Auditoria dos activos

Auditoria dos activos

(Parte 3 de 12)

Saldo Razão Analítico R$ 88.212,00

  1. – Em 31 de dezembro de 2000 a empresa assinou um contrato de empréstimo no valor de R$ 150.000,00, e o banco creditou essa quantia nessa mesma data na conta da empresa. Entretanto, a empresa somente contabilizou esse empréstimo em 02 de janeiro de 2001. Considerando esse empréstimo o único item pendente, a reconciliação bancária de 31 de dezembro de 2000, seria apresentada de que forma?

DADOS:

Saldo do Banco (Extrato) R$ 702.309,00

Saldo Razão Analítico R$ 852.309,00

  1. – Em dezembro de 2000 o Banco debitou R$ 28.000,00 na conta corrente bancária., ref. A duplicatas descontadas pela empresa mas, não pagas na data do vencimento pelos clientes. A empresa contabilizou esse valor em janeiro de 2001. Considerando essa operação o único item pendente, a reconciliação bancária para 31 de dezembro de 2001, seria apresentada de que forma?

DADOS:

Saldo do Banco (Extrato) R$ 332.454,00

Saldo Razão Analítico R$ 360.454,00

  1. – Durante o exame dos documentos comprobatórios das transações com o Banco, para o qual a Cia Alfa, mantém conta corrente, você fez as seguintes notas referentes a diversos itens fora do comum:

  • Os cheques nos. 11708 e 11709, incluídos no extrato no mês de dezembro, foram por você examinados e localizados no razão analítico nos mês de novembro;

  • O cheque de no. 11715 foi emitido para adiantamento de salário a um funcionário; entretanto, a cia Alfa esqueceu-se de efetuar o registro no razão analítico;

  • O depósito de R$ 12.000,00 em 28/12/2000 foi creditado pelo banco indevidamente na conta corrente da Cia alfa, já que este pertencia a outra companhia;

  • Os cheques de nos 11717 e 11722 e o depósito de R$ 11.000,00 efetuados em 31/12/2000 foram apresentados no extrato em 02/01/2001.

Pede-se:

  • Preparar a reconciliação bancária, com base em 31/12/2000;

  • Preparar lançamento(s) contábil necessário(s) para ajustar o razão analítico.

EXTRATO BANCÁRIO

DATA

HISTÓRICO

DÉBITO

CRÉITO

SALDO

30/11/00

Saldo transportado

118.600,00

01/12/00

Cheque no. 11711

6.100,00

112.500,00

Cheque no. 11708

9.000,00

103.500,00

Cheque no. 11709

9.500,00

94.000,00

Cheque no.11712

5.000,00

89.000,00

02/12/00

Depósito

8.000,00

97.000,00

Cheque no.11713

4.000,00

93.000,00

Cheque no. 11714

3.000,00

90.000,00

20/12/00

Depósito

6.000,00

96.000,00

Depósito

4.000,00

100.000,00

Cheque no.11715

1.000,00

99.000,00

Cheque no. 11716

5.500.00

93.500,00

28/12/00

Depósito

10.000,00

103.500,00

Cheque no.11719

9.500,00

94.000,00

Depósito

12.000,00

106.000,00

31/12/00

Depósito

12.500,00

118.500,00

depósito

15.000,00

133.500,00

Cheque no. 11720

3.000,00

130.500,00

Cheque no. 11723

8.500,00

122.000,00

RAZÃO ANALÍTICO

DATA

HISTÓRICO

DÉBITO

CRÉDITO

SALDO

30/11/00

Saldo transportado

100.100,00

01/12/00

Cheque no. 11711

6.100,00

94.000,00

Cheque no. 11712

5.000,00

89.000,00

02/12/00

Depósito

8.000,00

97.000,00

Cheque no.11713

4.000,00

93.000,00

Cheque no. 11714

3.000,00

90.000,00

20/12/00

Depósito

6.000,00

96.000,00

Depósito

4.000,00

100.000,00

Cheque no. 11716

5.500.00

94.500,00

28/12/00

Depósito

10.000,00

104.500,00

Cheque no.11717

4.500,00

100.000,00

Cheque no.11719

9.500,00

90.500,00

31/12/00

Depósito

11.000.00

101.500,00

Depósito

12.500.00

114.000,00

Depósito

15.000,00

129.000,00

Cheque no. 11720

3.000,00

126.000,00

Cheque no. 11723

8.500,00

123.500,00

Cheque no.11722

2.500,00

120.000,00

Cheque no.11.723

8.500,00

111.500,00

  1. – Com base nas seguintes informações, prepare um papel de trabalho de resumo de dinheiro em bancos em 31/12/2000.

  • Os saldos dos bancos pelos extratos bancários eram os seguintes:

BRASIL 1.100.000,00

BRADESCO 2.500,000,00

ITAU 550.000,00

  • A empresa depositou R$ 300.000,00 no Banco do Brasil; entretanto, esse depósito foi apresentado no extrato bancário somente em janeiro.

  • O banco Bradesco debitou juros sobre empréstimos no valor de R$ 150.000,00; no entanto, a empresa somente os contabilizou em janeiro.

  • Cheques no valor de R$ 250.000,00 e R$ 100.000,00 não foram apresentados no Bradesco e no Banco Itaú respectivamente.

  • Os valores de R$ 80.000.00 e R$ 70.000,00, referentes a descontos de duplicatas, não foram contabilizados pela empresa no Banco do Brasil e no Banco Itaú, respectivamente.

Marque com X a resposta correta.

  1. – Um empréstimo creditado no extrato bancário(conta corrente), mas não contabilizado pela empresa, seria apresentado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Uma despesa debitada pelo banco referente à cobrança de duplicatas em carteira, mas não contabilizada pela empresa, seria apresentada da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Um cheque emitido e contabilizado pela empresa, mas não apresentado no extrato bancário, seria demonstrado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Um cheque apresentado no extrato, mas que a empresa indevidamente não o contabilizou, seria demonstrado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Um depósito bancário apresentado no extrato, o qual a empresa indevidamente não contabilizou, seria demonstrado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Um depósito bancário contabilizado pela empresa, mas não apresentado no extrato, seria demonstrado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – O crédito referente a um desconto de duplicata apresentado no extrato, mas não registrado pela empresa, seria demonstrado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

  1. – Um cheque de outra companhia, debitado pelo banco indevidamente na conta corrente da empresa, seria apresentado da seguinte forma na reconciliação bancária:

( ) a) – aumento do saldo do razão analítico

( ) b) aumento do saldo do extrato

( ) c) – redução do saldo do razão analítico

( ) d) redução do saldo do extrato

3 - AUDITORIA DAS CONTAS A RECEBER.

A auditoria das contas a receber tem a finalidade de:

  1. - determinar sua existência e representatividade contra os devedores envolvidos;

  2. - determinar se é de propriedade da companhia;

  3. - determinar se foram utilizados os princípios de contabilidade geralmente aceitos, em bases uniformes;

  4. - determinar a existência de restrições de uso, de vinculações em garantia ou de contingências; e

e) - determinar que está corretamente classificada nas Demonstrações financeiras e que as divulgações aplicáveis foram expostas por notas explicativas.

3.1- Revisão do Controle Interno.

A revisão do controle interno tem a finalidade de determinar qual a confiabilidade depositada pelo auditor no controle interno, para que este possa determinar quais os procedimentos a serem utilizados, o momento propício de sua realização e em qual extensão.

Entrementes, cada companhia, como uma entidade diferente, utiliza os controles internos que julga importante, dependendo da materialidade, número de pessoas disponíveis, bem como número de contas a receber. Muito emborca o controle interno seja variável de empresa para empresa, é desejável que a administração estabeleça o controle interno voltado para lhe dar a segurança necessária.

Dessa foram, o fortalecimento do controle interno é necessário, desenvolvendo a administração a utilização de vários procedimentos que lhe conceda tranquilidade.

    1. Procedimentos de Auditoria

Os procedimentos de auditoria a serem utilizados para a obtenção dos objetivos determinados são dependentes da avaliação do controle interno e da materialidade envolvida.

Alguns dos procedimentos:

Contagem das duplicatas a receber;

a) Exame Físico

Contagem dos títulos a receber.

Confirmação das duplicatas a receber

b) Confirmação Confirmação dos títulos a receber;

Confirmação dos adiantamentos concedidos;

Confirmação dos adiantamentos a funcionários.

Exame Documental das Vendas realizadas

c) Documentos Originais Exame Documental dos Recebimentos das Contas a Receber;

Exame Documental de Atas de Assembléias ou de Reunião;

Exame de Contratos.

Exame alternativo das respostas não obtidas.

Soma das Duplicatas a Receber;

d) Cálculos Cálculo dos juros a Receber;

Soma dos Adiantamentos concedidos

Exame de conta de razão de duplicatas a Receber;

e) Escrituração Exame de conta razão de adiantamentos a empregados;

Exame de Conta de razão de títulos a receber;

Exame da contabilização no período de competência

Exame detalhado da documentação de venda;

  1. Investigação Exame detalhado dos contratos de venda;

Exame detalhado das aprovações de baixas de duplicatas incobráveis;

Variação do saldo de contas a receber;

g) Inquérito

Explicação para as duplicatas incobráveis ou em atraso.

Exame do razão analítico de Contas a Receber

h) Registros Auxiliares Exame do diário auxiliar das Contas a Receber;

Exame do Registro de Recebimentos;

Relacionamento das Contas a Receber com as Vendas;

i) Correlação Relacionamento dos Recebimentos com o disponível;

Relacionamento das provisões constituídas para devedores duvidosos com o resultado.

Relacionamento dos juros a receber com o resultado

Classificação adequada das contas;

j) Observação Observação dos princípios de Contabilidade;

Observação do volume de contas a receber atrasadas.

3.3- Procedimento de Confirmação.

O procedimento de confirmação é um dos mais utilizados para a determinação de que o Ativo decorrente de contas a receber é real e pertencente à companhia.

Uma vez determinada à utilização do procedimento de confirmação para as contas a receber, deve-se levar em consideração:

  1. Data-base de confirmação;

  2. Amplitude do teste de confirmação; e

  3. Tipo de confirmação a ser empregado.

As considerações referentes à data-base e à amplitude do teste de confirmação são dependentes da avaliação e efetividade dos controles internos.

O tipo de confirmação a ser empregado é algo pertinente aos desejos de evidências do auditor para subsidiar sua conclusão acerca das contas a receber.

3.3.1 - Tipos de Confirmação:

Pode ser positiva ou negativa.

Positiva: traz maiores subsídios e é recomendada para quais os devedores deseja obter resposta formal

Negativa: normalmente é utilizada como complemento da amplitude do teste de confirmação e geralmente envolve valores pequenos e antigos.

Nem todos os pedidos de confirmação serão efetivamente recebidos, uma vez que envolve companhias externas àquela auditada. Após, esgotados os recursos disponíveis para a obtenção da resposta o auditor, dependendo do resultado obtido daquelas respostas efetivamente recebidas, pode proceder ao exame alternativo:

Exames alternativos engloba:

  1. Exame documental que comprove a existência da conta a receber.

Exemplo: nota fiscal de venda.

  1. Exame documental que comprove por parte do devedor sua dívida junto a Companhia

Exemplo: canhoto de entrega.

  1. Exame documental de realização da conta a Receber.

Exemplo: Aviso bancário de recebimento.

O exame alternativo é uma das formas com que o auditor comprova eficazmente a conta a receber, porém deve ser utilizado depois de esgotados todo o recurso disponível para a obtenção da resposta.

É dependente do resultado obtido das respostas efetivamente recebidas, pois a utilização dessa prática somente envolve documentação interna que é de propriedade da companhia.

3.3.2- Realização.

A realização das contas a receber envolve o processo de auditoria voltado para a determinação de que as contas a receber estão demonstradas por seu valor líquido realizável.

O auditor deve determinar se a conta a receber é direito efetivo contra os devedores e se são reais, precisa certificar-se de que, embora estas se constituam direitos efetivos contra os devedores, serão realmente recebidas.

Exemplo:

Abatimentos no valor de R$ 10.000,00 de duplicatas a Receber não contabilizado.

Mercadorias devolvidas e não contabilizadas no valor de R$ 12.400,00

Juros auferidos sobre duplicatas a receber em atraso e não contabilizada no valor de R$ 4.640,00

Descrição

Ajuste Débito

Ajuste Crédito

Abatimentos

Descontos Concedidos- Desp.Financ.

a Duplicatas a Receber – AC

10.000,00

Devoluções

Devoluções de Vendas – Redutora .Receita Bruta

a Duplicatas a Receber

12.400,00

Juros s/ duplicatas

Duplicatas a Receber

a Juros Ativos – receita Financeiras

4.640,00

Pontos para recomendação

(Parte 3 de 12)

Comentários