Plano de emergência-COMPARTILHADO

Plano de emergência-COMPARTILHADO

(Parte 3 de 6)

Produto/ Instalação

Papel / Madeira

Localização

Toda a área interna e arredores da empresa.

Conseqüência ao Meio Ambiente

Alteração da qualidade do ar, através da emissão de gases tóxicos e particulados (fuligem).

Conseqüência ao Funcionário

Em caso de incêndios, a exposição aos gases emanados das chamas, pode causar intoxicações e asfixia. A exposição ao calor gerado pode causar queimaduras graves, com risco de morte.

Ações Preventivas e Mitigadoras

O prédio será dotado de sistema de rede de hidrantes e extintores conforme projeto aprovado pelo corpo de bombeiros.

Os resíduos deverão ser destinados conforme orientações conforme as normas de Meio Ambiente da empresa.

Equipamentos e Materiais

Rede de hidrantes e extintores portatéis próxima ao local conforme projeto.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; respirador com filtro para vapores orgânicos; botina de segurança.

Sinalização da Área de Risco

A rede de hidrantes e os extintores estão demarcados conforme norma.

Sinalização conforme normas regulamentadoras.

4.8.4 Risco: INCÊNDIO

Produto/ Instalação

Vegetação (mato)

Localização

Terrenos da empresa e área de entorno da unidade

Conseqüência ao Meio Ambiente

Grandes perdas a fauna e a flora, gerando um desequilíbrio do Meio Ambiente.

Conseqüência ao Funcionário

O incêndio da mata só atingirá algum funcionário que esteja trabalhando em área afim, como no caso da extração de argila e calcário, que tem a mata em seu entorno. Mas os ventos podem levar a fumaça até os postos de trabalho, causando incômodo aos funcionários.

Ações Preventivas e Mitigadoras

A empresa deverá realizar aceiros em suas divisas para evitar o alastramento de fogo vindo de outras propriedades; Em época da seca, a empresa deverá realizar a capina de toda sua divisa e manutenção das cercas existentes.

Em casos de suspeita de incêndio criminal, o supervisor deverá ser comunicado e caso necessário, acionar a Polícia Ambiental de imediato e comunicar o fato identificado o local do incêndio.

Equipamentos e Materiais

Pás; enxadas; cones e faixas de sinalização, Material para abafamento de fogos em mata.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; Máscaras para vapores orgânicos conforme os riscos do local; botina de segurança.

Sinalização da Área de Risco

A área deverá possuir sinalização de proibido fumar e portar material que provoque fogo;

4.8.5 Risco: VAZAMENTO, INCÊNDIO E EXPLOSÃO

Produto/ Instalação

Produtos Químicos e Resíduos Perigosos Diversos

Localização

Galpão, Área de armazenamento e manuseio.

Conseqüência ao Meio Ambiente

Vazamento – alteração da qualidade da água e do solo.

Incêndio - alteração da qualidade do ar, através da emissão de fumaças e gases tóxicos além de particulados (fuligem).

Explosão - possibilidade de contaminação do solo e da água.

Conseqüência ao Funcionário

Vazamento - queimaduras e irritações na pele e mucosas caso haja o contato. Alguns são muito voláteis gerando gases tóxicos que causam danos nos pulmões e mucosas internas.

Incêndio - a exposição aos gases emanados das chamas pode causar intoxicações e asfixia. A exposição ao calor pode causar queimaduras graves, com risco de morte.

Explosão - traumatismos, fraturas, queimaduras e morte em casos graves.

Ações Preventivas e Mitigadoras

Vazamento no depósito de produtos químicos é um local de acesso restrito, com ventilação forçada. As pessoas que têm o acesso são treinadas para a situação de emergência.

O vazamento deve ser contido com material absorvente que neutralize o produto minimizando os riscos.

O resíduo será acondicionado para a destinação adequada conforme orientações do setor de Meio ambiente da empresa.

As pessoas devem evacuar o local, as portas e janelas devem ser abertas para a devida ventilação do local.

Incêndio O depósito de produtos químicos foi projetado para dar maior segurança no caso de incêndio. As portas são corta fogo, conta com detectores de incêndio, iluminação especial, com teto rebaixado de material incombustível. Próximo tem um hidrante e extintores de incêndio. Como os volumes de produtos químicos são pequenos, é muito importante o primeiro combate, que evitará que outros produtos peguem fogo.

Explosão – isolar a área para evitar a presença de pessoas. Reorganizar o local na medida do possível.

Equipamentos e Materiais

Vazamento - Tambores para a colocação do óleo derramado; pás e enxadas, carrinho de mão; pá para transporte de areia ou farinha; cones e faixas de segurança para sinalização.

Incêndio: - Rede de hidrantes, extintores específicos de acordo com projeto.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; Máscaras para vapores orgânicos; botina de segurança.

4.8.6 Risco: VAZAMENTO, INCÊNDIO E EXPLOSÃO (GASES)

Produto/ Instalação

GLP, Acetileno, Nitrogênio e Oxigênio

Localização

Cilindros de acetileno e oxigênio que são utilizados em pequenas manutenções na área do galpão

Botijão de GLP utilizado nas empilhadeiras na área do galpão.

Conseqüência ao Meio Ambiente

Vazamento – alteração da qualidade do ar.

Incêndios – alteração da qualidade do ar, através de emissão de gases tóxicos e particulados (fuligem).

Explosão – possibilidade de contaminação do solo e da água (geração de sucatas).

Conseqüência ao Funcionário

Vazamentos - Tanto o GLP, como o ACETILENO são tóxicos por inalação e deve-se evitar aproximação das pessoas quando houver vazamentos.

Incêndio - a exposição aos gases emanados das chamas pode causar intoxicações e asfixia. A exposição ao calor gerado pode causar queimaduras graves, com risco de morte.

Explosão – As conseqüências da explosão dos botijões de GLP ou ACETILENO para a vida humana é das mais graves possíveis, podendo gerar traumatismos, fraturas, queimaduras e levar até a morte em casos mais graves.

Ações Preventivas e Mitigadoras

Os locais de estocagem dos gases são ventilados para facilitar a dispersão dos mesmos e evitar manter o ambiente saturado com gases tóxicos.

O manuseio dos botijões ou garrafas só deve ser executado na vertical, tanto do GLP como de ACETILENO, evitando impactos nos mesmos;

Na instalação, cada botijão ou garrafa deve possuir uma válvula contra retorno de chama na saída dos gases, ou nos reguladores.

Equipamentos e Materiais

Conforme projeto a ser executado, rede de hidrantes, para combate ao incêndio e resfriamento das garrafas ou botijões; material necessário para o isolamento da área e extintores específicos.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; Máscaras para vapores orgânicos; botina de segurança.

Sinalização da Área de Risco

Conforme projeto a ser executado, as áreas de estocagem dos gases possuem placas de sinalização com nome dos produtos e dos riscos conforme legislação pertinente.

4.8.7 Risco: VAZAMENTO E INCÊNDIO

Produto/ Instalação

Óleos lubrificantes, hidráulicos / isolantes e graxas

Localização

Almoxarifado e oficina mecânica

Conseqüência ao Meio Ambiente

Vazamento – O Óleo é normalmente manuseado em tambores de no máximo 200 litros, o que reduz consideravelmente o risco de contaminação do sistema de drenagem pluvial. Os grandes redutores que contém um volume grande de óleo estão dentro de salas fechadas, o que reduz a chance de contaminação (água e solo).

Incêndio – haverá alteração da qualidade do ar, através da emissão de gases tóxicos e particulados (fuligem).

Conseqüência ao Funcionário

Vazamentos- o contato acidental não causará maiores conseqüências, mas deve ser evitado com o uso de luvas adequadas e respirador com filtro para vapores orgânicos.

Incêndio- a exposição aos gases emanados das chamas pode causar intoxicações e asfixia. A exposição ao calor gerado pode causar queimaduras graves, com risco de morte.

Ações Preventivas e Mitigadoras

Vazamentos – Existe canaleta de água e óleo em proximidade da gaiola de produtos químicos na qual faz a separação de produto derramado.

Incêndio – Em caso de incêndio, estes locais possuem os extintores adequados para o combate, e deve-se evitar o uso de água para não contaminar o sistema de drenagem pluvial. Isolar a área e bloquear as drenagens.

Em caso de incêndio nos locais de aplicação dos óleos citados acima, os volumes serão pequenos, devendo ser combatidos pelo próprio operador, desde que seja devidamente treinado.

Caso fuja ao controle do operador, cabe à Brigada combater o fogo e evitar que este se espalhe, resfriando os equipamentos próximos, desligando a energia das máquinas envolvidas, evitar a presença das pessoas, isolar a área, evitar a contaminação da rede pluvial e se for o caso localizar e vedar o vazamento.

Equipamentos e Materiais

Vazamentos – material para reter o vazamento (areia); pás; enxadas, carrinhos de mão; cones e faixas de segurança para sinalização.

Incêndios – Rede de hidrantes; extintores conforme projeto em execução.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; capacetes de bombeiro, Respirador com filtro para vapores orgânicos; bota especial para incêndio; Conjunto de Equipamentos de Proteção Individual apropriado para vazamento.

Sinalização da Área de Risco

A área possui sinalização indicativa com nome do produto, riscos ambientais e o telefone de emergência e agentes extintores.

4.8.8 Risco: INCÊNDIO E EXPLOSÃO

Produto/ Instalação

Sala do servidor elétrico;

Localização

Servidor de redes

Conseqüência ao Meio Ambiente

Incêndio – alteração da qualidade do ar, através da emissão de gases tóxicos e particulados (fuligem).

Explosão – possibilidade de contaminação do solo e da água.

Conseqüência ao Funcionário

Incêndio – a exposição aos gases emanados das chamas pode causar intoxicações e asfixia. A exposição ao calor gerado pode causar queimaduras graves, com risco de morte.

Explosão – as conseqüências em caso de explosão para a vida humana é das mais graves possíveis, podendo gerar traumatismos, fraturas, queimaduras e levar até a morte em casos graves.

Ações Preventivas e Mitigadoras

Todas locais próximo dos painéis têm extintores adequados.

Todas as os paineis são mantidas trancadas.

Equipamentos e Materiais

Incêndio – Extintores específicos.

Explosão – pás e enxadas para remoção dos resíduos, cones de sinalização e faixas de segurança para sinalização.

Equipamentos Proteção

Luvas de proteção adequadas; capas para combate a incêndio anti-chamas; Respirador com filtro para vapores orgânicos; botina de segurança, vestimenta conforme Norma Regulamentadora 10.

Sinalização da Área de Risco

Possui sinalização indicativa dos riscos do painel.

4.8.9 Risco: CASO DE ACIDENTE FATAL

Produto / Instalação

Toda a área interna da EMPRESA.

Localização

Em toda a área da EMPRESA.

Ações Necessárias

  • Interrupção das atividades próximas ao local;

  • Isolamento do local do acidente e bloqueio dos equipamentos envolvidos;

  • Nada deve ser retirado do local.

  • Caso tenha necessidade, retirar apenas o necessário para atendimento de vítimas;

  • Recolher a e ART ligadas à atividade;

  • Seguir o fluxo de comunicação do PAE;

  • Fotografar o local;

  • Acionar a Polícia Civil;

4.9 Treinamentos / Simulados

- Treinamentos da Brigada de Emergência.

4.9.1 Treinamento em Combate a Incêndio:

Conteúdo do treinamento:

  • Conhecimento dos equipamentos da brigada;

  • Determinação dos postos de atuação durante treinamento;

  • Treinamento de montagem de linha de combate, em hidrantes com uso de derivantes;

  • Treinamento prático de combate a incêndio em campo apropriado para esta finalidade;

  • Instruções complementares quanto ao uso de ferramentas de apoio;

  • Recolhimento dos equipamentos usados e orientação sobre forma correta de acondicionamento dos equipamentos.

4.9.2 Treinamento em Abandono:

Conteúdo do treinamento:

  • Conhecimento dos prédios e como acionar os alarmes de abandono e incêndio de cada um deles;

  • Orientar as pessoas que trabalham no local, em como fazer um abandono conforme procedimento item 4.6.5;

  • Estabelecimento de tempo máximo para abandono de cada prédio;

  • Determinação do local de reunião das pessoas do lado de fora de cada prédio.

4.9.3 Treinamento em Atuação de Vazamentos:

Conteúdo do treinamento:

  • Os locais em que possam ocorrer grandes vazamentos como: gaiolas de armazenagem, armazenagem de lubrificante;

  • As características de cada produto através das fichas de emergência anexas ao plano;

  • Os recursos de combate aos vazamentos, as válvulas a serem fechadas e os equipamentos a serem desligados em cada local citado acima;

  • O sistema pluvial mais próximo de cada local citado acima.

4.9.4 Treinamento em Contaminações:

A Brigada de Emergência será treinada em evitar contaminações ambientais.

Conteúdo do treinamento:

  • Os locais em que possam ocorrer contaminações como: sistema de limpeza de equipamentos vibratórios, depósito de resíduos e depósito de produtos químicos;

  • As características de cada produto através das fichas de emergência anexas ao plano;

  • Os recursos existentes no local para evitar as contaminações;

  • O sistema pluvial mais próximo de cada local citado acima.

4.9.5 Treinamento em Primeiros Socorros:

A Equipe de primeiros socorros da brigada de emergência, será treinada em Primeiros Socorros:

Conteúdo do treinamento:

  • Conhecimentos teóricos de primeiros socorros;

  • Treinamento prático de primeiros socorros;

  • Conhecimento dos equipamentos da ambulância;

4.10 Divulgação

O Plano de Ação Emergencial será divulgado utilizando os canais de comunicação abaixo:

  • Será disponibilizado na rede de computadores;

  • Será divulgado no DDS – Diálogo de Segurança em todos os setores;

  • Na integração de novos funcionários e colaboradores

  • Distribuição do manual resumido do PAE para todos os funcionários e colaboradores fixos.

4.11 Atualização

A atualização do PAE ocorrerá pelo menos uma vez por ano.

O PAE deverá ser revisado se após uma ação emergencial ou um simulado se evidenciar a necessidade de fazê-la;

O PAE deverá ser atualizado se houver modificações relevantes de qualquer aspecto e impacto.

O PAE deverá ser atualizado quando a empresa implementar o LAIA.

4.12 Documentação de referência / relacionada

  • PCA – Plano de Controle Ambiental;

  • Lei 14.130/2001;

  • NBR 14.276/2006;

  • NBR ISO 14.001/2004;

  • NR – 06 da Portaria 3214/78;

  • NR – 09 da Portaria 3214/78;

  • NR – 10 da Portaria 3214/78;

  • NR – 13 da Portaria 3214/78;

  • NR – 16 da Portaria 3214/78;

  • NR – 19 da Portaria 3214/78;

  • NR – 22 da Portaria 3214/78;

  • NR – 23 da Portaria 3214/78;

  • NR – 26 da Portaria 3214/78;

  • Normas de segurança da CNC.

5 Anexos

Anexo 01 – Cronograma de treinamento/Simulados de emergência.

Anexo 02 – Telefones úteis.

Anexo 03 – Plano de verificação do sistema de combate e prevenção.

Anexo 04 – Relação dos integrantes da Brigada de Emergência.

Anexo 05 – Relação de extintores e hidrantes.

Anexo 06 – Relação de localização dos equipamentos de atendimento de primeiros socorros.

Anexo 07 – Relação de localização dos equipamentos de atendimento em ocorrências ao Meio Ambiente.

Anexo 08 – Telefone de todos os funcionários da empresa.

Anexo 09 – Plano de Emergência Externo (PAE).

ANEXO 01 – CRONOGRAMA DE TREINAMENTOS E SIMULADOS DE EMERGÊNCIA

TREINAMENTOS

MÊS

DATA HORÁRIO

TEMA DO TREINAMENTO

PÚBLICO

Setembro

07/11/14

08:00 as 17:00

Formação de novos brigadistas

Todos os brigadistas

Abril

30/04/2015

08:00 ás 11:00

Divulgação do PAE

Brigadistas / Condutores

Agosto

11/08/2015

08:00 ás 17:00

Formação de novos brigadistas

Brigadistas / Condutores

SIMULADOS

MÊS

TEMAS DO SIMULADO

LOCAL

ENVOLVIDOS

Abril

Simulado

Campo e Galpão

Todos os funcionários do prédio / Brigada

Agosto

Atendimento a Vítima

Campo e Galpão

Todos os funcionários do prédio / Brigada

ANEXO – 2 LISTA DE TELEFONES ÚTEIS

PESSOAS CHAVE EM SITUAÇÕES DE CRISE / EMERGÊNCIA

TELEFONES EXTERNOS:

FUNÇÃO

ONDE

TELEFONE

1ª Opção

TELEFONE

2ª Opção

Policia Militar

 Rua Doutor Neiva N° 166, Centro, Pedro Leopoldo

190

 

Corpo de Bombeiros

 Rua José Cota Fonseca N° 486, Vespasiano

193

3621-4388 

Polícia Florestal

 Avenida Renato Azeredo N°5961, Centro, Sete Lagoas

3774-0004

 

CODEMA

Rua Dr. Cristiano Otoni, nº 555, Centro, Pedro Leopodo/MG

3660-5109

Defesa Civil

Rua Cristiano Otoni, N° 555, Centro, Pedro Leopoldo

199

3660-5138

Polícia Civil

Rua Santa Luzia, 477, Centro, Pedro Leopoldo

197

 

Policia Rodoviaria Estadual

Avenida dos Andradas, 1.120 Centro, Belo Horizonte

190

2123-1900 

IML

Rua Nícia Continentino, 1291, Nova Gameleira, Belo Horizonte

3379-5000

3379-5060 

SINDMETA

Rua Padre Gustavo N° 125, Centro, Matozinhos 

3712-1989

 

CEMIG

Rua Comendador Antônio Alves, 53, Centro, Pedro Leopoldo 

116

 

COPASA

Rua Atrthur Malloy N° 211, Jardim Sol, Pedro Leopoldo 

115

 3662-6066

Delegacia do Trabalho

Rua Tamoios, N° 596, Centro, Belo Horizonte 

3270-6100

 3270-6176

Hospital Municipal-Eugênio Gomes (Maternidade de PL)

Rua Cristiano Otoni, N° 233, Centro, Pedro Leopoldo

3660-3700

Pronto Atendimento (P.A de Pedro Leopoldo)

Rua Progresso 985, Centro, Pedro Leopoldo

3660-2121

3660-2881

Hospital João XXIII (Pronto Socorro)

 Avenida Prof. Alfredo Balena, N°400, Santa Efigênia, Belo Horizonte

3239-9200

3239-9308 

SAMU

 Via Expressa

192

 

Guarda municipal TRANSPL

Rua 7 de Setembro, Centro 

3662-3777

3662-3681 

GASMIG

Avenida do Contorno N° 6594, 10° andar, Funcionários, Belo Horizonte 

3265-1000

 

FUNÇÃO

ONDE

TELEFONE

1ª Opção

TELEFONE

2ª Opção

Prefeitura de Pedro Leopoldo

 

Rua Cristiano Otonni, N° 555, Centro, Pedro Leopoldo

3660-3200

 

Ministério Público

Rua Bernardo Guimarães, N° 1615, Lourdes, Belo Horizonte 

3304-6200

 

Secretaria de Meio Ambiente

Rua Cristiano Otonni, N° 555, Centro, Pedro Leopoldo 

3660-5109

3660-2502 

FEAM

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/n, Serra Verde, Belo Horizonte 

3915-1000

3915-1101 

Vigilância Sanitária

Rua Cristiano Otonni, N° 555, Centro, Pedro Leopoldo 

3662-3776

UPA Vespasiano

Rua Sebastião Fernandes S/N, Centro, Vespasiano 

3661-1000

 

PESSOAS CHAVE EM SITUAÇÕES DE CRISE / EMERGÊNCIA

TELEFONES INTERNOS:

SETORES

NOME

TELEFONE

1ª Opção

TELEFONE

2ª Opção

Segurança do trabalho

Assistência técnica

Planejamento

Comercial

Controladoria

Secretária

Operação/galpão

ANEXO 3 – PLANO DE VERIFICAÇÃO DO SISTEMA DE COMBATE E PREVENÇÃO

O plano consiste nas atividades de verificação e manutenção dos equipamentos usados pela Brigada de Emergência.

É dividido em atividades feitas diariamente, semanalmente, mensalmente, bimestralmente e semestralmente.

A responsabilidade pela coordenação e acompanhamento do plano é do Coordenador da Brigada de Emergência.

A responsabilidade pela execução do plano nos locais é da Segurança Patrimonial.

A – Verificar motor estacionário da rede de hidrantes;

B – Realizar testes nos sistemas de combate da brigada e equipamentos;

C – Verificar sistemas de alarme de incêndio dos prédios;

D– Verificação dos mangotes de combate a incêndio do laboratório;

E – Esgotamento de água retida na rede de hidrantes;

F – Inspeção nos abrigos de mangueiras e hidrantes

Observação: todo o trabalho de inspeção e troca de extintores da empresa será realizada por uma empresa especializada, que todo troca, envia relatório ao SESMT.

Conforme cronograma do PAE (Plano de Ação Emergencial) preparar material para treinamento da brigada de emergência e participar do treinamento.

Para cada atividade acima existe um ficha de controle que é verificado periodicamente pelo coordenador da brigada de emergência.

(Parte 3 de 6)

Comentários