Auditoria dos activos

Auditoria dos activos

(Parte 2 de 12)

Responsável pelo Caixa e Preenchimento dos papéis de trabalho;

    1. – Contagem em data pré-estabelecida; Número de Caixas Existentes,

Presença de um Representante da empresa.

  1. -Em 31/12/2000, o auditor contou todo o dinheiro em mãos na Cia...............O caixa não havia concluído o registro dos recebimentos do Caixa e nem feito o Depósito Bancário do Dia. Os fundos em mãos compunham-se de cheques e dinheiro, totalizavam R$ 20.000,00. O fundo do Caixa pequeno, no valor de R$ 400,00, está sob a responsabilidade e custódia do Caixa. Depois da Contagem, o auditor passou ao caixa o controle do setor; posteriormente encontrou um depósito no extrato de conta de janeiro no valor de R$ 20.000.00 datado do dia 02/01/2001.

Pergunta-se:

    1. – O auditor fez uma contagem satisfatória?

    2. – Que oportunidade tinha o caixa de dar um desfalque?

    3. – Que outros procedimentos de auditoria deveriam ter sido aplicados por ocasião da contagem de Caixa?

4) - Contagem de Caixa realizada na empresa Cia Progresso em 01/01/2001 ás 8: horas.

R$

Dinheiro em Notas 10.000,00

Dinheiro em Moedas 250,00

Adiantamentos a Empregados – Viagens 4.500,00

Adiantamentos de Salários 2.000,00

Documentos Diversos 13.200,00 Total.................................................................... 29.950.00

Adiantamentos para viagens

Data Empregado R$

20/12/2000 Orlando Ortiz 2.000,00

01/12/2000 Marcos de Lima 1.500,00

29/12/2000 Osmar Alves 1.000.00

Total.................................................... 4.500.00

Adiantamentos de Salários

Data Empregado R$

20/12/2000 Carlos José da Silveira 800,00

20/12/2000 Regina Moraes 1.800,00

20/12/2000 Reginaldo França 200,00

Total...................................................... 2.000.00

Documentos Diversos R$

Ferragens Ferrão – Compra de Tinta NF.250 3.250,00

RPA – Serviços de Pintura 3.500,00

Fatura de Serviços de Transporte – Transroda 1.200,00

Dupl.80/99 – Fornecedor 5.250,00

Total..................................................... 13.200,00

DECLARAÇÃO

Esse Caixa foi contado na minha presença por um representante da auditoria e a mim devolvido intacto.

RESPONSÁVEL PELO CAIXA

INFORMAÇÕES SUPLEMENTARES

  • Os funcionários Orlando Ortiz e Marco de Lima já haviam prestado contas dos adiantamentos efetuados em 28/12/2000.

  • As tintas e mão-de-obra referiam-se a uma obra em construção.

  • O frete Pendente trata-se de:

R$ 350,00 – entrega de um produto a cliente.

R$ 85,000 – Compra de Materiais

2.5 - CONTAS BANCÁRIAS.

Na verificação das contas bancárias, o auditor pode valer-se de vários procedimentos para atingir seus objetivos. Entretanto, quando da sua verificação, o auditor deve preocupar-se com os seguintes aspectos:

  1. Conciliações Bancárias: obter as conciliações bancárias e certificar-se de que as pendências são decorrentes de operações normais. As pendências, dependendo de sua materialidade, devem ser cuidadosamente examinadas para evitar possíveis, ativos, passivos ou despesas não contabilizadas em seu período de competência.

  2. Confirmação: obter confirmação independente sobre os saldos bancários e, dependendo da confiabilidade do controle interno, também o extrato bancário.

  3. Extrato bancário: Selecione um período para exame no extrato bancário, contendo um período imediatamente anterior e um período imediatamente subsequente à data-base examinada, para determinar que:

  • todos os débitos e créditos são normais e foram contabilizados em tempo hábil;

  • todos os débitos e créditos pendentes de conciliações são comprovados no período subsequente; e

  • as transferências de fundos são completadas em tempo hábil.

Exemplo:

Um cheque emitido, contabilizado pela empresa e entregue ao beneficiário em 30 de dezembro de 1999 pode Ter sido descontado do banco somente em 02 de janeiro de 2000, fato esse que ocasiona uma diferença entre os registros da empresa e os do Banco, tomando como base 31 de dezembro de 1999. Para realmente se certificar que o saldo informado pelo banco ser relaciona com os registros da empresa, o auditor externo deve auditar as reconciliações bancárias. As reconciliações bancárias representam uma conciliação entre o saldo da empresa e os saldo do banco, onde são demonstradas as transações que apenas foram contabilizadas em um desses registros.

EXEMPLO DE PAPEL DE TRABALHO

Preparado por: Pereira

Revisado por: Marino

Cia Comercial

31/12/1999

TESTE DAS PENDÊNCIAS BANCÁRIAS

CHEQUES

PENDENTES

BANCO

DATA

NÚMERO

VALOR

Bradesco

10/11/99

00093

66.000,00

29/12/99

00324

100.000,00

29/12/99

00326

55.000,00

30/12/99

00328

20.000,00

30/12/99

00330

50.000,00

30/12/99

00331

10.100,00

301.100,00

Banespa

29/1299

10.096

30.000,00

29/12/99

10.097

49.000,00

30/12/99

10.101

21.000,00

100.000,00

Brasil

30/12/99

4.103

120.300,00

30/12/99

4.105

83.000,00

30/12/99

4.108

17.00,00

30/12/99

4.109

30.000,00

250.300,00

Banestado

30/12/99

00012

100.000,00

30/12/99

00013

170.000,00

270.000,00

Real

30/12/99

41.730

50.000,00

30/12/99

41.733

31.000,00

81.000,00

Itau

29/12/99

100.898

86.400,00

29/12/99

100.197

44.000,00

29/12/99

100.901

7.000,00

137.400,00

CRÉDITOS

BANCÁRIOS NÃO REGISTRADOS

BANCO

DESCRIÇÃO

VALOR

Bradesco

Desconto de duplicatas efetuado

Em 31/12/99 Duplicatas: no.338

700.000,00

No.337

400.000,00

1.100.000,00

Banespa

Empréstimo Bancário

1.000.000,00

Dinheiro transferido através de ordem de pagamento, da agência de São Paulo

300.000,00

1.300.000,00

Brasil

Duplicatas em cobrança simples e recebidas pelo banco:

Duplicatas: No.340

No.347

No.349

150.000,00

80.000,00

170.000,00

400.000,00

DEPÓSITOS NÃO APARESENTADOS

Bradesco

Depósito efetuado em 30/12/99, referente ao recebimento de duplicatas 350 a 351

1.000.000,00

HSBC

Depósito efetuado em 30/12/99, referente ao recebimento das duplicatas 353 e 354

1.500.000,00

OUTROS

ITENS

BANESPA

Duplicatas no.300 e 301 debitadas pelo Banco em função do cliente não ter pago

150.000,00

Brasil

Cheque de clientes devolvido pelo Banco

70.000,00

Itau

Débito efetuado pelo Banco indevidamente na conta da Empresa

500.000,00

Preparado por: Pereira

Revisado por: Marino

CIA COMERCIAL

31/12/1999.

TESTE DAS PENDÊNCIAS BANCÁRIAS

Com a concordância do gerente do serviço de auditoria testamos todos os itens pendentes iguais ou acima de R$ 5.000,00 e anormais.

= soma conferida.

= Verificamos a apresentação no extrato bancário para a data ao lado.

A Representa cheque cancelado, mas contabilizado indevidamente. Inspecionamos cheque com carimbo cancelado. Sugerimos o seguinte lançamento contábil:

Débito Crédito

Bradesco - R$ 6.000,00

Contas a Pagar R$ 6.000,00

Cheque emitido em 02/01/2000 e contabilizado indevidamente em dezembro de1999. Esse problema detectado por nós por meio do “CUTOFF”de cheque. Inspecionamos lançamento contábil original. Sugerimos o seguinte lançamento contábil.

Débito Crédito

Brasil - R$ 30.000,00

Fornecedores R$ 30.000,00

© Segundo o contador, esse desconto de duplicata não foi registrado em função do aviso bancário, datado de 31/12/1999., Ter chegado na empresa em 02/01/2000. Cabe salientar que o banco descontou antecipadamente juros no montante de R$ 110.000,00 2-4, os quais também não foram registrados pela empresa. Por nosso entendimento, esses valores são de competência de 1999 e, portanto, deveriam ser contabilizados nesse exercício social. Inspecionamos aviso bancário. Sugerimos o seguinte lançamento contábil:

Débito Crédito

Bradesco R$ 990.000,00
Juros pagos antecipadamente R$ 110.000,00

Duplicatas descontadas R$ 1.100.000,00

D – Esse empréstimo bancário foi tomado pela empresa em 20/12/1999, com data de vencimento para 31/03/2000. O Contrato bancário estipula juros de R$ 500.000,00, os quais deverão ser pagos em 31/03/2000, e também não foram registrados. Inspecionamos contrato bancário. Sugerimos o seguinte lançamento contábil:

Débito Crédito

Brasil R$ 1.000.000,00

Despesas Financeiras R$ 50.000,00

Empréstimos a Pagar R$ 1.000.000,00

Provisão para Juros R4 50.000,00

Cálculo dos Juros: 20/12/1999 a 31/03/2000 = 100 dias.

20/12/1999 a 31/12/1999 = 10 dias

10 dias X R$ 500,00 = R$ 5.000,00

100 dias

E- A empresa não registrou devido ao mesmo motivo mencionado no item C. Inspecionamos aviso de crédito bancário. Vale ressaltar que a empresa também não contabilizou despesa no montante de R$ 2.000,00.

2.4-, Referente a serviços prestados pelo banco na cobrança de duplicatas. Inspecionamos aviso de débito bancário. Sugerimos o seguinte lançamento contábil:

Débito Crédito

Brasil S/A R$ 398.000,00

Despesas Bancárias R$ 2.000,00

Duplicatas a Receber R$ 400.000,00

  • Inspecionamos recibo de depósito autenticado pelo Banco para a mesma data que foi registrado pela empresa.

F - Essas duplicatas tinham sido descontadas. O Cliente, Tintas S/A, entrou em falência. Inspecionamos aviso de débito bancário, correspondências com Tintas S/ª, e verificamos a inclusão dessas duplicatas no cálculo da provisão para devedores duvidosos. Sugerimos o seguinte lançamento contábil:

Débito Crédito

Duplicatas Descontadas R$ 150.000,00

Banespa R$ 150.000,00

G – Esse cheque foi depositado em 29/12/199 e devolvido em 30/12/199, em função de insuficiência da assinatura. Em 02/01/2000, o cliente emitiu novo cheque que foi depositado e compensado sem qualquer problema. Inspecionamos avisos bancários. Sugerimos o seguinte lançamento contábil.

Débito Crédito

Cheques a Receber R$ 70.000,00

Brasil S/A R$ 70.000,00

H – Representa cheque emitido por outra empresa e debitado indevidamente na conta da Cia comercial. Após solicitação da Cia comercial, o banco estornou esse valor em 02/01/2000. Inspecionamos aviso e extratos bancários e temos correspondências.

2.6 - APLICAÇÕES FINANCEIRAS.

As aplicações Financeiras são aplicações temporárias de numerário com prazo de resgate de curtíssimo prazo.

Geralmente, a sobra de numerário é utilizada pela companhia para aplicação no mercado aberto como forma de obter retorno financeiro utilizando eficazmente todos os valores disponíveis.

A verificação do Auditor para as aplicações é quase idêntica à do caixa, devendo prever os procedimentos de auditoria aplicáveis às circunstâncias que podem ser de contagem física ou de confirmação com os custodiantes, exame da documentação comprobatória das aplicações e regastes, diferenciando-se apenas quanto à apuração da receita pertinente ao exercício auditado, que deve ser contabilizada em seu período de competência.

EXERCÍCIOS:

  1. – Com base na informação abaixo, elaborar uma prova de caixa para janeiro de 2001, dando o saldo certo da Conta Bancos c/Movimento, para fins de preparação das Demonstrações Financeiras:

PELO EXTRATO DO BANCO R$

SALDO EM 31/12/2000 76.489,00

Depósitos em janeiro/2000 84.363,00

Retiradas em janeiro/2000 56.762,00

CHEQUES EM CIRCULAÇÃO:

EM 31/12/2000 3.694,00

EM 31/01/2001 8.328,00

DEPÓSITO EM TRÃNSITO:

31/01/2001 3.800,00

PELOS LIVROS CONTÁBEIS

SALDO EM 31/12/2000 72.795,00

Recebimentos em janeiro 86.563,00

Saldo em 31/01/2001 98.361,00

Durante o mês de janeiro de 2001, foram devolvidos pelo Banco 4(quatro) cheques no total de R$ 382,00, por não terem fundos suficientes. Não havia sido feito lançamento algum para esses cheques em 31/12/2000. No dia 07 de janeiro de 2001, o Banco cobrou R$ 17,00 de despesas de serviço. A empresa só descobriu em fevereiro de 2001. A 12 de janeiro de 2001 o Banco cobrou um título de R$ 1.600,00, creditando a receita na conta da empresa esta, por sua vez, registrou a cobrança no dia 04/02/2001.

2) - EXERCÍCIO

SALDO EXTRATO BANCÁRIO

R$ 276.000,00

Valores não considerados pelo Banco

Cheque no.403 de 27/12/2000

R$ 270.000,00

Cheque no. 404 de 31/12/2000

R$ 23.010,00

Aviso de débito 743 – Despesas Bancárias

R$ 5.100,00

Depósito

R$ 45.000,00

Valores não considerados pela Cia

Aviso de débito no.4606

R$ 1.200,00

Aviso de Débito no.3907

R$ 200,00

Aviso de Crédito

R$ 12.400,00

Qual o saldo contábil e o saldo ajustado?

3) O cheque de no. 441333 no valor de R$ 100.000,00 foi emitido, contabilizado e entregue a seu beneficiário em 29 de dezembro de 2000, entretanto, esse cheque só foi apresentado no extrato bancário em 03/01/2001. Sendo esse cheque o único item pendente, a reconciliação bancária para 31 de dezembro de 2000, seria de que forma:

DADOS:

Saldo do Banco (Extrato) R$ 1.201.105,00

Saldo Razão Analítico R$ 1.101.105,00

4) Em 30 de dezembro de 2000 a empresa efetuou um depósito no valor de R$ 50.000,00(cheques de outras praças ou locais recebidos de clientes). Esse depósito apareceu no extrato em 02/01/2001. Considerando esse depósito como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2000 seria apresentada de que forma:

DADOS

Saldo do Banco (Extrato) R$ 402.106,00

Razão Analítico(contabilidade) R$ 452.106,00

  1. Em 30 de dezembro de 2000, o banco recebeu R$ 75.000,00 referentes a duplicatas de clientes que estavam em carteira e creditou essa quantia na conta da empresa, que registrou essa transação em 10 de janeiro de 2000., Considerando esses recebimentos o único pendente, a reconciliação bancária para 31 de dezembro de 2000, seria apresentada de que forma?

DADOS:

Saldo do Banco (Extrato) R$ 333.000,00

Saldo Razão Analítico R$ 258.000,00

  1. - Em 29 de dezembro de 2000 o Banco Debitou R$ 7.500,00 na conta da empresa ref.juros s/ empréstimos. O Banco enviou o aviso bancário em 02/01/2001, e a empresa contabilizou essa transação em janeiro. Considerando esse juro o único valor pendente, a reconciliação bancária para 31 de dezembro de 2000, seria apresentada de que forma?

DADOS:

Saldo do Banco (Extrato) R$ 80.712,00

(Parte 2 de 12)

Comentários