocha no município de Pinhais . A música exerce grande influência no ser humano, e é parte importante na vida dos adolescentes. Partir deste gênero textual para contextualizar o aprendizado da língua inglesa parece natural, devido à grande influência que esta exerce em nossa sociedade. O uso da música nas aulas de inglês pode motivar os alunos ao aprendizado deste idioma, incentivando-os à estudar os conteúdos desta disciplina com mais facilidade . Os resultados obtidos na implementação do caderno pedagógico foram positivos e houve comentários animadores dos professores que usaram o gênero discursivo da música em suas aulas de inglês durante o GTR, pois segundo os mesmos proporcionou ideias e metodologias que os auxiliaram em seu trabalho pedagógico, e incentivou seus alunos no aprendizado da língua inglesa.

Palavras-chave: inglês.música.ensino.aulas.gênero textual.

Abstract

This study presents the teaching of English music, as well as the results of its implementation in classes from 9th grade in the morning shiftof Daniel Rocha State School in the city of Pinhais. The music has a profound influence on humans, and is an important part in the lives of adolescents. From this genre to contextualize the English language seems natural because of the great influence which it exerts in our society. The use of music in English classes can motivate students to learn this language, encouraging them to study the contents of this course more easily. The results obtained in implementing the educational booklet were positive and there were encouraging comments from teachers who used the genre of music in their English classes during the GTR, as provided under the same ideas and methodologies that helped in his pedagogical work, and encouraged their students in learning English.

Key words: English.music.teaching.classes.text genre

1 Introdução

Este artigo tem o propósito de focalizar o uso da música nas aulas de inglês no nono ano do Ensino Fundamental. O estudo procurou entender a relação do ensino com música como incentivo ao aprendizado da língua inglesa nos seus vários aspectos de compreensão de leitura, oralidade e produção textual.

1.Professora de inglês da Rede Pública Estadual do Estado do Paraná. 2.Professor Mestre da UTFPR

As Diretrizes Curriculares da Educação Básica (DCE) da Secretaria de

Educação do Estado do Paraná, propõe uma metodologia na qual o professor de língua estrangeira aborde os vários gêneros textuais pertinentes ao discurso como prática social. Tendo como base esse pressuposto, este estudo teve o propósito de investigar o uso adequado do gênero textual da música e a influência que esta exerce no aprendizado de inglês.

Segundo os DCEs de Arte a música é uma forma de representar o mundo, de relacionar-se com ele, de fazer compreender a imensa diversidade musical existente, que de uma forma direta ou indireta interfere na vida humana. Portanto a música faz parte de nossa existência, e se encontra presente em muitos momentos de nossas vidas. Músicas marcam momentos especiais que serão relembrados quando as ouvirmos novamente.

De acordo com Wisnik(1989 p.34), “ a música ocupa um lugar entre as trevas e a luminosidade da aurora, entre o silêncio e a fala, o lugar do sonho, entre a obscuridade da vida inconsciente e a clareza das representações intelectuais”. A música tem a tendência de nos hipnotizar com seu ritmo. E o faz realmente, basta percebermos as reações do público diante de uma apresentação musical. Há ritmos e letras de música que chegam a ser decorados, por sua beleza, de acordo com cada percepção.

Sendo a música parte da vida humana, a identificação com algo já conhecido, torna o trabalho com o conteúdo de língua inglesa não tão distante como parece ser, para maioria das pessoas. Partindo de seu conhecimento prévio de mundo podemos nos identificar mais com o aluno e portanto permitir que este se torne mais participante e interessado no conteúdo das aulas.

Para muitos alunos do nono ano do Ensino Fundamental de uma escola pública, o aprendizado da língua inglesa é um desafio. Vários deles vêm com muitas dúvidas dos anos anteriores, e por causa desta defasagem de conhecimento tornam-se desmotivados. Expor estes alunos à textos previamente conhecidos por eles através da mídia, torna o aprendizado mais atrativo.

2 Música

De acordo com a Wikipédia a música se origina de uma palavra grega que significa a arte das musas, e é uma forma de arte que se constitui basicamente em combinar sons e silêncio seguindo uma pré-organização ao longo do tempo. Considera ainda que não há civilização ou agrupamento humano que não possua manifestações musicais próprias, e que muitos autores a consideram uma prática cultural e humana.

Áquila(2009) considera que a música também serve para tratamentos psíquicos, físicos e neurológicos e que antigamente a música era usada como instrumento terapêutico e curativo, com um objetivo espiritual sempre voltada para o Divino.É interessante observar que quando escutamos música que nos acalma, realmente nos sentimos melhores e mais motivados para a vida.

O Físico-teórico estadunidense Michio Kaku(1999) advoga, através da teoria das cordas, que a matéria é constituída de pequenas cordas que vibram semelhantes ao das cordas de um instrumento musical, e que a música criada pelas cordas é a própria matéria. Portanto de acordo com essa teoria somos música vibrando em uma melodia única e original.

acordo com Wisnik(1989 p.30) “um único som afinado, cantado em uníssono por

Segundo Wisnik(1989) na maioria das mitologias que permeiam as diversas religiões mundiais os deuses criam o mundo através do som, da palavra , da música. Na Bíblia Deus profere palavras para criar a luz, as águas, os seres vivos (Genesis, capítulo 1).O evangelista João relata a vinda de Jesus à terra através da “palavra que se fez carne”( Evangelho de João cap.1 vers.14).Na tradição Hinduísta os deuses criam o universo através da verbalização da sílaba sagrada AUM. Ainda de um grupo humano, tem o poder mágico de evocar uma fundação cósmica: inseminase, coletivamente, no meio dos ruídos do mundo, um princípio ordenado.”

Para Caponnetto(2008) a música representa uma linguagem intelectual e emotiva que penetra qualquer barreira, pois não depende de uma semântica préestabelecida e conceitual. É atemporal, transcende ideologias e o mundo tangível. O mesmo pondera que desde o ponto de vista pragmático, estimula nossa imaginação e fomenta o desenvolvimento cerebral. A música, em poucas palavras, enobrece muitos aspectos de nossas vidas.

No livro de Urântia(1955) podemos encontrar algumas citações sobre a música que nos fazem refletir sobremaneira da importância deste aspecto em nossa vidas: “Todo o mecanismo maravilhoso e universal move-se majestosamente no espaço, ao compasso da música do pensamento infinito e do propósito eterno da Primeira Grande Fonte e Centro”.p.365 “É verdade, literalmente, que “a melodia tem o poder de transformar um mundo inteiro”. Para sempre, a música irá permanecer como a linguagem universal de homens, anjos e espíritos. ”p.548 “A alegria jubilosa e o equivalente ao sorriso são tão universais quanto a música.”p.548 “A religião foi a mãe de grande parte da cultura não religiosa: a escultura originou-se na moldagem dos ídolos, a arquitetura, na construção dos templos, a poesia, nos encantamentos, a música, nos cânticos para os cultos, o drama, nos ritos para se guiar os espíritos, e a dança, nos festivais sazonais de adoração.”p.1365 “A ciência vive por meio das matemáticas da mente; a música expressa o bater do tempo das emoções”. p.2080

Diante de todas estas constatações podemos perceber quão importante é a música em nossas vidas. Ela está presente na vida humana desde o despertar da consciência vital no ventre materno até o entardecer de nossa existência. Ela permeia nosso mundo , encanta e consola nosso caminhar na face da Terra.

2.1 A música em sala de aula

Uma da metodologias a que o professor pode recorrer para ensinar, é o gênero discursivo: música. É um dever do professor, expor os alunos aos diversos discursos apresentados pela sociedade, de acordo com a proposta das Diretrizes Curriculares Estaduais de Língua Estrangeira Moderna do Estado do Paraná. A música é um facilitador na aprendizagem, pois através dela podemos memorizar melhor um assunto através da melodia, da poesia e do ritmo.

Segundo Amorim(1998,p.97) , “No caso de Línguas Estrangeiras, a música tem ainda a vantagem de ser um importante elemento cultural e, conseqüentemente, uma ótima oportunidade para estabelecer um paralelo entre a cultura e o ensino de idiomas”.A cultura de um povo se reflete na sua música, e a interpretação desta leva o estudante a perceber melhor a identidade deste, sua maneira de pensar e de agir diante das realidades.Por exemplo, a primavera para os norte americanos tem um valor de renascimento, pois saem de um frio intenso muitas vezes com quantidades significativas de neve, para um verde e colorido das flores de primavera, diferente de nós brasileiros que pouco vemos esta realidade.

O Papa Bento XVI (2010) salienta que “O estudo da música tem um elevado valor no processo educacional do indivíduo, uma vez que produz efeitos positivos no seu desenvolvimento, favorecendo o crescimento humano e espiritual". Com relação aos problemas na educação juvenil encontrados atualmente, tanto pelos pais como pelos professores o Papa sugere: "a música pode abrir as mentes e os corações à dimensão do espírito e conduzir as pessoas a elevar o olhar para as alturas, a abrirse ao bem e à beleza absolutos, cuja fonte suprema é Deus".

De acordo com Cury (2003, p.122) "se houver música ambiente dentro da sala de aula, de preferência música suave, o conhecimento seco e lógico transmitido pelos professores ganha uma dimensão emocional. Sem a emoção, o conhecimento não possui paladar”. A música provoca a emoção que facilita a memorização desta, e subsequente aprendizado dos elementos constituintes de uma frase, no caso da música um verso, assim como seus elementos gramaticais. Pode-se verificar este fato tomando-se como exemplo o verso : “Red roses too” da música “What a wonderful world”; a memorização da presença do adjetivo diante de substantivo, regra em inglês difícil para os estudantes, é facilitada pela melodia que acompanha tais versos, facilitando assim a memorização de tal regra.

A utilização de música nas aulas é um método de ensino que consegue incentivar o aluno ao aprendizado de inglês, pois ele percebe que pode reconhecer na letra da música, muitas palavras que ele já aprendeu e através de uma melodia , memorizá-la de uma maneira mais eficaz.

2.2 A música e os adolescentes do 9º ano

O ensino de inglês no 9ºano tem seus desafios na complexidade de textos mais longos e pontos gramaticais mais difíceis. Muitos alunos chegam neste período de aprendizado, com dificuldades advindas de seu percurso de estudo da língua inglesa das séries anteriores. Alguns não gostam de estudar, outros têm barreiras com a língua estrangeira, outros têm dificuldades de aprendizado, e além de todas estas questões há o fato da atitude questionadora e agitada típica do adolescente.

Desta forma, torna-se importante para o professor entender este período da adolescência, para poder planejar e dirigir suas aulas com uma metodologia que atenda às necessidades de aprendizado dos alunos. De acordo com Ciavola (2007), a medicina descobriu que o comportamento arriscado e a falta de atenção dos adolescentes devem-se não só ao fluxo de hormônios, mas também ao amadurecimento de seu cérebro, que deve se desenvolver mais, para enfrentar os desafios da vida adulta.A última área que se estabiliza é a das emoções que dá ao ser humano a capacidade de tomar decisões adequadas.

A música faz parte do mundo adolescente, e ouvir música que o ajude a encontrar respostas para questões deste período de sua vida, fará com que este se identifique com a disciplina de Língua Inglesa, pois a música em inglês faz parte das preferências da maioria dos adolescentes. Portanto fazê-los entender que o aprendizado deste idioma tem utilidade prática e imediata para compreender o significado das músicas que escutam, torna-os mais conscientes sobre a cultura de outros países falantes desta língua e lhes dá um incentivo para aprender.

Conforme Swanwick (2010) é essencial respeitar o estágio em que cada aluno se encontra, preocupando-se com a capacidade deste de entender o que é proposto, observando o que ele traz de sua realidade. Estudos mostram que o som pode influenciar no ânimo ou na vontade de quem o escuta Os sons causam vibrações que são transmitidas em forma de ondas concêntricas e grande parte da produção acaba por influir de alguma forma nos ouvintes, segundo informa a Enciclopédia do Estudante: Música (2008) da Editora Moderna .

A música pode ser inspiradora. Segundo Lewis (2007) “Entre uma canção animada uma composição enfadonha, a música certa pode nos inspirar a realização de coisas que nós queremos poder manifestar. Ouça na insistência de cada nota a inspiração necessária para empreender seu novo projeto”.

3. Ensinando inglês com música

Encontrar uma metodologia adequada de trabalho com música nas aulas de inglês, a fim de incentivar os alunos ao aprendizado desta foi a proposta deste estudo .Foram escolhidas cinco músicas que foram trabalhadas durante duas aulas cada, antes das lições de cada unidade do livro didático de Lingua Inglesa “Links- English for Teens”.Foram escolhidas músicas de sucesso tanto antigas como atuais. O método utilizado, também enfatizou a reflexão de assuntos concernentes à adolescência e à vida em geral tais como: paciência, fé,projetos, inclusão, compreensão,meio ambiente,tristeza, energia interior,fraternidade.

como na compreensão de diálogos

Durante as aulas com música houve primeiramente um entusiasmo visível ao perceber que ouviriam música na aula. Quando estas eram apresentadas, aqueles que se identificavam mais com aquele tipo de música, ficavam ainda mais incentivados. Houve aqueles que não gostaram da escolha, então neste momento apareceu a oportunidade de trabalharmos o respeito às preferências de cada um. Neste momento foi importante também explicar que todos os exercícios envolvidos , principalmente o de compreensão oral, os ajudaria futuramente tanto na pronúncia

No caderno pedagógico criado para subsidiar a implementação do trabalho com música em sala de aula são apresentadas cinco músicas, cada uma com sua respectiva atividade. Na primeira unidade há uma metodologia que se aplica as demais, composta de: reflexão do tema, informações sobre a música, informações sobre o cantor, uma estrofe que compõe a música, links para acesso digital, atividades, plano de trabalho, materiais utilizados, orientações ao professor com sugestões para a sequência do trabalho e uma mensagem .

A intenção da confecção deste caderno pedagógico foi auxiliar os professores que desejam usar o gênero discursivo da música em suas aulas de inglês, proporcionar idéias e metodologias que auxiliem em seu trabalho docente de incentivar seus alunos no aprendizado da língua inglesa.A apresentação da fundamentação teórica para o uso da música nas aulas de inglês, também fez parte da estratégia para incentivar os professores quanto à metodologia aplicada.

(Parte 1 de 2)

Comentários